Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Não quer ser vacinado? Prepare a sua carteira…

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. miguel says:

    Prepare a carteira?
    Mas o que é que temos a ver com os Americanos? Os americanos não descontam para segurança social.

    Portugal é dos países da Europa que mais impostos levam, por isso não percebo o que isto tem a ver com o povo Português.

    Eu desconto para os obesos, para os fumadores, para os alcoólicos, para os que andam sem cinto, para os que andam sem capacete, para os que andam a 200Km/h, e ainda bem que é assim era o que faltava começar a descriminar as pessoas só porque é obeso, mas existe um certo discurso de algumas ovelhas a tentar fazer passar a mensagem que tem que se pagar os cuidados médicos…

    • TóSousa says:

      E também descontas para aqueles que apesar de terem uma vida saudável ou sem riscos, têm o “azar” de ter um cancro um um acidente sem culpa nenhuma ou um enfarte ou AVC devido ao stress e a vida a correr de todos os dias.
      Nunca esqueças que podes ser o seguinte mesmo que faças tudo “by the book”

    • David Guerreiro says:

      Se aderires a um seguro de vida ou de saúde, pode ter influência no prémio. Isso também pode suceder aqui.

    • Pedro says:

      Comentário sem nexo absolutamente nenhum.
      Oh gentinha mesquinha.

    • Nuno25 says:

      Se existe uma opção mais barata para prevenir infeções graves, que são altamente dispendiosas para o nosso serviço nacional de saúde, cada pessoa não vacinada que é internada é um custo completamente inútil e desnecessário, normalmente fundamentado sem algum tipo de aconselhamento científico/médico, como tal é pago por todos os portugueses. Essas pessoas deviam de pagar alguma componente desse internamento.ser obeso é bastante mais complicado do que Simplesmente estar meia hora numa fila e levar uma pica.

      • Daniel Sousa says:

        Já vi aqui pessoas a referir que não fazem a vacina porque têm medo. Essas percebo, embora devam procurar ajuda para esse medo e vacinarem-se. Os outros, os idealistas, defensores da liberdade, e anti-sociedade, são pessoas individualistas que não fazem um cêntimo em prol do outro. Os seus ideais são mais importantes que o bem estar global da sociedade. Seguir o que pensam, é o mais importante das suas vidas, mesmo que isso prejudique os outros. Já toda a gente sabe que a vacina reduz muito a hospitalização, o que significa: menos custos, menos mortes, maior alívio aos internamentos para outras doenças graves, menos burnout nos profissionais de saúde, melhor qualidade de vida para a maioria em ambiente social. Portugal é um país de pessoas altruístas, já mais de 70% foi vacinado. Infelizmente sempre houve e haverá pessoas individualistas, auto-centradas, não empáticas. Vivemos numa sociedade de grande distanciamento entre as pessoas. Só há uma maneira de isto funcionar. As pessoas assumirem as suas responsabilidades por não serem vacinadas.

      • polígrafo do polígrafo says:

        onde está a eficácia???

        https ://24.sapo.pt/atualidade/artigos/anticorpos-diminuem-abruptamente-apos-tres-meses-da-vacina-diz-estudo-de-coimbra

    • Dallas says:

      Mais pagas tu pelo Luis Filipe Vieira e os gajos do Novo Banco do que para tudo que indicas te.

      Não digam não á vacina mas tambem n se deixem levar pelos discursos de odio e de acusacoes sem sentido. Ja chega o AV para isso.

    • Ana Hitrof says:

      Bem dito! Eu aos 58 anos tenho uma saúde de ferro que dá muito trabalho ( alimentação densa em nutrientes e biológica, sem açúcar, etc), treino, relaxamento, suplementos, etc e não tomo qualquer outro tipo de medicamento. Só vejo a médica de família uma vez por ano para testes de routina e mais nada. Pessoas da minha idade têm cholestrol, diabetes, doenças crónicas e obesidade porque, e na maioria dos casos, a culpa é deles. É Mas são estes que dão lucro às farmacêuticas, eu não! No entanto, ameaçam não-vacinados como eu com a possibilidade de não sermos tratados no SNS! Se isso um dia acontecer, deixo de pagar impostos e meto o governo em tribunal. A minha seguradora também já me informou que não paga indemnização por efeitos secundários da vacina. Não tenho medo desta propaganda!

    • Jake says:

      Ē nos estados unidos, mas em Portugal não sei quem vai pagar os danos causados pela vacina…
      Além de que, só não sabe quem não quer, acerca da imuno dependência que se reflecte após vacinação. Levando ao aparecimento de novas variantes mais perigosas e de fácil disseminação.

  2. jorge santos says:

    Não podemos fazer nada pelos idiotas que são contra as vacinas. É só deixá-los morrer como eles querem. E claro, obrigá-los a PAGAR todas as despesas médicas em caso de internamento.
    Infelizmente, estes terroristas infectarão e matarão alguns dos cidadãos responsáveis e mentalmente sãos mas é algo que não podemos evitar a 100%. É só deixar a SELECÇÃO NATURAL seguir o seu curso normal.

    • Miguel says:

      Dá pena este tipo de pessoas. Já nem burros lhes chamo, porque insulto o animal.

    • Reporter says:

      Nada do que disseste se aproveita.. Já há muito tempo que não via um comentário sem qualquer nexo como o teu.

      • polígrafo do polígrafo says:

        nao ligues o mundo evolui com os que pensão com a própria cabeça e não os que seguem a manada esses atrás de uma maquina 8 horas que outros inventaram são uns escravos…

      • Jake says:

        Então se os vacinados, como já se sabe, também apanham o vírus e podem passa lona otroa, porque é que os vacinados que nos dias de hoje são a minoria, são culpados por matar os cidadãos?!??!
        Já ouviu falar de imuno dependência, como surge, o que põe em risco e suas sconsequências ?!? Se não sabe, procure informação, já existe há bastante tempo e não foi criada por conspiradores…
        Infelizmente a maioria da como garantida e verídica a informação que lhes é nada de bandeja. Nos dias que correm e bjs deveria saber que os governos, os media já mentem e manipulam informação ao seu gosto, também as organização ndw saúde e principalmente agora. Sempre ouvi dizer que os políticos são uns grandes mentirosos, mas agora são uns Santos e sondiaem a verdade. Os media sempre mentiram para ter audiências. As organizações bde saúde, lá por ter no me “Saúde” não quer dizer realmente que queiram a sua saúde, talvez mais os benefícios que a saúde lhes traz, subornos para vender, muitas vezes sem impaciente necessitar, certos tipo de marcas e medicamentos, ou mesmo criar doenças ou sinais de alguma enfermidade que o paciente nunca se apercebeu (e não estou a falar de todos os casos, porque sei perfeitamente que existem doenças que não se manifestam durante nalgum tempo). Quantos às farmacêuticas, tmab já devia saber qual o seu interesse, não sabe? Saúde não é de certeza.
        Quantos às despesas, parece que andam todos na dormir ou em hipnose. Quem é nque vai pagar todas as despesas relacionadas com esta pandemia??!? Pela sua forma de pensar, neste caso seriam todos os vacinados! Ou?!? São as vacinas, nas tendas de vacinação, o aluguer de grandes espaços para vacinação massiva, os enfermeiros envolvidos, os seguranças, os equipamentos, as propagandas de vacinação na TV, rádio, poster de rua, panfletos, a extra propaganda para tentar convencer os não vacinados, quer que continue? A lista é interminável. Já para não falar em todos os negócios e serviços afectados por esta pandemia que mata menos que o vírus da gripe em que, em Portugal nunca vi grande alarmismo nem ninguém a usar máscaras..
        Se esta revoltado com os não vacinados, tente informar se dá razão que os leva a tomar essa escolha. E digo lhe mais, alguns dos vacinados, e espero que muitos, sabem perfeitamente que esta pandemia não se trata só do vírus e as suas consequências. Algo muito maior que este vírus vira afectar a vida tal como a conhecemos para sempre. E para os que julgam que depois da vacinação voltaremos ao normal, estão completamente iludidos e enganados. Conspiração?! Só acredita quem quer.
        O Sr. Bill Gates em 2017, falou duma pandemia possível nos anos seguintesnque iria afectar o mundo inteiro com grandes consequências!! BRIXO!! Há quem lhe tenha chamado gênio!!
        Não ouvi ninguém, nos media, governos, etc a falar de conspiração!! E foi umnserna dizer isto. Neste momento e já há muito, não são só pessoas a “conspirar”. São medicos, enfermeiros, psicólogos, cientistas, alguns politicos, alguns jornalistas, as advogados, um pouco de tudo. Mas pelos vistos aos seus olhos, desde que a pandemia se instalou, de repente viraram todos loucos.
        Ou sera que simplemente são pessoa que vêm e se questionam de factos que vão acontecendo um atrás do outro e que parece outra coisa do que nos estão a dizer?! Questionam, interrogam e procuram saber mais. Curiosos com dúvidas por esclarecer.
        ASO vossos olhos, são simplesmente pessoas egoístas que querem matar os outro!!
        A vacinação não lhe proteja?!? E a máscara?!? Foi o que lhe disseram! Quem e que lhe disse?! Acho que devia estar indignado com quem lhe mentiu e não com quem lhe tenta dizer a verdade.
        Relembro, informe se em várias fontes, já que usa internet. E procure perceber o que realmente é nesta pandemia e o seu objetivo.
        Boa sorte com a sua imunidade, poisn se já tomou a segunda dose, restam lhe aproximadamente 25%. Quando tomar o BOOSTER , ficará a zeros, e o seu organismo ficará impossibilitado de recuperar ou criar um novo sistema imunitário, restando lhe apenas tomar boosters para oresto da sua vida. Se não tomar, vai padecer de qualquer simples bactéria ou vírus que antes não lhe afectava em modo algum.

    • Luis says:

      Mais um comunista ou fascista…

      • Andre Rocha says:

        Dor de rabo pelos comunas, vê lá senão te injetam a vacina na orelha…

      • Jake says:

        Luís
        Que eu saiba, tanto o comunismo, como o fascismo, são regimes autoritários, em que só existe uma maneira de pensar e fazer as coisas. Só muda o nome. Na prática é tudo igual.

        No meu caso, só simplesmente estou a dar informaçõa de um ponto de vista diferente.
        Expondo a minha opinião e de forma obrigando ninguém a fazer o que seja. Simplesmente, a sugerir a observação e verificação sobre o assunto de uma diferente perspectiva.
        Pelo seu comentário, vejo que não consegue definir em que posição política se pode catalogar o meu comentário…
        As duas posições que indica

        Sinceramente não percebo o conteúdo ou significado do seu comentário. Mas dada a sua resposta posso lhe responder da seguinte forma.
        Mais um centro esquerda ou centro direita…

    • Melinda says:

      Existe vacina para muita coisa mas não para a estupidez, senão não andarias por aqui!

    • Luis says:

      E tu devolves me os impostos altos que eu andei a pagar a vida toda para tu teres saúde de graça e a vacina?? Vou ficar a espera porque não passas de um palhaç*

    • Stayawayestaline says:

      Isso é uma lógica muito democrática: você faz as suas opções de vida como bem entender (independentemente do respectivo e subjectivo grau de responsabilidade e/ou civismo) e provoca os custos que forem necessários ao serviço nacional de saúde. Já as outras pessoas, ou vivem conforme a conveniência de vossa excelência ou assumem o prejuízo! Típica mentalidade egoísta “tuga”, em que só as escolhas do próprio são válidas e todos os outros estão errados.

      Se você está vacinado, que diferença lhe faz quem não está? Se as vacinas são assim tão boas, porque se preocupa com a possibilidade de ficar infectado? Ou é apenas a questão monetária que o incomoda? É que além de as vacinas não serem gratuitas para os estados, o custo unitário está a aumentar e já se fala na necessidade de reforçar o número de inoculações… Com toda essa raiva latente, parece-me que o senhor Jorge não tem autoridade moral para falar de sanidade mental.

