Quantcast
PplWare Mobile

Criador do Telegram ataca a Apple e o iPhone 12, comparando-o a um modelo antigo

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. ToFerreira says:

    É certo que se focou nos aspetos maus e deixou de fora os bons, mas não disse nenhuma mentira.

    • Galo says:

      Exato…

      Só não percebi esta parte: “Agora, e sem qualquer razão para tal, focou as suas opiniões no novo iPhone 12,…” É a opinião de quem escreveu?

      É que no texto fica subentendido que ele recebeu o equipamento, e as criticas vieram depois disso.

  2. Nunes says:

    Quem compra o iPhone usa Telegram ??

  3. José says:

    Venho a dizer isto a mais de 3 anos aqui neste site. Sendo sempre criticado pelos maçã o dependentes. Talvez agora acordem com as palavras deste sr que disse literalmente o que eu venho dizendo. “Pavel Durov termina a sua crítica focando-se na gestão da Apple. 9 ano depois da morte de Steve Jobs, a empresa vive da reputação que este construiu, todavia sem inovação recente.”

    • Galo says:

      Isso é óbvio, e só não vê quem não quer. Não é que não “inove”, mas as inovações não são tão desruptivas quanto o foram antes. E não creio que isso se deva apenas à morte de Steve Jobs.
      Ao contrário do que acontecia na altura de “Jobs”, as marcas chinesas não se limitam a copiar…tens várias marcas a inovar. Algumas delas sem medo de experimentar o mercado, sem esperar que um grande player coloque antes aquela funcionalidade no mercado.

      • RM says:

        Também acho que as marcas chinesas inovam mais, mesmo que falhem ou tenham pouco sucesso. Parece que a Apple é demasiado cautelosa em apresentar coisas novas, para não perder os seus fans e as suas enormes receitas.

    • Mario says:

      Isso e treta. Apple revolucionou o mundo dos pcs com m1, o Apple Watch não tem concorrencia, os airpods revolucionaram os fones sem fios e todos a copiam. Nada disso teve dedo do jobs por isso não digas disparates.

    • RM says:

      ‘a empresa vive da reputação’ – é o que parece, mas não é a única.

  4. B@rão Vermelho says:

    A mim cheira-me mais a quem quer comprar mas não tem dinheiro 🙂

    • Toni da Adega says:

      +1
      Dizem-se multimilionários mas depois vai-se a ver e nem um iPhone possuem.

    • Barta says:

      então é melhor fazer o teste pois está com problemas no olfato, ou será de visão? é que a noticia diz que ele recebeu o dele, por isso tem um. Não acredito que seja problema de não saber ler, então penso que seja de comentar sem ler.

  5. Miguel says:

    O Jobs criou um produto perfeito. A concorrência foi ganhando terreno. E agora está furiosa porque a Apple não inova e já não podem copiar. A questão é que há muito pouco a inovar além do software (e a Apple aí devia ter cuidado e não ceder à pressão popular; o iOS 14 é um aborto, que vai mal atrás do Android e descaracteriza o iOS) e evoluções incrementais do hardware (mudei do iPhone7 para o 12; a evolução que senti foi muito limitada, basicamente tamanho de ecrã e bateria)… mas na verdade, que evolução tiveram os laptop nos últimos 20 anos? O segmento dos Smartphones já deu o que tinha a dar. É já um PC de Bolso, o que é preciso é algo radicalmente diferente e novo. A Apple tem é de criar novas categorias de produto onde sabe fazer melhor do que todos os concorrentes, como fez com todas as categorias de produto que tem no catálogo (excepto o HomePod… e o Maps… e o iWork… e a Apple TV)

    • Galo says:

      Não concordo nada com a tua opinião. É verdade que Jobs criou um produto “perfeito” e disruptor face à tecnologia que existia na altura. No entanto, a perfeição não existe e há sempre espaço para inovação. Isso fica provado quando olhas para outras marcas competidoras que vão inovando, seja por exemplo, em fingerprint under the display (e agora a camera under display), em cameras melhores, com zoom óptico, retracteis ou in hole, que dispensam o “ultrapassado” notch, seja em seja em ecrãs melhores, e flexiveis (o que ainda está longe de estar totalmente explorado), a tecnologia das baterias que mudou permitindo maior segurança, maior capacidade, e carregamento mais rápido, e até wireless, etc.

    • Manuel da Costa says:

      Curioso… inovou mas, o Imaps é uma cópia rasca do Google maps. O AppleTV é uma cópia muitíssimo rasca de qualquer serviço de streaming (a milhões de anos-luz de serviços como o da Disney+ que custa metade do preço). O Safari é uma versão do Internet Explorer com suporte online. Muitos dos programas vendidos pela Apple, são versões de programas antigos que já existem há uns anitos.

      • HRamos says:

        Tu é com cada pérola.

      • AM says:

        Que piada, não sabe as coisas e não diz nada de jeito. Em primeiro, o Apple TV custa MENOS que o Disney+. O Disney+ são 6.99€/mês e a Apple TV são 4.99. Depois, o “iMaps”, que para sua informação se chama Apple Maps e não iMaps, tem vindo a evoluir muito nos últimos anos, principalmente nos EUA, e ainda tem muito espaço para melhorar. Tem certas funcionalidades que o Google Maps sonha, como ciclismo e rotas para carros elétricos. E passando ao Safari, já foi dito e repetido que é um dos melhores browsers lá fora, com a diferença de ser só para Mac. Tem a privacidade que no Edge há pouca e no Chrome nenhuma, melhor performance em certas situações e integração incrível com dispositivos Apple.

