Quantcast
PplWare Mobile

macOS 12 Monterey: requisitos mínimos, Macs compatíveis e novidades

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Fred says:

    O meu mac suporta mas de certeza que não vai dar para fazer update por falta de espaço. Mac OS todos os dias mete lixo no meu disco sem saber pk e nem sei onde. Nem o xcode consigo fazer update

    • Tadeu says:

      deves ter excesso de swapping da memória RAM para o disco. Experimenta reiniciar o computador e fechar aplicações que correm em background. Uma coisa que pode dar problemas em computadores com pouca memória RAM é a mudança automática do fundo de ecrã.

    • IKAROS says:

      Uma app: Disk Inventory X (gratuito)
      Diz-te onde anda o espaço usado.

  2. Some_IT_Guy says:

    Segundo o site MacRumors o horário de lançamento para PT continental deve ser às 18h, visto que fuso Lisboa = Londres

    Honolulu, Hawaii — 7:00 a.m. HST
    Anchorage, Alaska — 9:00 a.m. AKDT
    Cupertino, California — 10:00 a.m. PDT
    Vancouver, Canada — 10:00 a.m. PDT
    Phoenix, Arizona — 10:00 a.m. MST
    Denver, Colorado — 11:00 a.m. MDT
    Chicago, Illinois — 12:00 noon. CDT
    New York, New York — 1:00 p.m. EDT
    Toronto, Canada — 1:00 p.m. EDT
    Halifax, Canada — 2:00 p.m. ADT
    Rio de Janeiro, Brazil — 2:00 p.m. BRT
    London, United Kingdom — 6:00 p.m. BST
    Berlin, Germany — 7:00 p.m. CEST
    Paris, France — 7:00 p.m. CEST
    Cape Town, South Africa — 7:00 p.m. SAST
    Helsinki, Finland — 8:00 p.m. EEST
    Moscow, Russia — 8:00 p.m. MSK
    Istanbul, Turkey — 8:00 p.m. TRT
    Dubai, United Arab Emirates — 9:00 p.m. GST
    Delhi, India — 10:30 p.m. IST
    Jakarta, Indonesia — 12:00 midnight WIB next day
    Shanghai, China — 1:00 a.m. CST next day
    Singapore — 1:00 a.m. SGT next day
    Perth, Australia — 1:00 a.m. AWST next day
    Hong Kong — 1:00 a.m. HKT next day
    Seoul, South Korea — 2:00 a.m. KST next day
    Tokyo, Japan — 2:00 a.m. JST next day
    Brisbane, Australia – 3:00 a.m. AEST next day
    Adelaide, Australia — 3:30 a.m. ACDT next day
    Sydney, Australia — 4:00 a.m. AEDT next day
    Auckland, New Zealand — 6:00 a.m. NZDT next day

  3. iAndroid says:

    O Universal Control e SharePlay não devem sair para já.

  4. Carlos Santos says:

    Imaginem descontinuar o meu computador mais velho que 2015 lol

  5. Miguel says:

    Não vejo razão porque bloqueiam o meu MacBook Pro de 2012, specs não faltam, tem um SSD, 16GB de RAM, um I7 e placa gráfica dedicada….

    • Some_IT_Guy says:

      Podes sempre instalar de forma não oficial. Requer um pouco de trabalho, mas funciona bem.
      Procura o guia em OpenCore Legacy Patcher – Dortania.
      Tenho um iMac de 2013 (ultima versão oficial foi Catalina) e instalei a versão beta do Monterey em julho e até data nada a apontar! E tenho recebido updates regulares das versões betas e sempre sem problemas.

  6. Pedro says:

    O meu conselho é, quem puder que não atualize pelo menos para já, porque como ja é normal acontecer nas novas versões de macOS que saiem tem sempre uns bugzitos, não estando portanto estáveis a 100%, o ideal a meu ver, e é o que eu faço sempre, é deixar passar uns 2-3 meses ate que o macOS fique estável através das atualizações que vai sofrer pelo menos

    • AJ says:

      atualizo no primeiro dia desde 2012 e nunca tive problema, muitas vezes o problema é mais fazer update por cima do OS anterior em vez de ter o trabalho de fazer uma instalação a limpo, que da sempre melhor resultados. Talvez por isso eu nunca ter problema no primeiro dia.

  7. Júlio says:

    Dps o Windows é que é mau que obriga a tpm. Lol da vontade de rir. Aqui já ninguém critica…Porque é maçã bonita.
    Para além disso dá para instalar facilmente Windows 11 sem tpm.. Já macos…..
    Mas o ponto da questão é, quando é Windows é tudo mau.. Quando é apple mesmo que bem pior é sempre espetacular e ótimo…

    • AJ says:

      vir criticar aqui aquilo que não sabe nem nunca utilizou é que é espetacular, sim senhor.
      agora para a sua informação, pode instalar windows em qualquer MAC intel, e nos MAC ARM, aguardam o microsoft disponibilizar o windows 11 versão ARM, que não deve demorar muito tempo. pesquise no google, Apple bootcamp.

      • Zé Fonseca A. says:

        bootcamp com M1X? nem em sonhos..

      • IKAROS says:

        Nos M1 a coisa está feia.

