Quantcast
PplWare Mobile

Começa mal! Huawei Mate 40 Pro bateu o Xiaomi Mi 11 em testes de GPU

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Hélio says:

    Huawei melhor que apple Samsung e outras chinesisses.
    Nem com os EUA a tentar deitar a baixo vão conseguir acabar com a melhor marca da atualidade.
    Pior o que vai acontecer é que a huawei agora vai seguir a lógica da Apple, seu sistema operativo, sua loja de apps, seus processadores otimizados para o seu sistema operativo..etc.
    Se já agora a huawei da 20 a 10 na Apple daqui a uns 2 anos dá 20 a 0 na Apple.
    Já tive outros Android, e o iPhone 7. É digo desde que te tenho huawei, nem há comparação.. Melhor de todos.
    Depois vem com a privacidade, blabla l. Amigos a diferença é os teus dados irem para a China ou para a América. Querem privacidade, vão para a Amazónia viver como indios. Lolol

  2. Roberto says:

    Sem carregador e sem performance. Parabéns xiaomi.

    • Galo says:

      Carregador mantém-se opcionalmente…não é como Apple ou Samsung.
      Sem performance?! Como é que estando em 3º da lista e ainda sem total otimização, é não ter desempenho :D?

    • Leonel Matos says:

      Isso do carregador ainda se vai ver pois na China é opcional no resto do mundo vai se ver. Quanto ao resto haverá que ver preços pois pelo que vi os mate 40 são bem mais caros. Tudo terá de ser levado em conta não só desempenho

  3. Pirata das cabernas says:

    A xiaomi tem bons telemóveis, mas para esta faixa de preços não… Ao preço deste xiaomi já se arranja um iPhone…

    • Filipe says:

      Sim, um iphone que é muito mais fraco que os dois modelos falados no artigo. 🙂

      • Leonel Matos says:

        Naturalmente para esse valor será um iPhone com menos memória menos RAM já para não falar que a nível de bateria são dos mais fracos do mercado bem como a velocidade de carregamento. Sejamos realistas o iPhone tem um processador com um bom desempenho o software é bom mas só isso de resto perde para qualquer telemóvel top

        • Galo says:

          E mesmo o processador, sendo muito bom, tem os seus problemas…podem ser encontrados videos na internet que mostram que o iphone 12 pro sofre muito mais Thermal Throttling do que adversários diretos, como Galaxy Z Fold 2 ou Mi 10 Ultra, perdendo muito desempenho.

          • Leonel Matos says:

            Se já perder até em desempenho que fará no resto onde de bateria é fraco de carregamento nem se fala onde todos os acessórios custam os olhos da cara na RAM e memória não é nada superior fotografia tão pouco. Só no preço mesmo é que ganha aos outros pois é bem mais caro

        • Pirata das cabernas says:

          o que importa ter ram ? se um iphone com 4gb de ram faz o mesmo que um xiaomi com 8 oi mais gb de ram ? não é só ter mais ram e um processador todo xpto se depois nao ha nada que saiba tirar o proveito total do hardware, eu neste patamar de preços ia para um iphone, para mim vale muito mais poder bloquear um telemóvel em caso de perda/roubo do que ter 8gb de ram.. um iphone bloqueado na cloud muito dificilmente alguem tem acesso ás tuas coisas

      • Galo says:

        Exato. Há pessoal que não tem mesmo noção…esquecendo preferência de OS, que Iphone, e ainda por cima a 500€ ,é que é melhor que o mi 11? Se até o mi 10 ultra era considerado por analistas melhor que iphone 12 em alguns aspectos como fotografia…

        • Pirata das cabernas says:

          mostra-me onde a xiaomi alguma vez foi boa em fotos. estou á espera.

          • Galo says:

            Queres que te mande umas fotos é isso :D?

            Rapaz se andasses atento perceberias que a Xiaomi, com alguns modelos de topo, tem marcado presença regular por exemplo nos rankings da DXOmark. Neste momento o mi 10 ultra é terceiro…e o mi 10 7º 😉

            Faz um favor à malta e atualiza-te

    • Leonel Matos says:

      Talvez mas a questão é. Esse iPhone será superior em quê?

