PplWare Mobile

Como funciona a Touch Bar do MacBook Pro?


Curioso desde cedo por tecnologia, procuro aprender e partilhar um pouco mais a cada dia que passa.

Destaques PPLWARE

  1. David Ramos says:

    Preferia um ecrã touch do que isto

  2. vitor says:

    David… É Inovação… Muitíssimo útil. Ao contrario de ecrã touch….

    • David Ramos says:

      Epah não me parece grande inovação. Vai ser útil, mas seria mais útil um ecrã táctil. Acho que a Microsoft inovou mais

      • Bartolomeu says:

        Um ecrã táctil vertical (que é o que sucede com o portátil) não é assim tão útil comparativamente.

          • Bartolomeu says:

            Tretas? É ergonomia e rapidez de movimentos. Um ecrã dum computador nessa posição obriga a esticar o braço com pouco ou nenhum apoio, e a tirar a mão da zona do teclado que está a usar com um movimento mais demorado.

          • Toni da Adega says:

            Isso que estás a descrever é o funcionamento do iPad pro e não de um portátil com touch. Um portátil usas rato, e quando precisares passas para modo tablet e funciona como um tablet, se necessário até tiras o teclado

          • Bartolomeu says:

            Toni da Adega, primeiro, nem todos os portáteis com touch permitem o que estás a dizer, e estamos aqui a falar dum MacBook Pro com melhor processador e GPU do que o que tu encontras nesses “portáteis” 2em1.
            Em segundo lugar se se está a trabalhar com o teclado, não se vai andar a passar para o modo tablet… o que se quer é melhorar a funcionalidade no uso do teclado e trackpad, e não levar as pessoas a clicar no ecrã na vertical.

          • Carlos says:

            Ó Bartolmeu, men, ninguém está a *obrigar* ninguém a usar o touch screen, pá. Será que os fanboys da Apple, e a própria Apple, são todos idiotas e não percebem isso ou mandam bocas para o ar a ver se pega.
            Eu no Surface Pro 3 que estou a usar neste momento raramente uso o touch screen no modo “desktop”, mas de vez em quando dá jeito. Olha, por exemplo para andar com as páginas do browser para cima e para baixo de vez em quando uso diretamente o ecrã em vez do rato. É conforme me dá mais jeito.
            Um caso em que uso o touch screen 100% do tempo é para desbloquear, porque é muito mais fácil digitar o PIN no “teclado” numérico no ecrã do que ter que andar à procura dos números no teclado normal.
            É uma questão de *opção* pá. Coisa que, como bem disse o Toni da Adega, é coisa que não tens do iPad Pro. Aí é que tens de usar o touch screen *obrigatoriamente*.

          • Bartolomeu says:

            Ó Carlos, men, ninguém aqui falou em obrigar… Discutiu-se o que é mais funcional quando se trabalha num portátil, um ecrã Touch na vertical ou algo como o Touchbar do MacBook Pro. Da próxima, men, não leias na diagonal

        • toni da adega says:

          Depende da utilização, para aplicacoes gráficas faz todo o sentido.
          Ilustração nem se fala, é mais produtivo um tablet de 300€ que um portátil (nao touch) de 3000€.
          Para uma utilização normal é indiferente.

          • Bartolomeu says:

            Tu não irias trabalhar em aplicações gráficas no monitor com ele na vertical, é disso que estou a falar. É possível ligar um tablet, como um iPad, ao computador para funcionar como input dalguns programas gráficos

          • Toni da Adega says:

            Prefiro andar só com um portátil e quando precisar de um tablet retiro o teclado. Evito andar com 1cabo, 2 dispositivos e ainda pouco algum €€€€.
            Só porque a Apple não têm não quer dizer que seja má opção.

          • Bartolomeu says:

            Toni da Adega, tanta gente que trabalha com tablets e mesas Wacom ligadas a computadores! Também não são má opção.

        • winetree says:

          Na realidade um écran touch na vertical não serve para nada, a não ser para um POS. Não estou a ver nenhum designer gráfico a encher o écran de dedada ou usar uma pen na vertical…

        • Filipe Teixeira says:

          Já percebemos que para ti utilidade está relacionado com ter uma maça ou não, podes seguir com a tua vida.

          • Bartolomeu says:

            Se nem és capaz de discutir funcionalidade do caso que aponto, talvez te tenhas enganado no sujeito da tua frase

          • Toni da Adega says:

            Altera sim porque o AiPad é o único dipositivo em que para se utilizar o teclado o utilizador é obrigado a trabalhar com touch, não há outra opção.
            Nos outros dispositivos é uma opção, a tecnologia adapta-se ao utilizador. Eu passo dias em nem utilizo o touch, tenho rato e trackpad.