      Já agora, se algum dia for passear de bicicleta e sofrer o azar de fracturar a cervical, PAGUE todas as despesas médicas do seu bolso porque nós não temos culpa que você tenha ficado tetraplégico. Foi uma opção SUA.

      • polígrafo do polígrafo says:

        já dizia um que pensava com a própria cabeça e que muitas vezes foi contestado pela maioria Albert Einstein ” há duas coisas infinitas, o universo e a estupides humana mas o universo ainda não foi provado”

        • Chalupa pela verdade says:

          Geralmente os idiotas gostam de pegar nas palavras de génios para se sentirem bem com a verborreia que dizem.

          • polígrafo do polígrafo says:

            Geralmente os parvos emitam a maioria – “parvos- Que ou quem tem dificuldades no raciocínio ou é considerado demasiado ingénuo”

          • polígrafo do polígrafo says:

            Geralmente os parvos imitam a maioria – “parvos- Que ou quem tem dificuldades no raciocínio ou é considerado demasiado ingénuo”

    • polígrafo do polígrafo says:

      podem sim, deixar de chamar idiotas a quem pensa diferente, há muita gente que não é contra as vacinas mas sim contra estas vacinas ou contra as atitudes que impuseram nesta pandemia

      • Hugo says:

        Por mim têm o meu apoio…desde que apresentem soluções melhores do que “deixar ver o que acontece”
        Criticar é fácil.

        • Jake says:

          Já se sabe desde o início vários tratamentos, mas simplesmente etiquetados de perigosos. Perigosos quando alguém os toma de forma errada ou em quantidas erradas…
          Hidróxido de cloro. Usado na limpeza e desinfecção de sangue para ser usado em transfusões.
          IVERMECTIN usado para piolhos vermes no estômago e intestinos. ( parece piada, mas não é.) Num estado da Índia, Uttar Pradesh, com uma população aproximadamente 240 milhões, iniciou o seu uso devido á não existência de vacinas nesse estado. Por iniciativa de medicos, iniciaram a utilizacao. Nós últimos 4 meses e hoje em dia têm aproximadamente 24 novos casos e 0/2 morte diárias.
          Um médicamente accesible en todo oundo, pois já é usado creio que há 40 anos. Barato eficaz e, capaz de matar o vírus em 48h aos primeiros sintomas mas também usado no tratamento em casos de doenças mais avançada, sem efeitos secundários.
          Na Indonésia o despero é tanto,nque apesar de estar proibido o seu uso devido às directivas( interesses) da FDA, decidiram começar a tratar em Agosto os doentes. Pela primeira vez viram os casos e mortes a baixar.
          No México também já iniciaram tratamento com este medicamento.
          IVERMECTIN foincriado pela farmacêutica MERCK. actualmente a empresa ganha tostões pela venda deste produto, pois após 30, creio, automaticamente perdem a patente. Não sei se já ouviram nestes dias que está farmacêutica vais lançar um novo medicamento para tratar o Covid edizem que vai ter grande eficácia e reduzir hospitalizações e mortes. Isto claramente é o Ivermectin, mudando lhe algumas características com um novo nome e patente. Porque será?!
          Existem também mais uns dois medicamentos, mas sinceramente não me lembro do nome, mas também seguros e eficazes no combate a este vírus.
          Como diz um ditado que tenho ouvido recentemente muitas vezes. Se queres saber a causa ou culpado, segue o dinheiro!!!
          Ah, e já alguém ouviu falar recentemente no medicamento 2-DG?? Foi lançado em maio ou abril deste ano, para tratar covid , tumores e cancro. Barato, seguro, eficaz e sem efeitos secundários. Mas como foi criado na Índia e faz concorrência às farmacéuticas americanas, nao se ouve falar ou publicitar, já o da Merck já tem dada anunciada como um grande avanço no combate desta pandemia…
          Como dizia o outro.. conta me histórias….
          Só não vê, quem não quer. E a verdade verdadeira custa , principalmente a quem tem a ganhar muito, mas muito com esta pandemia. E quantos a população se encontra e se encontrará mais pobre.. a seguir será o vírus da CRISE ECONÓMICA!! e para os pobres não haverá vacina possível!

  3. PR says:

    Embora a notícia não tenha implicações para a esmagadora maioria dos leitores, explica uma coisa simples:
    Não ter Serviço Nacional de Saúde (SNS) pode resultar em pagamentos de $100 000 por 14 dias de internamento.
    Em Portugal temos partidos que querem o SNS e há partidos que querem acabar com o SNS. É escolher.

    • David Guerreiro says:

      Esses mesmos partidos que dizem querer o SNS são os responsáveis pelos maiores cortes no SNS, muito mais do que no tempo da troika. E são os melhores amigos da saúde privada e das seguradoras, pois os seguros de saúde saem que nem pães quentes.

      • PR says:

        Não David, aqueles que são contra (e votaram contra a sua criação após os 25 de Abril) o SNS foram aqueles que fizeram os cortes, reduziram médicos e enfermeiros.
        Os que são a favor do SNS foram os que têm aumentado o orçamento na Saúde e voltaram à contratação de recursos humanos na saúde.
        A saúde privada interessa aos primeiros.

        • onurb82 says:

          A saúde privada interessa a todos os quadrantes políticos (Desafio a verificar o quadro de administrações de empresas e verificar se não encontram os boys que deram um jeito)… Político é sinónimo de “XuXão”…

          • PR says:

            Desafio aceite! Há 9 partidos na Assembleia da República mais 2 deputadas não inscritas.
            Facilitando o trabalho, indique pelo menos 1 deputado de cada partido no “quadro de administrações”. Caso não o consiga fazer, passa por mentiroso e isso seria uma desonestidade intelectual.
            Quando diz “Político é sinónimo de “XuXão””, obviamente que há, mas não são a maioria. Embora pelas suas palavras, assumo que seria o seu desejo como político. Há partidos a recrutar. 😉

    • Manuel says:

      Desculpe a minha ignorância, qual ou quais os partidos que querem acabar com sns. Para não votar nesses logicamente…

      • alex says:

        chega, il, psd e cds.
        O Chega tem isso no seu programa político, estendendo-o à educação.
        A IL pretende que passe a haver o cheque para o cidadão, indo este depois onde quiser.
        O PSD e CDS têm propostas nesse sentido, mais contidas, e fazem finca-pé nas PPP na saúde, como se viu nos debates da última lei de bases da saúde. PSD e CDS também têm o pódio de terem votado contra a criação do SNS nos idos anos 70, embora o líder parlamentar tenho vindo mentir na assembleia dizendo o contrário.
        Acho que com a pandemia ficou claro a necessidade de um SNS, bem como à vista os tristes exemplos de hospitais privados a cobrarem balúrdios ou a esquivarem-se a doentes.
        E, só para dar um exemplo pessoal, esta semana a minha mãe (idosa) passou mal e, estando de férias, levei-a ao Serviço de Atendimento Permanente do Hospital CUF Viseu…. que de permanente não tem nada e tinha encerrado às 22h, acabando por ser atendida no Hospital S. Teotónio de Viseu, esse sim com real atendimento permanente e sobrecarregado, como todo o SNS.
        O privado diz que tem Atendimento Permanente para poder ser Hospital e alardear isso mesmo, mas esquiva-se aos períodos menos rentáveis ou com mais custos, o foco é apenas o lucro não a saúde, que se lixem os casos mais chatos. Exatamente o que se viu com a pandemia.

        • Luis says:

          És tão mentiroso que até o cheiro a socialista notasse ao longe, primeiro nenhum desses países quer acabar com o SNS mas sim mais parcerias (que tem dado resultado) e oferecer ao povo a alternativa privada quando o estado não conseguir providenciar o tratamento, mais, já foi dito várias vezes (para calar acéfalos como tu e a ministra da saúde) que o tratamento no privado até custava menos do que no público.. triste é ver pessoas reles como tu a espalhar mentiras porque uma coisa é o que o estado mentiroso socialista diz, outra coisa é o orçamento executado e esse em termos da saúde está ao nível dos tempos da troika

      • Elsa Romano says:

        Nenhum partido quer acabar com o SNS….. mas os estúpidos inventam histórias.
        Mas temos partidos que roubam para meter na TAP e para meter em aeroportos fantasmas em Beja e para tentar montar novos aeroportos inúteis em Lisboa e TGVs que não levam a parte alguma.
        Esses partidos é que causam a queda do SNS porque o dinheiro não é elástico!

        • PR says:

          Vários partidos querem e “estúpidos inventam histórias”, mas sobre partidos que não querem acabar com o SNS.
          Basta ler o programa eleitoral e verificar o sentido de voto na Assembleia da República. Mas isso seria estúpido…

          • Luis says:

            Onde é que os partidos referidos querem acabar com o SNS?

          • PR says:

            Luís, na Assembleia da República.

          • Luis says:

            Na assembleia? Nenhum dos programas desses partidos indica que querem acabar com o SNS, muito menos o PSD e CDS sendo que um deles está diretamente ligado ao fortalecimento da ideia de SNS, já o Chega e a IL querem menos peso do estado no SNS (o que não é acabar com o SNS até porque privado e público são SNS) dando o estado acesso aos serviços a quem realmente precisa e quando o estado não conseguir providenciar esses serviços deve garantir com contratos PPP (isto já existe em alguns casos e não tem corrido mal de todo)

          • PR says:

            Luís, PSD e CDS votaram contra a criação do SNS (https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/ha-40-anos-o-psd-chumbou-a-lei-que-criou-o-sns-verdadeiro-ou-falso) e até ao momento não mudaram o sentido de voto e estão conformados, pois os Portugueses não o desejam. O Chega e IL têm ainda menos interesse no SNS e usam como uma das principais reivindicações a redução dos impostos por esse meio. É legítimo, mas eu prefiro pagar mais e ter hospital do que pagar menos e não ter.
            Relativamente às PPP nos hospitais, basta ver o exemplo do de Braga. “não tem corrido mal de todo”, mas quando deixou de ser PPP passou a correr muito melhor e por exemplos como esse eu considero que as PPP não são solução. Eu prefiro pagar salários a médicos e enfermeiros que dar lucros a privados. Mas é também legítimo pensarem o contrário. (https://www.jn.pt/local/noticias/braga/braga/hospital-de-braga-com-resultado-positivo-de-200-mil-euros-em-2019-12237267.html e https://ominho.pt/hospital-de-braga-teve-lucro-de-200-mil-euros-em-2019-apos-o-fim-da-ppp-e-a-produtividade-cresceu/?fbclid=IwAR0PEOi7ulkYMozmBKfFZtmM-zI_ZKdAOD-haE9VIrYgYlpBN02C9brzprw)
            Nota: SNS é serviço público e tendencialmente gratuito, não tem qualquer semelhança com privado.

          • Luis says:

            Vê bem o que disse no meu comentário, o PSD não concordou com a lei aprovada pois esta não incluía o privado, coisa que o PSD o fez, dizer que não teve parte nenhuma no actual SNS é ser desonesto.. o SNS não é público alguém paga para que outros o tenham, ser o público a fornecer esse serviço ou o privado quando há essa necessidade qual é mesmo o problema? Não é para o bem do contribuinte? Preferes o que? Eu até concordaria alguma coisa com essa frase de “prefiro pagar os médicos do público” sabendo bem que o estado em Portugal está cheio de corrupção de cima abaixo, sabendo que os meus impostos servem pra que outros enriquecam e não para o propósito de ajuda social eu prefiro que o estado nem meta as mãos nesses impostos

          • PR says:

            Luís, concordo que o PSD fez muito pelo SNS. Desmantelando-o e desinvestindo. Reduzindo orçamento e recursos humanos. Eu entendo que teria sido mais positivo para mim e para os meus familiares e amigos o PSD ter feito o contrário. Pessoalmente para si e para os que o rodeiam, o que ganhou em fecharem-se hospitais, congelar carreiras, não investir em equipamentos?

            O SNS não é alguém paga. É todos pagam para todos terem.

