Quantcast
PplWare Mobile

Tags: delta

Vacinação de menores de 12 anos é o “trunfo” contra a variante Delta?

Como temos vindo a acompanhar, o processo de vacinação está correr bem em Portugal apesar de ter faltado bastante gente nos últimos tempos à segunda dose. De acordo com a Task Force portuguesa, cerca de 90 mil pessoas faltaram à segunda dose.

Ainda relativamente à vacinação, a resposta à variante Delta pode ser conseguida através da vacinação de crianças. No entanto, os reguladores aguardam por mais dados.


COVID-19: Variante Delta não provoca casos mais graves nas crianças

A variante Delta é a mais grave . Em Portugal, segundo dados do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, a variante Delta é a única a “circular” neste momento.

De acordo com um estudo americano recente, a variante Delta não causa casos mais graves de COVID-19 em crianças e adolescentes em comparação com outras variantes.

COVID-19: Variante Delta não provoca casos mais graves nas crianças


COVID-19: Variante Delta duplica risco de internamento diz estudo

Desde que foi descoberto, o novo coronavírus, o SARS-COV-2 que provoca a doença COVID-19, tem tido várias variantes. A mais complicada até agora é a variante Delta que tem desafiado inclusive a eficácia das vacinas.

De acordo com um estudo recente, as pessoas infetadas com a variante Delta do SARS-CoV-2 poderão correr o dobro do risco hospitalização com COVID-19 do que as que contraem a variante Alpha.

COVID-19: Variante Delta duplica risco de internamento diz estudo


INSA: Vacinas da Pfizer e Moderna são menos eficazes contra variante Delta

De acordo com informações muito recentes, a variante Delta é responsável por 100% das infeções em todas as regiões em Portugal. Estar vacinado contra a COVID-19 não significa que se esteja totalmente protegido. Como sabemos, as vacinas protegem a forma grave da doença COVID-19 e só por isso é uma enorme vantagem.

Um estudo recente do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) revela que as vacinas de tecnologia mRNA (Pfizer e Moderna) são menos eficazes a prevenir a infeção pela variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2.

INSA: Vacinas da Pfizer e Moderna são as menos eficazes contra variante Delta


Vacina da Johnson & Johnson é eficaz contra a variante Delta

Com o aparecimento da variante Delta, a pandemia tem voltado a crescer bastante à escala mundial.  Na altura da produção das vacinas esta variante ainda não existia e nesse sentido é necessário validar a sua eficácia das mesmas.

A Johnson & Johnson veio agora garantir que a sua vacina é eficaz contra a variante Delta.

Vacina da Johnson & Johnson é eficaz contra variante Delta