A Microsoft também já explorou conceito da TouchBar no Surface


Destaques PPLWARE

120 Respostas

  1. Alberto says:

    Hoje não consigo concordar convosco: ” A empresa soube criar uma máquina única e com novidades únicas.”
    Para mim conseguiram criar mais uma máquina para se manterem atualizados em termos de Hardware.

    • Luis says:

      Pois….a expressão ” novidades únicas” faz muito pouco sentido sobretudo qd o artigo se dedica a mostrar q afinal já existiam

    • dumitru says:

      Novidades únicas que nao sao únicas e sim copia das xdddd. Mas agora a realidade a MS é a empresa que mais inventa mas depois nao sabe como meter os produtos ao publico, o marketing da MS é um dos piores que ja vi, se bem que com os novos surfaces mudou para melhor

      • Flavio says:

        O problema no marketing da microsoft é o marketing boca a boca ao longo dos anos, a microsoft teve sistemas operativos maus, instaveis, produtos tambem maus, e falo por experiencia propria, e durante anos mais que suficientes pra deixar uma ma imagem. Recompor essa imagem nao é tarefa facil, principalmente porque cada vez que a microsoft poe um produto novo no mercado ha uma forte tendencia a vir com muitas falhas, e isso roubou muita confiança aos utilizadores. E nesse sentido o marketing da apple é melhor, mesmo que lance para o mercado algo que ja alguem lançou antes, ha uma grande probabilidade de ser bom e com pouquissimas falhas e facilmente aceite, podem até dizer que é pelos fanboys ou assim mas o que é certo é que quando a apple decide por o produto ou funçao no mercado, funciona.

    • The Onee says:

      exatamente, para além da touchbar não há nada de novo, não sei qual o espanto lol

      • FAB says:

        Não é nada de novo?

        Onde é que está isso no mercado?

        Estes tristes…

        • just a normal guy says:

          onde esta o que?a touchbar ninguem tem,mas é apenas uma coisa para utilizar ao princpio enquanto é novidade,depois quase ninguem vai user ou vao usar mto pouco independentemente do que digas,tirando a touchbar o que tens?um mac pro exactamente igual aos anteriores ate ao nivel do design nao evoluiram praticamente nada apenas tiraram o logo iluminado e aumentaram o touchpad que no meu entender ate fica grande de mais,tem só thunderbolts?mas isso ja ha imensos portateis que trazem,dou te um exemplo hp spectre. diz la onde inovaram?so actualizaram o hardware como ja aqui foi dito,é o mesmo com os telefones deles.so actualizam nao fazem nenhuma inovacao real.

          • FAB says:

            Que azedume…

            Não sei qual é a melhor parte, se é a do touchpad ser grande demais, ou se é a parte que estás chateadinho por tirarem o logo iluminado que já não faz sentido há muito tempo!

          • Flavio says:

            Mas porque é que achas que ninguem vai usar? Aquela barra, nao é algo adicional ao teclado, mas sim algo que veio substituir a primeira fila de teclas do teclado, ou seja, pelo menos será tao util como as teclas que ja la estavam, e pode vir a ver mais util porque adapta-se as aplicaçoes a serem usadas, e ainda se pode configurar. Nao é nada UAU mas nao deixa de ser util e que será utilizado concerteza. Continuarei a controlar a luminozidade do meu ecra, e das teclas, e o som, etc.

        • ZeTolas says:

          “Não há nada de novo” é diferente de “Não é nada de novo”… Esse português está enferrujado???

        • Joao Terra says:

          A MS só inventou esse botão mais nada, talvez rfoi buscar essa ideia a outros.

          Voces que Vêem a intel como a rainha das coisas, vamos a um exemplo que vos calo. Voces hoje têm pc´s com 2 nuceos, 4 nucleos. Foi a intel que ou a MS a inventar?? Foi AMD meus amigos e enquanto a intel e a MS andam a encher os bolsos e na copia dos outros, a AMD e outras andam a trabalhar, para no fim a MS ou intel, virem dizer ” ai e tal fomos nós que inventamos” Eu detesto a intel e a MS a esse nivel, mas voces adoram e dizm bem de uma empresa que ” mata e esfola ” para obter o lucro. É a gente que temos

        • toni da adega says:

          Tens algo nao igual mas mais completo desde 2012 chamado Switchblade UI

          • FAB says:

            “Mais completo” quer dizer “completamente inútil, lento, baixa resolução, e sem multitouch ou suporte de praticamente nenhuma aplicação third party.

