Quantcast
PplWare Mobile

Primeiros benchmarks ao MacBook Pro 2021 mostram um desempenho impressionante

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Blackbit says:

    E dá para bitcoins?

  2. Secadegas says:

    Não deixam de ser máquinas interessantes, mas para o que faço só utilizo Intel.
    O preço também não é agradável…

  3. Tadeu says:

    Há que esperar pelos benchmarks realizados por fontes fiáveis já que não fazemos ideia que processadores e máquinas é que realmente foram usados e em que condições para obter estes resultados.

    • Alves says:

      Sim, os malandros testaram com um 486 DX4, da Intel.

      • Tadeu says:

        Não tem a ver com alguém ser malandro, tem a ver com as condições em que são feitos os testes, se os resultados para cada máquina foram em condições idênticas, e quais é que são as máquinas. Até porque não sabemos se o M1 Max no teste tem 24 ou 32 núcleos de GPU, assim como não sabemos as definições de performance dos PCs.

        • Jorge Santos says:

          As comparações nunca poderão ser fiáveis a partir do momento em que não são usados os mesmos sistemas operativos

          • Tadeu says:

            No caso do GPU é verdade que não há como comparar directamente pontuações dum benchmark com GPUs em sistemas diferentes, já que os testes dependem de APIs diferentes o que afecta a pontuação.
            Contudo podemos olhar para um conjunto muito alargado de testes (sintéticos e trabalho real) para ficar com uma ideia do potencial da solução hardware-software para determinado tipo de trabalhos. E podemos também usar outras placas gráficas que tenham resultados nos dois sistemas como pontos de referência para a interpretação de resultados.
            Mas para fazer o que quer que seja há que primeiro assegurar que os testes ocorrem em condições semelhantes e que conhecemos exactamente qual é hardware que está a ser testado.

      • Nuno Pinto says:

        Melhor só se fosse com o Zilog Z80 do spectrum

  4. Filipe C says:

    ”O desempenho em Single-core é também superior ao Intel Xeon W-3235, que está presente no Mac Pro de 2019, ficando atrás em multi-core, mas por pouco. O CPU da Intel pontua 15.391 em multi-core, com 25% de diferença em relação ao M1 Max, à custa dos 2 núcleos adicionais, contra os 10 núcleos do M1 Max da Apple”

    Macbook Pro M1 Max : 68870 em METAL Score…
    Mac Pro (Late 2019) Intel Xeon W-3235 3300 MHz (12 cores): 164764 em METAL Score…
    O Xeon tem so mais do dobro da pontuação…

    • Tadeu says:

      O dito “Metal score” é um teste de desempenho do GPU, não do CPU, ou seja essa pontuação não tem nada a ver com o processador Xeon, é a pontuação da placa-gráfica AMD Radeon RX 6800 XT, que só por si deve consumir mais do triplo do que o MacBook Pro inteiro.

    • jlxpmme says:

      Metal não é CPU, mas sim GPU. Por isso não, não tem mais do dobro da pontuação.

  5. Ricardo Abreu says:

    Ola, bom dia para todos.
    E já alguém considerou a diferença de preço em %. ….

    • Antoninho Pitágoras says:

      Diferença? Pega num portátil com o procesador topo de gama Intel e a gráfica tb topo de gama.

    • Zé Fonseca A. says:

      Tendo em conta que não existe portátil mais potente no mercado nem vai existir tao cedo e que as comparações são feitas com desktops, a diferença de preço deixa de fazer sentido.

      • Galo says:

        Zé Fonseca A., calma….como já alguém disse CPU e GPU nao é a mesma coisa…Há portateis que têm a RTX 3070 ou 3080…
        E portatil é muito mais que CPU+GPU…ecrã por exemplo, o meu portatil atual tem um ecrã fantástico 4k OLED multitouch, com caneta 4096 niveis de pressão.

        • Zé Fonseca A. says:

          4K ou UHD? E quanto custa?
          Multitouch e caneta não percebo o conceito, tens N marcas boas que te fazem isso como periférico e com melhor workflow, fazer isso num ecrã de portátil é só noobice.

          • Galo says:

            4K OLED.
            Relativamente ao multitouch, não deves usar e ser conhecedor por isso compreendo que digas isso.

