Quantcast
PplWare Mobile

iPhone 13 tem a mesma quantidade de memória RAM da geração anterior

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Joao says:

    “…isso permite que instalem menos memória para conseguir um resultado otimizado do desempenho do software.” -> Obviamente que não. Isso acontece para economizar €!

    • Vítor M. says:

      Não, a Apple não tem problemas em aumentar o valor se assim justificasse, como aconteceu no iPhone 12 e… 😀 foi o iPhone que mais vendeu.

      Logo, se não é preciso, para que vai aumentar se continua com um desempenho de excelência. Aliás, tem um SoC 50% mais rápido que a concorrência, para que precisa de mais RAM se o iOS está mais otimizado? 😉

      • sayWhat says:

        Bem respondido

      • Joao says:

        O que dizes não faz qualquer sentido. Vou simplificar a ver se entender: Se o iPhone tivesse mais RAM teria pior desempenho? Seria mais instalvel? Sendo objectivo, quais são as desvatagens de aumentar a RAM? Percebes agora?

        • iAndroid says:

          Certo, mas se o sistema flui bastante bem com a atual capacidade qual é a vantagem de acrescentar mais capacidade? Nenhuma, apenas é giro para dizer que tem.

          • jota says:

            Daqui a 4 anos dizes que está lento, como os anteriores se queixam.

          • iAndroid says:

            @jota, tenho aqui comigo um iPhone 8, que vou utilizando esporadicamente e é onde testo alguns desenvolvimentos, e possuo um iPhone 11 Pro para uso pessoal, e se eu te disser que o desempenho é praticamente idêntico a olho? E repara, o 11 Pro tem bem mais RAM que o 8. Sabes qual é o segredo? Optimização do desenvolvimentos do software, com isso, o SO não precisa de tantos recursos para fluir normalmente 😉

            Ah, e sim, nos 6S acontecia isso, mas não tinha a ver com a RAM, tinha a ver com o desgaste da bateria.

          • iDroid says:

            @jota, eu tenho um iphone 7 e não me queixo que está lento.

          • ervilhoid says:

            eu com 1 SE 2016 e está aqui pras curvas

          • Joao says:

            Suportar versões futuras de iOS que normalmente são limitadas precisamente pela RAM. Mas mesmo que não fosse assim, a Apple não põe mais RAM para que o OS seja “mais optimizado”, isso simplesmente nao tem sentido. Não se corta em recursos para optimizar o OS…não se põe mais RAM porque não tem sentido gastar esse €.

          • iAndroid says:

            Oh João, mas faz algum sentido o que estas a dizer? Então monto um PC super bombadão para correr o XP, lol, achas que faz sentido?
            Claro que a razão não é so a optimização do Sistema, no entanto é essa a causa para ser possível. Quanto a futuras atualizações, epa, isso faz parte da evolução e ainda assim os equipamentos continuam super fluidos. Sinceramente isso que disseste não fez sentido para este contexto. Isto para não falar na questão do consumo por consequência da RAM.
            E corta-se sim, desculpa, se não é utilizada para que vou colocar? La esta, e isso leva à razão dos custos.

          • Tadeu says:

            Joao, é preciso ter lata vir falar em suportar futuras versões do iOS quando é no iOS que o suporte para novas versões é mais alongado!
            Tenta ler um pouco sobre as grandes diferenças na gestão de memória RAM entre os sistemas.

          • Joao says:

            @Tadeu estás a misturar alhos com bugalhos. É a mais alargada, certo. Mas não é eterna ou é???

          • Joao says:

            iAndroid então explica-me porque é que o iPad tem versões com diferentes quantidades de RAM? Porque é que o iPhone SE tem menos RAM que o iPhone 11?

          • Tadeu says:

            @ Joao, o que é que não ser eterno muda na discussão? Tu és eterno?
            O tempo de suporte do iOS tem vindo a crescer nos últimos anos, de modo que parece óbvio que tamanho de RAM não tem sido um factor.
            É ridículo achar que um telemóvel necessita de mais RAM mínima do que um computador.