        • Marco B. says:

          Estas enganado já existe alguns no mercado, por exemplo a serie Blade Pro da Razor já tem um touchpad personalizável há uns 4 anos.

        • Daniel says:

          Aqui, por exemplo: http://www.razerzone.com/gaming-keyboards-keypads/razer-deathstalker-ultimate

          Esse teclado data de 2012 e nem foram os primeiros…

        • rxl says:

          dass !!!co fanboy do diabo…apaz vai pra cama com o MAC…

      • Bruno Gomes says:

        Exatamente The one. A apple fez o que lhe competia e quando grande qualidade.

        Mas a MS também não foi pioneira, o Switchblade UI da Razer é, de longe, melhor e mais pratico que um touchbar na minha opinião

  2. MiguelDias says:

    A apple lançou com equipamentos com grafica partilhada intel(iris) e pensam que aquilo são computadores de trabalho?

    Trabalho tem que ter uma boa GTX.

  3. João Silva says:

    Engraçado, mais uma “inovação” apple. Pensada, desenvolvida com mais funcionalidades e mostrada em funcionamento de testes pela Microsoft. Mas é uma inovação apple? ou será “adaptação” a palavra correta?
    Outra grande “inovação” são as portas usb-c. E eu que pensava que o meu Lumia 950XL já tinha usb-c…… não querendo ferir susceptibilidades, com o continuum, o meu windows phone é um PC, é portátil e até se pode expandir o armazenamento.

  4. Bartolomeu says:

    A Microsoft ter explorado o conceito (parecido) não quer dizer que a TouchBar não é uma invenção da Apple. Pode-se inventar de diferentes formas um conceito.

    • João Silva says:

      Pode sempre dizer que foi inventada pela lenovo, depois foi inventada pela Microsoft e por fim foi inventada pela apple, lol

      • Bartolomeu says:

        Teclados touch já existem há algum tempo, a Apple até tinha comprado há 12 anos uma companhia que fazia um… mas ainda não tinha aparecido nada com a flexibilidade do TouchBar. O que a Lenovo fez era substituir botões por outros botões, e a Microsoft era um protótipo interno.

    • Carlos Pereira says:

      Tens razão, a Apple inventou a TouchBar. A Microsoft inventou a DisplayCover. “Pode-se inventar de diferentes formas um conceito” a Samsung também inventou um conceito parecido com o da Apple, mas esta tem processos em tribunais por causa disso lol. Agora quem vai pôr quem em tribunal? A Apple à Microsoft ou a Microsoft à Apple?

      • Bartolomeu says:

        A Samsung não foi condenada por conceitos, foi condenada por copiar o design de aparelhos e usar tecnologia que a Apple tinha patenteado. A minha frase não era suposto ser interpretada como inventou o conceito, mas antes ser possível criar invenções diferentes para o mesmo ou idêntico conceito. E o facto de a Microsoft ter um protótipo não te diz nada sobre há quanto tempo a Apple trabalha nisto.

        • Daniel says:

          Patentes essas que se não estou em erro a Apple perdeu-as recentemente por terem sido consideradas inválidas e que nunca deveriam ter existido. Já quanto ao à disputa de “trade dress” (o anedótico “round corners”) esse sim é válido, embora que absurdo (mas se funciona como deterrente na indústria automóvel é justo que possa ser aplicado ao negócio de consumer electronics também).

          • Bartolomeu says:

            Estás um pouco enganado, havia várias patentes envolvidas no caso, e ainda há pouco tempo uma parte delas foi validada.
            O trade dress do iPhone não envolvia só “round corners”, isso foi apenas para uma das patentes de trade dress do iPad.

