PplWare Mobile

SuperCharge – Como funciona o carregamento rápido da Huawei?


Daniel Jesus

Curioso desde cedo por tecnologia, procuro aprender e partilhar um pouco mais a cada dia que passa.

Destaques PPLWARE

26 Respostas

  1. Artur Santos Silva says:

    Gostaria de deixar um reparo. O termo correto é “Tensão” e não “voltagem”.

  2. David Guerreiro says:

    O Dash Charge da OnePlus também funciona de um modo semelhante

    • K says:

      Nem diria semelhante, o método parece mesmo igual (tensão constante baixa, corrente elevada e variável), sem conversão de nada do lado do telefone para o manter frio. A diferença está nos valores usados que a tensão é ligeiramente mais baixa e a amperagem ainda mais alta mas mantém as vantagens do Dash. Já tinha sido provado muitas vezes anteriormente que este é um método melhor que o quick charge, só é mais chato porque exige requisitos mais rígidos que o método da tensão mais elevada variável (cabo mais grosso, etc).

  3. Old School says:

    O meu Oppo usa o VOOC e carrega 80% em 30 minutos….desde 2014.

  4. João Santos says:

    Carregamento mais rápido tudo bem mas não esperem que as baterias tenham a mesma longevidade. É preferível fazer carregamentos lentos e frequentes das células durante o dia do que carregar a células de uma forma rápida a não ser que estejam dispostos a mudar as baterias ao fim de um ano.
    Todos os meus dispositivos com baterias de lítio faço uma carga lenta nunca deixo esgotar a carga. Todas as minhas baterias tem durando mais de 5 anos sem problemas.

    • Jona says:

      o normal do povo que faz carregamentos lentos deixa-os durante a noite….ou seja vao ate aos 100% e ficam a 100% metade da noite…com carregamentos rapidos….consegues ter cargas entre 20 a 80 % em meia hora….que nao faz um ciclo completo…ou seja…..a bateria dura muito mais…os processadores novos tambem consomem muito menos. a minha bateria dura-me 2 a 3 dias (se desligar os dados moveis, mas com wifi e bluetooth 24h) e em meia hora tenho carga para mais 2 dias…..por isso uma coisa compensa a outra…..

      • João Santos says:

        Eu nunca deixo a carregar durante a noite e muito raramente deixo chegar aos 100%.
        Normalmente carrego até aos 90 a 95%, prefiro fazer cargas curtas ao longo do dia e nunca deixo abaixo dos 20%. Julgo que assim será o procedimento mais correto.

    • Artur Santos Silva says:

      Penso que aqui a questão dos “carregamentos rápidos” é exatemente essa. Não é nada de novo em termos elétricos, que se carregarmos um telemóvel com um carregador com maior intensidade, o carregamento é mais rápido…quem nunca carregou o telemóvel com o carregador de um tablet com 2 A ou mais?
      A questão será mesmo de como a bateria irá reagir no longo prazo com carregamentos de maior intensidade…e aí penso que as marcas estão evoluir no bom sentido. Conseguem evitar o sobreaquecimento (uma das razões para uma rápida deterioração da bateria), bem como a gestão da corrente que “entra” no carregamento (quando a bateria está fraca, a corrente induzida é bem maior, quando chega aos 80/90% a corrente baixa para os níveis “normais”).
      Apesar de ser relativamente recente, penso que os carregamentos rápidos funcionam bem, sem danificar as baterias a médio prazo. Costumo acompanhar as noticias acerca de tecnologia e não noto queixas acerca das baterias nos utilizadores que têm telemóveis com carregamento rápido.
      No meu caso pessoal, tenho o telemóvel há mais de um ano e não notei quebra nenhuma na bateria…

    • K says:

      Há essa linha de pensamento, realmente. Mas nunca vi em lado nenhum que isso era realmente assim. Aliás, os engenheiros da oneplus vieram uma altura contrariar essa noção (acho que foi num IMA no Reddit, é uma espécie de entrevista). Segundo eles, carregar rápido não é exactamente um problema sendo excesso de temperatura muito mais prejudicial a uma bateria. Até aqui um estava relacionado com o outro directamente, quanto mais rápido, mais aquecia. Mas com o Dash/vooc eles moveram os componentes que aquecem do telemovel para o carregador, eliminando o problema. Eles também adicionaram que o facto de carregar rápido diminui o tempo que o telemóvel está ligado e a receber energia, o que eles disseram ser positivo.

      A verdade é que o meu ex oneplus 3 com 3 anos ainda dura praticamente o mesmo que durava novo e realmente pouco ou nada aquece quando carrega (já o carregador…). Não sei se aguenta os 5 anos que tu mencionas mas até aqui está bom e parece confirmar o que eles afirmaram.

  5. Rodrigo--- says:

    E ha uma característica no P10 relacionada, o telemovel fica sem bateria aos 2% e desliga, nao chegando aos 0%

  6. rjSampaio says:

    FYI os powerbank da Xiaomi 10000mAh PRO (PN PLM03ZM) conseguem fazer carregamento rapido da Huawei

  7. Rui says:

    Tenho um Honor 9 que segundo as especificações de carregamento são: 9V/2A. Será que os carregadores Quick Charge 2 que têm as mesmas especificações são compativeis com o meu telemóvel? Não consegui encontrar a resposta depois de alguma pesquisa, pois queria comprar um segundo carregador e um outro para automóvel. Obrigado desde já a quem poder disponibilizar o seu conhecimento e tempo.

  8. ze says:

    É importante referir e não o vi aqui, que mais importante que ter correntes mais elevadas, é necessário existir um conversor de corrente contínua associado a um regulador de cargas que efetuem a gestão e a modulação das tensões e correntes envolvidas para o carregamento rápido. Escusado será dizer que a questão dos aquecimentos tem haver com estes circuitos, pois deverão estar dimensionados a funcionar em regimes que não sejam de saturação.

  9. Belmiro says:

    Os problemas de duração em ciclos da bateria só se apresentam para quem compra usado. Quem compra novo livra -se do terminal muito antes da bateria dar problemas. Por exemplo quem tem um iPhone 6 ou 6s vai se calhar comprar o iPhone 8 ou X, e quem comprar esse iPhone 6 usado, esse sim vai começar a ter em breve problemas.

    Daí que não entendo a sobrevalorização de modelos Premium com bateria fixa como usados, já que é nessa altura que os problemas vão aparecer

  10. Veigas says:

    Tenho um Mate 9, e com o Supercharger o telemóvel não fica frio, longe disso. Fica sim algo para o morno, mas nota-se bem que há aquecimentos da bateria usando tal tipo de carregamento.

  11. Rpinto says:

    Podemos utilizar um poweebank ou um outro carregador convencional? Ou o tem que possuir sempre esta tecnologia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.