          • Joao says:

            @tadeu deixa-te de filosofias e responde às perguntas: porque é que o iPad tem versões com diferentes quantidades de RAM? Porque é que o iPhone SE tem menos RAM que o iPhone 11?

          • Tadeu says:

            Joao, passa a saber escrever!
            Respondi à tua pergunta! Se me queres dirigir mais perguntas indica, mas não venhas com essa lenda-lenga de treta!
            Componentes diferentes, necessidades diferentes, preços diferentes! Aquilo que um iPhone SE faz com uma câmera não é o mesmo que um iPhone 11 faz com duas câmeras.
            Um iPad não é um iPhone, para além das diferenças no sistema e aplicações, o tamanho de bateria e requisitos de peso mudam o nível de compromissos e flexibilidade.

          • iAndroid says:

            @João, acho que o @Tadeu respondeu à pergunta que me fizeste.
            Repara, Ja estas a misturar segmentos diferentes em prol de justificar a tua afirmação, ou seja, não existe necessidade e vantagem pratica para o aumento da RAM nos iPhones, e existem varias desvantagens, uma delas é um consumo de energia. Grande abraço, foi um prazer debater contigo.

          • Joao says:

            iAndroid, não misturei nada. Referi equipamentos com praticamente o mesmo hardware. E o iPad não deixa de ser um iPhone gigante, mesmos CPUs, mesmos OS… Se a apple para aparelhos iguais faz versões com diferentes RAM…porque será? Tu achas mesmo que é impossivel à Apple fazer um equipamento melhor do que faz?

          • iAndroid says:

            @João, eu acho é que não percebeste o propósito do iPad, alias, não percebeste as diferenças funcionais do iPad para o iPhone, daí o erro de analise que estas a fazer. O iPad não tem nada a ver com o iPhone, nem em termos funcionais, nem em HW, e atualmente nem em SW. O propósito do iPap é trabalho e entretenimento Q.B., assim como o Mac ou PC, claro que em proporções diferentes, e o iPhone é um equipamento de uso pessoal, assim como um S21 ou outro qualquer, logo tem de existir uma capacidade diferente de processamento entre outros, percebes? Pega neste exemplo, tens um portátil ThinkPad da IBM e tens um servidor IBM todo xpto, qual é que achas que possui mais recursos? O Servidor certo, e porque que o ThinkPad não os possui? (para alem do espaço claro) Porque não faz falta para o contexto do mesmo.
            Não é de todo impossível a Apple acrescentar mais capacidade RAM ao iPhone, no entanto não tem essa necessidade porque o equipamento esta optimizado o suficiente para não necessitar de mais RAM, etc.
            Grande abraço

        • Tadeu says:

          Para se manter dados em RAM há um consumo permanente, logo mais RAM maior o consumo.

        • Zé Fonseca A. says:

          Na verdade sim.
          Para quem não é engenheiro fica só a seguinte informação, mais ram consome mais cpu e mais cpu consome mais ram.
          Balance is key even more on a SoC.
          As escolhas da apple demonstram que percebem disto e que não vale a pena cair na guerra dos ghz.

          • iAndroid says:

            Ora nem mais.

          • Joao says:

            e sabes qual é o consumo médio de cada GB de RAM num iPhone?
            Só vos falta dizer que a Apple não faz dinheiro com os iPhones…

          • Tadeu says:

            @ Joao, vê se entendes que a gestão de memória é muito mais eficiente no iOS/iPhone. A necessidade de RAM é menor, logo para quê encher o aparelho de RAM como nos Android se mais RAM tem um impacto negativo no consumo?

          • Joao says:

            @Tadeu sabes ler? onde é que eu disse o contrario? E agora pergunto…porque é que o iPad sem versões com diferentes quantidades de RAM? Porque é que o iPhone SE tem menos RAM que o iPhone 11?