          • Daniel says:

            Bartolomeu, quanto ao trade dress, não me viste em lado algum dizer que as de “trade dress” era somente a do “round corners”, foi somente exemplo (anedótico exemplo) para quem não sabe o que é “trade dress” perceber (pois se disser “trade dress” duvido que muitos saibam o que é, se referir o absurdo caso dos “round corners” quase todos saberão do que se fala). Até porque a Apple já viu diversas design patents que usava em casos em tribunal serem invalidadas pelo USPTO nos últimos anos.

            Já quanto às outras patentes, a Apple perdeu o caso em recurso quanto à indenização em Fevereiro deste ano, sendo que em 3 patentes só uma foi considerada válida (de tornar números de telefone em acções que permitem chamar com um click, o que é estranho tendo em conta que o skype, por exemplo, faz isso aos anos existindo prior art – motivo pelo qual todas as outras foram invalidadas, no entanto o juri considerou que a Samsung nem nessa violou a patente), sendo que as outras duas foram consideradas inválidas (“slide-to-unlock” e “autocorrect”).
            Quanto à “slide-to-unlock” a Apple conseguiu reter a patente em recurso agora em Outubro. No entanto isso no caso americano, na Alemanha essa mesma patente foi invalidada sem recurso (e um ano antes).

            Ao todo a indenização que a Samsung deveria de pagar passou de mil milhões de dolares a “meros” 98 milhões, isto se não houver mais desenvolvimentos.

            Mas boa tentativa.

          • Bartolomeu says:

            Daniel,
            “o anedótico “round corners””, leva a essa interpretação, estando tu a referir directamente “à disputa de “trade dress”” específica do iPhone.
            No outro caso ainda há poucas semanas o tribunal invalidou a decisão de Fevereiro a que te referes, dando razão à Apple.
            http://www.bloomberg.com/news/articles/2016-10-07/apple-wins-appeal-reinstating-119-6-million-samsung-verdict
            A patente de “reconhecimento” de números (entre outras coisas) da Apple, já tem 20 anos, foi criada e usada nos sistemas da Apple quando ainda nem havia Skype.
            Mil milhões é do caso de “trade dress” (que irá pagar alguma coisa), 98 milhões é a parte respeitante à patente “de “reconhecimento” de números (entre outras coisas)”

    • João says:

      Esta foi de mestre.

    • Alexandre Carvalho says:

      Apesar de concordar, gostava que toda a gente fosse sempre coerente, porque provavelmente o teu post vai ser muito apoiado, mas se aparece algo da Microsoft, que seja parecido com outros lados, já a Microsoft copiou. Já vi isso várias vezes, sempre que é Apple é “inovou” sempre que é outras empresas é “copiou”.

    • Mike says:

      Touchbar já existe há algum tempo – até a Lenovo chegou a usar.
      A Apple melhorou o conceito, nada mais. Aliás, coisa que geralmente a Apple é boa, é melhorar.
      No entanto, esta touch bar não passa de uma solução ultrapassada, que não é prática e que ninguém quer saber.

      • Bartolomeu says:

        O que lenovo tinha era substituição limitada de teclas, e foi criticada pela fraca funcionalidade. O que a Apple fez vai muito além da substituição de teclas e é quase como segundo ecrã para funcionalidades extra.

      • Flavio says:

        Ninguem quer saber? como sabes isso? agora sabes o que os outros querem ou nao saber?

    • Gustavo Dezen says:

      E também não quer dizer que é uma invenção da Microsoft, eles apenas inventaram um macbook com este recurso, e não o recurso em si!

  5. Jack says:

    Esta é bem fixe. Tem, de qualquer forma, ser mais apelativa ao consumidor! 😀 eheh

  6. João says:

    “Pode não ser perfeita, mas a TouchBar mostra o futuro e como as interfaces e os dispositivos de inserção de dados vão mudar.”
    Engraçado, que todos os grandes sites de “reviews” dizem perfeitamente o contrário.
    Touch Screen, were are you?

  7. SergioM says:

    Chamem o FAB para ele vir dizer que o Surface não tem USB-C

  8. Carlos says:

    Eu acho que a diferença entre “botões” e o que a TouchBar faz é que a TouchBar faz mais que botões, é mais flexível, e por isso mais útil, que simples botões.
    Se fossem simples “botões” não havia vantagem nenhuma substituir as teclas físicas pela TouchBar.

