Quantcast
PplWare Mobile

Teste mostra o desempenho do processador Apple M1 Max na execução de 25 jogos

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. lapizazul says:

    E isto prova o quê? Que corre jogos como um laptop com 2 anos e menos RAM?

    • Tadeu says:

      Mostra que o GPU consegue ser muito competitivo quando se dão ao trabalho de optimizar os jogos a nível idêntico de optimização do que fazem para Windows.
      Correr o Baldur’s Gate 3 a 120Hz, 1440p em modo Ultra, não é para um qualquer GPU dum portátil.

      • Filipe C says:

        Errado… O Baldurs requer mais CPU que GPU, dai que quando sao testados jogos que requeiram realmente trabalho da GPU os FPS medios sao apenas aceitaveis, em varios casos abaixo dos 60fps que é algo considerado mau nos dias de hoje a nao ser que tenhas um hardware mediano.
        Claramente os mac nao sao feitos para jogar, o hardware é suficiente para jogar mas longe, muito longe do que qualquer pessoa que goste de jogar vá necessitar, e portanto nao é uma opcao a considerar nem pelo SO que tem em si para gaming, nem pelo tipo de maquina que nao é feita para tal.

        • Tadeu says:

          Indica lá então que GPUs para Portáteis é que permitem atingir mais do que 100fps no modo ultra a 1440p no Baldurs!!? Pois é, não há muitas – nem uma RTX 2080 desktop atinge 100 nesse modo.
          Quanto aos outros jogos repara bem que ou estão a correr em emulação ou num modo de compatibilidade com pouca optimização para o hardware e APIs da Apple, daí o meu comentário a dizer que se dessem ao trabalho de optimizar os jogos…

    • leoni says:

      prova que o caminho para novos laptops será os processadores ARM. Outras empresas já estão correndo para esse rumo. logo teremos vários laptops rodando windows 11 arm.

    • Cristina Rodrigues says:

      Um portátil com cpu e gpu ARM a executar jogos feitos para x86 com excelentes fps e gráficos é inovador. Diz-me outro portátil que consiga fazer o mesmo com o desempenho dos novos macbooks.

      Ah e PS: o novo m1 pro tem uma cpu melhor que o ryzen 7 5800x de desktop.

  2. Keyboardcat says:

    Baldur’s Gate 3 parece correr bem! É tudo que preciso no que toca a jogos.

    Em princípio vou adquirir o M1 Max com 24 GPU cores (visto o M1 Pro não suportar 64GB de RAM). Estou curioso para ver a diferença ente esse o de 32.

  3. Miguel says:

    Testar e comprar jogos emulados e não otimizados? Estão a brincar, certo?
    Isto é fazer perder tempo… especialmente para o segmento profissional…

    • Abóbora says:

      Tendo em conta que ou o software é compilado para correr nativamente ou tem de ser depois corrido de forma emulada, não percebo bem as tuas queixas.
      Desde há anos, maioria do software para computador, foi e ainda o é, construído a pensar na arquitetura X86.
      E já agora, antes que digas que é apenas transformar da arquitetura X86 para arm, isso não é possível, só para exemplos toy e mesmo assim com dores de cabeça.
      Portanto, qualquer comparação feita, obviamente que tem de ser na perspectiva do utilizador final.
      Claro que comparar alhos com bugalhos é em si um erro, mas aqui a questão não é essa, a questão é que, o comprador, aquele que vai usar, quer usar aquilo no dia a dia, portanto, quer usar os programas que o colega do lado usa.
      Se não os há nativamente, ele tem de se ir desenrascado com o que há, e vai daí que o que há é emulação.
      Espero ter ajudado, especialmente na questão da escolha empresarial.

  4. kaka says:

    Uma verdadeira anedota … nada mais
    como é possivel tanto disparate junto so mesmo os tolos da apple se acreditam nesta anedota
    Cpus/Gpu nunca conseguiram nada proximo nem parecido a um intel, amd , nvidia
    A nintendo Switch tem Gpu nvidia Arm e algum jogos e um castigo para correr e preciso perder muita qualidade para ter performance razoável temos exemplo doom ou witcher ….
    que estao muito aquem do desejado … este M1 Pro nem a uma grafica gtx1600 equivale e a nivel de cpu ta ao nivel dum intel i3 de 7 geração com muita sorte bem abaixo disso…

    • º-º says:

      Calma jovem, é difícil ver a marca que se odeia a inovar no mundo do processamento computacional, mas repara, a industria e tu só têm a ganhar.

    • Sujeito says:

      Isto não se trata de sorte ou bruxedos.

    • Gonçalo says:

      A Nintendo Switch tem jogos que é um castigo correr:E foram otimizados para a mesma?Breath of the Wild corre bem na Switch porque foi concebido para a arquitetura de CPU da consola.Não me venham com comentários hilariantes.Splotoon 2 e Mario Odissey também.Porquê?Chama-se otimização.I3 de 7 geração?E a eficiência por MIPS no ARM?Dizem com cada barbaridade.

  5. Ricardo Moreira says:

    É interessante mas gostava de saber a temperatura nos testes.

  6. Francisco Esteves says:

    Medíocre, mesmo não sendo a sua tarefa, 4000eur devia fazer tudo

  7. Lourenço says:

    acho que nimguem ainda percebeu o que realmente é, mas eu explico é um precessador com GPU integrada que fazem frente a algumas gráficas dedicadas (com grandes consumos) nem a intel nem a Amd tem processador com gráfica integrada a esse nivel, a pplware gosta de comparar alhos com bugalhos,
    acho que foi um grande passo para processadores “mobiles” se a intel tivesse processador com Gpu integrada a esse nivel, secalhar não comprava gráfica dedicada

    • Lourenço says:

      mais uma coisinha esse processador m1 max num ipad como puseram o m1 no ipad pro é um grande salto na tecnologia mobile.

    • Swappie Guy says:

      Será o futuro das GPU e ainda digo mais, num futuro talvez tenhamos também a RAM e ROM tudo no CPU.
      Já viste que se chegarmos a esse nível vai ser possível poupar imenso material para produzir um computador topo de gama (ao contrário das torres todas RGB de hoje em dia).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.