            Eu não vejo vantagem num serviço privado que tendo um custo superior e presta um serviço inferior. Volto a insistir, o dinheiro dos acionistas deve ser para médicos, enfermeiros, auxiliares, administrativos, equipamentos e afins. Saúde, Educação, Justiça e Segurança nunca poderão dar lucro.

            Quanto a corrupção, é verdade que ela existe, mas sempre em benefício dos privados. Acabando com negócios público/privados, seria mais difícil os dinheiros públicos perderem-se por corrupção.

  4. Era bom says:

    Onde anda o sp0ky? Ele que comece a pagar, ja nem pia eheh.

  5. Luis Rosalino says:

    Parece que nós, portugueses, vamos viajar para os states. De acordo com este artigo só pode ser assim.

  6. Al capone says:

    uma noticia muito importante para os americanos nada ver para portugal

  7. antonio duarte says:

    https://holocaust-history.weebly.com/segregation-of-the-jews.html
    Muitos estão a esquecer que os Nazi também arranjaram desculpas médicas para segregar os Judeus !!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    A Historia repete-se

  8. rui says:

    Boa tarde
    Nós não somos os EUA e ainda bem. Existe partidos que querem passar tudo para as seguradoras. Este exemplo apenas mostra o que pode acontecer.
    O nosso SNS é tendencialmente gratuito (para quem la vai) mas a despesa existe, e quando vamos ao SNS deveríamos receber um documento que nos informasse da despesa que a nossa ida custa, para não esquecer que nada é gratuito.
    Quem defende o fim do SNS deveria pensar melhor. Basta irem ao privado sem seguro e vão ver a conta que aparece.
    Conheci uma pessoa que foi operada de urgência (com UTI incluído) e ao fim de 15 dias a conta foi de mais de 45000€, pois nao tinha seguro, mas decidiu ir ao privado por as urgências serem mais rápidas.

  9. Sergio says:

    O que de maior relevo retiro da noticia, é o facto dos estados com taxas de vacinação mínimas estarem a ver um maior numero de pessoas a morrer diariamente.
    Custa-me perceber como é que há pessoas que defendem a morte em massa.

  10. Maats says:

    Malta há que respeitar cada um, quem toma e quem não quer tomar a vacina…
    Quem toma também apanha o vírus, também transmite o vírus, também morre com o vírus passados os 14 dias da 2a dose, ok são poucos casos mas já aconteceu.
    Depois a incerteza que gera quer pela rapidez da que a vacina foi criada, testada e administrada nas pessoas quando as outras demoram anos e anos até serem viáveis, depois 1° era 2as doses das restantes e 1a da Johnson, agora já li algures que da Moderna afinal já ponderam a 3a dose e da Johnson a 2a e isto em meses o que dá a sensação que nem eles (entidades de saúde) andam a apalpar terreno e não sabem bem o que esperar, que efeitos trará em futuro.
    Eu sou um daqueles que não quero ser vacinado nestas circunstâncias simplesmente porque não confio nas coisas como estão. Lógico que em futuro quando as coisas estiverem mais definidas e certas com provas dadas tomarei com todo o gosto, agora assim… apanho o vírus, transmito o vírus em termos de sociedade vale 0 a meu ver, ameniza caso apanhe? É provável, e reflete-se em números de mortes que baixou e muito, mas não me impede de morrer se apanhar como já houve casos portanto… Cada um sabe de si e há que respeitar, temos de cuidar de nós com e sem vacina não saio de casa sem por a máscara nem para ir passear o cão, desinfeto-me sempre antes de comer, lavo as mãos m vezes ao dia e assim vou continuar, secalhar muitos tomam a vacina e vão para os copos, partilham copos, cigarros etc e nem querem saber acho que ninguém é burro ou inteligente, cada um. sabe de si!

    • Daniel Sousa says:

      Caro Maats, compreendo. Mas se todos pensarmos dessa forma, ninguém seria vacinado. Todas as pessoas gostariam de não ter necessidade de ser vacinado. É mesmo uma necessidade, não só individual mas também colectiva.

      • Maats says:

        Por isso é que há que haver respeito por tudo na vida e neste caso não é excepção, eu penso assim não tomo nestas circunstâncias, tu pensas de forma diferente tomas e fazes bem!
        Uma coisa te posso garantir que alguém infetado por minha culpa não vai acontecer (caso as máscaras, os álcool gel e a distância de segurança cumpram com os seus propósitos), já eu secalhar e outros que não tomam mas somos responsáveis teremos certamente de nos preocupar com muito irresponsável que é vacinado mas depois faz a vida como se tivesse imune ou o vírus fosse extinto, portanto Daniel… como disse cada um sabe de si, nem todos tem de pensar como eu, nem todos tem de pensar como tu e há que respeitar!

      • Sardinha Enlatada says:

        Daniel mas tu nao sabes ler numeros ? Estas a criar um problema em relacao as vacinas onde nao existe. Este virus e uma brincadeira de criancas com base no numero de mortes que se verificam, e tu entre outros continuam a impingir a vacina para que ? Ha muita gente saudavel no mundo e sim podemos usar a nossa imunidade natural para combater este virus. Se estou errado ? Entao prova-me o contrario ou cala-te para sempre.

    • Jake says:

      Muito bem.Maats.
      Embora não concorde com tudo o que dizes, e é a tua opinião e respeito.
      Ao menos vês os factos, analisas e tiras as tuas conclusões.

      E Daniel Sousa.
      A questão de muitos vacinados não tem a ver com necessidade, mas sim com o facto destas injeções não terem sido oficialmente aprovadas, com uma tecnologia nunca testada em humanos, pois para testar, os voluntários, além de receberem a vacina, tem de ser expostos ao vírus real, coisa que não aconteceu, nestes testes. Nos testes que foram realizados desde 2016 com esta tecnologia mRNA, todos os animais, segundo os cientistas, não apresentaram muitos sintomas adversos, mas quando foram expostos ao vírus real acabaram todos por morrer. É um facto. Morreram porque os testes não implicavam tratamento no caso de adoecerem.
      Muitas das pessoas têm conhecimento disto, o que logicamente leva a pensar o que poderá acontecer nos humanos, e infelizmente já sabemos que sim, mas muitos não morrem porque recebem tratamento.
      Também há a questão da imuno dependência, que está alevantar muitas questões em muitos médicos. Tente procurar informação sobre istonentire as suas conclusões, se realmente a direção que estamos atinar em relação a vacinação massiva será a mais acertada.

  11. Marco Duarte says:

    Eu bem me sentia estranho, sentia me americano lol o que é que o simples Tuga tem haver com isso. em Israel já vacinaram a população toda e andam a mandar misseis ,conclusão noticia parva, pois nao é preciso ter um QI multo alto para saber que Existe os que tem Seguro e os que nao tem dai terem inventado o “Obamacare” , portanto “PPL” dediquem se a tecnologia que é o melhor que fazem . ( Podem apagar este comentário a vontade, interessa é que alguém o vai ler )

  12. David Guerreiro says:

    Nos EUA a culpa é da baixa taxa de vacinação em alguns estados. E aqui temos surtos e mais surtos em lares, com pessoas totalmente vacinadas faz tempo, e várias já internadas nos hospitais. Era bom que se visse essa situação, que fosse estudado, porque se calhar a culpa é da vacina que deram a essas pessoas, digo eu.

    • Nuno25 says:

      Pesquisa melhor. Há alguma pesquisa que indique que a alguma vacina é eficaz a 100%? Esta vacina é suposto impedir que as pessoas apanhem o vírus? Ou que ganhem imunidade? E quantos dias demora até terem o nível mais elevado de imunidade? E pessoas com 80 anos? Demora o mesmo tempo? E qual é a % de proteção? E as pessoas vacinadas, infectam outras? E se sim, reduz de alguma forma a propagação?
      Agora uma afirmação, todas estas respostas estão disponíveis por estudos credíveis. Basta uma pessoa querer saber as respostas às perguntas certas.

    • Nuno25 says:

      Pesquisa melhor. Há alguma pesquisa que indique que a alguma vacina é eficaz a 100%? Esta vacina é suposto impedir que as pessoas apanhem o vírus? Ou que ganhem imunidade? E quantos dias demora até terem o nível mais elevado de imunidade? E pessoas com 80 anos? Demora o mesmo tempo? E qual é a % de proteção? E as pessoas vacinadas, infectam outras? E se sim, reduz de alguma forma a propagação?
      Agora uma afirmação, todas estas respostas estão disponíveis por estudos credíveis. Basta uma pessoa querer saber as respostas às perguntas certas.

    • Lecas says:

      Temos muitos que já afirmaram que vacinar toda a gente é perigoso em vez de ajudar piora pois em vez de se criar ainti-corpos o virus muda, e pudemos pensar que não é descabido veja-se o que esta a acontecer com os miudos estiveram em casae protegidos de toda a maneira e agora estão a aparecer nas urgencias aos magotes pois não criaram defesas .

    • alex says:

      a alteração de fundo é que agora temos surtos em idosos com mais de 80 anos em que em 100 morrem 3, quando antes em 100 morriam 60. E isso deve-se a estarem vacinados.

  13. art says:

    Unravelling the complexity of a pandemic shaped by mass vaccination. What does it tell us?
    Advanced mass vaccination campaigns conducted in the vulnerable part of the population lead to diminished viral infection rates. This not only results into declining morbidity and mortality rates in this population but also reduces the likelihood for previously asymptomatically infected persons to become re-infected shortly after their primary infection. This is to say that mass vaccination of the vulnerable will make it increasingly unlikely that previously asymptomatically infected persons become re-infected while experiencing substantial suppression of their natural Abs (as suboptimal, S-specific Ab titers rapidly decline in the majority of asymptomatically infected people). Hence, the likelihood that this part of the population contracts Covid-19 disease as a result of re-exposure will, therefore, shrink as well.

    The more mass vaccination of the vulnerable group advances, the higher the chance for previously asymptomatically infected subjects to become re-exposed to Sars-CoV-2 at a point in time where their suboptimal S-specific Ab titers are no longer high enough to sufficiently block their natural Abs to cause Covid-19 disease but are still high enough to exert immune pressure on viral infectiousness. The more the mass vaccination program extends to lower age groups, the less will be the effect thereof on viral infectious pressure and the more the number of subjects experiencing suboptimal S-directed immune pressure will grow. Consequently, opportunities for variants that have been selected to overcome this immune pressure will improve when vaccine coverage rates incline. In countries that are expanding their mass vaccination program on a background of a relatively high infectious pressure (e.g., Chile, Uruguay, France, Germany, USA, Hungary, Belgium; current vaccination rates [single dose] between 30 and 37%), vaccine-resistant variants are expected to dominate previously circulating, more infectious variants at vaccine coverage rates that are significantly lower than in countries with much lower infection rates (e.g., Israel, UK; current vaccination rate [single dose]: 63 and 53%, respectively). Depending on the infection rate and rate of vaccination, progression to vaccine-resistant variants may transition through a stage wherein even more infectious variants are circulating for a more or less limited period of time.

    The way ongoing mass vaccination campaigns diminish viral infectious pressure is very different from the one thought to control viral infection during a natural Covid-19 pandemic. Based on observations and data from the 1918 Influenza pandemic, the infectious pressure during a natural Covid-19 pandemic would gradually and durably decrease as vulnerable subjects who contracted Covid-19 disease (including those who were asymptomatically infected during the 1st wave and, as a result, had become susceptible later on) recover. Their recovery after the 1st and 2nd wave of disease results in a gradual increase in acquired herd immunity. As it takes time for the virus to spread, different susceptible parts of the population would be infected or re-infected at different time points. This would ensure that at any given point in the transmission chain the morbidity level and hence, the infectious pressure, remain high enough to cause Covid-19 disease in yet another set of susceptible, previously asymptomatically infected subjects while enabling the population to gradually increase its herd immunity. Only when grown beyond a threshold that no longer provides for sufficient infectious pressure would the level of herd immunity prevent further waves of disease and death. However, as healthy, asymptomatically infected subjects can spread the virus as well (although to a lesser extent) and tend to develop suboptimal anti-S Abs following exposure, it is reasonable to assume that the remainder of this group could serve as a reservoir for Sars-CoV-2 transmission and thereby enable selection of more infectious immune escape variants. However, as the majority of the population will have acquired memory B cells capable of recalling high avidity anti-S Abs upon re-exposure to Sars-CoV-2 and as Abs recalled from a previous infection with live virus may also efficiently neutralize more infectious variants, it will become more difficult for Sars-CoV-2 to augment its infectious pressure beyond a threshold high enough to provoke disease in this reservoir. It is fair to postulate that waves of morbidity and mortality could be prevented under the premise that people adhere to some elementary public health and social measures.

