Quantcast
PplWare Mobile

Tags: detritos

Japão está na corrida espacial com o objetivo de limpar os detritos

A exploração espacial é uma promessa gigante que tem unido e afastado países que pretendem ver, com os seus olhos, aquilo que está para lá da Terra. Mais um exemplo disso é o Japão. Contudo, este não pretende que os humanos visitem o espaço, nem pretende criar colónias. Por sua vez, quer tratar de um problema que já conhecemos e que é preocupante: detritos.

Depois de anos e anos de exploração que não se prevê que abrande, o lixo espacial é uma questão cada vez mais relevante, e o Japão quer ser parte da solução.

Lixo espacial


Detritos de foguetão chinês avistados em Portugal e Espanha (vídeo)

Várias pessoas partilharam imagens no Twitter e noutras redes sociais de uma aparente chuva de estrelas que cruzou o céu de Portugal e Espanha na noite desta segunda-feira. De facto não se tratava de meteoritos, mas sim de detritos que resultaram da reentrada de parte do foguetão chinês CZ-2F na atmosfera.

Os restos do foguetão estavam a ser monitorizados e existia já o aviso da reentrada deste lixo espacial, informação divulgada na tarde de segunda-feira pelo site de astronomia espanhol Sky Watch Sentinel.

Imagem detritos a entrar na atmosfera terrestre


China nega que seja seu o lixo espacial que vai colidir com a Lua

Ninguém quer ter a culpa pelo lixo que vagueia pelo espaço e que cairá em solo lunar. Depois de se ter avançado que os detritos poderiam ser de uma secção do foguetão Falcon 9, chegou-se à conclusão que afinal não poderia ser. Então, pelos cálculos, o objeto que cairá no próximo dia 4 de março na Lua seria uma secção de um foguete chinês lançado há 8 anos. Agora a China diz que não, que não tem qualquer responsabilidade nesse lixo.

A mensagem é clara, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China afirma que os detritos de foguetões que vão ter impacto na Lua dentro de dias não têm origem na missão Chang’e-5 T1 de 2014. Então não é de ninguém?

Ilustração do impacto do lixo espacial no lado escuro da Lua


Lixo espacial poderá vir a dar à Terra anéis iguais aos de Saturno, diz professor

Com o crescente interesse no espaço e com a consequente exploração espacial, muitos são aqueles que já perceberam que a Terra está a ficar rodeada de lixo espacial. Especificamente, um professor afirmou que o planeta está até a formar anéis semelhantes aos de Saturno.

Contudo, os da Terra são constituídos por detritos.

Ilustração de lixo espacial em volta da Terra e que pode atingir a Estação Espacial Internacional


Lixo espacial de um antigo foguetão russo atingiu satélite chinês

O lixo espacial é, efetivamente, um problema com o qual o mundo se irá deparar cada vez mais. Afinal, além de tudo aquilo que foi sendo enviado para o espaço, ao longo dos anos, no futuro, é possível que seja enviado muito mais, pela ambição emergente, e é possível que o caos se instale. Prova disso é que os cientistas pensam que o lixo espacial que atingiu um satélite chinês pertencia a um velho foguetão russo.

Ou seja, uma colisão que teve lugar em março deste ano foi provocada por detritos de um foguetão que flutuava pelo espaço há mais de duas décadas.

Lixo espacial