  6. Tim says:

    Este individuo anda com muita azia da apple.
    Comeca a enervar um pouco. Acha-se o maior pk o telegram agora tem mais users, enfim.

    • Miguel says:

      Sempre foi assim, alias nao diz nada do que dizia no passado talvez agora ouçam mais o que ele diz porque tem mais notoriedade mas está a ser autentico com o seu passado.
      E tudo o que ele aponta nao deixa de ser verdade.

  7. Mario says:

    A concorrencia não chega aos calcanhares e andam furiosos com isso. Apple music é um sucesso e deixa o spotify nervoso, a epic anda nervosa com o novo servico gaming da Apple, airpods que revolucionaram o mundo e todos querem uns, apple watch que envergonha os andróides porque também querem usar e não podem, carplay que esta anos luz a frente do android auto, apple carkey, dolby hdr 4k que nenhum na concorrencia faz. A apple inova e o resto so copia ve os airpods que ate faz impressao todos a copiarem sem originalidade nenhuma. O android ate os gestos do ios11 copiou literalmente, nem tentaram disfarcar. Factos

    • Manuel da Costa says:

      Apple music é um sucesso? Já perderam 7600 milhões de euros… até a própria Apple está a reduzir o apoio e já despejaram 1800000 músicas para fora do catálogo. O novo serviço de gaming? MENTIROSO. A EPIC e muitas mais não querem é pagar 45% de taxas das vendas feltas dentro das apps. Já lhes basta pagar 30% para colocar as apps no Itunes, ainda pagarem 45% de cada mini-venda feita, mais 25% em despesas de pagamento, dá que 70% do valor recebido seria para a Apple.
      Apple watch… mais um que já vai em 8000 milhões de prejuízo e poderá ter tido a última versão lançada. A Apple copiou o Google Maps, mesmo assim fez tanta porcaria que aquilo nem dá para usar como mapa fixo. (E já vão na versão 98959760000544.)

    • Barta says:

      Lá vamos outra vez, Apple music corre bem, mas não tem mais users de Spotify nem terá. “airpods” revolucionaram??? Já respondi antes, informe-se melhor… mas mesmo que ache isso os airpods já foram ultrapassados tecnologicamente por isso vale o que vale. Carplay? faça uma simples pesquisa na net, nos comparativos, informe-se e depois venha alterar o comentário se for justo.
      Apple, tenho que lher dar razão um uma coisa inova muito, a melhor inovação foram os widgets.

    • Goncalo says:

      What ? Mas tu sabes alguma coisa do.que estás a dizer ahah o Spotify tem muito mais users que o Apple music já para não falar de dispositivos, o Apple watch so tem tido prejuízos os produto da Apple que dá mais dinheiro são os airpods e o iPhone depois tu já alguma vez usaste sequer o carplay e o android auto ? Ao menos vê uma review na internet para ficares informado que essa é mesmo ao lado

  8. ... says:

    Já no tempo de Steve Jobs essa frase “a Apple não inova” era dita pela concorrência e pelo povo em geral, por isso essa frase já é velha no mundo Apple, o que é certo é que a Apple é a empresa que puxa o mercado de tecnologia pra frente.

  9. Rui says:

    O que ele disse muita gente pensa o iPhone 12 é mais do mesmo a Apple viva de reputação criada no tempo do Steve jobs mas agr este gajo só quer tempo de antena tanto diz bem como mal da Apple e o pior é que lhe dão mesmo tempo de antena

  10. Cat says:

    Para modelo vintage, ainda está bom!

  11. Vítor Silva says:

    Só quero escrever a minha opinião acerca dos iDevices e outros… A verdade é que adoro o ecossistema da Apple, gosto muito dos seu produtos (embora não tenha poder financeiro para acompanhar), e, embora tenha a completa noção que a empresa não é tanto assim inovadora como algumas outra, de uma coisa tenho a certeza: quando a tecnologia é implementada pela Apple em algum dispositivo, é bem mais afinada, fiável e madura o suficiente para se tornar quase em novidade.

    Por outras palavras, os outros inventam tecnologias, mas quando a Apple pega nelas, as tornas bem mais funcionais.

    Quando penso nisto lembro me logo nos primeiros Android que tiveram desbloqueio pelo rosto, que conseguia facilmente manipular com uma fotografia. Quando a Apple pegou nessa tecnologia, apresentou nos quase como uma nova invenção, o Face ID, bem mais seguro e funcional.

    PS.: não procuro prolongar me no debate, apenas queria escrever a minha opinião.

  12. jorge says:

    O Pavel também inventou o telegram porque ja existiam outros serviços iguais e como nao conseguiu nem consegue sangrar nas telecomunicaçoes se poe a falar mal da Apple, ele anda com azia.

  13. Joao Pequeno says:

    Tudo o que disse é verdade! Mas, vcs não estão preparados para esta conversa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.