PplWare Mobile

Análise: Apple iPhone 11 Pro Max – a fórmula perfeita?


Gestora de conteúdo e de redes sociais do Pplware. Mestre em Economia, foi o fascínio pelo universo da tecnologia e da comunicação que falou mais alto.

Destaques PPLWARE

  1. daniel says:

    Ora aqui está o melhor smartphone da atualidade.

    • rikardo pereira says:

      completamente de acordo.. nao ha mais nenhum que tenha um fugao.. e para mim o fogao é o melhor deste smartphone

      ha tantos anos com essa UI , nao porcebo porque nao fazer uma UI melhor e mais intuitava.. eu odeio a UI dos iphones… é o que lhe falta mudar para eu nao me chatear todos o dias ao usar um …

    • Bruno f says:

      A nível de qualidade, sim tens razão. Mas se é o que mais vale a pena? Isso depende da perspetiva. Arranjas QUASE tão bons a metade do preço. Para mim esse QUASE não vale 600€, para outras pessoas valerá certamente.

  2. arnaldo says:

    Quem compra isto só pode ser doido.
    Até o meu Alcatel supera este pisa papeis.

  3. Manuel R. says:

    Andei uns tempos para decidir. Estava focado no Note 10 mas com o problema da impressão digital escolhi o siphons 11 Pro Max. Foi a melhor escolha não já a mínima dúvida. É o meu primeiro produto Apple e estou muito surpreso.

  4. João Raimundo Costa Lemos says:

    “A palavra produtividade está intimamente ligada a este smartphone da Apple” Produzir o quê? Talvez reproduzir… Um objecto de afirmação pessoal… uma jóia só que ao contrário das verdadeiras jóias, desvaloriza com o tempo. Normalmente não serve para produzir nada, serve para mostrar e fazer umas chamadas

  5. Ricardo says:

    Nos contras não está o peso ?
    É alterar o uso entre braços para manter o músculo igual

  6. Renato says:

    Boa review. No entanto, na minha opinião (e venho a frisar isto há anos) carece de maior atenção à escrita. Cada vez mais se perde tempo a ler reviews antes da compra de “qualquer coisa”, sendo o pplware um site de referência português fazia todo o sentido vermos bons textos.
    Cumprimentos

  7. Miguel says:

    Espetacular até agora, sem dúvida uma compra acertada. A bateria é de facto muito boa e o desempenho até agora tem sido perfeito. Passei de um X para este e nota-se muita diferença.

  8. Stélio Ivan Simbine says:

    Bom, mas perde para o mate 30 pro

  9. miguel says:

    Tenho vários artigos Apple, mas ao ler o texto vejo que cada ponto negativo é justificado tornando-se um ponto positivo. Por ex: “Mas numa altura em que todas as pequenas peças de hardware competem por espaço no interior dos smartphones modernos é compreensível a decisão da Apple.
    Apesar de ter perdido o touch 3D, o novo iPhone ganhou algumas gramas. No entanto, o peso extra compensa. A bateria no iPhone 11 Pro Max é um enorme aspeto positivo no equipamento.”
    Sinto falta da impressão digital e do 3D touch…

  10. Antonio Simao says:

    Boa tarde . Depois de muitos anos fiel à Samsung, decidi este ano aventurar-me no mundo da Maçã. Comprei um iphone 11 pro.
    Sou cliente MEO e detetei que as comunicações de voz apresentavam, incompreensíveis deficiências ( som metálico e intermitências). Curiosamente um amigo meu, possuidor de idêntico modelo, relatou o mesmo problema. Devolveu o telemóvel à Apple e adquiriu outro. Estranhamente, o problema voltou a verificar-se.
    Trocou o cartão e de nada serviu.
    Quanto ao meu novo brinquedo, também o devolvi.
    Há muitos relatos deste problema em foruns nacionais e internacionais. Em Portugal, os queixosos são maioritariamente clientes da MEO.
    Estou aborrecido e, acima de tudo, desiludido…..

  11. Tiago says:

    Design ultrapassado, carregamento lento, ecrã atrás da concorrência (falta os 90Hz), câmeras atrás da concorrência (Xiaomi mi note 10 e Huawei mate 30 pro), wide angle fraca, zoom fraco. O software é relativo. Sim, tem muitos updates, mas é fechado e não possibilita a costumização do usuário. Vale 1100 euros? Na minha opinião não. Considero o OnePlus 7t pro, Samsung Note 10 plus our até o Huawei p30 pro mais em conta.

  12. Paulo Renato says:

    Parabéns pela análise. Comprei um e estou muito contente. Sem dúvida que é um smartphone poderosíssimo. Atualmente o mercado Android está cheio de porcaria.

  13. iSad says:

    Gostei mas espero para o ano teremos mais e melhor! O X com 2 anos que tenho ainda chega, sendo que não sou maluco por fotografia, este modelo ainda não justifica upgrade.

  14. Filipe says:

    O mundo Android já evoluiu muito mais que a Apple no seu todo, por muito que queiram colocar a maçã no cesto das compras, o conteúdo é sempre o mesmo e com a desculpa que o processador é o melhor…..coloquem lá o processador Bionic( LOL ) num Android a ver se ele se aguenta, depois falamos.
    A Apple faz as coisas para meia duzia de telefones e o sistema é um cofre fechado com fechadura ja avariada pois cada vez mais tem dado problemas de segurança e instabilidade…….Se os sistemas fechados fossem bons …nao saiamos das ditaduras e do facismo , é exemplo.

  15. José Garvão says:

    Tenho por razões profissionais dois tlm, um iPhone 11 Max pro e umHuawei 30 Pro, o iPhone e’ outro nível … assim como ter um 911 carrera 4 S ou um Lexus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.