Quantcast
PplWare Mobile

Energia: Bitcoin é mais eficiente que o atual sistema de pagamentos?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. joao says:

    Ja havia estudos sobre isto a muito tempo. Nao e propriamente um novidade…
    Como de costume, os baroes do FIAT e que temtam tudo para que a malta nao deixe de usar as moedas tradicionais.
    Mas como ha GeNtE qUe GoStA dE fAlAr PoR fAlAr……..

    Bitcoin esta para ficar, se nao gostem, nao usem. Mas nao venham dizer m&%$s sem jeito so para dizer que estao a participar na conversa…

    • Manuel da Rocha says:

      Falta ali um pequeno pormenor: quem valoriza as criptomoedas são quem ganha 70000000000000000000000 de dólares por mês com a sua compra-venda-mineração. Depois da droga e do racismo, as criptomoedas são as mais lucrativas operações do mundo, só que, abaixo dos 43000 dólares, por bitcoin, as coisas mudam de figura e gastar 3000000 milhões de dólares, por semana, para manter a operação são “só” 10000 vezes mais do que a energia gasta nos EUA e Europa com pagamentos electrónicos ou em dinheiro. Além que 100% do mercado de criptomoedas é controlado pelas empresas que as valorizam, as mesmas empresas que nos dizem que 1 bitcoin pode valer 20000 dólares ou 6000000 milhões de dólares, por unidade.

    • Stanley says:

      Keynesiano FIATeiro é tudo safado. Apesar das ideias do tido cujo terem impulsionado as civilizações numa velocidade sem igual (aquelas economicamente espertas), a esculhambação com o futuro parece cada vez mais certa. (esta afirmação é apenas uma opinião, sem validade acadêmica)

  2. compro essa também says:

    Que cebolada, e assim a sopa foi estragada !!! …

    🙂
    😉

  3. gambuzino says:

    Este estudo é ridiculo, falicioso e enganador, metam lá mas é os custos energeticos da MINERAÇÃO de bitcoin (e já agora todas as outras centenas de crypto que ai andam) e depois falamos.

    • Mig-21 says:

      «..o uso total de energia do sistema de pagamento clássico é de 4.981 TWh/ano, suporta 3,14 trilhões de transações por ano e usa 1,58 kWh por transação. Bitcoin sem Lightning tem um consumo total de energia de 88,95 TWh/ano, pode fazer 133 milhões de transações por ano e usa entre 460 e 653 kWh por transação.«

      FIAT->1.58kWh/transação
      BTC->460 a 653 kWh/transação

  4. Jorge Carvalho says:

    Acho curioso terem incluído ATM’s e PÓS no sistema tradicional, mas excluído as mesmas na crypto.

  5. George Orwell says:

    Se tivermos em conta a mineração com milhões de placas gráficas de topo, com todo o respeito pelo Pplware, tenho dúvidas sobre esta notícia. Porém, a tendência será essa, um menor gasto de energia. Senão vejamos :
    Segundo as mais recentes notícias e dados da Coindesk, a BTC está a sofrer uma desvalorização acumulada recorde acima de 50 %. Por seu turno, a ETH desceu mais de 8% nas últimas 24 horas.
    A Coinbase anunciou o despedimento de mais de mil trabalhadores, e não ficou por aqui, avisou – quem te avisa teu amigo é – para a chegada de um “winter”, porventura rigoroso no mundo dos criptoactivos ( prefiro esta designação a criptomoeda, uma vez que é muito reduzido número Estados que lhe deram curso legal como “currency”, foi o caso de El Salvador, que utiliza energia de um vulcão para mineração, mas que agora está literalmente a arder, sendo muito mais numeroso o número de Estados que a criminalizaram com é o caso da China, Arábia Saudita e Turquia )

    Poderão dizer os detentores, com toda a verdade, que o valor dos criptoactivos continua em si mesmos, o problema é que estes milionários não conseguem comprar um paposeco ou uma 0.25 l de água de nascente de marca branca num qualquer supermercado perto de si, mesmo que deixem um BTC de gorjeta – em jeito de “keep the change” !

    O “buy low, sell high” do detentor de criptoactivos depende novas entradas na cadeia, logo, quando estas decrescerem significativamente, e não faltarão motivos de pânico para tal, o rebentar da bolha fica logo ao virar da esquina sem que as empresas que a convertem para moeda fiduciária tenham “stock” desta para satisfazer todos os pedidos. É que, a tão livre criptomoeda compreende necessariamente também a plena liberdade de manipular o seu mercado, total inimputabilidade e falta de personalidade jurídica, além da liberdade das empresas de conversão ou “exchangers” não terem de assegurar um qualquer “ratio” de cobertura ou provisão, pelo que a suspensão de pagamentos por parte das grandes “exchanges” arrastará todas as outras impondo a questão seguinte :
    Se os detentores de criptoactivos sentem tanto desprezo pela moeda fiduciária e tanta admiração e confiança pelos criptoactivos, nomeadamente pela sua liberdade e descentralização, porque motivo acorrem em massa às “exchangers” para as vender em troca por moeda fiduciária, ao ponto destas terem que suspender os pagamentos ??

    Aliás, um sistema económico evoluído não pode viver apenas de transacções irreversíveis, pelo que o modelo “blockchain” é manifestamente insuficiente, para não falar na alta volatilidade dos criptoactivos incompatível com uma planificação de poupança e investimento por empresas ou famílias e muito menos com um curso legal monetário universalmente aceite.