  4. Euéquesei says:

    Huawei é a minha marca preferida.
    Usei um Huawei P9 durante quase 5 anos. Dei-o à minha filha porque necessitava de um e comprei um Xiaomi Mi Note 10 Lite.
    Não estou arrependido mas o software e hardware Huawei dá 50 a 0 ao da Xiaomi.
    Esta Xiaomi só tem realmente uma coisa que o Huawei não tinha, uma bateria que dura facilmente uns 3 dias sem carregamentos pelo meio…
    Depois deste será novamente um Huawei, de preferência com o sistema operativo novo.

    • Joaozbr says:

      Comparas um lite da xiaomi com um topo de gama da altura da huawei. E pior vai para um tijolo que é bem mais desconfortável. Existem sites que em 2020 tem povo a chorar com o p9. a bateria nao carrega. Nunca tive um smartphone em 10 anos que tivesse ou tenha esse ou qualquer outro problema. Mas também a nunca tive marcas fracas como a xiaomi ou huawei. Curto ver o povo vir defender marcas medíocres so porque “ganha” a outra marca igual num ponto que nao interessa a ninguém num topo de gama. Mas a parte boa da huawei é o marketing ke com pagamentos de notícias vem convencer muita gente que é marca boa.

      • Euéquesei says:

        Topo de gama há 5 anos. Agora nem existe…

        • Joao Frango says:

          o meu topo de gama da htc de ha 4 anos, o htc 10, continua rijo como as cobras sem ecra com 1 risco e nunca levou uma proteccao de ecra. é todo em aluminio que agora é tudo de vidro. Vem com o SD820 ke nunca me deixou ficar mal e continua fluido (que está com o meu pai neste momento, e ja esteve 1 ano com a Minha Maria. Bateria continua igual a quando era novo. Ja falei que o ecra era 2k? e agora vem tudo com Full HD+? tinha jack 3.5″ (que nunca me preocupei) a placa de som era brutal, melhor que a placa de som a seguir de outro topo de gama. Ja disse que vinha com phones bons e vinha com carregador? Como vez nao é a idade que faz os aparelhos ficarem pior. Os topos de gama sao isso mesmo…topos de gama e resistem bem a idade.

      • Os números dos testes de benchmark são públicos e acessíveis a todos. As comparações podem ser vistas e feitas por qualquer um.

        Quanto ao “ponto que nao interessa a ninguém num topo de gama” não é bem assim. Esta é uma parte importante, ou só usas o telefone para fazer chaamdas?

        • Joao Magalhaes says:

          Sejamos realistas, a maioria das pessoas tira pouco proveito das potencialidades do smartphone, eu pessoalmente nem sequer faço chamadas, uso para redes sociais, meia dúzia de aplicações, email e pouco mais. Não passo a vida agarrado ao smartphone e quando tenho tempo livre prefiro usar o meu portátil, seja para jogar, editar fotos ou video, internet, etc. Estes testes de benchmark só serve para dizer que este é mais rápido que aquele mas na realidade, no dia a dia, eu duvido que as pessoas notem essa diferença.

        • Joao Frango says:

          por acaso faco apps para telemoveis.
          nao sei que calculadora deves ter por achar que os smartphones hoje em dia ja sao rapidos o suficiente. se o marketing te convence ke ir a 300km por hora em vez dos 297km…..diz muito da tua pessoa a achar tao importante a velocidade.

      • Leonel Matos says:

        Não gosto de entrar em discussão com ninguém mas se a huawei marca que nem gosto e a xiaomi são medíocres a Samsung com o problema da tela verde em 6 ou mais modelos problema que vem já se arrastando há bastante tempo e que não corrigiu ainda é uma boa marca. Será a Apple com um iPhone que no topo de gama aqui na Europa custa mais de 1600 euros e que vem com uma bateria fraca com carregamento fraco que não é superior em nada a topos de gama de outros fabricantes realmente bom e isso levando em conta que os topos de gama dos outros fabricantes são centenas de euros mais baratos por vezes

        • Joao Frango says:

          yeap Huawei e Xiaomi sao mediocres…envelhecem muito mal dos aparelhos que vi pessoal a os ter.
          Eu so tive iPhone 3, Nokia N9, Blackberry Z10, HTC 10, HTC 11 e PIXEL 4.
          Comparar xiaomi ou huawei com todos aparelhos destes na altura que sairam é ridiculo. Agora aguardo serenamente pelo PIXEL 6. Samsung é tao mau que so um pato é que os compra. Mas sao lindinhos enquanto sao novos.