          • Zé Fonseca A. says:

            Claro que já usei, tenho N portáteis à escolha e troco a cada 2 anos, já usei com multitouch e nunca quis sequer suar aquilo, tirando para gajos de vendas fazerem flip e fazerem umas demos não vejo o interesse, mas para isso até prefiro um iPad Pro.

          • Galo says:

            Mas para anotações em PDF, esquemas, desenho (artistico e não artistico) é muito bom.

            Com o iPad pro não usas um periférico certo? não faz sentido. Aqui é a mesma coisa.

          • Zé Fonseca A. says:

            Galo, acho que o problema é nunca teres tido um mac, tens uma coisa chamada trackpad para facilitar interacção e controlo.
            Num iPad Pro posso usar uma caneta, e o proprio iPad Pro serve de periferico de entrada para o Mac para desenho artistico ou o que quiseres, se preferires também podes ir para wacom e similares, usar o proprio ecrã é só ser-se n00b.

          • Galo says:

            Zé Fonseca A.,

            uma coisa não tem a ver com outra. Já usei macbook, e reconheço a superior qualidade do trackpad! (se és informado também reconhecerás que a qualidade dos trackpad de pcs não macbook, tem vindo a melhorar muito) Mas aqui a questão nem é controlo ou interação.
            A excelente qualidade do trackpad do mackbook faz com que dispenses a utilização de um periférico (rato). Em viagens por exemplo é menos um periférico a transportar.

            Aqui o conceito é o mesmo. Para que precisas de uma mesa wacom (mais um acessório) se podes facilmente transformar o portátil em tablet e escreveres diretamente com a caneta (por acaso eu uso uma Wacom). Antigamente a mesa wacom fazia muito sentido porque a tecnologia no pc era rudimentar. Hoje em dia já não é bem assim.

            Eu por exemplo, se quiser ligo o portatil a um monitor externo (ou outro pc), tal como tu fazes com ipad.

            Para finalizar, sabes que as mesas digitalizadores melhores, as mais dispendiosas são exatamente aquelas que funcionam como tablet, ecrã de portatil touch, ou ipad, isto é, “monitores” onde escreves e desenhas diretamente.
            É algo que nao faz falta a todos, mas é uma mais valia a quem precisa…e não tem nada de noob 😀

        • Powerbox says:

          O macbook tem ecra 4k microled que e muito superior ao teu oled. 1000 nits e 1600 em hdr, o teu não faz logo ja foste. No resto o macbook e superior em tudo desde construção a som, microfones e webcam. Va galo agora esconde te com o teu portatil inferior

          • Galo says:

            Tipico fan boy. Não sabe que computador tenho, mas o “macbook e superior em tudo”. 😀

          • Galo says:

            E já agora podes mandar-me o link para esse portatil macbook com “ecra 4k microled que e muito superior ao teu oled. 1000 nits e 1600 em hdr” :D?

          • JP says:

            Gostavamos nós que já fosse microled, mas até isso ser possível ainda vamos envelhecer mais uns anos 🙂

          • Zé Fonseca A. says:

            Ele não sabe o que diz, mas seguem as specs reais.

            Liquid Retina XDR display

            16.2-inch (diagonal) Liquid Retina XDR display;10 3456-by-2234 native resolution at 254 pixels per inch

            XDR (Extreme Dynamic Range)

            Up to 1000 nits sustained (full-screen) brightness, 1600 nits peak brightness
            1,000,000:1 contrast ratio
            Color

            1 billion colors
            Wide color (P3)
            True Tone technology
            Refresh rates

            ProMotion technology for adaptive refresh rates up to 120Hz
            Fixed refresh rates: 47.95Hz, 48.00Hz, 50.00Hz, 59.94Hz, 60.00Hz

            É verdade que é superior ao 4K OLED em grande parte devido ao “retina”, aí a concorrência ainda não consegue acompanhar.

          • Galo says:

            E qual a vantagem mesmo do “retina”?

            Quando surgiu nos iphones, não passava de um termo “fancy” que incluia “alta resolução” e “gestao de cores”.

            A resolução e densidade de pixeis do meu por acaso até é superior: 3840 x 2160 pixel 331 PPI (o ecrã é inferior a 16”).

            A luminosidade por área do macbook pro é superior, mas eu uso normal no interior de casa raramente tenho a minha luminosidade acima dos 60-70%,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.