    The above-described course of viral transmission is very different from the one observed when mass vaccination campaigns are conducted during the course of a pandemic of a mutable virus which naturally causes acute, self-limiting infection. Let’s consider ongoing Covid-19 mass vaccination campaigns. So far, these campaigns have primarily been targeting vulnerable individuals (i.e., elderly, people with underlying diseases or at high risk of infectious exposure or experiencing immune suppression). Vaccination of these subjects provides them with protective, S-Ab-based adaptive immunity and hence, reduces infectious viral pressure. Diminished infectious pressure leads to a diminished morbidity rate in previously asymptomatically infected subjects. This gradually increases the likelihood for these subjects to become exposed to the virus while merely exerting suboptimal S-directed immune pressure instead of succumbing to Covid-19 illness. Mass vaccination, therefore, reduces the capacity of previously asymptomatically infected individuals to contribute to herd immunity but instead augments their capacity to serve as a breeding ground for more infectious variants. The faster vaccination rates rise (i.e., the faster previously asymptomatically infected subjects are turned into vaccinees), the faster this population will start to exert immune pressure on vaccinal Abs upon re-infection with Sars-CoV-2. However, in case mass vaccination progresses on a background of low infectious pressure, it may take some more time for the virus to raise the infectious pressure up to a level that supports adaptation of Sars-CoV-2 to suboptimal S-directed immune pressure. This is because asymptomatically infected vaccinees and non-vaccinated, previously asymptomatically infected subjects typically shed less virus than people who contract Covid-19 disease.

    It is important to note that immune pressure and, therefore, adaptation of selected immune escape variants will be increased over-proportionally when enrolment of younger age groups (e.g., < 65 years) becomes significant. It is reasonable to postulate that administration of the 2nd dose of vaccine on a background of more infectious variants will only expedite selection and adaptation of variants capable of resisting a full-fledged vaccinal Ab response. It goes without saying that infection with variants that are fully resistant to the vaccines will result in a dramatic increase in morbidity and mortality rates, not at least in vaccinees .

    Even though mass vaccination campaigns have not yet led to selection and enhanced circulation of vaccine-resistant variants in most countries, they are increasingly optimizing the conditions for more infectious variants to further evolve their resistance to S-specific Abs. The higher the vaccine coverage rate in general and that of younger age groups in particular, the better these variants will thrive and resist S-specific Abs of growing affinity (i.e., elicited after 2nd as compared to 1st dose of vaccine) and the faster they will dominate previously circulating variants.

    Pending enrolment of younger age groups the situation is now expected to dramatically expedite the propagation of the Indian mutant to then rapidly evolve towards circulation of dominant variants that are completely resistant to the vaccines, even upon administration of the second dose.

    Conclusion:

    Whether ‘home-made’ or ‘foreign’, vaccine-resistant variants are highly likely to cause more (severe) disease in vaccinated as compared to non-vaccinated subjects. This is because the latter may still dispose upon a fully functional arsenal of CoV-nonspecific Abs provided they are seronegative for CoV-derived S protein. As a result, vaccinees will soon constitute the predominant source of Sars-CoV-2 infection and cause a dramatic surge in viral infectious pressure. As pre-symptomatic vaccinees will increasingly serve as a reservoir for Sars-CoV-2 infection, non-vaccinated persons should refrain from mixing with vaccinees.

    As patients with severe Covid-19 disease need hospitalization, circulation of vaccine-resistant variants is not only going to overwhelm the health care system but also pose a tremendous risk to all health care workers as the vast majority of them have already been vaccinated. Consequently, health care workers as well will be much more susceptible to contracting Covid-19 disease caused by vaccine-resistant variants.

    • DataSmurf says:

      Geert Vanden Bossche, grande homem, um especialista com eles no sítio, tudo o que tem dito e escrito tem-se verificado, e avisa-o com antecedência. Ao contrário da corja de especialistas armados em cientistas, que não passam de astrólogos.

    • rui says:

      Um veterinário? a serio?

      Teorias já mais que desmentidas…..

    • DataSmurf says:

      Sim começou há muito tempo atrás na vertente veterinária, mas não foi esse o caminho que seguiu posteriormente durante muitos anos. Aqui está algum do currículo por onde passou e que funções Geert Vanden Bossche exerceu. Faz corar muito especialista de inveja, ainda mais especialistas de bancada.

      chefe do Vaccine Development Office (Serviço de Desenvolvimento de Vacinas) no Centro Alemão de Pesquisa de Infeções

      diretor-gerente na VaReCo (Vaccine Research and Collaborations)
      CSO na UNIVAC llc (Estados Unidos da América) e UNIVAC NV (Bélgica)

      Gerente do Programa de Vacinas do Ébola na GLOBAL ALLIANCE FOR VACCINES AND IMMUNIZATION (GAVI)

      Bolsista de pesquisa no departmento de Microbiologia e Imunologia do REGA INSTITUTE, KUL

      Oficial sénior de programas, saúde global e descoberta de vacinas para a Fundação Bill & Melinda Gates

      Diretor de Projeto Global de vacinas influenza para a Solvay Biologicals

      Diretor, líder do programa de pesquisa e chefe de adjuvantes na NOVARTIS VACCINES & DIAGNOSTICS

      • rui says:

        Isso já foi colocado no pplware muitas vezes.
        As teorias dele já foram refutadas.
        Por exemplo o Dr Fauci foi um deles. E o curriculo dele tambem é bom…

        Existem centenas de especialistas, virulogistas etc… todos a dizer o mesmo, mas este é que esta certo?
        Porque?

        • DataSmurf says:

          As tuas teorias já foram refutadas várias vezes, mas parece que não serviu para nada.

          DataSmurf 8 de Junho de 2021 às 01:08
          Uma vacina no verdadeiro sentido da palavra, evita a infeção do vírus ou bactéria para o qual foi concebida, as “vacinas” para o coronavírus não impedem essa infeção e a posterior disseminação/transmissão/contágio a outras pessoas, funcionando apenas como supressores de sintomas. Estás algo equivocado em relação a esta matéria.

          Rui 8 de Junho de 2021 às 05:18
          Vacina serve como supressor de sintomas?
          Não impedem a propagação do virus?
          As pessoas vacinadas apanham o virus mas nao tem sintomas e continuam a passar o virus aos outros?
          Nao fazes a minima ideia do que andas a falar. Apenas andas a espalhar boatos do youtube.
          Tu andas completamente equivocado sobre o que é uma vacina para o Coronavirus e sobre a eficácia das mesmas.

          E tiveste a lata de comparar Dr. Fauci com Geert Vanden Bossche, a sério? Aquele que se farta de dizer e contradizer pouco tempo depois, o Gain of function Fauci?? A minha alma está parva!

          Existem centenas de especialistas, virulogistas (leia-se virologistas) a dizer o mesmo? Bem, existem centenas de especialistas, virologistas a dizer o seu contrário. Isso não prova mesmo nada.
          É preciso é ouvir a opinião de todos os especialistas astrólogos e comparar com as opiniões dos verdadeiros especialistas, e olhar para a realidade, e com bom senso tirar as nossas próprias ilações e seguir o nosso próprio instinto.

          • rui says:

            como ja te perguntei:

            Se as vacinas criam variantes., qual o pais que depois de vacinar em massa passou a ter uma nova variante?

            Sobre o Fauci, a tua alma esta parva? A minha esta sobre o teu veterinário, por isso ficamos na mesma….

          • DataSmurf says:

            O “meu” veterinário, progrediu na carreira e durante muitos anos estudou, criou e desenvolveu vacinas para serem administradas nos animaizinhos racionais, animaizinhos que pelos vistos têm pouco ou mesmo nada em comum contigo, por seres irracional.
            E pelos vistos ele, ainda hoje, também estaria qualificado para te tratar a ti como veterinário, apesar de já não exercer a profissão há muitos anos. O que é mais uma vantagem!

          • rui says:

            e pronto: como não consegue argumentar começa as tentativas de ofensas…Diga se com pouca creatividade

            Argumenta como um adulto, ok

          • rui says:

            E já agora: resposta a minha pergunta sobre novas variantes em pais já com uma taxa de vacinação elevada?
            Pode ser? thanks

          • Nuno25 says:

            Datasmurf, tu és um ignorante como praticamente todos os que aqui andamos. Não importa tu conseguires vender o teu peixe. O importante é perceber o seguinte, a alegada desconstrução da narrativa do Sr de veterinária está correcta? Sim ou não? Pelo que li, vários virologistas desmentiram as suas afirmações. O que importa é tentar perceber a verdade…. Não é apenas acreditar na única pessoa que está certa no mundo. Os restantes são burros?

          • DataSmurf says:

            E quem te disse que é a única pessoa? Estava apena s aresponder ao art.
            Não estou aqui para vender peixe, quem quer ser vacinado que o seja, quem não quiser que não o seja. Tão elementar quanto isso.
            O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete. E eu gosto muito de refletir, tu por outro lado gostas muito de afirmar.

          • Nuno25 says:

            Sensato… Portanto é assim que um homem que não acredita na ciência se considera. Eu não afirmo… Apenas respeito a comunidade científica. E o veterinário nem parece pertencer … E mesmo que pertença, os especialistas desmentem-no… Vou refletir sobre o que? A minha área não é vacinas… Nem virus

          • DataSmurf says:

            Luc Montagnier, Virologista francês vencedor do Prémio Nobel da Fisiologia e Medicina, pela sua descoberta do vírus da imunodeficiência humana (HIV)
            https://greatgameindia.com/covid-19-vaccines-creating-variants/

            Dr. Robert W. Malone, virologista e immunologista e Inventor da tecnologia das vacinas mRNA, e apesar de serem creditados avanços na tecnologia mRNA a Katalin Karikó ou a Derrick Rossi, não existe consenso nesta matéria, mas existe consenso em Dr. Malone ter sido o pioneiro.

            Dr. Peter McCullough

            Association of American Physicians and Surgeons
            https://aapsonline.org

            Entre tantos outros! Todos eles também pertencem à comunidade médica e científica, a diferença é que como são vozes incómodas, são censurados pelos mainstream media e difamados por uma campanha sem precedentes numa tentativa de os ridicularizar.
            E já agora porquê essas reticências todas? Voltamos ao pré-escolar?

          • Jake says:

            Atenção DAtaSmurf.
            Creio que já mudarammonsignificado e conceito de VACINA para ajustar as justificações de hoje por esta vacina não funcionar.
            Fora os estudos que antes estavam disponíveis na NET e que foram retirados para que não haja informação audiente para a população se aperceber só que se passa nos dias se hoje. Ou então passou a ser tudo férias e estudos de conspiração….uma palavra utilizada insistentemente hoje em dia.
            E atenção que o verdadeiro significado de FACT CHECK também já não é o que era. Utilizado nos dias de hoje para desmentir a verdade…
            Por exemplo, fiz recentemente pesquisa sobre os casos de vacinas criadas e impingidas na Índia e África na mão da Fundação Bill & Melinda Gates. Rodas as notícias que indicavam que muitas pessoas e principalmente crianças tinham sido sofrido lesões ou esmo morte pela vacina foram desmentidas pelos fact checkers. Ora se bem me lembro, já foi dito aqui que nenhuma vacina é perfeita. Então que conclusão podemos tirar daqui?!??