        A menos que a Microsoft faça algum acordo com a Apple e tragam o bootcamp de volta, desconfio que só vai correr Windows ARM em VMs daqui para a frente (Parallels/VMWare/VirtualBox/etc).

        Depois, o Windows em ARM é uma bela bodega. Nem sequer Apps Intel x64 corre (triste).
        (Btw, CrossOver Mac corre apps Intel Windows x64).

        • Zé Fonseca A. says:

          Ainda bem, é da maneira que se acaba a praga dos windows em Mac como foi quando a apple trocou dos PowerPC para x86, se querem voltar a ser uma marca elitista têm de quebrar essa mama.

          • IKAROS says:

            Esqueces-te que há quem precise de trabalhar para a empresa, e nem sempre há apps decentes no Mac para satisfazer as necessidades (por ex, substituto do Microsoft Access).
            Também te estas a esquecer que os Macs Intel são máquinas decentes em bootcamp para jogos (no meu caso, ETS 🙂
            Portanto, há sempre usos para o Windows.

          • Zé Fonseca A. says:

            Chamar Microsoft Access de trabalho para a empresa.. nem sei o que dizer, se eu trabalhasse assim era despedido com justa causa, Access era absurdo em 1999, em 2021 nem tenho palavras para descrever.
            Jogos em breve será tudo em streaming, basta teres um browser.

          • IKAROS says:

            @Zé Fonseca A.
            E eu seria despedido se me recusasse a trabalhar para o cliente, usando as ferramentas que o cliente usa (neste caso o Access), por isso eu sou esperto e mantenho o emprego
            BDs access tem vantagens para eles. Há lugar para todos os tipos de software neste mundo.

    • IKAROS says:

      Um dos problemas é que esses Macs muito antigos não têm aceleração gráfica compatível com os requisitos do sistema. Por exemplo, no Bootcamp Windows não suportam a especificação total do DirectX 12. Também tenho um de 2012.

  8. B@rão Vermelho says:

    Tenho um Imac de final de 2016, e está lento como tudo, tenho SSD externo instalado com 8gb de memoria e para abrir uma simples aplicação demora pelo menos 2 minutos, não tenho quase nada instalado, alguma sugestão para mitigar a lentidão?
    Obrigado

    • IKAROS says:

      Faz uns testes:
      1) E está ligado como? USB 2.0? USB 3? Thunderbolt?
      2) Se essa mesma app for copiada para o desktop abre rápido?
      3) Tens anti-virus instalado? (experimenta desativar)
      4) Instala e corre 1x um anti virus/adware (malwarebytes, etc)

    • Some_IT_Guy says:

      Muito estranho… Testei o Monterey no meu iMac i5 de 2013 num disco externo SSD USB 3.0 (com o OpenCore Legacy Patcher) e a performance foi normal expectável. Naturalmente em SDD SATA fica mais rápido, mas muito pouco perceptível para as operações do dia-a-dia.

    • Pedro says:

      Se tem ssd externo depende então da velocidade de ligação da caixa externa onde esta colocado o ssd, contudo a velocidade não sera a mesma do que se fosse um ssd interno penso eu.

      • IKAROS says:

        Depende muito da geração do SSD, do controlador na caixa externa, e se é USB 3.0
        Thunderbolt é infinitamente mais rápido que os SSDs.

        • Some_IT_Guy says:

          O problema é encontrar caixas externas para os Macs mais antigos com Thunderbolt 2 (20Gbps) .

          Como referido anteriormente, tenho um iMac de 2013 e só tem Tunderbolt 2. Pensei em tempos usar uma das 2 soluções com disco externo em Thunderbolt 2:
          – Delock 42510 Thunderbolt External Enclosure SATA (só caixa, sem disco e sem cabo Thunderbolt) custar-me-ia cerca de 100 Euros . Cabo Thunderbolt 2 – 35 Euros.
          – LaCie Rugged Thunderbolt 2TB SATA (200€) e trocar o disco mecânico por um SSD SATA
          Para além de ser dispendioso, acabei por verificar não iria tirar partido dos 20 Gbps do Thunderbolt 2, pois o protocolo SATA só atinge o max. de 6Gpbs. Para ter mais débito teria que utilizar SSD NVMe, mas só encontrei caixas com Thunderbolt 3 (USB-C) e nada com TB 2.
          Então pesquisei se seria possível utilizar um adaptador Thunderbolt 3 (USB-C) para Thunderbolt 2 e ligar uma caixa externa com SSD NVMe, mas li muitos relatos que várias pessoas que tentaram isso e não funcionou.

          Acabei por optar abrir o iMac (procedimento nada simpático, pois temos que descolar o ecrã do chassi) e instalei um SDD SATA interno. Por azar acabei por danificar o conector do display da systemboard e a reparação custou-me 200 Paus. Hoje não voltaria a fazer isso e optaria pelo disco externo SDD SATA em USB 3.0
          É verdade que um SSD SATA pode ter um bottleneck por USB 3, mas não é muito significativo. O SATA interno pode atingir os 6 Gbps (SATA3) e USB3 os 5Gbps (o que não é muito mais).
          Por experiência própria as melhores caixas externas com USB3 tem que ter suporte UASP para que a taxa de transferência permaneça sempre próxima dos 5 Gb/s . Caso a caixa não seja UASP, as velocidades do USB 3 ficarão altamente comprometidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.