Quantcast
PplWare Mobile

Apple começa produção do SoC A15 em maio para o iPhone 13 e litografia 4 nm virá em 2022

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. wq says:

    Se começa a ser fabricado a 4nm (isto a acreditar na Digitimes, que muitas vezes falha) para Macs então seria altamente provável ver ainda em 2021 produtos da Apple com 4nm.
    Nos Mac a Apple requer muito menos volume de produção, não necessita de meses para acumular stock para um lançamento como nos iPhones. Em 1-2 semanas teriam a produção necessária.

    • Miguel A. says:

      Mas nos Macs eles têm margem para aumentar a performance em litografia 5nm porque têm sempre mais poder de refrigeração num computador do que num iPhone.

      • wq says:

        O que é afirmado é que a Apple vai usar 4nm no fabrico de processadores para Mac, não para iPhone. Aliás seria impossível usar para o novo iPhone já que a sua produção começa por volta de Junho, o que não é compatível com a data dada para os 4nm (4º trimestre).

        Para o processador do iPhone dizem que, supostamente, irão usar fabrico a 5nm com algumas melhorias no processo.

        Começar a usar os 4nm para os processadores dos Mac faz sentido já que ajuda a poder ter processadores com mais núcleos sem aumentar muito o seu tamanho (e custos), e sem aumentar muito o consumo que também é importante nos Mac para manter performance sustentada sem ter que recorrer a sistemas caros e volumosos de refrigeração.
        A Apple tem supostamente planeados processadores de 16 e 32 núcleos, e provavelmente quererá que sejam melhores que a concorrência (pelo menos nalguma coisa), e todas as vantagens que possa arranjar neste momento crucial ajudam.

        • Miguel A. says:

          Pois, mas os rumores apontam para Macs com os 16 e 32 nucleos já para este ano.

          • wq says:

            Na verdade ainda não há nenhum rumor que indique a data de lançamento de Macs com processadores de 16 e 32 núcleos, apenas se sabe que a transição será concluída no próximo ano.
            Mesmo que até sejam lançados este ano, isso não diz nada contra a possibilidade de usar 4nm, já que esta informação sobre os 4nm é que a produção em larga escala se inicia no 4º trimestre. Isso é mais do que suficiente para ter Macs ainda no 4º trimestre – as vendas de desktops Mac Pro são significativamente abaixo de 1 milhão de unidades por trimestre, ou seja não requer grandes níveis de produção de processadores, sendo muito abaixo da produção para o iPhone e do M1 que a Apple já usa.

            A haver alguma dúvida sobre os 4nm vem antes de supostamente o 3nm também já estar quase a iniciar a produção na TSMC, e a Apple ter essa produção também contratada. Os 3nm fariam mais sentido, mas na altura se ficará a saber!

  2. Samuel MG says:

    Ei Vítor M. existem erros no texto talvez deve-se ler o texto e corrigir os erros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.