PplWare Mobile

Sucesso comercial do iPhone 11 leva a Apple a ter que aumentar a produção


Fonte: Nikkei Asian Review

Redator

Destaques PPLWARE

  1. pauloj says:

    wait,…. huuummmm,…. da-lhe iphone … telefone banal que custa uma fortuna,… hehehe!

  2. O JE says:

    “O iPhone 11 tem sido dos smartphones mais elogiados e desejados da atualidade.”
    HAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAH

  3. Jota says:

    “Sucesso comercial do iPhone 11”? Só pode ser brincadeira, ou merkting! Tenho a certeza que o iPhone 11 será o iPhone menos vendido da história!

    • Nuno says:

      Disseram o mesmo em relação ao iPhone XR e acabou por ser o smartphone mais vendido da primeira metade de 2019

      • Paulo says:

        E não te esqueças do que disseram em relação aos modelos anteriores. E quando surgiu o iPad? Ia ser um fiasco, blablabla. Enfim, deixa-os falar. Sentem-se bem assim. Don’t feed the trolls 😉

  4. Tiago says:

    Caso para dizer: CHUPA QUE É DE MAÇÃ! Ahahahaha.

  5. Jorge Gomes says:

    Eu estive numa app stor no dia do lancemento e as pessoas faziam fila para os comprar, eu so fui para os ver, ainda vou continuar com o iphone 5s, por mais uns tempinhos.

  6. Jorge Gomes says:

    Os iphones, os tablets , sao as marcas de preferencia das crianças, e também de muitos adultos, embora eu reconheça que nao é superior a nenhum outro telefone, é so marketing, vou a varios centros comerciais dar uma volta e ainda nunca vi uma criança ou adolescente ir jogar num tablet sem ser da maça, ou outros para eles nao existem, em tablets admito que o ipad é o numero 1, podem dizer o que quizerem.

  7. João Tavares says:

    Produziram poucos para simular que não chegava para a procura…. Marketing….

  8. albino negro says:

    ena que os hatters estao em força…

  9. Fixo says:

    Por falar nisso, ultimamente não se tem falado da Apple ir pelo cano, etc.

    Para os distraídos a Apple está a valer, outra vez acima de 1 bilião (milhão x milhão) de dólares.
    Ao certo 1,03 Bi (com a Microsoft a valer 1,05 Bi, mas não tem sido tão afetada pela guerra comercial EUA/China).
    A Google “arrasta-se” nos 839,1 mM (mil milhões).

  10. Njag says:

    pplware põem lá outra nova noticia das apps maliciosas da play store para o pessoal do Android ir se divertir a desinstalar as aplicações em vez de virem para aqui se aziarem.

  11. sakura says:

    Lol…. sem a China e Índia o ios não é rentável….. 25% de share. Só pro isso gosto do trump.
    Bulling na escolha por não ter imessage (professor <-?)
    A apple e os users da apple passem que são o que?
    Superiores….

  12. SANDOKAN 1513 says:

    Uma coisa é certa,que se vendem,eles vendem.E,por sinal,como pãezinhos quentes.Mesmo a 829 euros o modelo mais barato deste iPhone 11(cerca de 166 contos na moeda antiga),há muita gente que os compra,mas mesmo muita.E segundo se vê nas páginas das redes sociais das operadoras de telecomunicações há muita gente que os compra a crédito e às prestações.Eu não o faria mas cada um sabe da sua vida.

    • Nelson Lavrador says:

      Há muita gentinha doente á procura de status ás prestações mas tb se calhar é o msm pessoal q pede empréstimos para ir de férias ou tem um mercedes á porta de um barraco…

  13. Daniel says:

    Nunca tive nenhum problema técnico com meus iPhones. Sempre foram perfeitos, em termos de performance, segurança e realização do que se propõem. Quem fala mal de iPhone é porque nunca teve ou nunca comparou. Estratégia de marketing bem feita para este lançamento? Só prova que eles sabem como fazer as coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.