Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Contrato

Operadoras: Como cancelar um contrato celebrado à distância?

Hoje em dia é comum realizarem-se contratos celebrados à distância ou então feitos “porta-a-porta”. Desde maio de 2022 que as regras que validam este tipo de contratos foram alteradas.

Conheça as novas regras para o cancelamento de contratos celebrados à distância e porta-a-porta.

Operadoras: Como cancelar um contrato celebrado à distância ou porta-a-porta?


Samsung consegue contrato de milhões para fornecer 5G à Verizon

Mesmo que a Huawei seja a empresa com mais destaque no que respeita ao 5G, a Samsung acaba de ganhar um contrato milionário para fornecer tecnologia de quinta geração à norte-mericana Verizon.

A gigante sul-coreana recebeu esta semana um pedido da operadora para fornecer soluções 5G no valor de 6,6 mil milhões de dólares.


Posso cancelar o contrato sem penalização? ANACOM lançou guia

Em plena pandemia por causa da COVID-19 são muitos os desafios além da saúde. Com muitas empresas paradas e algumas já a despedir, algumas famílias começam a sentir dificuldades e há que ter prioridades.

A ANACOM lançou hoje um guia prático para responder às principais dúvidas dos consumidores de comunicações, no atual quadro excecional decorrente da pandemia de COVID-19. O objetivo é ajudar os utilizadores a conhecer os seus direitos, apoiando-os na atual conjuntura.

Posso cancelar o contrato sem penalização? ANACOM lançou guia


Quer terminar contrato com a NOS? A empresa limitou a 500€ o valor máximo a pagar

A NOS, uma das maiores empresas de telecomunicações em Portugal, tem mudanças no valor máximo que os clientes terão de pagar caso queiram terminar o contrato durante o período de fidelização.

Seguindo as recomendações do regulador, a empresa irá impor um valor máximo de 500€ nos casos de denúncia antecipada de contrato.

Quer terminar contrato com a NOS? A empresa limitou a 500€ o valor máximo a pagar


Critical Software responde à polémica do Citius

Foi ontem notícia, relatada pela Lusa, a desistência por parte do Governo de um projecto encabeçado pela Critical Software, no valor de 1 milhão de euros, para a melhoria do sistema informático dos tribunais. Até aqui tudo bem, não tivesse o Governo perdido meio milhão já pagos à empresa, e depois admitir que o desenvolvimento do sistema tinha sido interrompido e deixado incompleto.

Mas mais tarde, eis que surge uma adjudicação de 70.000€ para a instalação desse mesmo sistema, o que torna tudo mais caricato.

Perante tantas “trocas e baldrocas”, a Critical Software emitiu um comunicado esclarecendo a sua posição.

citius_reage_splash