          • Tadeu says:

            Joao, e saberás então escrever? Passas a vida a reclamar do iPhone não ter a mesma RAM dum Android, e questionas porque não tem! Dizem-te porque não tem e vens com essa?
            um iPad não é um iPhone…
            Um iPhone SE vende a um preço muito mais baixo e não tem os mesmos componentes, as necessidades são diferentes!

          • Joao says:

            @Zé Fonseca A. porque é que o iPad tem versões com diferentes quantidades de RAM? Porque é que o iPhone SE tem menos RAM que o iPhone 11? Porque é que o PRO tem mais ram que o 13 e o mini?

          • Zé Fonseca A. says:

            Joao, facil, tem tudo a ver com workloads, se tens aparelhos mais capazes com mais hardware e mais funcionalidades, assim como também mais bateria, faz todo o sentido ter mais memoria, pois a mesma irá ter uso e por isso não será um “fardo” para o cpu e bateria.
            Também é preciso ter em atenção que por vezes mesmo o modelo de cpu sendo o mesmo não é incomum em modelos PRO ou modelos que tenham mais workloads virem com overclock ou melhor, com underclock nos modelos inferiores para compensar a diferença de memoria, mais cameras, mais funcionalidades, etc.
            Como referi, o importante é o balanceamento que se faz entre tudo, por isso tipicamente um flagship iPhone é mais fluído que um flagship android e embora tenha menos mah de bateria consegue uptimes tipicamente superiores.
            Vale o que vale para quem não gosta de iOS, convém é perceber o porquê de ser assim.
            Em android tens poucos fabricantes que se preocupam com estas coisas, até porque no android o marketing é ghz, mah, gb, isso é que faz quererem comprar a ultima pipoca. Na Apple o marketing é brainwash puro e duro, por isso no passado os fanboys da apple eram apelidados de pertencerem a um culto ou a uma religião.

      • R says:

        Também sabem melhor que qualquer outra marca que não é lhes é “tão” proveitoso meter as fichas todas ao mesmo tempo… Sabem bem o que estão a fazer, há que manter a coisa a conta-gotas! Eu não sou capaz (nem estou interessado) de dar tanto dinheiro para alimentar essa marca, mas isso é com um!

        • Vítor M. says:

          Também é verdade. E este ano no Apple Watch vi isso. Estão a meter a conta-gotas para os modelos do ano seguinte trazerem algo sobre o do ano anterior. Mas lá está, a culpa é da falta de concorrência, se houve, se os apertasse, eles tinham de sair da área de conforto. Depois há outra coisa. Notou-se, por exemplo, no iPhone. Este ano o iPhone 13 teve um incremento grande na autonomia. E a Apple aos poucos quer ter o melhor em tudo. Tem o melhor SoC, tem o melhor sistema operativos, tem dos melhores painéis de ecrã que ombreia coma Samsung (que é quem faz para a Apple), tem melhorado largamente as câmaras e são hoje as melhores em vídeo, e das melhores em fotografia (não sendo a melhor, não está longe da qualidade do que o grupo oferece), quer ter das melhores baterias (coisa que tem melhorado largamente desde o iPhone X apesar de ainda haver outras marcas que apostam muito na bateria, são topo de gama, mas no resto são fracas), quer ter uma bom carregamento sem fios (está a melhorar mas ainda longe dos que mais apostam).

          Ano após ano, o conjunto fica melhor nos mais variados aspetos. Por exemplo, na oferta de serviços. A Apple acrescentou uma funcionalidade importante à Rede Encontrar. O iPhone hoje mesmo desligado consegue ser detetado. Isso é uma enorme vantagem para quem tem um iPhone. Depois lançou os Airtags que vieram expandir o conceito de etiquetas localizadoras. Portanto, mais que ter o melhor numa ou noutra coisa, é a oferta conjunta.

