PplWare Mobile

Apple pode ser obrigada a abrir o NFC do Apple Pay à concorrência na Alemanha


Fonte: Reuters

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Alex says:

    A “democracia” europeia no seu melhor: controlo e penalização…

    • Antoninho Pitágoras says:

      Tenho iPhone e acho um abuso da Apple. Por exemplo andante no Porto quem tem android pode usar nfc dos android. No iPhone ainda não dá porque a Apple não autorizou a usarem o nfc.

      • Diesel says:

        tenho que dizer que quando vejo as pessoas a usarem telemóveis em terminais andante ou com revisores dá dó! Como é que as pessoas acham que aquilo é mais cómodo do que usar o cartão? Demora muito mais tempo e dá azo a deixar cair o telemóvel dado a forma como se tem que aproximar. E no comboio pelo o que vejo é raro funcionar.

      • Renato Lopes says:

        Não autorizou por motivos de segurança..não é uma tecnologia segura. O “Near” de NFC pode não ser assim tão “Near”

    • Antoninho Pitágoras says:

      E livre concorrência é bem vinda, se todos os players fizessem isso o consumidor seria prejudicado, viverias num sistema monopolista.

  2. Diesel says:

    falta a parte da notícia referindo que a lei não obriga a isto caso seja demonstrado que tal acarretaria problemas de segurança

    • Vitor says:

      Falta compreenderes que quem tem de se preocupar com problemas de segurança das apps é quem as desenvolve…os governos têm é de se preocupar com empresas que tentam (muitas vezes conseguem!) dominar determinados mercados ilicitamente. Imagina fazeres compras em grandes superfícies comerciais e quando quiseres pagar através de uma determinada app informarem que apenas o podes fazer através de uma app EXCLUSIVA de determinada marca de “aparelhos”! E todos sabemos que as grandes marcas são “useiras e vezeiras” na celebração desses acordos…

  3. Fixo says:

    A ver se se enquadra a coisa com a baliza:
    – Já há apps para iPhone que fazem uso do NFC do iPhone – para ler tags e assim.
    – Usar NFC associado a uma app de pagamentos é que só o a app Apple Pay.
    – Ao contrário do que diz o post, o que o projeto de lei (ainda não é lei) alemão diz não é – deixar outras apps de pagamentos usar o NFC do iPhone. É – usar o Apple Pay para outros sistemas de pagamentos, mediante um pagamento razoável.

    Isto não é nada a mesma coisa.

    • Diesel says:

      Não me parece fazer muito sentido essa interpretação. O Apple Pay é um sistema de pagamentos (com muitas partes envolvidas), de modo que um outro sistema de pagamentos usar o Apple Pay é tornar-se no próprio Apple Pay.
      O que a lei menciona é permitir o acesso a infra-estruturas de serviços de pagamentos

      • Fixo says:

        Continua a ler sobre o tema. Depois diz-me o que é a infra-estrutura do serviço de pagamentos.
        Não me digas que é o NFC do iPhone!
        Não – é o próprio serviço Apple Pay que seria usado por outros sistema de pagamentos – mediante uma remuneração razoável (senão para que era a remuneração?)
        Não, não querem usar o NFC em apps dos bancos alemães. Querem que os bancos alemães, mediante um pagamento módico, possam ser uma opção no pagamento com Apple Pay.
        O que a Apple precisa de demonstrar é que isso tornava o Apple Pay inseguro (o que talvez não seja verdade).
        E por certo com o Google Pay vai ser o mesmo.

        • Diesel says:

          Pensa lá bem!
          O Apple Pay é o sistema de pagamentos – não um serviço – engloba várias entidades diferentes para criar esse sistema, com custos entre elas. Uma outra entidade querer usar o Apple Pay não estaria a criar um novo sistema de pagamentos, e não seria diferente do que já acontece – os bancos já podem disponibilizar pagamentos com o Apple Pay por acordo com a Apple.
          A lei não é específica para a Apple, a questão de compensação aplicar-se-á a muitas coisas diferentes. No caso da Apple poderia muito bem aplicar-se à parte de transmissão, autenticação e segurança dos dados de pagamento quando é criado um novo cartão no iPhone – está bem descrito que a Apple é um intermediário nesta fase.
          Já li o suficiente sobre esta lei.
          https://www.finanz-szene.de/digital-banking/was-haben-unsere-banken-vom-lobby-sieg-ueber-apple-pay/

          • Fixo says:

            Pensa lá bem.
            Estamos a falar do acesso ao chip NFC do iPhone para permiti pagamentos contactless até 20€ de apps de bancos instalados no iPhone?
            Ou estamos a falar em usar o sistema e a segurança do Apple Pay?
            Não me vais dizer que o que se pretende é que a Apple crie múltiplos sistema independente, iguais ao Apple Pay, um para a app de cada banco?

          • Diesel says:

            :S a lei não pretende nada da Apple. A lei é generalista e fala em ser dado acesso a infra-estruturas. Não específica quais são ou como a questão é resolvida.
            Volto a repetir algo a que não respondes, usar o sistema de pagamentos Apple Pay, como tens enunciado, implica não ter um novo sistema de pagamentos. Se queres um novo sistema de pagamentos no iPhone implica a Apple disponibilizar acesso a tecnologia, quer seja o sistema de criação de cartões, quer seja o NFC ou o “secure element”. Qualquer uma destas coisas implica modificações na implementação da Apple.

          • Fixo says:

            A lei (que ainda não é lei) não pretende nada da Apple … são interpretações jornalísticas 😉
            “usar o sistema de pagamentos Apple Pay, como tens [eu] enunciado, implica não ter um novo sistema de pagamentos.” Não é o mesmo.
            Atualmente os bancos aderem ao Apple Pay, nas condições da Apple, como mais um banco, de que nem se houve falar, que serve para debitar as operações. A Apple lançou um cartão de crédito com base no Apple Pay e dos bancos nem se houve falar.
            Como podes ler na primeira linha do link que puseste: “Neste sistema o Apple Pay ganhou e os bancos perderam”.

            No sistema que os jornalistas adivinham ser o propósito da pré-lei, os bancos estariam a par do Apple Pay – e por certo não é para ter pagamentos contactless de 20€ graças ao acesso ao chip NFC do iPhone.

          • Diesel says:

            Continuas sem dizer como é que não é o mesmo sistema de pagamentos! Se dizes usar o Apple Pay, então não criam outro!
            O Apple Pay é falado da mesma forma que a VISA ou MasterCard, são formas pagamento possíveis com diferentes bancos, sendo que são os bancos que criam os cartões para os clientes.

            “No sistema que os jornalistas adivinham ser o propósito da pré-lei”, dão como altamente provável que o objectivo dos bancos é a abertura do NFC do iPhone, tal como é repetido no link da primeira linha com o título de “Apple Pay ganhou e os bancos perderam”
            O Apple Pay não está limitado a pagamentos de 20 euros – isso é apenas o limite numa loja a partir do qual requer que a pessoa dê o PIN

    • Sujeito says:

      Fixo, faz todo o sentido o que disseste. Não percebo de onde vem esta confusão para aqui gerada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.