      • Euéquesei says:

        Troquei a bateria do meu p9 e ficou como novo.
        Como não tinha as ferramentas para abrir o telefone fui a uma loja própria para fazer isso.
        Bateria original mais a mão de obra ficou em 12 ou 13 euros, já nem sei bem.
        A miúda usa-o o dia todo e já começo a pensar em ir buscá-lo de volta…

      • Galo says:

        hahahaha Se a Huawei e a Xiaomi são marcas fracas, sendo a 2ª e 3ª maiores fabricantes, e ocupando regularmente o topo da preferencia de analistas, o que serão a maioria das outras marcas XD?

        • Joao Frango says:

          hahahahah ser a 2 e 3 maior fabricante ker dizer alguma coisa?
          a htc ja foi a terceira do mundo e ja desapareceu. a apple ja foi a n.1 ja foi ultrapassada pela xiaomi. ker dizer ke os da xiaomi sao melhores ke os da apple? hahahaha. pq nao voltas para o buraco que viste com comparacoes da treta? tas no cafe? quanto aos “analistas” tenho mais experiencia ke 90% da idade deles. estao na net contam mais ke kem nao esta certo?

          • Galo says:

            Em primeiro lugar podes ter mais idade que 90% dos analistas mas nao seres mais velho que eu 😉

            Em segundo, ninguém fez juizo de valor relativamente a xiaomis vs apple.

            Em terceiro, se uma ou duas marcas conseguem em relativamente pouco tempo crescer, e crescer bastante, e ultrapassar gigantes como a Apple, é porque não são fracas…mas tu do teu buraco não vês isso…

            Em ultimo lugar a HTC era uma granda marca, com equipamentos top, assim como a Apple continua a ter equipamentos top… mas isso não invalida que os concorrentes nao apresentem ofertas iguais ou superiores 😉

          • Joao Frango says:

            tipo nao é pelos outros venderem mais que sao melhores..ainda nao percebeste isso. a zara so comprei uma camisola…..ficou horrivel passado 6meses nunca mais comprei la…mas vende como paezinhos quentes…é boa nao é? telemoveis, nao percebeste que china e india fazem metade do planeta terra. se aparecem aparelhos com bom precos e specs de papel ke preenchem o ke kerem..vendem tambem como paezinhos quentes….e quanto a idade…nao percebeste ke eu tenho de EXPERIENCIA mais do ke a idade dos “analistas”…comecei a programar aos 13 muito antes da internet. mandava vir livros de inglaterra e espanha ke aki nao havia nada…spectrum all the way….aos 14 fiz um clone do pac.man ke era o meu jogo preferido btw.

          • Galo says:

            Pois eu já comprei roupa na Zara que me durou anos!

            Pois, os componentes do iphone e a montagem também é feita na China, pois.

            Pois, deves é ser “adivinho” para saberes a idade e experiencia da maioria dos analistas.

            Pois..um bom mecânico autodidata há 40 anos hoje em dia percebe ZERO de carros cuja eletrónica domina.

            Para finalizar, e voltando ao assunto inicial, no caso a Xiaomi. Se não conheces a sua historia, ela ficou conhecia inicialmente pela Miui, ou seja, pelo software otimizado que juntava o melhor do android e do iOS, sendo mais fluido e com mais recursos que o próprio android de outras marcas. Isso levou-a a aventurar-se com um primeiro telemovel, que fez bastante sucesso, pela fluidez e durabilidade de material. Depois disso foi crescendo, e destacando-se por telemoveis com excelente qualidade/preço e excelente autonomia. Hoje em dia já impulsiona a inovaçao neste sector. Com o seu Mi Mix, fomentou a procura por smartphones com margens mais reduzidas. Posteriormente foi das primeiras a implementar o fingerprint under display (que Apple procurava ha algum tempo). Atualmente tem dos melhores resultados em termos fotográficos, e em termos de bateria/autonomia.
            O meu primeiro smartphone da marca foi um entrada de gama, um redmi 4x, que custou pouco mais de 100€, e teve updates 3 anos, e hoje ainda funciona impecavel nas mãos do meu pai.