        • Jake says:

          Oh Rui.
          Dr Fauci!?!?!!

          PS: sugestão. segue o dinheiro e vê que realmente tem a ganhar com toda essa pandemia.

          Procura o vídeo do Dr Mulls, o que inventou o teste PCR, rebeu prêmio Nobel de ciência e ouve o que ele diz do Fauci. Ele trabalhou directamente com ele e sabe o que diz.
          Morreu de ataque cardíaco aos 65 anos, creio que dois meses antes de começar a pandemia. Até deu jeito ao Fauci, porque este senhor teria muito que falar do seu PCR e a forma como foi utilizado para criar esta pandemia de casos…

          Mais fácil, tens aqui o link..
          https://youtu.be/f6ArP1iEro8

          Tens também a opinião da Dra. Judy Mikovits. Trabalhou muitos anos a mando do Fauci. Chamaram lhe de mentirosa. Mas vê e tira as tuas conclusões. Só porque os dizem e em grande número pode não ser verdade mas uma conspiração…

          Part 1 para teres uma ideia..

          https://www.bitchute.com/video/aYrOFRIxmNlr/

          Mas tira as tuas conclusões e decide..

      • Sergio says:

        Quando endeusam um indivíduo a desfavor de um consenso científico…sinal dos tempos onde opiniões, ramaticamente fundamentadas têm tempo de antena.

      • Jake says:

        Pois é Rui..
        Mas as teorias estão a passar a realidades. Ou não. Ou já esqueceste que os fabricantes das vacinas disseram que tinham 95%, mas afinal não, já baixou para 65% ou menos.
        Disseram que estaríamos seguros, sem apanhar o vírus ou transmitir lo, mas afinal não. E só agora vem com a lenga lenga que todos deberíamos saber que não existe nenhuma vacina que impede apañarnos o virus ou adoecer como no caso da vacina da gripe. Pois mas se bem recordo não foi isso que nos foi dito! E porquê?!? Então podemos concluir que o que nos foi dito não passava de meras teorias também?!? Ou não!??! Mas para mim foram só ocultações da verdade para que toda a população aceitasse a vacinação!
        Mas é bom que as pessoas se lembrem bem das teorias que criticam, porque mais cedo ou mais tarde passarão na verdades.
        A teoria de vacinação massiva já para evitar contagios já foi por água abaixo. Em Israel, UK, EUA, França. Mas aparentemente ninguém consegue comparar a taxa de vacinação com taxa de casos….. Teoria da denegação de factos!

        • Nuno25 says:

          Jake… o tipico Dunning-Kruger….
          Disseram 95%… disseram.. quando? em setembro de 2020?
          Está errado? para a variante que era conhecida naquela altura era a verdade…
          Entretanto apareceu uma variante (Delta) que é altamente mais contagiante…
          Na ciencia, ajusta-se os parametros à medida que vão sendo conhecidas novas variaveis…. na cospiraciolandia, existem certezas de tudo…

        • rui says:

          Pois pois

          Comparar os testes antes da variante Delta (que apareceu ANTES de a India iniciar a vacinação em massa) é muito bom

          Por acaso sabes como se fazem os testes ? Com uma determinada população e esses dados é que contam. Claro que quando passa a mais de 100x mais população os dados vao sofrer alterações, mas isso para a tua conversa não interessa…..
          Sabes que por exemplo a vacina da gripe tem apenas 50%?

          Podes dizer o que quiseres mas não podes negar que a vacinação esta a ajudar.
          Devagar isto esta a voltar a normalidade. Agora vamos ver se tudo corre bem no inverno, e com tudo a abrir sem restrições (ou poucas). Mais movimento, mais hipoteses de haver contagio ainda por cima com poucas restrições.

          Sobre a vacinação em massa: (minha opiniao que vale o que vale)
          Este é um virus novo, e não se sabe ainda qual a duração e protecção das vacinas, dai Israel e agora a EMA aconselhar mais uma dose as pessoas de risco, que basicamente é o que se faz TODOS os anos com a gripe (chama lhe reforço, 3,4 5 dose ou o que for)

          Por mim, se for preciso tomar uma dose todos os anos, que seja. Eu já tomo da gripe e da pneumonia todos os anos devido aos meus problemas, por isso mais um pica não me deve matar.

          A vacina NÃO é obrigatória e cada um sabe da sua vida. Agora o que acho que é mau, é virem colocar teorias que não fazem sentido.

          As vacinas criam variantes? Não.
          As vacinas mexem no nosso DNA? Não
          Virem dizer que as vacinas a longo prazo vão criar problemas? onde foram buscar isso ? provas? E o Covid a longo prazo alguém sabe o que vai provocar?
          Conheço pessoas que tiveram covid e ainda hoje passado quase 1 ano, estão com problemas respiratórios e sempre cansados.
          O primeiros vacinados ( há quase 1 ano) quais os problemas conhecido?
          Houve problemas com as vacinas? sim, mas estaticamente foram muito menores que de outros medicamentos vendidos SEM qualquer controlo.

          Como um Médico (que trabalha em UCI) que conheço disse: Ao apanhar Covid, é uma loteria. Alguns idosos não tem problemas grave e alguns jovens sem problemas conhecidos vão para a UCI. Nunca se sabe.

  14. Joao Ptt says:

    Não deixa de ser irónico que gastam mais dinheiro com os militares e espionagem, aos biliões verdadeiros mesmo, mas depois nem têm um serviço de bombeiros e emergência média gratuito e disponível a nível de toda a federação… sem falar nos hospitais que seria de esperar que o estado federal assegurasse pelo menos uns quantos por x número de pessoas/ área pelo menos para quem não tivesse seguro com essa cobertura ou não o quisesse/ pudesse utilizar (por conta das franquias), ou não se tivesse a certeza de a pessoa estar coberta por algum seguro ou equivalente (ex.: acidentes graves onde não se consegue determinar que a pessoa tenha seguro por estar sem consciência ou não parecer estar bem da cabeça, etc.).

    Eu sei que a forma de pensar de alguns nos EUA é diferente, mas se podem gastar biliões em gastos militares e espionagem parece-me razoável que desviem um pouco desses biliões para ajudarem a sua própria população. Pelo menos que colocassem tal a votação em referendo na federação toda… aliás, muita gente lá até acha que esses serviços são considerados serviços básicos e que são gratuitos e a realidade é que tal varia muito de lugar para lugar, não existe consistência a nível de toda a federação ( conforme falam parcialmente neste segmento do John Oliver “Emergency Medical Services”: https://www.youtube.com/watch?v=Ezv8sdTLxKo ).

    Como já referiram, este artigo faz sentido nos EUA, mas em Portugal só se estiverem a falar dos hospitais privados, que os públicos são pagos com o dinheiro dos contribuintes e dos cidadãos europeus que mandam para cá milhões (quase) sem fim, em co-financiamentos e outros. Mas lá nos hospitais alguns gostam de pensar que quem manda são eles e não os contribuintes que pagam aquilo tudo… é importante lembrá-los quando acham isso quem é que manda mesmo, e prestarem um serviço como deve de ser… fosse toda a gente a sim e as coisas mudavam, do contrário é como se vê: consultas que demoram anos a acontecer e nem falemos na resolução em si… e depois vê-se a incompetência quando vem um qualquer médico Espanhol e limpa quase a lista toda de espera (234 cirurgias) em 6 dias (in.: https://www.dn.pt/arquivo/2008/medico-espanhol-fez-234-cirurgias-em-seis-dias-997266.html ) e os médicos de cá lixados por ficar evidente a sua incapacidade, ou falta de vontade(?), de dar vazão ao serviço.

  15. DataSmurf says:

    Como deviam funciona a imunidade de grupo nas vacinas para a covid-19?
    (A que está a ser veiculada pelo Estado, por alguns meios de comunicação social e pelos idiotas de plantão (menos hoje do que há uns dias atrás por causa das notícias que têm surgido)).

    Baixa imunidade da população – > se apenas um pequeno grupo de pessoas estiver vacinado o vírus rapidamente se propagará pela população.

    Maior imunidade da população -> com a maioria da população vacinada e imune o vírus encontrará muitas barreiras e não se transmitirá tão rápido pela restante população. Formam-se uma espécia de bolhas que impedem o vírus de continuar o seu processo de infecção pela restante sociedade.

    mas na prática/realidade:
    https ://www.dn.pt/sociedade/vacinados-podem-ter-a-mesma-quantidade-de-virus-que-os-nao-vacinados-13993871.html
    “As conclusões têm o potencial de alterar o pensamento sobre a forma como a doença é transmitida. Antes, pensava-se que as pessoas vacinadas que foram infetadas tinham baixos níveis de vírus e não os deveriam transmitir a terceiros. Mas a nova informação mostra que não é o caso…”

    https: //www.dn.pt/edicao-do-dia/05-ago-2021/estudo-sobre-carga-viral-em-vacinados-lanca-alerta-certificado-nao-substitui-uso-de-mascara-14007152.html

    https ://observador.pt/2021/08/05/surto-com-127-infetados-e-um-morto-na-misericordia-de-proenca-a-nova/

    https ://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/sobe-para-132-o-numero-de-infetados-em-surto-na-santa-casa-da-misericordia-de-proenca-a-nova?ref=HP_OutrasNoticias2

    https: //tvi24.iol.pt/sociedade/dgs/covid-19-portugal-tem-53-surtos-ativos-em-lares-de-idosos

    Para os que perante as evidências alteraram o seu discurso, a sua narrativa, os verdadeiros negacionistas, os que agora afirmam que a vacinas nunca serviram para criar imunidade de grupo e assim libertar a sociedade e melhorar a economia, mas para evitar a doença grave e as hospitalizações, fiquem a saber que existem
    tratamentos multi-medicamentosos precoces para a covid-19 que reduzem bastante a hospitalização e a morte, e sem os efeitos adversos inerentes destas vacinas experimentais para a covid-19.
    Muitos médicos já vieram a público comentar que podíamos ter evitado muitas das mortes por covid-19, antes do surgimento das vacinas, se tivessemos recorrido a tratamentos precoces em vez de mandarmos as pessoas ficar em casa, depois de sabermos que estavam infectadas, pois as complicações associadas a esta doença ocorreram precisamente por a intervenção médica ter sido tardia e incorrecta. As pessoas já davam entrada nos hospitais demasiado afectadas.
    Mas não confiem no que acabo de afirmar, façam a vossa própria pesquisa e retirem as vossas próprias conclusões.
    Vou deixar mais uma questão que acho bastante pertinente, e é em relação às mortes diárias de covid-19. Podemos verificar que estas cresceram imenso quando comparado com igual período de 2020.
    Por exemplo, hoje dia 7 de Agosto de 2021 registraram-se 17 mortes, no dia 7 de Agosto de 2020 registaram-se apenas 3 mortes;
    no dia 6 de Agosto de 2021, 18 mortes, 6 de Agosto de 2020 foi de apenas 3;
    no dia 5 de Agosto de 2021, 10 mortes, mas em 5 de Agosto de 2021 foi de apenas 1;
    e assim sucessivamente.
    O ano passado, as mortes começaram a aumentar em finais de Setembro atingindo o pico em finais de Janeiro deste ano, e o que é que acontece durante este período, o que é??
    Portanto, eu acredito que aconteça exatamente o mesmo este ano, mesmo com vacina, prevejo até que a mortalidade será ainda maior.
    O tempo o dirá se mais uma vez tenho ou não razão.

    Fiquem bem.

    • Daniel Sousa says:

      Comparar agosto de 2020 com agosto de 2021 não faz sentido.

      • rui says:

        A não ser que sirva para a narrativa dele….
        🙂

        • DataSmurf says:

          rui, a minha narrativa tem-se mostrado mais acertada e actual do que a tua. Portanto vale o que vale.

