Quantcast
PplWare Mobile

Há água na superfície da Lua voltada para o Sol, diz a NASA

Sobre o observatório SOFIA

O observatório SOFIA (Observatório Estratosférico de Astronomia Infravermelha) é baseado num avião Boeing 747SP de corpo largo que foi modificado para incluir uma porta grande na fuselagem traseira que pode ser aberta em voo, permitindo um acesso de um telescópio ao céu. O observatório SOFIA é baseado no Centro de Investigação de Voo Neil A. Armstrong da NASA no Aeroporto Regional de Palmdale, Califórnia, enquanto o SOFIA Science Center é baseado no Ames Research Center, em Mountain View, Califórnia.

SOFIA usa um telescópio refletor de 2,5 m que possui um espelho primário de grandes dimensões e 2,7 m de diâmetro, como é comum na maioria dos grandes telescópios infravermelhos.

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Oscar says:

    Passados 50 anos, é assim tão dificil colocar pessoas novamente na lua? “A descoberta é extremamente importante e reforça a expectativas em cima da Missão Artemis, que colocará de novo em solo lunar o homem e a mulher pela primeira vez.” Será que a Apollo 11 foi verdadeira

    • Pirata das cabernas says:

      É difícil sim. Nunca lá foram…

      • Toni da Adega says:

        Também existem rumores que nos anos 60 fabricaram avioes comerciais supersónicos.
        Mas o facto é que hoje em dia não existe nenhum.

        Era incrivel fazer Europa USA em menos de 3H. Pode ser que um dia se tenha a tecnologia para isso.

      • antonio martins says:

        que lindo nome:Pirata das cabernas,ou das tabernas?

    • Besuntas says:

      Acreditas?
      no Holocausto – sim
      no Coronavírus/Covid-19 – sim
      que a Terra é plana – não
      na ida do homem à lua – NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO E… NNÃÃOOOOOO!!!

    • Setnom says:

      Não é difícil. Não há é muita vontade [política e económica]. No entanto, o plano atual é voltar para estabelecer uma presença sustentável humana. O que é um bocado diferente de meras “visitas pontuais” de alguns dias como que Neil Armstrong e companhia fizeram. A tecnologia para ir e voltar já existe desde a década de 1960. Mas a tecnologia para ficar lá a viver tinha que ser desenvolvida. Felizmente a ISS ajudou-nos nisto.

      E, já agora, também não é difícil ir até Marte. Aliás, a mesma tecnologia usada para ir à Lua durante o programa Apollo também podia levar astronautas ao Planeta Vermelho. Mas… para depois voltar… isso já era outra conversa. O mesmo acontece no presente, se bem que com um bocado mais de progresso graças ao passar dos anos.

      Tal como a ISS serviu para progredir o colonizar da Lua, o colonizar da Lua vai ajudar a ir a Marte.

      • Henrique says:

        A ida a Marte tem mais alguns desafios, sendo que o principal será mesmo o fator psicológico. A combinação de meses de viagem num ambiente fechado, para chegares a um destino algo desconhecido e altamente hostil é lixado. E se por acaso tiveres o luxo da viagem de regresso, saberes que vais novamente ter que passar por todos aqueles meses de viagem… Não sei não, acho que mesmo o gajo mais duro seria capaz de não aguentar.

        É por isso que penso que a visão do Musk de uma nave com capacidade para mais pessoas, seja o mais indicado para este tipo de missões. Pelo menos consegues combater um pouco o fator de isolação.

    • Henrique says:

      Infelizmente preferem pagar 2 biliões de dólares num bombardeiro, que fazer uma missão tripulada para a lua.
      É assim o mundo onde vivemos.

    • Abreu says:

      Claro que ainda ninguém lá pós os pés. Ao ver as filmagens originais até dá vontade de rir!!!!!

    • Louro says:

      E parece que encontramos aqui mais uns tantos terraplanistas lol

  2. DFS says:

    Qual é a parte da lua voltada para o Sol? Existe a parte da lua voltada para a terra e a voltada para o espaço, a face oculta. Quanto a essa parte estar voltada para o sol depende da hora do dia!

