Quantcast
PplWare Mobile

Vacina da Johnson & Johnson é eficaz contra a variante Delta

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. David Guerreiro says:

    Vamos ver se daqui a pouco tempo, não vêm dizer que afinal precisam de dar dose de reforço com base em mRNA, como a Alemanha está a fazer com a Astrazeneca.

  2. André R. says:

    Uma amostra um bocadinho curta para concluírem assim tão depressa que é eficaz…

  3. pedro lemos says:

    Existem alguns leitores aqui do pplware que em relação às vacinas ainda não perceberam uma coisa:

    Imaginemos uma vacina de duas inoculações, caso da Pfizer:

    -Uma pessoa em média, só ganha imunidade se após a 2ª dose deixar passar X tempo(não sei ao certo quanto tempo, três semanas por aí).

    Esse casos de infetados hospitalizados vacinados, era bom que fosse esclarecido se deixaram passar todos os timings. As notícias deveriam ser dadas na íntegra e não aos “bocados”.

    Além de que eu sendo vacinado, posso ter um “azar” e calhar naqueles 5%(uma vez que a Pfizer tem uma eficácia de 95%) nunca chegando a ganhar imunidade…

    • Zé Fonseca A. says:

      Para que tu é que ainda não percebeste que nenhuma vacina no mundo seja para que doença for garante imunidade contra o virus, só garante anticorpos.
      Toda a gente no mundo vai estar vacina e vão todos apanhar covid, alguns (os tais 5-9%) vão ter o tal “azar” e a vacina nãos erá eficaz contra doença grave ou morte.

      • André P. says:

        O teu comentário está quase correto excepto na afirmação que “Toda a gente no mundo vai estar vacina e vão todos apanhar covid”, isso é falso.

        Atingindo imunidade de grupo isso não acontece. Existem inumeros casos de virus que muitos de nós não apanhou nem vamos apanhar.

        • Zé Fonseca A. says:

          Incidências de contágio inferiores, exposição inferior, etc.
          Neste caso que se tornou uma pandemia e tendo em conta a disseminação global que não diminui significativamente isto será como a gripe de X em X tempo lá irá calhar apanharmos. Eu por exemplo se em 45 anos de vida apanhei gripe 2 vezes foi muito, mas apanhei e voltarei a apanhar no futuro, tal como covid, disso estou certo.

          • André P. says:

            Podes estar certo disso, mas isso não é um facto até acontecer. Também existiram grande disseminação no continente asiático do SARS e do MERS e não é por isso que eles voltaram a ter grandes casos disso.

            Uma coisa é a tua opinião e outra são os factos, algo que pelos comentários aqui muita gente não sabe distinguir.

          • andre says:

            Zé FOnseca A. tiveste sintomas de gripe duas vezes querias tu dizer, mas podes ter apanhado o vírus mais vezes

      • ToFerreira says:

        “Não garante imunidade contra o virus, só anticorpos”…
        “Eu não consumo alcóol, só Vodka”…
        Nem sequer sarampo e varicela apanhamos todos, quanto mais covid… valha-nos santo ambrósio.

    • A.F. says:

      “pedro lemos” numa coisa estou de acordo contigo, “As notícias deveriam ser dadas na íntegra e não aos “bocados”.

      As noticias deviam ser dadas na integra, tanto nos Prós como nos Contra da eficácia das vacinas e o que provocam no nosso corpo.

      • C.S. says:

        Não tens nada que saber, levas a vacina e bico calado. E depois devias levar um selo na orelha como o gado.

        • André P. says:

          Mas quais são então os efeitos adversos que vocês cientificamente identificam e comprovam?

          Lembrem-se que estão vacinados e com muitas vacinas desde criança até agora.
          Clarifiquem os 2, mas evitem eu vi no facebook, eu imaginei… essas tretas.

          • C.S. says:

            O problema não são as vacinas em geral, são estas vacinas porque foram feitas à pressa.
            Miocardites, hemorragias e coágulos são os sintomas registados.

          • rui says:

            CS
            Feitas a pressa? Percebes mesmo disto.

