Quantcast
PplWare Mobile

Preço, bateria e processador são o mais importante na compra de um smartphone

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Spoky says:

    E marca, falo por mim. Não gosto de marcas que metem muito bloatware, tudo bem que são Apps deles e algumas até podem dar jeito.

    Mas muitas nem dão jeito, e são lixo acumulado e por vezes não da para desinstalar, senão forçar a paragem e ainda assim.

    E o resto vem por acréscimo, eu pessoalmente gosto de marcas que tenham respeito pelo cliente e que ofereçam um produto digno pelo preço que pedem, não há mal nenhum em pedir 1000€ por um smartphone (embora ache um valor, completamente exagerado) se tiver os componentes, ofertas e tudo isso que faça valer mesmo os 1000€ não vejo porque não.

    Agora ter smartphones a 1000€ sem carregadores, e sem um hardware decente, cabos, acessórios e um packaging que aparenta ser da idade da pedra, é que não. (Não é indireta para a Apple, mas sim para todas as marcas que o praticam, se a Apple fez recentemente, pois esta incluida então)

    O consumidor tem de SENTIR que vale a pena PAGAR pelo preço que pedem, caso contrário pouco vão vender ou vingar no mercado < especialmente novas marcas que estejam-se a tentar posicionar recentemente no mercado.

    Mas falo por mim, não pelos outros.

    • Abreu says:

      Spoki assino por baixo.

    • Alexandre says:

      Eu concordo com o facto de se dar importância aos acessórios que vem na caixa mas depois olhei para o meu caso eu comprei 2 iPhones nos últimos 3 anos e posso te dizer que eu ainda tenho os earbuds de uns por estriar, o adaptador de Lightning para jack 3.5mm e só não tenho o carregador porque perdi um, e quase de certeza quem vai comprar um iPhone 12 já tem pelo menos um carregador completo. E se a Apple fosse incluir eles tinham que aumentar o preso dado que todos os smartphones que vêm com 5G subiram de também de preço e se fosse subir não era os 30€ que custa o carregador mas sim para um número arredondado tipo 100€ por isso acaba por ser um win win para todos excepto aqueles que vão comprar um iPhone pela primeira vez e mesmo assim duvido que esses não fiquem a ganhar também porque o preço do carregador é obviamente mais barato que os 100€ que a Apple ia aumentar.

      • Alexandre says:

        Isto acaba por ser algo tipo se a Apple vendesse o Pro Display XDR de 5600€ por 67000€ e incluísse a base ninguém falava que a base custava 1000€. All press is good press.

  2. R says:

    A qualidade dos componentes interessa, mas também o OS,
    Para mim, quanto mais “vanilla” for o android, melhor. Dos restantes, talvez a OnePlus…

    • Almaister says:

      Tenho um familiar que tem o One Plus X e não quer outra coisa…

      • Joao says:

        confesso que nao sei ke testes de robustes a one plus faz aos seus telemoveis das 5 pessoas que conheco que tem one plus 4 ja se partiram ao cair 1x. Estatistica boa. Pq o povo compra so pelo preço e caracteristicas de papel, beats me. O ranking deste artigo demonstra a pobresa do nosso país e do resto da pura burrice de quem compra.

        • adbu says:

          Conheço também muitas pessoas com iphone partido e que não mandam arranjar porque fica muito caro.

          • Joao says:

            tambem os da one plus…nenhum arranjou…e foram para outras marcas. 500 euros para arranjar lixo mais vale comprar outro.

          • Joao says:

            e nao é so iphones partidos..samsungs partidos tambem vejo bastantes….nao percebo pq…pq os meus ultimos 4 aparelhos nunca tiveram um risco e nunca usei protector do ecra…so da traseira que nao gosto do toque…um tive que trocar um ecra que me custou menos de 50 euros isto dum telemovel de 800. este ultimo, um pixel 4 ja caiu prai 5x….algumas bastante graves que tenho a proteccao de silicone “amassada” mas o telemovel continua como novo. a minha colega comprou um xiaomi que deixou a parte da frente tambem sem proteccao durante umas semanas….mas teve que colocar proteccao que apareceu.lhe um risco…..o gorilla glass deve ser um autocolante naquele telemovel….

  3. RuiM says:

    Acredito que isto é certamente um resultado por uma minoria, de quem goste de tecnologia e tende a estar a par e ter algum know how das coisas. Pois se estedesse inquerito á população em geral, alem dos leitores da pplware, a resposta seria clara.. PIXEIS… Para a grande maioria das pessoas leiga em tecnologia, um smarphone mede-se em qualidade pelos pixeis que a camara tem, ou então por simples ostentação.

    • O bastardo says:

      Já foi assim até a Samsung e Apple ficarem pelos mesmos durante anos e a qualidade sempre a subir.

      Tirando os putos e adolescentes que aqui andam aos montes, os adultos já não querem saber de Megapixel, o melhor SoC para jogos etc, porque desde o iPhone X e S8 não há diferença considerável de velocidade palpável. Os 120 Hz (a melhor coisinha!) e câmaras não vejo diferença em nenhum smartphone.

      A próxima novidade vai estar em dispositivos estilo Samsung Fold 2 (mas muito mais finos e leves). Eu quando sair o Fold 4 ou 5 vou comprar.

  4. Almaister says:

    A ultima vez que comprei um “Smartphone” (3/4 anos), para além do preço interessava-me (na altura) ter a possibilidade de poder usar 2 cartões de telefone porque sempre tive a “mania” de ter um cartão para os amigos e família e um 2º cartão para chamadas profissionais. Nos dias de hoje para além do preço consideraria a questão fotográfica porque gosto sempre de tirar uma ou outra fotografia. Para usar apps prefiro sempre um tablet de 8 a 10 polegadas. A minha vista agradece…

  5. SANDOKAN 1513 says:

    Para mim,na minha sincera opinião,em primeiro lugar vem o preço do dispositivo.Depois é que olho a todos os restantes factores.Mas isto sem nunca me afastar do preço que delineei para a compra dele.Acho que o preço é sem dúvida o quesito mais importante numa compra,ainda por cima sendo eu pobre.

  6. Sergio says:

    Estou surpreendido com a posição da bateria, é importante mas a verdade é que ter uma 3600 ou 4000 mha no dia adia quem usa de forma continua o telemovel, tem que fazer um carregamento diario à mesma.
    Enquanto não houver baterias com uma distancia por exemplo de 4000 para 10000, será um factor que pouco terei em conta.
    E sinceramente, se alguma marca conseguir diferenciar-se na bateria de forma notória e sem implicações para a estetica do telemovel, terá a chave do sucesso.

    • adbu says:

      Com bateria de 4000 com wifi ligado, dados e etc … dura bem um dia de utilização normal/alta.
      Se for para ser utilizado por muitas horas com jogos ou equivalentes, aí nem com bateria de 10.000 vai dar.

  7. JCR says:

    Para mim, o factor principal é a marca, nenhuma pode ser das 2 ditaduras China e EUA, não posso conceber dar-se dinheiro e muito, para depois recebermos só espionagem e vírus – informáticos e físicos!

  8. Fak says:

    E gráfica?
    de que adianta eu ter 6gb de RAM, um proc topo de gama, se depois quero jogar um jogo ou fazer cenas de edição e não tenho grafica que chegue?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.