    • Vítor M. says:

      Mas não são os polos que também contam. Aliás, era onde anteriormente se julgava ser os únicos lugares com água em forma de gelo. Afinal não, há mais água até na superfície virada ao sol.

      • Paulo says:

        Seja como for, o título é incorrecto.

        • Vítor M. says:

          Não está nada incorreto. Está certo. Aliás, é a própria NASA que o diz “ NASA’s SOFIA Discovers Water on Sunlit Surface of Moon”, portanto, o titulo está corretíssimo. 😉

          • Toni da Adega says:

            Sunlit significa zona iluminada pelo sol. Mas essa iluminação só existe quando “é de dia” porque não existe nenhuma zona que esteja constantemente virada para o sol

          • Vítor M. says:

            Portanto, quer isso dizer que há água em várias partes da Lua e não apenas nos polos, como anteriormente se pensava 😉 é que é tão fácil de perceber… que nem os exemplos deixados no artigo acrescentam mais que isso. Apesar disso, deixamos links para o que anteriormente se pensava, quando se descobriu água nas área sombria da Lua.

  3. Miguel says:

    Na superficie voltada ao sol? Ambos os lados são voltados ao sol, um na lua cheia e o outro na lua nova.

    • Vítor M. says:

      Mas não são os polos 😉 que também contam. Aliás, era onde anteriormente se julgava ser os únicos lugares com água em forma de gelo. Afinal não, há mais água até na superfície virada ao sol.

      • Paulo says:

        “Afinal não, há mais água até na superfície virada ao sol.”.
        E quando não está virada ao sol? Desaparece!? É que se congelar continua a ser água…

        • Vítor M. says:

          Mas isso que dizes acrescenta o quê? É que já se sabia que nos polos, ensombrados, há calotas de gelo. A novidade agora é a presença de água na face da lua que recebe luz solar. O que abre uma nova e ambiciosa perspectiva de exploração dessa água em zonas onde podem ser construídas infra-estruturas lunares. Essa água poderá ser usada quer para consumo humano, quer para extração do hidrogénio, para combustível. Já se falou nisso muitas vezes, apenas só agora a NASA revelou a presença de água neste local da lua.

          • Miguel says:

            Qual a parte que que toda a superficie é virada ao sol (dependente da altura) que ainda não entendes?

          • Vítor M. says:

            Tu é que não percebeste e é muito simples. Basta leres o artigo todo, porque lá diz que antes, os cientistas pensavam que só existia água (gelo) nos polos, onde não batia a luz solar. Contudo, o que descobriram agora, é que onde a superfície iluminada pelo sol, também tem água, que não se acreditava ser possível porque quando o Sol atinge a superfície da Lua, as temperaturas chegam aos 123 graus Celsius. E afinal… há água 😉

            E estás errado. Porque, tal como já escrevemos antes, em 2018 uma equipa de cientistas liderada por investigadores encontrou a primeira evidência direta da existência de gelo à superfície em regiões permanentemente em sombra nas regiões polares da Lua e onde as temperaturas não sobem acima dos -121 graus Celcius.

  4. Edmilson Rocha says:

    Já imaginaram a importância que tem isso pra humanidade?! Que não cuida nem mesmo da própria casa! Ou seja; Nem honra as calças que veste. Creio que já está passando da hora de uma intervenção extraterrestre pois ao meu ver se der corda o verme do mundo ‘ser humano’ vai longe!

  5. Setnom says:

    O artigo podia estar realmente um pouco mais explícito. O que se quer mesmo dizer é que foi descoberta água numa parte ensolarada da Lua. Antes só se sabia da existência de água [gelada] em zonas permanentemente à sombra, como no chão ou paredes de crateras, nunca recebendo diretamente luz solar.

  6. antonio martins says:

    Ó Vitor M.Pense um pouco com a sua cabeça não recorrendo tanto ao que dizem os cientistas.Ora veja:aLua volta sempre a mesma face para a terra não é?E faz uma volta completa ao nosso redor em 28 dias,não é?Portanto toda a sua superficie (talvez com excepção polar)recebe luz solar em quantidades iguais.Nós é que não vendo a face que ela não mostra,lhe chamamos escura,mas não é.É sim oculta porque não a vemos.De acordo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.