PplWare Mobile

Huawei Mate 30 Pro chegou hoje a Espanha… Para quando em Portugal?


Fonte: Xataka

Redator

Destaques PPLWARE

  1. Fixo says:

    Ainda não percebi para que é o “!”
    “O Huawei Mate 30 Pro, nos mercados em que foi lançado, está a ser um sucesso de vendas” “!”
    Lê-se o post e tinha sido lançado na China!

    E escreve-se: “Huawei Mate 30 Pro chegou hoje a Espanha… ” Vai-se a ver: “o Mate 30 Pro está a ser comercializado no ‘Espacio Huawei Madri que é a maior loja da marca chinesa no país.” Pensei que era num operador.

    De modos que a pergunta “Para quando em Portugal?” ” !” tem resposta fácil – quando a loja chinesa em Portugal o puser à venda!

    Quanto à questão número 1: de não trazer os serviços Google, incluindo o Google Play “Mesmo que a Huawei tenha feito um esforço para colmatar esta ausência” “!” – nada quanto ao colmatar!

    Colmata mesmo? É possível ir à loja da Huawei e encontrara as apps para Android que estão no Google Play.
    Claro que não! Pensem várias vezes antes de dar mai de 1000€ sem serviços Google e, até agora, sem forma de os instalar e aceder à Google Play.

    • Vitor says:

      Calma e não fique nervoso! Pensa que a data de hoje para o smartphone ser colocado à venda na Europa foi por acaso? Foi precisamente hoje que os USA “estenderam” por mais 90 dias a licença para que as empresas americanas possam continuar a fazer negócios com a Huawei…por isso vai ser normal e até “facilitado” que quem adquirir o aparelho pode instalar as apps que bem entender da Google. E daqui a 90 dias ou levantam a proibição…ou estendem por mais 90 dias!

      • Fixo says:

        E se pensasses qualquer coisa?
        OS EUA estenderam por 90 dias a licença anterior – se com a licença anterior não era possível instalar os serviços Google, prorrogando, a mesma licença já pode? 😉
        Lê qualquer coisa … informa-te. Ou pede a quem escreveu o post que esclareça.

        • Rafael Sousa says:

          Não te preocupes, dado que a huawei não fabrica só telemóveis, é óbvio que existe uma pressão de empresas americanas que querem vender hardware made in USA. E a restrição não é só para serviços Google, é para todas as empresas que vendem material à huawei, simplesmente não o podem fazer…google, Intel, Qualcomm, etc…

        • Vitor says:

          Deves ter algum problema de compreensão de textos ou interpretação. As “autorizações” anteriores davam determinados prazos para a utilização TOTAL do Android e respetiva loja de apps da Google…é mais do que claro que as prorrogações se referem ao primeiro ato e como tal “desabilitam” todas as proibições que tinham sido decretadas! Se quiseres e a moderação permitir posso publicar um desenho para perceberes melhor…

          • Fixo says:

            Nem precisas de fazer um desenho!
            Põe só um link de quem saiba aquilo que diz: “Assunto resolvido! Mate 30 vai ser posto à venda com os serviços Google!”

            Depois pergunta à moderação o que quer dizer com o parágrafo enrolado:
            “ Será interessante ver como este terminal topo de gama irá sobreviver a um mercado muito dependente dos serviços da Google. Este fator, pelo menos em teoria, prejudica bastante o Mate 30 Pro no nosso mercado… Mesmo que a Huawei tenha feito um esforço para colmatar esta ausência” “!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.