          Logo à partida a Apple sabe que o Android tem ofertas baratas, abaixo dos 100 euros (que são uma grande fatia dos utilizadores Android) e que aí não pode ombrear (a não ser com o mercado dos usados e recondicionados) por isso a Apple estende a sua oferta de atualização de um sistema moderna a máquinas antigas. Para ir captar essa franja importante de mercado. E é importante para quê? Para o resto do negócio. A loja de aplicações, por exemplo, mesmo com máquinas antigas e recondicionadas, a Apple fatura milhões, porque os smartphones têm sistemas operativos modernos e as pessoas, euro a euro, lá vão comprando apps, usando o Apple Pay, subscrevendo o Apple Music e tendo outras ações na rede gigante de iPhones ativos, mais de mil milhões.

          Burros não são.

          • R says:

            Tudo certo, exceto na parte do carregamento, que está mais complicado, devido ao facto de quererem forçar o uso do “magsafe”, acabando por todo o processo de carregamento não ser tão fluido, para além da ausência de carregador, mas lá está, política da Apple

    • Tiago says:

      Epa… se não usas iPhone o que é que te interessa isso

  2. Miguel says:

    Podem dizer o que quiserem mas bem sabemos que a Apple decidiu cortar nas memórias porque andam caras devido a escases.
    Aliás marcas conhecidas de memória têm optado por controladores mais baratos devido a esse problema mas que no final tem menos desempenho.

  3. ToFerreira says:

    Devia ter sido o 12S e não o 13, mas assim vende mais.

  4. Filipe C says:

    ”Mais performance, sem necessidade de mais RAM.”
    Parece que a frase se aplica à Samsung ,que do S20 para o S21 nao aumentou a RAM, deu mais performance e nos testes o sistema ta ainda mais eficaz.

  5. MicroApple says:

    Acho que o Cook está de acordo com o Gates e os seus 640K de ram.
    Se esta notícia for verdade é uma vergonha.

    • Vítor M. says:

      Vergonha porquê? Se um sistema é tão bem organizado, flui tão bem e gasta tão pouca RAM, vergonha é o contrário, máquinas que consumem recurso por terem um código todo mal desenvolvidos. Software sem regras.

  6. Elkido says:

    Lol o Android já vai nos 18 Gigas de RAM…. já ultrapassou os computadores em memória RAM….um ASUS ZenFone 5s por exemplo com 18 Gigas de RAM e 512 Gigas de ROM se consegue comprar por apenas 700 e tal a 800 Euros Muito mais barato que um iPhone 13 mini com 4 Gigas de RAM e 128 gigas de ROM e écran minúsculo

    • iAndroid says:

      E explica-me, para que que necessitas de tanta RAM e ROM? Num sistema iOS ter tanta RAM e ROM serve concretamente para o que? So para dizer que tem?

      • B@rão Vermelho says:

        De facto na Apple a Ram não é tão importante como no Android, eu pessoalmente tenho tudo Apple expeto o telefone, tenho Samsung Note 10+, em primeiro lugar por causa da Spen, que é uma ajuda fantástica para o meu trabalho, não tanto agora que estou em teletrabalho e infelizmente assim me vou manter durante muito mais tempo, mas também consigo ligar a um monitor e fazer do meu tlf pessoal um computador e ai sim é bastante importante a Ram.

    • ervilhoid says:

      para putos está bom essas gigas todas e quanto ao ecrã acho o tamanha ideal

  7. iSad says:

    12 Pro comprado após lançamento e ainda recebi 300 vendendo um X que tinha. Este 12 pro de certeza chega para o meu uso por mais 2-3 anos. Nao preciso de ter sempre o ultimo grito embora tenha recursos para isso. O ambiente agradece.