          • Bartolomeu says:

            Toni da Adega, se para ti o que o iPad faz altera o que se passa num PC com ecrã táctil na vertical, deves precisar de ir a alguma consulta.
            A tua última frase só está a dar razão ao que eu tenho dito, o ecrã táctil na vertical não é tão útil como o que o Touch Bar permite ao nível do teclado.

        • Toni da Adega says:

          Sabes que dá para trabalhar sem ser na vertical certo?
          2-1 tipo surface ou iPad Pro até podes tirar o teclado. Outros podes rodar 180• e funciona tipo tablet.
          E ao contrário dos mitos pode-se trabalhar 100% sem touch se necessário

          • Bartolomeu says:

            Sabes que quando se quer trabalhar com o teclado, o ecrã está na vertical, certo? Como é que será que melhora a funcionalidade nessa situação?

          • Toni da Adega says:

            Como é que se faz com iPad?

          • Bartolomeu says:

            Toni da Adega, o que se faz ou não no iPad não altera em nada a discussão sobre o que se passa quando se usa o teclado e o ecrã na vertical, e as vantagens que se pretende com o Touch Bar no MacBook

    • toni da adega says:

      Gosto deste pormenor:

      How to connect the Lightning EarPods – As of this writing, it can’t be done

      • Ru.dua says:

        Essa é mesmo a melhor de todas.
        Uma frase tirada de um artigo no site Macworld deveria ser o slogan do novo Macbook
        “Ask not what your Mac can do for you, but what dongle you need to buy for your Mac”

        • toni da adega says:

          Nada contra em vir com porta USB-C, até acho bem.
          Mas podia ter metade USB-C, metade USB 3.1. USB-C é o futuro, mas o numero de acessórios ainda é muito reduzido.

          • Ru.dua says:

            Eu também concordo contigo nesse ponto mas pelo menos uma porta USB 3.1 devia trazer.
            Não faz sentido ter que usar um adaptador para ligar um Iphone 7, nem existir forma de ligar os Earpods que vem com ele.

          • Rui Miguel says:

            Não é preciso nada disso.

            Se tens (por exemplo) uma impressora USB-B, tens de comprar um cabo USB-B até USB-C e funciona como antes.

            Se tens um telemovel micro USB, só tens de comprar um cabo microUSB para USB-C, funciona como antes.

            O USB 3.1 tem de ser tipo C.

            O futuro é que tudo seja tipo C, e só precisarás de cabos USB-C para USB-C!

            Actualmente não podes usar o mesmo cabo da impressora com o telemovel, por exemplo. Ou ligar directamente a impressora a uma câmera fotográfica, tens de andar com invenções, no futuro poderás, e nem precisarás de adaptadores ou cabos estranhos.

          • ru.dua says:

            No futuro sim, tens toda a razão, mas agora tens que comprar cabos.
            A Apple já tem disponíveis 17 tipos de cabos e adoradores disponíveis para venda.
            Isso chama-se negócio.

          • Rui Miguel says:

            Já se viu que és simplesmente anti Apple.

            Não precisas de comprar nenhum cabo da Apple.

            Uma das vantagens é também que de o carregador avariar, podes comprar de outra marca sem ser da Apple.

            E mais tarde ou mais cedo, vais ter de trocar os cabos, por isso é melhor ser agora e tomar já partido das novas possibilidades.

    • DelScipio says:

      É preciso gastar prai 300€ só em adaptadores xD

    • Rui Miguel says:

      É um daqueles “problemas” que os outros com portas obsoletas só sonham em ter.

      Até porque não há portáteis USB-C de outras marcas…

      Cinicos!

      • Ru.dua says:

        A questão está em, não poder ligar o Iphone 7 ao Macbook sem adaptador, nem haver forma de ligar os EarPods que o acompanham sendo da mesma marca.
        A Apple falhou em não dar compatibilidade aos seus próprios produtos.

        • Bartolomeu says:

          Existe há 2 anos um cabo USB-c para ligar ao iPhone, de modo que é possível ligar sem qualquer adaptador.
          A questão dos earpods coloca-se com qualquer outro tipo de ligação, não tem nada a ver com o USB-c

          • Carlos says:

            Porra pá, a questão é que tu chegas a casa com o teu iPhone 7 novinho em folha, com os EarBuds novinhos e folha, vais a ligar qualquer um dos dois ao teu MBP novinho em folha e “foda-se, falta-me uma merda dum adaptador”. E lá vais tu dar mais dinheiro à Apple.
            É que das duas uma, ou as portas USB-B são obsoletas e o iPhone 7 não devia vir com um cabo Standard-A USB – Lightning, ou não são e o MBP novo devia ter pelo menos 1 porta Standard-A USB.
            E quem diz as portas USB diz o jack 3.5 de audio.