          • rui says:

            Isso achas tu!
            Estar a comparar agosto 2020 (onde a variante Delta ainda não estava no pais) com agosto 2021.
            Muito bom!
            Ps: A variante Delta apareceu ANTES da vacinação em massa. E em Portugal só apareceu (se não me engano ) em Junho…

            outra pergunta:
            Se as vacinas criam variantes…
            Pode me dizer qual foi o pais que depois de começar a vacinar em massa passou a ter variantes?

          • Antonio says:

            O Rui!!!!
            Também deves ser daqueles pago para fazeres propaganda às farmacêuticas e deves ter levado uma vacina de soro fisiológico.

          • rui says:

            Antonio
            Levei a vacina e irei levar mais dose se necessário!
            Não trabalho para farmaceuticas, mas o seu comentario soa me a inveja.
            Nova teoria da conspiração: Vacinas são falsas e é apenas soro?
            Muito bom!

          • Antonio says:

            Não são soro, mas para quem trabalha na área da saúde facilmente contorna o sistema é tu sabes bem disso…

          • rui says:

            Antonio
            Agora perdeste me!

            As vacinas são falsas ou alguém rouba e injecta soro?
            Foi isso que querias dizer?

          • Antonio says:

            Outra coisa.
            Demonstra-me que o vírus existe.
            Demonstra-me com ele isolado. Percebes o que te estou a pedir?

          • DataSmurf says:

            Antonio, podemos até concordar em muita coisa, mas terei que discordar no que acabaste de dizer. O vírus é bem real. E não se trata do vírus da gripe comum. Foi e é para muitas pessoas muito difícil de ultrapassar a infeção, e muitas não aguentam e morrem. E soluções precisam-se (e elas já existem), não precisamos de supostas soluções que nos trazem mais problemas, vacinas covid-19 experimentais, com efeitos adversos graves a curto prazo e com efeitos ainda desconhecidos a médio e longo prazo.

          • Nuno25 says:

            Antonio, o que percebes de doenças, ou virus ou medicina? Queres ver o virus? O que é para ti uma prova? o virus tem de ser visivel a olho nu?
            Sabes porque tens muita certeza? porque sofres do sindroma de dunning-kruger. Mas não te preocupes que tem cura. só tens de ir estudar o assunto. estudar… não ler opiniãos de pessoas anonimas na internet…

        • Jake says:

          Rui
          Tens aqui a info sobre a Delta
          E tens de ter em conta as datas de início da vacinação de cada país. E também que as restrições para viajar também foram aplicadas diferentemente em cada país.

          Vaccination started in India
          https://geographicinsights.iq.harvard.edu/IndiaVaccine

          Delta variant India https://edition.cnn.com/2021/06/10/health/delta-variant-india-explained-coronavirus-intl-cmd/index.html

      • DataSmurf says:

        Não faz sentido comparar Agosto de 2021 com igual período do ano passado? Então faz mais sentido comparar com o quê? Com Agosto de 2019 ou com Agosto de 2022? Ele há cada gajo!

        • Daniel Sousa says:

          Não faz sentido comparar, porque as variáveis são diferentes, o que impossibilita a comparação.

          • DataSmurf says:

            É precisamente por as variáveis serem diferentes que é tão importante fazer uma comparação.

          • Daniel Sousa says:

            Não pá, tu nao percebes nada de ciência pois não?
            Para procederes a um estudo comparativo, tens que manter as variáveis que estão nas hipóteses de estudo. Não podes no ponto 1 do estudo medir o tamanho das maçãs ao sol, e no ponto 2 medir o tamanho das maçãs ao sol, quando as deixaste à chuva o ano inteiro. Se estás a fazer um estudo longitudinal há certas coisas que nunca podem mudar.

          • Nuno25 says:

            Datasmurf, burro não é quem não sabe. É quem não quer saber. E tu, no alto da tua sapiência não consegues ver mais porque já sabes tudo. Quando te começares a questionar,a ti, não aos médicos, aí sim pode ser que comeces a aprender mais qualquer coisa.

          • DataSmurf says:

            Daniel Sousa tu é que pelos vistos és um 0 à esquerda em bases de dados estatísticos e como interpretá-los.
            Dois anos distintos, ambos com temperaturas elevadas no Verão, num ano existe escassos meios de prevenção e de combate a incêndios, no ano seguinte existe mais meios de prevenção e de combate a incêndios. Verifica-se que no segundo ano existiu muito menos área ardida, menos perdas humanas, menos perdas materiais etc. Ambos os anos têm uma variável diferente, a estatística servirá para perceber até que ponto as medidas adoptadas serviram para ajudar na resolução dos problemas com incêndios ou não, e fazer a variação em percentagem, e com isso definir estratégias, reforçar medidas, recuar noutras, etc
            O mesmo se pode aplicar a mortes por covid em anos consecutivos, num sem vacinação, e no outro com vacinação.

            Nuno25, opiniões há muitas seu #€%ma e para todos os gostos, mesmo dentro da comunidade médica e da comunida científica. Não é consensual nesta matéria como muitos querem fazer crer.

          • Nuno25 says:

            Comparações simplisticas/simplórias. Ninguem faz ciencia a comparar 2 variaveis e ignorar tudo o resto.
            Alias, na ciencia, quando existe diferenças, tentam procurar respostas de qual o motivo. não simplesmente pegar em 2 datas, 2 numeros comparar e tirar conclusões.
            A Comunidade cientifica está de acordo em relação as vacinas e ao virus. Existem pequenas discordancias relativamente á 3ª dose e aos mais jovens. HAver meia duzia de medicos discordantes, é normal.. não é preciso 100% de pessoas de acordo. mas se 90% tiver de acordo… faz mais sentido não?

        • DataSmurf says:

          DataSmurfO seu comentário aguarda moderação.

  16. Lecas says:

    Mas será que já somos s USSR parece que temos muitos defensores desse sistema da carneirada .
    O Covid tem trasido a tona os apetites de muito politico e jornalista dos regimes totalitários e da ditadura dão-se mal com a democracia .

    • Luis says:

      Infelizmente cada vez mais existe carneirada, já poucos têm um pensamento próprio.

    • Vítor M. says:

      Tem trazido tanta coisa, até aulas em casa. Mas também tem trazido uma realidade de gente sem noção de cidadania que até assusta. E alguns falam em democracia como se soubessem o que isso é. Confundem muito democracia com anarquia mental.

      Mas é como é….

      • Daniel Sousa says:

        É mesmo isso caro Vitor M. parece-me que o conceito de sociedade está a acabar. É mesmo uma anarquia pseudo-intelectual.

      • DataSmurf says:

        Dar o corpo às balas não é cidadania, é suicídio.

        • rui says:

          Por essa ordem de ideias, os Médicos, Enfermeiros e outros não deveriam tratar os doentes Covid, pois eles foram para a linha da frente mesmo quando mão havia vacina, e pouco conhecimento sobre o virus.
          Isso sim foi uma demonstração de coragem, e podemos considerar cidadania, pois meteram o bem dos outros a frente do deles.
          Alguns passaram meses sem abraçarem familiares.
          Mas isso não conta, pois não?

          • DataSmurf says:

            O que é que uma coisa tem a ver com a outra? A mania que tens de trocar alhos por bugalhos.
            Muitos médicos e muitos enfermeiros não desejam sequer ser vacinados, isso não faz deles mais ou menos médicos. Todos dão o “corpo às balas”, todos estão na linha da frente, uns mais do que outros, é certo, pois depende muito da especialidade e do local onde exercem a sua profissão, mas é a profissão que decidiram seguir, independentemente de serem inoculados ou não com uma vacina experimental.
            Mas eu não sou médico nem enfermeiro, e a minha opinião reflecte a opinião de muitos médicos e enfermeiros.
            Eu passei quase um ano sem abraçar os meus. Nem sei o que te diga, quando se sabe, agora de forma oficial, de que os vacinados podem ser infectados e produzir a mesma carga viral dos não vacinados e de transmitirem o vírus e de ainda por cima se legalizar esse acto através de um certificado digital covid. O mundo está mesmo virado do avesso. É de loucos!

          • rui says:

            Essa era mesmo a resposta tua que estava a espera. Basicamente “eles ganham para isso”.
            Conheço muito poucos medicos, enfermeiro e etc que decidiram nao se vacinar….. mas pronto. Se tu o dizes…..Deve ser verdade.
            Sobre a vacina ser experimental…. não sabes mesmo como funcionam as coisas até serem aprovados medicamentos ou vacinas etc….

          • DataSmurf says:

            Mais uma vez a trocar alhos por bugalhos. Tu realmente tens problemas cognitivos sérios, não sei onde é que foste buscar o “eles ganham para isso”, enfim.
            Conheço alguns pessoalmente, não sei se conheço mais ou menos do que tu, não estou aqui para os contar hehe
            Notícias vindas dos Estados Unidos, de França, de Itália, etc, algumas sobre manifestações de médicos e de enfermeiros, por recusarem ser vacinados à força e de serem cobaias de vacinas experimentais, e assim evitar problemas sérios por causa destas vacinas porque estão no terreno e asssistem diariamente a estes casos, são até relativamente frequentes. Mas deve ser tudo desinformação. Olha quem é o negacionista?
            Eu não sei muita coisa, aliás está para nascer aquele que sabe tudo, mas tu não sabes mesmo nada acerca de vacinas experimentais.

          • rui says:

            Datasmurf

            as tuas palavras: “mas é a profissão que decidiram seguir, ” dai o meu comentario que BASICAMENTE afirmas que “eles ganham para isso”

            Discutir contigo é como argumentar a qualidade da palha com um Jumento.

          • DataSmurf says:

            Lamento mas tenho mais do que fazer do que estar de babysitter de fedelhos mimados. 🙂
            Está na hora de conviver com os adultos.

          • rui says:

            Ficou aborrecido? Vai fazer birra!
            Já não tem argumento e por isso sai de cena?

            Apresenta dados. Se não tem, não vem para discutir com os adultos, ok

          • DataSmurf says:

            Dados? Sou o único a apresentá-los. Tu limitas-te a dar opiniões pessoais, respostas generalistas, frases sem nexo, sempre a trocar alhos com bugalhos na falta de argumentos, mesmo que delirantes.
            Sabes, a tua insistência revela duas coisas, primeiro, que tens imenso tempo livre, segundo, que reages disfuncionalmente em relação a opiniões diferentes das tuas. Tens um ego do tamanho do universo e uma compreensão do tamanho de uma ervilha. E um dia essa limitação será um obstáculo para ti, se é que já não o está a ser…
            Se estiveres interessado posso-te indicar um amigo meu de infância que é psiquiatra (para evitar teorias da conspiração, ele é meu amigo, não é meu psiquiatra), e olha, ele também recusa ser cobaia de uma vacina experimental e com mais buracos do que um queijo suíço. O meu conselho é genuíno e é de boa vontade que o faço, agora faz com ele o que quiseres. Ele tratava-te logo de dois problemas.
            haha

          • rui says:

            Pronto, ficou chateado!

            Vacina experimental? Continuas a dar lhe…..
            Deves perceber muito disso…

            Quanto a ir ao psiquiatria… é uma ideia.

            Mas se ele tem as mesmas ideias que tu, dispenso…. um negacionista com teoria que as vacinas são experimentais…. ja me chegas tu.

            Ainda estou a espera do Pais com nova variante depois da vacina! São estes dados que estou a espera…..
            Mas como não tens voltas a tentar ofensas…. continua a tentar….

            Por favor… diverte me!

          • DataSmurf says:

            As vacinas para a covid-19 são experimentais e estão aprovadas para uso de emergência. Se não fossem experimentais não necessitariam de autorização de uso de emergência. Elas não deixam de ser experimentais apenas porque tu insistes que não o sejam.