    • Bartolomeu says:

      Sim, o TouchBar faz muito mais do que botões e ao que parece a pessoa até se pode modificar algumas coisas. Creio que é isso que compensa e ultrapassa o que se perde em memória mecânica nalgumas coisas.

  9. paulo g. says:

    Penso que essa coisa no ubuntu funciona com uma combinação de teclas, a tecla super juntamente com uma outra dos algarismos (exemplo: Super+1), em que os programas podem ser mudados no menu através de arrastamento… apenas não está no teclado físico, e no teclado físico não dá para alterar as posições. Estou a usar um teclado que tem uns aninhos e que tem teclas programáveis… como prog1, etc….até o volume e www.

  10. censo says:

    Provavelmente o conceito foi abandonado pela ergonomia do mesmo e consequências para o utilizador.

    • PilotEyes737 says:

      Exato. Até porque esse teclado é ’touchscreen’ e adapta-se à aplicação que estamos a usar.

    • FAB says:

      Deu-me vómitos só de ver essas coisas…

      Mas a parte boa é que me fizeste rir ao comprar isso com a TouchBar…

      • Alpha says:

        Os vómitos foram de teres assistido à apresentação com aquelas cores todas. Já sabemos que a Apple é uma marca “colorida”, mas não havia necessidade de exagerarem.
        Quanto ao gimmick da touchbar, não é obviamente NOVIDADE nenhuma, e dá um ar achinesado à coisa. Ainda por cima retiraram o leitor de sd, parvoíce; por falar nisso, não tiveram coragem para retirar o Jack 3.5, essa tecnologia arcaica e desnecessária??

  11. alberto da ponte says:

    mais uma re-inovação!

  12. Rui Miguel says:

    Claro que a Microsoft já andou a testar águas, assim como muitos outros e como a Apple.

    O que interessa é o que sai para o mercado, e se isso é verdadeiramente funcional e produtivo.

    O da Apple já está no mercado, é a cores, é rápido, já tem integração com tudo da Apple, já tem integração com Photoshop outros programas inclusive Microsoft Office.

    O da Apple também tem TouchID, coisa que a Microsoft não tem, e Apple Pay, que é algo que também não assiste à MS

  13. vitor says:

    Criou algo de novo… Sim provavelmente o preço……. Estagnou a inovação…

  14. Joao Terra says:

    O conceito já foi tinha sido criado e foi pela MS? A MS não cria nada.

  15. irlm says:

    achei mais interessante a novidade do surface dial do que o touchbar

  16. Carlos says:

    “máquina única e com novidades únicas”… AHAHAHAHAH

  17. Ru.dua says:

    LOL
    Ainda não passaram 24h e a Amazon já está a vender os novos MacBook com desconto até 360$!

  18. Zé Carlos says:

    “reinventado e melhorado a todos os níveis”
    TOP LOL

  19. JJ says:

    Sinceramente, só vejo alguma utilidade disto, para computadores que não tenham ecrã táctil.

    No caso da Microsoft, como aposta é em computadores híbridos, esta função deixa de ser necessária.

  20. Magano says:

    O meu HP Pavilion EP DV5-1040p de 2007 já tinha touchbar… Não me parece uma invenção Apple…

  21. Mário S.M says:

    Eu quero lá saber o que é que a Microsoft anda a fazer ou deixa de fazer nas suas horas vagas, a verdade é que o MBP tem uma barra espetacular, com TouchID, e funcionalidade verdadeira, e a Microsoft, a Razer e etc. não têm.

  22. MIguel says:

    isto do touch bar é unico? o surface book não tem, mas é muito mais inovador que este mac. E com ferramentas mais inovadoras.
    Outra coisa: este mac praticamente não tem portas. é inovador se eu quiser ir para um café trabalhar com o mac e ter de levar comigo uns quantos adaptadores?

  23. gomes says:

    ha muitos e muitos anos que a hp tem um versao de touchbar nos portateis da linha elitebook deles, nao tem nada de revolucionario nisso, quando muito eles podem ter evoluido um pouco algo que ja era usado ha mais de uma decada por outras empresas

  24. MIguel says:

    a serio que o mac book pro retina (basico) mais potente que o novo basico? looool

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.