  8. PAULO SILVA says:

    Eu entendo o melhor sistema, mas para um telemóvel que é vendido com capacidades de filmar a 8K, acho que mais RAM é sempre necessária, além do preço que se paga pelo telemóvel bem o justificar.
    E não esquecer que se tiver actualizações até 6 anos, bem pode no futuro ser pouca memória…

  9. Nuno Miguel Fernandes says:

    Isso é a mesma coisa que gastar 100.000€ num carro desportivo e a marca diz que a velocidade máxima é de 120km/h que é o limite de velocidade na maioria dos países!’pra isso compro um Clio por 20.000 euros e chega!

    • iSad says:

      Mas dos 0 aos 100Km será diferente num Clio.

    • Tadeu says:

      Desde quando é que o tamanho da RAM determina velocidade dum telemóvel? No máximo o tamanho da RAM determina latência em determinadas circunstâncias, sendo que com sistemas diferentes e linguagens de programação diferentes, esse efeito sente-se de forma diferenciada.

  10. Rui Patrício says:

    Esta é indefensável.
    4Gb de ram nos dias de hoje é muito pouco para um telefone que se diz topo de gama.

    • ervilhoid says:

      qual o iphone que tens?

    • Vítor M. says:

      A RAM não define nada. Se usa pouca RAM é porque tem um sistema muito bom. A RAM nalguns casos só mascara a qualidade do dispositivo “aaa eu tenho um telemóvel com 12GB de ram”… e é uma porcaria, não se mexe e passados uns meses está cheio de lag. A RAM é uma parte do processo. A qualidade da programação é o mais importante 😉 É por isso que o iPhone de destaca e vende muito, pela qualidade do seu conjunto.

      • rirparanaochorar says:

        Não exageras nada não.
        Eu uso um Android com 4GB de RAM e não se arrasta nem sofre de lag “passados uns meses”. Se os factos estão do teu lado então escusas de deturpar a realidade.

    • Cristina Rodrigues says:

      Para androids sim, pois o android precisa de 12gb para funcionar sem lag.

  11. Nuno Miguel Fernandes says:

    Então o One pro 8 de 12gb de RAM que adquiri deve ser uma porcaria! Vou devolver e trocar por um iPhone !

  12. Luis says:

    Tanta inovação e não conseguem tirar a aberração que é o notch?
    Ou é mesmo para ser imagem de marca, tipo risca ao meio?

    • Salvem a RAM says:

      Se o @João dissesse que tem um pc com 32GB RAM e que apenas o utiliza para ver videos no YouTube com 1001 tabs abertas no Chrome, não me admiraria nada.

  13. Paulo says:

    Há pessoal aqui a comentar e completamente alheio da realidade ou ainda não entendeu bem o que interessa realmente ao UTILIZAR um dispositivo durante alguns anos…

    Quando se dá mais valor a um número genérico e específico de uma característica de HW de um equipamento e se ignora totalmente a excelente performance e experiência de utilização finais derivadas de uma igualmente excelente optimização do software, que é apenas o que faz o HW funcionar… está tudo dito.

    O segredo do bom funcionamento de um equipamento informático, neste caso dos smartphones, está no BALANÇO e na boa INTEGRAÇÃO entre o SW e HW. À semelhança dos PCs, se é para espetar 24G RAM num típico smartphone só para ter o último OS xpto-da-batata abrangente e pouco optimizado para o dispositivo em causa e a usar os recursos todos deste à-la-carte, que adiantam então os 24, 48 ou 128 de RAM para o utilizador final? Só porque é um número grande para encher os olhos e fazer “flex”?

    Faz lembrar o destaque publicitário que se faz tipo “128 MEGAPIXEIS para as tuas selfies bombarem no insta” das cameras dos smartphones…

    • rirparanaochorar says:

      Caro Paulo, o problema não estão em nada do que referiu.
      O problema está em querer deturpar a simples realidade que a Apple não quer perder margens de lucro perante a escassez de memórias. No entanto os fanboys dedicam-se a construir toda uma narrativa à volta de otimização só para encobrir, como boas ovelhinhas amestradas que são. Até parece que recebem comissão do Tim Cook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.