            EUA
            https://www.fda.gov/emergency-preparedness-and-response/mcm-legal-regulatory-and-policy-framework/emergency-use-authorization

            https://www.fda.gov/vaccines-blood-biologics/vaccines/emergency-use-authorization-vaccines-explained

            https://www.fda.gov/emergency-preparedness-and-response/coronavirus-disease-2019-covid-19/pfizer-biontech-covid-19-vaccine

            https://www.fda.gov/emergency-preparedness-and-response/coronavirus-disease-2019-covid-19/moderna-covid-19-vaccine

            https://www.fda.gov/emergency-preparedness-and-response/coronavirus-disease-2019-covid-19/janssen-covid-19-vaccine

            Precisam de aprovação total
            https://www.sciencemag.org/news/2021/07/when-will-covid-19-vaccines-be-fully-approved-and-does-it-matter-if-they-are

            UE
            https://www.ema.europa.eu/en/human-regulatory/overview/public-health-threats/coronavirus-disease-covid-19/treatments-vaccines-covid-19

            https://ec.europa.eu/commission/presscorner/detail/en/qanda_20_2390
            “In response to public health threats such as the current pandemic, the EU has a specific regulatory tool in place to allow early availability of medicines for use in emergency situations. In such emergency situations, the Conditional Marketing Authorisation (CMA) procedure is specifically designed to enable marketing authorisations as quickly as possible, as soon as sufficient data becomes available. It provides the EU with a robust framework for accelerated approval and post-authorisation safety and safeguards and controls.”

          • rui says:

            Sobre o veternario, por caso leste tudo o que ele disse?
            Ele é contra esta vacinação em massa, porque acha que a melhor forma de defesa é estimular as celulas MK.
            Agora uma coisa : ele esta a tentar criar vacinas baseadas nesse propósito (estimular celulas nk) há já muito tempo.
            Mais parece que ele quer que esta a tentar vender o peixe dele a dizer que o outro é mau.

          • rui says:

            Confundes vacinas experimentais com autorização de emergência.

            Estas vacinas seguiram todos os passos das outras anteriores. São mais escrutinadas que todas as outras foram.
            Foram testadas em muito mais pessoas ANTES da autorização de emergência sair.
            A EMA não iria aprovar se nao fossem seguras.

            Mas como para ti é tudo conspiração, achas que a EMA também esta nesta conspiração.

        • Sergio says:

          se fores parar a um hospital público espero que tenhas a dignidade de reembolsar o sns.

          • DataSmurf says:

            Todos os dias e a toda a hora há pessoas a dar entrada nos hospitais, incluindo pessoas vacinadas com as duas doses em estado moderado grave a grave. Essas pessoas segundo a tua lógica também deveriam de reembolsar o SNS, coisa absurda, mas as palavras não são minhas, são tuas.
            Se for parar ao hospital é problema meu. Vamos ver se não vais lá parar primeiro.

          • Luis says:

            Os impostos servem para que mesmo? Só para teres o teu cu lavadinho é?

      • C.S. says:

        Não sabem é o que é o fascismo, porque já nasceram em democracia. Nasceram quando a papinha já estava toda feita, por isso é que agora nem pensam, limitam-se a seguir a carneirada. Podem seguir esta loucura colectiva porque recebem o ordenado ao fim do mês, se recebessem 1/4 do ordenado, ou se tivessem ficado sem trabalho, eu queria ver onde é que estava a noção de cidadania.
        Vamos ver quando chegar o inverno quem é que afinal tinha razão.

        • Vítor M. says:

          O fascismo é algo que temos agora não é? Uma espécie de democracia da falácia para enganar os tolos e condená-los ao fascismos do “come e cala”. Depois disto resulta os negacionistas, que são apenas uns atrasados, os terraplanistas, os bota abaixo e os completos alienados da vida. Os que pensam e agem, sabem que a democracia é apenas uma terminologia para “português ver” escrito. Fascismo dos impostos, fascismo da corrupção permitida pela instâncias políticas, fascismo da manipulação das consciências através do engodo tipo “beija-mão ao padrinho”. Enfim. Não levantem muito a bandeira da democracia que está toda esburacada. Ai e tal metam-lhes o cravo na mão, o jogo da bola na TV, as novelas e o 707 e carrega freitas nos combustíveis. Carrega manel na eletricidade, carrega jakim na tributação autónoma, no IVA, no IRC, no IRS, na derrama, no imposto de selo, na segurança social, no IMI, IUC, nas taxas moderadoras, nas portagens…. em cima deles que andam distraídos com a bola e com as redes sociais. 🙂 E vens falar de fascismo do tempo da outra senhora? E o de agora?

          • C.S. says:

            Não fales daquilo que não conheces. Não sabes o que é acordar às 4 da manhã, ser levado para a esquadra apenas por estar na posse de literatura proibida.
            E quanto às vacinas, como sabes não podem ser obrigatórias. E se são facultativas não achas que depois de ano e meio de pandemia eu tenha o mesmo direito que tu de escolher o que é melhor para mim?
            E mais uma vez eu digo que não tem nada a ver com negacionismo, simplesmente me recuso a ser cobaia de uma vacina experimental.

          • Vítor M. says:

            Não falo nem quero falar desse tempo, não sou desse tempo, mas sou deste e tenho bem a consciência que foi esse tempo do fascismo que educou muitos dos líderes políticos que agora temos e foram esses fascistas que fizeram a doutrina seguida por muitos juízes que estão à frente de muitos dos “palácios” de decisão em Portugal.

            Quanto às vacinas, devem ser tal e qual como as do plano nacional de vacinação. Ai não tens a vacina, não te podes matricular na escola. Não foste vacinado contra a COVID-19? Não podes frequentar os lugares onde os outros tomaram para se proteger e para te proteger e tu, espertalhão, não queres tomar porque “no teu corpo mandas tu, mas a cabecinha é que não pensa”. Mas pior são os que dizem que a vacina é experimental.

            Esses são um absurdo. Levaram com vacinas feitas com muito menos rigor durante anos (alguns no ultramar era com cada químico lá para dentro, que nem é bom). Era para o tétano, febre-amarela, tosse convulsa, para a rubéola, poliomielite, sarampo…. e agora, uma das vacinas mais evoluídas de sempre, a vacina tecnicamente mais evoluída, dizem que são experiências. Esses… enfim, esses nem há palavras para os descrever de tão absurdos que são.

          • C.S. says:

            Não há vacinas obrigatórias em Portugal. E esta também não pode ser obrigatória. Mas estás tão obcecado que nem tão pouco admites que esta vacina a algumas pessoas pode fazer mais mal que bem.
            O tempo vai encarregar-se de demonstrar quem tem razão.

          • Vítor M. says:

            Não é verdade. Quem não apresentasse o boletim de vacinas em dia, não se matriculava na escola. Ponto. Mas agora têm receio da agulha. Já tomaram vacinas para tudo, do sarampo até ao tétano, mas agora são especialistas em vacinas.

            Eu não estou obcecado, apenas sou preocupado com a minha saúde. Mas por causa de alguns irresponsáveis, o mundo não se livra do bicho.

          • Valter Miguel says:

            O que está a dizer não corresponde à verdade. As vacinas que estão no plano nacional de vacinação não são obrigatórias embora muita gente acredite que são mas podem ser recusadas desde que seja essa a vontade expressa do utente ou do responsável legal pelo utente. O acesso à escola ou a matricular-se numa escola não pode ser negado porque está consagrado na Constituição Portuguesa como um direito o acesso à educação. Uma pessoa sem as vacinas “obrigatórias” pode ser matriculado numa escola. Uma simples pesquisa confirma estas afirmações.

          • Vítor M. says:

            Então porque tínhamos de apresentar o boletim de vacinas EM DIA para fazer a matrícula na escola? E porque (quem não o tivesse em dia) tinha de ir ao centro de saúde tomar o que faltava para se puder matricular? Sempre foi assim, se fosse como estás a dizer, era escusado levar o boletim de vacinas atualizado, nem era preciso levar.

            Uma simples experiência de vida, confirma isso. Quem não teve de o levar para fazer a matrícula na escola? Todos tivera. Simples.

          • Sardinha Enlatada says:

            Vitor eu nunca tive o boletim de vacinas em dia, por razoes que nao vou mencionar aqui, e nunca tive problemas em me matricular para o ano seguinte.

          • Vítor M. says:

            Quando quero ser mentiroso, também consigo assim como tu.

    • DataSmurf says:

      Para ser sincero, eu considero-me de esquerda, nas últimas eleições em que votei, fi-lo no Bloco de Esquerda, não tenho vergonha em dizê-lo, mas deixei de votar, pois deixei de me rever quer no Bloco quer em qualquer outro partido português, pois não vejo grandes diferenças entre eles. É curioso, se fosse cidadão norte-americano, estaria mais em linha com os conservadores cristãos do que dos democratas. Mas não concordo com as políticas de saúde e de porte e uso de arma para legítima defesa, mas quem sou eu para discordar. Mas preciso de dizer também que não me revejo em líderes tipo, Trump, Bolsonaro, ou André Ventura, pois não passam de populistas baratos.
      Também não me revejo nesses comentários dos que chamaste de defensores do sistema de carneirada, pois a liberdade dessa gente acaba onde começa a minha própria liberdade. Ninguém me obriga a levar uma vacina experimental com problemas sérios a curto prazo devido a efeitos adversos muito graves, não se sabendo sequer acerca dos problemas graves a médio e longo prazo. O corpo é meu, sou eu que decido. PONTO.

      • Daniel Sousa says:

        Nem o teu corpo é só teu. Onde é que foste buscar essa ideia pá?

        • C.S. says:

          Então? Mais uma teoria?

        • DataSmurf says:

          Oh Daniel esse teu comentário nem merece resposta.
          Olha, eu sou dono do teu corpo, e ordeno que vás ver se estou na esquina!

          • Daniel Sousa says:

            La estás tu com essa tua tendência ditatorial, de liberdade absolutista.

          • DataSmurf says:

            Por acaso não serás irmão do rui, é que o teu quociente de inteligência está ao nível do dele, ou seja, muito baixo, existem primatas com um quociente mais alto do que o vosso somado. Raciocínio lógico decididamente não é o teu forte. Mas ainda consegues estar uns pauzinhos abaixo do do rui, e olha que era difícil mas conseguiste-o.
            Não te vou explicar o meu anterior comentário, terás que puxar pela cabeça, ela não serve apenas para estar agarrada ao teu “corpo partilhado.

          • DataSmurf says:

            DataSmurf: O seu comentário aguarda moderação.

          • rui says:

            Datasmurf
            Como não consegues argumentar , passas a tentativas de ofender…
            És um triste, que acha que é o melhor da rua dele.
            Até uma bota da tropa tem mais inteligência que tu.
            Continua assim… a divertir me

          • Daniel Sousa says:

            Ó DataSmurf não achas que foste um bocadinho mal educado comigo? Não podes ser assim. A liberdade é condicional, não é incondicional. É pouco ético tratar mal as pessoas….

  17. QQ says:

    Quem não tem seguro pode reduzir a conta em 90% lá. Basta falar com o departamento de contabilidade.

  18. meister says:

    Boa noite a todos…
    Como já tenho referido em outros tópicos não sou nem nunca fui contra as vacinas.

    Como ja referi e comprovei nesses outros tópicos estas vacinas tem uma autorização condicional de emergência para serem usadas no contexto de pandémica.

    Não esta em causa a eficácia das mesma.
    O que se pode colocar em causa é o conhecimento de efeitos secundários a longo prazo.

    Me parece que esta notícia tem passado despercebida a maioria das pessoas:

    https ://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/regulador-europeu-identifica-trombocitopenia-imune-como-efeito-secundario-de-vacina-da-janssen-contra-covid-19-771664

    Perante isto não e legítimo ter duvidas?
    Nesse outros tópicos refiro que era precisamente disto que tenho medo.
    Não aceito o argumento de que os benefícios superam os riscos, isso e fácil de dizer quando não nos acontece a nós.
    Se este sintoma aparecer numa pessoa vacinada que até a data de hoje nunca teve covid.
    E complicado…

    Todos os dias aparecem efeitos secundários novos como seria de esperar, devido ao curto espaço de tempo que estas vacinas estão a ser administradas.
    Tomar qualquer medicamento sem o máximo de informações possíveis não e um acto de cidadania é um salto de fė.

