PplWare Mobile

Tags: Cardsharing

TV Pirata: Distribuição de Sinal é Crime? Arguido diz que não sabia

TV Pirata não é Crime? A Polícia Judiciária, identificou e deteve um indivíduo pela prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo, detenção e venda de equipamentos protegidos, usurpação de direitos de autor e fraude fiscal, cometidos através do método de “cardsharing”.

O homem confessou hoje no Tribunal de Aveiro ter fornecido o acesso a TV Pirata a cerca de 30 pessoas… mas referiu não saber que estava a cometer um crime.


Grupo acusado de disponibilizar “TV pirata” absolvido em tribunal

As práticas de disponibilização de  TV pirata são um pouco comuns em vários países onde se inclui Portugal. Um estudo de 2016 revelava que no nosso país havia, pelo menos, 220 mil casas com TV Pirata em Portugal.

Recentemente um grupo foi acusado da prática deste crime, mas foi ilibado em tribunal.

Grupo acusado de disponibilizar "TV pirata" absolvido em tribunal


TV ilegal em Portugal: PJ detém homem por práticas de cardsharing

A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve em flagrante delito, em localidade do concelho de Anadia, um indivíduo com 49 anos de idade pela prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo e usurpação de direitos de autor e direitos conexos, através do método de “Cardsharing”.

TV ilegal em Portugal: PJ detém homem por práticas de cardsharing


TV Pirata: PJ detém homem pela prática de Cardsharing

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um indivíduo com 40 anos de idade pela prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo, detenção e venda de equipamentos protegidos, usurpação de direitos de autor e fraude fiscal, cometidos através do método de “cardsharing”.


TV Pirata: PJ detém homem pela prática de Cardsharing

No passado mês de julho foram detidas 16 pessoas por práticas de cardsharing. Recentemente, a Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve, em flagrante delito, um indivíduo com 44 anos de idade pela prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo, detenção e venda de dispositivos ilícitos e usurpação de direitos de autor e direitos conexos, através do método de “Card Sharing”