          • Bartolomeu says:

            Porra pá, que se lixe pá, há cabos de várias empresas, pá. Porra pá, tanta porra que tens pá!

        • Rui Miguel says:

          Haveria muito mais gente a queixar-se da incompatibilidade com o seu portátil e carregador com o iPhone.

          Se ligares para a Apple a explicar o sucedido, eles mandam-te um cabo typeC – lightning de borla.

        • ACS says:

          porque raio precisas de um adaptador? Basta teres um cabo lighting usbc

    • Bartolomeu says:

      Algo me diz que daqui a uns tempos vais olhar para um artigo do mesmo género por causa dum novo computador que te interessa comprar

  3. liberal da cerca says:

    Então e porquê?

  4. Alberto says:

    a falta da tecla fisica ESC é que deixa triste, para quem usa o teclado sem olhar para ele vai ser complicado.

  5. LM says:

    Fica a sensação que quem se queixa não tem nem vai comprar um Macbook.

    • winetree says:

      É sempre assim e vais reparando que são sempre os mesmos e é em tudo que diz Apple, não é só MacBooks. Acho que sofrem do mesmo mal que grande parte dos homofóbicos, no fundo, no fundo o que eles querem…

    • Rui Miguel says:

      Claro!!!!!

      Como é que achas que a Apple tem facturações para cima de 200 milhões de dólares por ano?

  6. skiz says:

    é tudo muito bonito a primeira. mas depois acabam por deixar de usar. ou então não vão dar um grande uso. vai só usar quando a coisa é nova e querem ver como se experimenta. depois disso acabam por deixar de lado

  7. Blash says:

    Acho piada a touchbar, vejo algumas situações em que me seria util e até podia vir só um usb C… mas abandonar a inovação que foi o magsafe é voltar para trás… quantas vezes fui salvo pelo facto que o encaixe do carregador era magnético.

  8. Dani says:

    Só acho estranho este “proibição” da utilização da barra para outros fins, como por exemplo jogos. Como desenvolvedor acho bastante interessante criar um second screen para status, escolha de armas e outras infos nesta nova barra.

  9. Toni says:

    A cerca de 2 anos adquiri um portátil com ecrã Touch e foi das piores compras de sempre. Para além das dedadas, obrigando a limpar o ecrã diariamente, as dobradiças ficam num estado lastimável. Neste curto espaço de tempo já tive que mandar para reparação 2 vezes.
    Para mim esta é das melhores alternativas (até agora) ao ecrã Touch num portátil, tirando a questão que tenho um MacBook de 2012 que ainda rola perfeitamente e o portátil em questão que só dá vontade de pôr fora com a significante descida de desempenho ao longo destes 2 anos.

    • ACS says:

      se tens um macbook de 2012 nao compres o deste ano. Espero pelo proximo e do ano a seguir pois será igual a este em design mas muito melhor a nivel de desempenho. A intel só em 2018 vai ter os chips prontos e até lá toda a gente vai começar a desenhar peças bem mais finas e poderosas para caber neste portátil. Primeira iteração é sempre má.

  10. 111111a says:

    ca #fail 😀

  11. Aguamenti says:

    O Razer Deathstalker é de membrana, não é mecânico. Esse é o Blackwidow.

  12. ACS says:

    Notificações, mensagens ou texto.
    Quase que aposto que é temporário como sempre.
    Em Junho no novo SO ou daqui a dois anos vamos receber notificações por aí. aponto mais para no proximo funcionar apenas com msg do SO apenas e depois no ano a seguir abrem a toda a gente quando todos tiverem habituados a usar a barra.
    É pratica da apple introduzir este tipo de coisas aos bocados. O parte porreira para quem comprar o macbook deste ano é que está future prof quase de certeza,

    • Toni da Adega says:

      Para receber notificações ficava porreiro, principalmente se fosse de aplicações em segundo plano.
      Mas o objectivo não é esse, é para ser uma extensão da aplicação que está a activa.

    • Bartolomeu says:

      O Guideline da Apple é bastante contra esse tipo de uso, nem faz muito sentido esse uso pois obrigaria a modificações imprevisíveis do que é apresentado no ecrã, o que afastaria as pessoas de usar como forma de input.

  13. Forever says:

    Este vai a caminho do iPhone,sempre a descer mas vendas

  14. censo says:

    Ergonomia zero. Ridículo.

  15. Rodrigo says:

    deveria ser “Não deverão também ser usadas cores fortes…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.