    Não sou contra quem tomou ou quer tomar a vacina, nunca fiz campanha contra a vacina.
    Os meus pais já se vacinaram sem que eu lhes disse-se coisa alguma, respeitei e mantive-me calado, embora eles conheçam as minhas duvidas.

    Como tenho afirmado o que me preocupa mais neste momento e o facto da gestão da pandemia deixou de ser científica e passou a ser política.

    Vou deixar aqui um link como contributo a favor da informação, depois cada um que tire as suas conclusões (começar a ver a partir do minuto 11 antes disso o som ta com ma qualidade):
    https://m.youtube.com/watch?v=7cRki5tlC7w

    Cumprimentos

    • rui says:

      Ja vi qual é o teu problemas: Queres fazer o teste chinês…. varias vezes.

      O que tem isto a ver com a pergunta que eu te fiz?
      Qual a variante que apareceu DEPOIS de vacinação em massa num pais?
      Esta variantes apareceram antes das vacinas, e propagaram-se.
      NÃO foram criadas pela vacinação em massa.

      Gostas de dizer que os outros são burros, ou que tem défice , mas olha que tu…. bastes a todos.
      Consegues ir buscar coisas que não tem a ver com o que te perguntei, e ainda achas que és o maior.

      A minha afirmação sobre argumentar contigo mantém-se.

      E

    • rui says:

      Pergunta:
      Qual dos paises com maior taxa de vacinação passaram a ter uma nova variante (comprovado que foi originaria desse Pais depois da vacinação)?
      Israel… no
      UK….no
      Portugal..no

      Continuamos?

    • Sardinha Enlatada says:

      DataSmurf, nao percas tempo com este pessoal, sao uns autenticos trolls, as tantas ja metem os pes pelas maos mas do que eles gostam e de criar ruido.E deixa-los viver no mundo deles.

  19. SANDOKAN 1513 says:

    “Maioria dos pacientes internados não têm vacina…” Basta ler este subtítulo do artigo para se perceber como isto anda 😐

  20. Kryptokid says:

    “cidadania, salvar os outros, proteger os outros, etc” Antes de 1974 mesmo com um grande aparato para manter longe a informação, as pessoas de uma certa forma pensavam por si mesmo, isto mesmo sozinhas ou com pessoas de confiança, faziam perguntas, coisas serem provadas e não levar uma versão como a verdade e a unica verdade e nada mais pode ser verdade (quase como grito religioso Só existe a minha versão e só a minha versão é a verdadeira versão”). Hoje em dia vejo aqui pessoas com atitudes que nem no estado novo havia, mesmo de certas pessoas para além de má fé….. 2021 onde ou se pensa no que a comunicação social diz, no que pessoas a quem são dados titulos falsos, em pessoas que mentem descaradamente em direto na tv, estudos que fazem rir a qualquer pessoas minimamente séria que estudou e que dedica a sua profissão e não ao trampolim do mediatismo sujo e gratuito, e cereja em cima do bolo os políticos são pessoas em que se deve confiar cegamente. Vejo aqui pessoas que se integravam brutalmente facilmente no regime chines, cubano, norte coreano onde só se pensa como “O supremo querido líder e os seus seguidores” querem. Ler coisas como “não tomam vacina então que morram” ao Apartheid versão 2.0 que pelos vistos muitos querem….. Realmente a única coisa que se pode retirar dos comentários aqui é que todos querem ser o Ditadores do seu prédio, migalhas de poder…. a Liberdade e Democracia e Educação e sentido de Dignidade, enfim……. R.I.P. Vão estudar, vão pesquisar para alem do que a bolha sanitária/cultural/informativa que se vive neste país e depois comparem com a loucura de que se vive aqui, a insanidade e como este País é um “caso de estudo”, gosta de ser sempre o pior, e de novo nestes comentários muitos provam o mesmo. Viva a Liberdade, Viva a Verdade, Viva a liberdade de expressão e Viva a ciência que não É E NUNCA FOI UM MONOLITO DE UMA SÓ VOZ. Enfim……. duvido que este comentário seja publicado porque como não segue a narrativa única é “censurada” ……… QUIS DIZER É DESINFORMAÇÃO PERIGOSAAAAAAAAA !! “Quem pensa livremente em Portugal é negacionista e alvo de rótulos” É pena já pouco se ver o caro José Gomes Ferreira, a Venezuelização está completa, só falta mudar o nome de Lisboa para Nova Caracas ou talvez Nova Havana, com aeroporto chamado Aeroporto Che Guevara !!!

    • Vítor M. says:

      Cruzes… Um comentário digno de alguém desorientado no que toca à realidade dos factos. Uma narrativa tresloucada mesmo. Não exagerem 😀 fica mal misturar tanto ingrediente fora de validade para esse bolo de loucura. Sejam práticos, não inventem cenários. Quando der jeito, vão mandar esses argumentos todos à fava, como de costume 😉

      Bom domingo.

  21. Setp says:

    Nao consigo perceber porque falam em despesas médicas por quem nao toma a vacina, já pensaram nas despesas médicas de por exemplo dos fumadores? Ninguém os obriga a fumar e causam despesa, aí não vejo ninguém a dizer na rua a um fumador, es fumador devias pagar as tuas despesas médicas, como sou vacinado posso não irei preocupar-me muito com certos comentários, sou comercial, ando por o país todo e não vejo um caos como vem nas notícias, conheço muitas pessoal que ficaram infectadas é só uma que ficou internada, as restantes e acreditem que são muitas só ficaram 15 dias em casa e o vírus passou sem tomarem medicação, o corona vírus não é novo e existe no ser humano a chamada imunidade de memória, lembre-se só de uma situação muito independente de que partido sejam, em pandemia o governos nunca quis receber o bastonário da ordem dos médicos e isso está em entrevista, o governo coloca o próprio ser humano a controlar o outro com a desculpa que a culpa é nossa por as infeções mas no entanto reduz a hora do hipermercado para as pessoas juntarem todas, e começa a ficar ainda mais estranho quando obrigam as pessoas a tomarem a vacina, vejo muitos comentários a insultar mas não se esqueçam que a vacina pode prevenir mas o medicamento cura, a vacina não é nenhuma cura e não é 100% fiável, os que vêm para aqui insultar os chamados incendiários já pensaram que alguns fumam outros ingerem excesso de açúcares etc etc etc que isso vai trazer despesa para os que têm uma vida mais saudável? Como escrevi em cima sou vacinado

  22. Pedro V says:

    Cada vez que leio o que é escrito nestes espaços de comentários, recordo-me do que me motivou a sair de Portugal.

  23. Valter Miguel says:

    Eras orientado para tomar a vacina e diziam-te que era obrigatória para a matrícula sim mas sempre se pode recusar. Não é competência dos professores, quem eram quem fazia as matrículas antigamente, saberem ou terem de dizer o que tens que fazer em relação à tua saúde, a eles era-lhes dito que tinham que dizer aquilo e seguiam essa orientação. Só isso. Eu trabalho numa escola e como tal também tenho que apresentar o boletim de vacinas, que está em dia, mas essa apresentação é uma questão informativa, para que a instituição saiba da situação e possa tomar medidas preventivas como forma de proteger preventivamente possíveis surtos, como evitar ter duas ou mais pessoas não vacinadas em alguma coisa juntas. Eu não sou contra as vacinas, nem acho que são más mas cada pessoa deve ter a liberdade de escolha do que é feito com o próprio corpo. Também os fundadores, provocam despesa ao SNS e colocam a vida de outras pessoas em risco. Não se pode obrigar as pessoas a tomar vacinas só porque se quer ir beber para os bares sem ter chatices. Se as pessoas não tiverem escolhas em relação ao que fazem, então um dia não podes estar no sofá a ver televisão porque não é saudável e tens que seguir obrigatoriamente um treino físico porque senão estás a dar despesas ao sns.

    • polígrafo do polígrafo says:

      não é obrigatório, o que é obrigatório é ter o boletim de vacinas, para caso houve-se um problema a escola saber se o aluno está ou não vacinado.

      • Lopes Lobo says:

        Não, as vacinas são obrigatórias, mas ninguém andava a verificar o boletim para confirmar se estavam em dia. Isso é diferente. Varicela, Sarampo e afins são obrigatórias.
        Normalmente as pessoas tomam as vacinas quando são crianças mas depois esquecem de ver quando têm de ser renovadas.

        • polígrafo do polígrafo says:

          é mentira a vacina da varicela, sarampo e afins seja isso o que for não são obrigatórias

          • Vítor M. says:

            Se não tivesses o boletim de vacinas atualizado não eras matriculado na escola. E as pessoas concordavam e só assim iam à escola. Mas agora há uma classe de experts…

          • polígrafo do polígrafo says:

            Sr Vitor não entende o significado das palavras, ter o boletim atualizado não significa ter as vacinas, da mesma forma que ter o currículo atualizado não quer dizer ter o curso acabado, o que eu disse foi a vacina da varicela, sarampo não são obrigatórias, uma coisa é concordar outra é ser coagida a concordar. admira-me o Sr Vitor que chama classe de experts a pessoas que defendem os seus direitos, porque não é por alguém dizer algo e estar numa determinada função que tem razão, já passou o tempo do “Sr. Doutor”

          • Vítor M. says:

            Essa é boa. Tens o boletim atualizado? Tenho, faltam aqui as vacinas que deveriam ter sido dadas, mas está em dia, a data de validade está boa.

            Lembro-me que para fazer a matrícula uma vez tinha uma vacina em atraso, e para me matricular, antes de ir à escola, fui ao centro de saúde, com o meu encarregado de educação, para ficar tudo de acordo com o plano nacional de vacinação. Ninguém em contou caro senhor ou senhora, foi assim que se passou. Mas também vi que alguns não levavam as vacinas em dia e eram devolvidos à proveniência para irem tomar o que faltava para terminar o processo de matrícula.

            Defender os direitos de serem negacionistas? Nada, esquece lá isso, aliás, é por causa deles que há tantas mortes ainda, basta ver as notícias. Dar crédito a negacionistas? Deixa lá isso, o tempo do Sr. Doutor já passou, agora é só especialistas deste tipo.

            Agora, se não queres tomar, tudo bem, é errado, mas mesmo assim podes não o fazer, de forma egoísta e irresponsável, mas podes fazer. Agora não podes partilhar mentiras, cenários falsos, teorias da conspiração que podem levar outros a não tomar e acabam como o caso daquele casal e o filho que ainda hoje nas notícias foi reportado, que por causa dos negacionistas se recusaram a tomar e morreram os 3 com horas de intervalo.

            Vacinem-se, cuidem de vós e dos vossos.

          • Daniel Sousa says:

            Já passou o tempo do Sr.
            Doutor? E esta einh?
            Então estamos em que tempo?

  24. PeterOak says:

    Podem ficar com as minhas doses da vacina.

  25. claudio says:

    A minha opinião é : não sou contra vacina nenhuma, mas muitas noticas sobre as vacinas deixam as pessoas baralhadas, para não falar que as vacinas foram feitas em tempo recorde, se em média levam 10 anos a serem feitas, o povo tem todo o direito de desconfiar, esta nao foi a primeira nem há de ser a ultima pandemia. A morte é a unica coisa certa na nossa vida, cada um cuida de si como pode e como quer, os governantes deste país disseram que a vacina nao era obrigatória por isso agora teem que gramar com as pessoas que não querem. Não vamos estar aqui a ofender porque somos todos feitos do mesmo e vamos todos para o mesmo quando morrermos. Muitas das noticias portuguesas já nem sei se hei de acreditar, porque ora dizem mata ora dizem desfola, e alguns estudos aponta que a vacina apos 6 meses cai a proteção a pique, quem nos diz que realmente é verdade ou se não é….se querem que as pessoas se vacinem tivessem colocado como obrigatória não é agora fazer do pais uma ditadura obrigando indiretamente, eu conheço pessoas vacinadas que apanharam e contaminaram outras igual como se nao tivesse vacinados…….Há monte de noticias contraditórias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.