Quantcast
PplWare Mobile

Cuidado com processadores Intel que compram! Há cada vez mais falsificações vindas da China

                                    
                                

Fonte: HKEPC

Autor: Pedro Simões


  1. Euéquesei says:

    Esta cena das falsificações é muito difícil de combater.
    Mandei vir do ebay uns xiaomi airdots e só a muito custo consegui perceber que eram falsos…
    No meu caso nem m me preocupo muito porque funcionam bem e dão para o que quero e valor foi baixo.
    É um problema sem solução aparente dado que só após pagamento e recebimento conseguimos testar se é original ou não.
    No meu caso, daquele vendedor não vem mais nada e levou feedback a reportar a situação.

    • fc says:

      O facto do valor ser baixo, ou abaixo do que seria normal é logo um bom indicador porque ninguém anda a oferecer nada. Se o negócio é bom de mais para ser verdade é porque não é verdade.

      • Euéquesei says:

        Neste caso em particular a diferença entre falso e verdadeiro é de apenas uns 4 ou 5 euros. Não seria pelo preço que ia saber se era falso ou não.
        Agora quando estamos a falar de diferenças de dezenas ou centenas de euros, aí sim, dá para desconfiar.
        Nestas situações , das duas uma, ou é falso ou então é verdadeiro mas foi roubado, desviado, emprestadado, etc…
        Mas pronto, os earphones até funcionam bem, do mal o menos.

    • Joao says:

      Por curiosidade, como identificaste a falsificação?

  2. mc says:

    Não vamos falar de semicondutores senão aí…

  3. Dalex says:

    Neste caso apresentado quem é que vai suspeitar que a propria Amazon vai vender um produto contrafeito?

  4. Avlis says:

    “Cuidado com processadores Intel que compram! Há cada vez mais falsificações vindas da China”
    Só processadores? E tudo o resto?
    Mas a culpa não é só deles, é também de quem compra e das empresas que vendem.
    Culpa de quem compra, pois sabe que os produtos vindos desse pais na grande maioria são de origem duvidosa, e se a isso se juntar um preço impossível de alcançar sendo verdadeiros.
    Culpa das empresas que vendem, pois sabem que são produtos falsos, procurando única e simplesmente obter o máximo de lucro possível.
    Por isso é que eles aos poucos vão dominando o mercado, até que um dia quando o obtiverem todo, praticam os preços que bem entenderem e quem quiser paga o que eles pedem e não reclama.
    Vejam o exemplo das lojas dos Chineses, quando apareceram era tudo muito barato e de baixa qualidade, mas como era barato toda a gente lá comprava, não se preocupando com a qualidade. E o que aconteceu? As lojas Portuguesas, com produtos ocidentais e de qualidade fecharam todas. Agora vejam os preços que eles praticam nas suas lojas, são muito superiores, mas como acabaram com a concorrência todos são obrigados a lá comprar.
    Esta é a política deles, dominar e destruir a concorrência para depois governar e impor a seu belo prazer.

  5. Shark says:

    È bem feito para as marcas, continuem a mandar fazer material na china para depois os gajos copiarem tudo e tirarem ideias para depois transformarem em clones chineses 🙂

  6. falcaobranco says:

    Mais uma vez… uma facada numa marca grande vinda da china… continuem a comprar e a fazer cenas na china e depois claro, tem que haver falsificações…

    Mas no entanto não compreendo uma coisa…com tanta casa de informatica pelo mundo fora, nós mesmo cá em PT temos imensas…porque foi comprar um processador pela Amazon? Faz-me confusão, sinceramente, estas pessoas comprarem coisas fora do “contexto” normal…

    • Fulano says:

      Comprar na Amazon não é o problema. O problema é que a malta vê o mesmo processador a metade do preço vindo da China e feitos “espertos” vão logo a correr comprar.
      Obviamente que a própria Amazon vai começar (Se já não o está a fazer) a controlar certos vendedores, porque falsificações existem sempre … Por isso é que muita “jente” compra “Luiz Voittôn” e “Kalvin Clein” da feira e andam na rua a mostrar 😉

    • Joao says:

      É mais fiavel a amazon que essas “casas de informatica” de que fala. Sobretudo o serviço post-venda. Estamos em 2020, esse tipo de negocios de que fala têm os dias contados.

  7. Fulano says:

    Almoços grátis era com o Bruno de Carvalho… Depois viu-se porquê. 😉

  8. Cisco says:

    Nada que não tenha sido já feito por vários países asiáticos: Japão, Coreia do Sul, Indonésia, etc., etc..
    Para aproveitar mão de obra barata deslocaliza-se a produção e depois eles aprendem e aproveitam o ignorante ocidental. Capitalismo puro e duro.

  9. JCFB says:

    Depende de onde compram. Ja mandei vir do ebay um xeon, uns quantos athlon 64 e uns c2d e funcionam bastante bem. Para processadores modernos prefiro ir à loja e comprar um Ryzen

  10. rui coelho says:

    da china só vem falsificações,eles sabem fazer alguma coisa de jeito,lixo e doenças

  11. Joselito says:

    Tudo o q vêm da China é prejudicial!

  12. Nitrox says:

    Os meninos (Governantes) deste bloco deixaram ir todas as fábricas para lá, agora, até mascaras e outros produtos de valor acrescentado, isto não era só rosas (preços baixos)!!!!

  13. Sousa says:

    Eu comprei 2 processadores i3-9100. Um na Castro Electrónica e outro na Mbit.
    A da Castro Electrónica além de demorar bastante tempo a chegar, veio sem a caixa original, sem cooler e sem nenhuma informação do n.º de serie do processdor.
    O da Mbit veio rápido e impecável, com caixa original, cooler e com a informação do n.º de serie.
    Dá que pensar…

    • Pedro says:

      Cuidado com a Castro Electronica, aquilo é pior que comprar na China, para além de que te sujeitas a ficar sem dinheiro, pois reclamações deles na internet é o que não falta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.