            Agora por exemplo o paracetamol.

            efeitos colaterais podem ocorrer durante o tratamento como náuseas, vômitos, prisão de ventre, coceira ou vermelhidão no corpo ou reações alérgicas.

            Quando administrado em doses maiores do que as recomendadas, o paracetamol pode afetar gravemente o fígado e causar hepatite medicamentosa, colocando a vida em risco

            Isto é apenas um exemplo de um medicamento que toda a gente toma sem controlo.
            Se formos para o Ibuprofeno, nimesulide, Diclofenac ai as coisas sobem ainda mais…..

          • C.S. says:

            Rui, não fales do que não sabes.

          • rui says:

            CS
            Mas tu é que não sabes do que falas. Vês no youtube e achas que é verdade.
            Vai ler as bulas dos medicamentos que falei

          • rui says:

            CS
            Tua apenas tens a mania que és inteligente porque vês facebook e youtube, mas tenho novidades para ti: nem tudo o que esta lá é verdade!
            Vens comentar coisas que nem sabes do que falas. Quando és confrontado, ou vens com outra, ou chamas troll, ou chamas puto, etc…

            Dados e factos….. nada .
            E ainda achas que tens razão!

    • Miguel says:

      Os 95% não significa imunidade. 100 % da população pode apanhar covid, mas 95% sentiu sintomas mais ligeiros (ou seja, não precisou de hospitalização) com a toma da vacina em comparação com o outro grupo de teste que levou um placebo

  4. A.F. says:

    “Vacina da Johnson & Johnson é eficaz contra variante Delta”

    O titulo é uma pergunta ou uma afirmação?

  5. Miguel says:

    Espero que acabem com toda esta loucura de vacinação e comecem a trabalhar em medicamentos.

  6. OPSec says:

    A procissão ainda vai no adro da igreja. A pandemia só termina em 2023. Até lá ainda há muita gente para inocular. Desde que não façam a cabeça aos iluminados para me pressionar e dizerem-me o que devo fazer ao meu corpo, por mim está tudo bem.

  7. C.S. says:

    O que vale é que as vacinas estão preparadas para o alfabeto grego todo. Estão preparadas para qualquer variante, a malta pode ficar descansada.
    Já se viu que funciona para a delta, e também há-de funcionar para a lambda da África do sul e para todas as outras letras que estão no meio.

    • Zé Fonseca A. says:

      As vacinas vão fazer parte do problema no futuro, o virus vai-se tornar endemico, as variantes vão cruzar e mutar 1B de vezes até que teremos uma variante mega resistente que mata tudo e todos e assim conseguiremos reduzir a população mundial para 1/3.

    • Eu sei lá says:

      Zzzzz …Zzzzz ….Zzzzz …
      Melgas do caraças. Vacinem-se para ficarem imunes e não desenvolverem novas variantes.
      (E o resto do mundo, mas aí precisam de ajuda dos países ricos – que já perceberam isso)

  8. André says:

    a Volkswagen também dizia que os seus carros não poluiam…

  9. SANDOKAN 1513 says:

    Eu só espero que a da Pfizer também seja.Foi a que eu tomei. 😐

  10. Algo says:

    A mesma vacina que causa cegueira, paralisia, e escama/causa cancro da pele? Uma ova.

  11. pedro says:

    moderna forever …..

  12. Eu says:

    Se a segunda dose da vacina é a que garante a imunização, então deveriam dar a segunda dose primeiro.

  13. Knight says:

    se o insumo vem do mesmo lugar que tem eficácia de 21% e se é que tem…vcs ai se matando pra quem vai ser o primeiro a usar essa porcaria comunista?

  14. Antonio says:

    Isto das vacinas parece a venda da banha da cobra nos antigos mercados. É bom para tudo.

  15. Anton Alves says:

    Experimentais, feitas á pressa e de resultados e eficácia duvidosas e imprevisiveis.
    Esperemos pelas variantes de um lado e do outro!
    Agora paralizar as actividades e confinamentos dizendio adeus á liberdade de circular por periodos prolongados é mesmo de anomais pouco racionais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.