Quantcast
PplWare Mobile

Vamos Programar? – Introdução à Programação #3

                                    
                                

Autor: Henrique Dias


  1. Tenrinho says:

    Eu se tivesse começado a programar por aqui já tinha desistido… Se calhar devias aguçar primeiro a boca fazendo um hello world e depois um programa que recebe um input e faz algo com ele.

    Porque estas coisas todas só fazem sentido depois de saberes o que é programar e de a pessoa experimentar.

    Só a minha opinião.

    De qualquer maneira o que estás a explicar está bem explicado para o publico alvo e simples.
    Espero que continues.

    • paulo says:

      … ao ler este comentário fez-me lembrar que o meu filho domina de longe melhor os “meandros” da net e jogos e afins do que eu… mas não percebe nada de pastas, ficheiros, hardware software discos rigidos, s.o. … há “mundos” que para serem entendidos não se devem avançar caminhos! de qualquer forma é só a minha opinião…

    • Em breve… em breve… tudo a seu tempo. Iremos fazer isso mas daqui a umas duas semanas.

      Para a semana iremos falar da história do C e ficava melhor falar primeiro dos paradigmas que existem 🙂

      Obrigado =D

  2. Jfranca says:

    Muito bom, nice work 🙂

  3. jpedro20 says:

    Java paradigma imperativo? Sim é possível mas é uma linguagem OOP. E depois dizer que o paradigma funcional engloba todas as linguagens que utilizam funções matemáticas? Paradigma funcional não tem nada a ver com isso. Basta ver o Haskell que é funcional puro (quase) e não utiliza funções matemáticas (não com o propósito escrito no post).

    Acho que existem bastantes erros neste artigo, devia haver um maior cuidado. No entanto continuem o bom trabalho porque são iniciativas destas que são necessárias 🙂

    • Sim, Java é multi-paradigma e inclui o imperativo.

      “In computer science, functional programming is a programming paradigm, a style of building the structure and elements of computer programs, that treats computation as the evaluation of mathematical functions and avoids changing state and mutable data.”

      in Wikipedia

      Sim, em relação à utilização e às linguagens, existem várias. Só mencionámos uma utilização. E… por fim… Obrigado 🙂 Todos os comentários são bem-vindos.

    • Gonçalo says:

      E????
      Uma linguagem orientada é um nivel acima em termos de paradigma.
      O C++ que é uma linguagem compativel com C (note-se que C e C++ são linguagens distintas), são ambos imperativos e o C++ é orientado a objectos.
      Um paradigma não é mais que referente ao raciocinio que se tem a programar, e.g., imperativo agora faz isto a seguir faz isto, etc.
      Orientado a objectos apesar de ser considerado paradigma refere-se a como estruturamos a legebilidade de um código em grafos de objectos.

  4. Pedro says:

    Muito bem escrito portanto continua assim Henrique, mas permite só que deixe dois pontos rápidos 🙂

    =====

    Primeiro: o ciclo FOR tem os parâmetros trocados pois deveria ser – for([variáveis a inicializar]; [condição]; [incrementação/decrementação]) – podendo até nem haver variáveis a inicializar, ou seja – for(; [condição]; [incrementação/decrementação]) – mas caso te baseies numa linguagem que permite a forma como escreveste a função, podes saltar para o próximo passo 😀

    =====

    Segundo: é possóvel criar variáveis dentro dos ciclos de repetição com o mesmo nome que variáveis globais, portanto podemos ter uma variável chamada xpto no nível global e outra chamada xpto dentro de um ciclo WHILE ou FOR que as duas não se misturam 🙂

    =====

    Continua a trazer mais disto, nunca é mau relembrar C 😉

  5. Eduardo says:

    Excelente trabalho!!
    Venham os próximos…

  6. Angelo says:

    Vamos lá ver se percebi:

    do {
    “refresh”;
    } while ( “não saiu novo artigo vamos programar?” )

    • Olá Angelo!

      Sim, está correto. Nesse caso, seria sempre feito um “refresh” pois a condição só é verificada no final.

      Se fizesse:

      while (“não saiu novo artigo vamos programar?”) {
      “refresh”;
      }

      O código “refresh” só iria executar caso a condição fosse verdadeira.

      Cumps,

  7. Joaquim says:

    Muito bom. Conciso e muito claro.
    Espero pela próxima lição.

  8. char nome[] = "Renato"; says:

    void BomArtigo(); // 😛

  9. dfgdfg says:

    Iniciativa é boa, mas penso que o ritmo e duração dos vídeos e um pouco curto, pelo menos para vídeos semanais ou perto disso.

  10. João says:

    Quero dar os parabéns para esta rubrica e aguardo pelos “novos episódios”

  11. Pereira says:

    Bom trabalho!
    Deu para relembrar o que já aprendi em tempos na faculdade.

  12. Ana Narciso says:

    Muito bom como sempre!
    Henrique, o petiz que ensina gente grande 😉

  13. Ricardo Borges says:

    Boa tarde.
    Estou a tentar aprender a programar, mais concretamente em VB.
    Tenho-me guiado por alguns manuais, sites e videos do youtube mas a verdade é que a meio dos exemplos perco-me e nao faço ideia de onde surgir determinado modulo ou variável.
    Sabem de sites de cursos online que sejam decentes e tenham um bom curso de Visual basic ?
    Abraço e os meus parabéns ao Henrique Dias por esta excelente iniciativa !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.