Quantcast
PplWare Mobile

Os dias estão mais curtos porque a Terra está a girar mais rápido

                                    
                                

Fonte: Discover Magazine

Autor: Vítor M.


  1. Ts says:

    Bom artigo, deu para aprender umas coisas

  2. Jose Baptista says:

    ATENÇÃO: Os anos bissextos não ocorrem CONTINUAMENTE a cada 4 anos.

    • Vítor M. says:

      Certo, aliás, conforme reza a história, chama-se ano bissexto o ano ao qual é acrescentado um dia extra, ficando com 366 dias, um dia a mais do que os anos normais de 365 dias, ocorrendo a cada quatro anos (exceto anos múltiplos de 100 que não são múltiplos de 400). Contudo, o exemplo do ano bissexto serve para explicar a utilidade e necessidade do segundo bissexto, que tem igualmente o objetivo de acertar “o calendário, neste caso, o relógio”.

      Bom Natal.

  3. Razingolho says:

    Fonte: Discover Magazine

  4. maria lemos says:

    Gostei muito do artigo. Bem explicado. Bem hajam por tentar instruir a população.

  5. Joao Ptt says:

    Provavelmente é da quantidade enorme de gente errada que está a ser “varrida” para o lugar devido deixando de afectar negativamente a órbita da Terra… mas ainda terão de ser varridos mais uns quantos milhares de milhões de pessoas vivas e “mortas” e feitos mais alguns ajustes no planeta em si para ficar ainda mais “leve” e exposto às boas energias em uma nova órbita que impulsionam melhor o ser humano a desenvolver-se da forma benéfica.

  6. alt.menino says:

    Certo, aliás, conforme reza a história, chama-se : A Natureza das coisas. Contudo, o exemplo serve para explicar a necessidade em sermos mais humildes e constatar-mos que ainda temos imenso por explorar, aprender e muito por reparar….. erros, muitos erros que temos cometido, com a Natureza das coisas. Este Planeta não é nossa pertença, é partilhado com outros elementos. O tempo não se controla…..

    • Nuno V says:

      E quem é que disse que as pessoas que trabalham na área da ciência não são humildes, ou que pensam que não temos muito ainda para aprender?

      E partilhamos o planeta com que outros elementos? Outros seres vivos, como animais,…?

  7. Realista says:

    estejam calados!! Com este tema. Se os patrões sabem disto ainda querem que trabalhemos mais 1h…
    É melhor estar calado.

  8. Kito says:

    Não tenho dúvidas que a rotação da Terra poderá ser influenciada pelo ser humano, pela obras megalómanas que são erigidas. Veja-se o caso da barragem na China denominada Três Gargantas que, acumula na sua albufeira tamanha quantidade de biliões de metros cúbicos de água, e que já foi provado que influencia o movimento de rotação da Terra. Isto para além do peso concentrado em cidades megalómanas e, retiradas igualmente megalómanas quantidades de minérios de outras zonas causando vazios de peso nessa áreas…penso eu!

  9. Alceu - 67 anos says:

    Amigos…..

    Assistam, questionem e confrontem com a realidade que nos cerca :

    https://youtu.be/uGrJNgO-Djw

    ??????

  10. Razingolho says:

    Engraçado que um sujeito tinha comentado aqui que este artigo era copy-paste e eu mencionei a fonte (como está no artigo também) e isso foi tudo apagado pelos vistos. Estranho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.