    É certo que a moeda fiduciária, desde o abandono do padrão ouro, tem vindo a sofrer severos danos reputacionais. Mas nos tempos actuais, muito se fala na indexação de moedas estatais digitalizadas a “commodities”, ou seja, a superveniência dos criptoactivos veio por a nu as moedas fiduciárias e impor a estas a necessidade de se se voltarem a “vestir” de valor intrínseco objectivo, no fundo, o contrário da Lei de Gresham, neste caso, a boa moeda expulsa a falsa moeda, isto por que, se no meio social a Economia é a substância e o Direito a forma, ambos, tal como a natureza, têm horror ao vazio (e ao virtual) e, ao invés, muito apego a uma actividade produtiva de bens e serviços com utilidade social.

  6. compro essa também says:

    Mas controlado apenas por empresas ….

  7. AndroidPolice says:

    A coisa está preta, muito preta mesmo para as cryptomoedas.
    Era suposta a Bitcoin não cair abaixo dos 20.000 dólares
    http s://www.publico.pt/2022/06/18/economia/noticia/valor-bitcoin-desaba-meio-derrocada-criptomoedas-2010489

    • ZéCrypto says:

      É o “edge against inflation” como lhe chamam os mantecaptos que pensam que é só mamar

      • ContraInflação a LongoPrazo says:

        E tem sido! Eu que tenho algumas desde 2015 tem sido mesmo “edge against inflation”. Se o dinheiro investido de 10 pacotes de leite em 2015 agora me permite comprar mais de 1000 pacotes de leite, se tivesse mantido em euros mesmo num Certificado de Aforro a ganhar juros, agora só conseguia comprar 8 pacotes.

      • João says:

        Está baixa tem de acontecer para que os tolos vendam a baixo preço, e os investidores possam comprar barato.
        Também há tolos que se recusam a vender e vão aguentar até onde puderem.

    • joao says:

      Nao ‘era suposto’ coisa nenhuma

      Ninguem controla o Bitcoin, quando mais mais gente a vender do que a comprar, a coisa desce
      Quando ha mais gente a comprar, a coisa sobe

      Mas isto sera tao dificil de entender?

  8. iFernando says:

    Eu sempre uso moeda digital.
    Pago sempre com transferência bancária, cartão de débito e paypal.
    Com uma pequena vantagem, não estou preocupado se vou ter prejuízo.

  9. CF says:

    É sabido que qualquer estudo pode mudar o resultado por completo dependendo de quem o patrocina, aí está a prova.

    A melhor forma de ver qual é o mais sustentável será aguardar o futuro, porque a banca inclusive não vai querer andar a esbanjar dinheiro num sistema que é menos sustentável.

    Já fecharam muitas sucursais, já há bancos sem nenhuma e futuramente quando se aperceberem que gerir euros é mt mais caro do que gerir bitcoin naturalmente farão a passagem.

    Com Lightning Network um miúdo num gueto na India pode concorrer com a Visa/Mastercard apenas com um Smartphone.

    Um sistema aberto de livre concorrência é sempre mais económico que um sistema fechado, a VISA, Mastercard, Paypal, SIBS que se convençam ou ficarão fora de jogo.

  10. Alguém says:

    Há que saber interpretar os dados.

    Sistema tradicional = 1.58kWh/transação
    Bitcoin = 460 a 653 kWh/transação

    Como se pode ver uma transacção em BTC gasta ≈400x mais energia que em dinheiro tradicional.

    Neste momento toda a rede da Bitcoin gasta 56x menos energia que todo o sistema tradicional porque pura e simplesmente é muito menos usado e são feitas muito menos transações do que o sistema tradicional, porque se a Bitcoin fosse usada como standard a nível mundial basicamente gastava ≈400x mais energia do que o sistema que temos atualmente, e apesar de eu ser entusiasta de Bitcoin isto é mau, quer queiram quer não.

  11. SATOSHI says:

    Em pleno 2022, e ainda se vê tanta ignorância acerca deste tema aqui nos comentários… informem-se, ou pelo menos não comentem para não passar vergonhas. Bitcoin é a invenção do século

    • Pensador says:

      Bitcoin é a invenção do século, para os primeiros mas agora a porca vai torcer o rabo…meu Deus quanta ignorância financeira… estes tipos de negócios não passam de pura especulação financeira não criam postos de trabalho reais… só serve pra esconder-se dinheiro dos que não precisam e não querem investir no mercado tradicional .

      • SATOSHI says:

        É suposto uma moeda criar postos de trabalho? O euro e o dolar criam postos de trabalho? não sabia…
        informe-se para não dizer asneiras

      • Shotok says:

        Basta pesquisar um bocadinho para perceber o que o SATOSHI disse quanto a ser a invençao do século…..
        Ve lá que consideram ainda maior/melhor invencao, o bitcoin, do que a internet em si……. e comparando á invençao da internet, ainda só percorreu o caminho da internet até 1999, nessa altura a internet tambem nao era vista como hoje em dia, nada ia tirar o lugar as bibliotecas, nem a empresas de aluguer de filmes em VHS, etc… mas o mundo mudou alguma coisa em 20 anos ne?
        Vamos ver como estará Bitcoin daqui a 20 anos…. eu tenho as minhas convicçoes quanto a isso.

        Acho piada é destilarem tanto odio quanto a uma tecnologia, sem sequer pesquisarem primeiro sobre o assunto, tentarem entender o conceito, etc etc…. ou é tudo banqueiros a comentar, ou entao nao percebo mesmo.

  12. Pensador says:

    Tenho uma pena dessa malta das criptomoedas coitados são gente pobre… até parece que é toda gente consegue ter bitcoin Quem investe neste tipo de negócio ou tem a mais ou quer ficar milionário a força mas um dia destes apanha uma desilusão e não faz mal nenhum, querem esconder o papel nestes novos offshores

  13. Bernardo duro says:

    Eu perdi uma fortuna em criptomoedas acho que nunca vou ter o meu dinheiro de volta…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.