Quantcast
PplWare Mobile

NASA: afinal o Homem não está preparado para viajar até Marte?

                                    
                                

Imagem: NASA

Fonte: JW

Autor: Vítor M.


  1. Luís Martins says:

    Vão ter que construir uma gravidade artificial através da rotação da nave espacial . Não será muito dificil de implementação o mais difícil é inventar algo para proteger os tripulantes da radiação .

    • Wishmaster says:

      O nosso corpo evoluiu durante milhares e milhares de anos no sistema terrestre e não estou a ver verdadeiros esforços para investir em soluções que ultrapassem esses problemas. Enquanto os interesses se focarem em enriquecer países e certas elites aqui na Terra, será a Ciência que perde e a própria Humanidade.

    • Luis Martins says:

      Puras tretas e fantasias de alguém que pensa que é mais esperto que todos os Físicos deste planeta Terra , há quase 40 anos atrás já se falava disso e muito mais quando eu estava a tirar o curso de Física e mais lhe digo passado todos estes anos ainda não descobrimos materiais super condutores que trabalhem perto da temperatura ambiente , o mesmo se passa na produção de energia limpa através da fusão nuclear , passados 40 anos e ainda não temos um reator de fusão nuclear que seja comercialmente viável outra tecnologica que esta muito atrasada é as futuras televisões 3D em que a imagem é projecta no espaço, como nos filmes de ficção científica . Descrever uma futura tecnologica não é honesto patentear isso pois é quem inventa a tecnologia de forma para ser aplicada e usada nas nossas vidas é que têm o direito de a patentear.

      • Sujeito says:

        A ausência da tecnologia(s) comercialmente viável não significa que ela não exista. A marinha não anda a desenvolver coisas a seu belo prazer só para aplicar no mercado. Nem é essa a sua função nem precisam disso. O Governo serve-se dos cidadãos para financiar os projectos, portanto dinheiro é coisa que não lhes falta.

        Ligando alguns pontos, este tipo de coisa estava a ser desenvolvida pelos nazis, já não é segredo nenhum. E que eles foram em grande número para os EUA continuar o trabalho também não o é.

        Tamanha incredulidade e negação duma forte possibilidade não faz grande sentido.

      • Ze Carlos N says:

        Em teoria, nao e’ necessario fazer prova funcional da invencao?

  2. Sujeito says:

    “(…) Assim, os voos para Marte poderiam ser impossíveis para os humanos, dado que uma viagem interplanetária durará até oito meses.”

    Esse “poderiam” deve ser uma tradução de could. Neste contexto, could é conjugado no futuro traduzindo-se por poderá/poderão. É a conjugação correta neste caso.

  3. Márcia says:

    Estou confusa… Quando eles foram à lua não notaram isso? Esse astronautas não sofreram problemas do género? Alguém que me elucide sobre esta questão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.