PplWare Mobile

MacBook Pro com problemas de bateria banidos de voar nas companhias áreas dos EUA


Fonte: Bloomberg

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Fixo says:

    “Este parece ser um problema importante e mais grave do que o inicialmente previsto”

    Não é mais grave nem menos grave. O regulamento diz que quando há recolha de equipamentos por problemas de bateria – automaticamente – ficam impedidos de ser transportados em aviões, a menos que a bateria seja substituída.

    • Irás concordar que se fosse apenas mais um caso não estavam a recordar e a insistir com as companhias aéreas para terem atenção a este equipamento.

      • Cláudio says:

        Sim há vários casos. Eu recordo me de escutar o anuncio do Samsung Note 7, a bordo do Airbus A380. Foi uma péssima imagem para a Samsung.
        Já começa a ser hora de substituir as atuais baterias, por baterias em estado sólido. Para que o risco de explosão termine.

    • Miguel Costa says:

      Não é automaticamente. As autoridades aéreas fazem revisões a cada 6 meses ou, imediatamente, quando existe um aviso legal dos países ou autoridades jurídicas.
      Neste caso foi na revisão de Junho. Por isso, alguma coisa terá sido dita pela própria empresa à FAA, sobre as baterias defeituosas. Também pode ser uma forma de incentivarem a aquisição de novos Macbook… é que só os de 2017 é que estão na garantia (América são 24 meses). Os que substituíram a bateria não tem problema, os que não substituíram, ou pagam 180 dólares pela nova ou gastam 3900 dólares numa nova versão.

    • Toni da Adega says:

      Exactamente, isso é tao importante como o impmento do Note devido aos problemas de bateria.

      • Fixo says:

        Sim, sim 😉
        O Note 7 estava em lançamento e os casos sucediam-se. Foram tantos que a Samsung os teve que recolher todos. O MacBook Pro em causa é o modelo de 2015, de há 4 anos.
        A questão é que, havendo algumas situações a Apple lança uma campanha de recolha e troca de baterias. Havendo recolha – há automaticamente o alerta, haja muitos casos ou poucos.

        • Toni da Adega says:

          Mas se a Samsung fez recolha, Não é mais grave nem menos grave. O regulamento diz que quando há recolha de equipamentos por problemas de bateria – automaticamente – ficam impedidos de ser transportados em aviões.

      • miato says:

        Bebe menos, e toma a medicaçao….assim nao vais a lugar algum.

  2. oleg677 says:

    Já se percebe o cheiro nos aviões …….deve der de Apple.

    • Mario says:

      O cheiro é daqueles que não tem guito para Apple. Esses sim é que tem aquele cheiro desagradável.

      • Filipe Sousa says:

        Não, o cheiro é dos Fanboys da Apple como tu. Esses é que ninguém consegue sequer sentar-se ao lado.

        • Mario says:

          Inveja de não teres um. Estudasses filho

          • Diogo says:

            És literalemente um valente monte de m%$#! com ideias e manias de superioridade dessas. É o que dá teres esse teu “cerebro” ligado ao intestino

          • Paulo Santos says:

            Pois eu tenho um macbook pro de 2018 e um surface book 2 de 2018. Para umas coisas é melhor o mac e para outras o surface.
            E estudei, muito.
            Mas tenho palas como alguns.

      • tony says:

        convinha comparares o teu IRS com o IRS de quem anda por perto… podes chegar à conclusão de que quem tem menos ”guito” és tu… presunção e agua benta….. quem tem berço é discreto e não faz comentários desses, mantêm discrição…. não é o teu caso

  3. Pedro says:

    os meninos que os testaram estavam a dormir , é impressionante .

  4. Daniel Terra says:

    Apenas os de 15’’, ou também os de 13’’?

  5. Necro says:

    #BatteryGate alguém?

  6. ToFerreira says:

    Tanto gozo com a Samsung e agora caiu-lhes em cima, é por isso que o ditado avisa para não te rires do vizinho…

    • Fixo says:

      Está-te a escapar um pequeno detalhe.
      A Samsung não fez uma recolha do Note 7, fez duas
      Na primeira substituiu as baterias e devolveu-os aos donos.
      As segundas baterias continuaram a explodir.
      Teve que fazer nova recolha de todos e destruí-los.
      Sinceramente não deu para rir. Foi a cena mais lamentável que me lembro.

  7. Pedro says:

    A Apple deve ter comprado baterias Samsung, não há meio de aprenderem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.