            Sinceramente a unica critica que tenho a fazer à marca é em relação à quantidade de smartphones que lança todos os anos…de resto, fraca? só se for na tua cabeça…

          • Pedro F. says:

            Não li o post todo, mas dizer que a MIUI é mais fluída que o Android é como mijar contra o vento.
            Comprei um Xiaomi que acabei por dar à mulher depois de experimentar o mesmo aparelho com Android puro, e depois, o processo repetiu-se.
            Falo do A1 e A2 que eram substancialmente mais fluidos que as versões com MIUI.
            Com a vantagem de poder instalar tudo o que vem na MIUI se assim o entender, e sem a desvantagem de não poder desinstalar a tralha toda que vem na MIUI…

          • Galo says:

            Pedro F. não sei se te referias ao meu post, mas devo notar que não disse que Miui era mais fluido que Android Puro. Em uso comum atualmente nem noto diferenças, mas eu referia-me ao passado, quando miui surgiu e em comparação a roms Android de outras marcas. Por exemplo, a Samsung que muito contribuiu para o avanço do Android, com adição de funcionalidades, tinha roms muito pesadas.

          • Joao Frango says:

            Galo ja tiveste algum topo de gama de outra marca para comparares?
            ou so falas por falar? é que eu ja tive 2 htc que falas tao bem
            um pixel um iphone, um blackberry e um nokia antes de ser vendida. keres comprar com xiaomi certo?

          • Galo says:

            João Frango (que ainda não chegou a Galo XD),

            até te poderia falar dos topos de gama que já tive, das qualidades e defeitos que tiveram. Mas não faz sentido…queres saber porquê?
            Porque, em primeiro lugar, quando referi a Xiaomi foi apenas para a apontar como uma das grandes marcas atualmente, que constroi equipamentos de qualidade e até já inova. Não estava a fazer comparações com marcas do passado.
            Em segundo lugar, por muito que contasse iria ser apenas a minha opinião como tu tens a tua. Em ultima instancia quem “ganha” é a maioria, que coloca a Xiaomi como marca grande, tanto pela quantidade de equipamentos que vende como pelo feedback positivo que recebe 😉

  5. Filipe says:

    Não começa assim tão mal se tivermos em conta que este huawei custa mais 300 ou 400€ que aquele xiaomi.

  6. Fernando Lago says:

    Mas no dia a dia essa diferença na performance irá se notar ?????

    • Joao Frango says:

      nope, mas ha pessoas que nao perceberam o basico.
      mas a falta de noticias……amanha sai noticia ke o xiaomi tem melhor ecra do mundo….ke é onde o povo olha 5horas por dia….mas se ficar mais rapido num teste é muito melhor..sim senhora.

    • Leonel Matos says:

      Para a maior parte das pessoas não pois no geral ninguém consegue tirar total partido de tudo o que um smartphone de topo oferece. O problema é que as pessoas baseiam se em gostos e estatísticas e não em preços e no que realmente importa.

    • adbu says:

      se o teu dia a dia for jogar vais notar. se for para fazer chamadas, ir ao insta e mandar umas mensagens não notas diferença.

      • Leonel Matos says:

        Mesmo que seja jogar haverá diferenças pois apesar do mate 40 ter uma taxa de atualização de 90 hrz a do mi 11 é de 120 bem como o seu ecrã é considerado o mais avançado logo haverá vantagem e desvantagens para ambos não é tudo vitórias para nenhum. É no final pelos preços eu prefiro o mi 11 pois parece ser bem mais barato e tenho a certeza que roda qualquer jogo na perfeição

      • Galo says:

        Mesmo a jogar, atualmente, desconfio que não se note nada….tendo em conta que os topos de gama das gerações anteriores já os corriam bem.

      • Pedro F. says:

        Vais notar 3% de diferença?
        Só se o mate 40 pro estiver constantemente com a gpu a 100% e nem assim notas a diferença…

  7. Suspeito says:

    Benchmarks valem zero! Está provado há muito.

  8. Tiago says:

    Iphone é para quem não entende nada de telemóveis.

  9. Raquel says:

    O iphone 11 de 2018 e superior em processador ao snapdragon 888 dos androids de 2021…tudo dito

    • Leonel Matos says:

      Não vejo como dado que pelo que vi em estatística como aqui até o 865+ já tinha um desempenho igual ou superior ao a14 bionic e mesmo que o iPhone tenha realmente um desempenho igual não é só por desempenho que se deve comprar um telemóvel Raquel. A nível de bateria velocidade de carregamento RAM memória fotos e tudo mais conta coisas nas quais o iPhone não supera em nada nenhum outro topo de Gama

  10. Pedro F. says:

    Realmente é uma vergonha um telemóvel de 500€ ter uma GPU 3% inferior a um telemóvel de 1000€…
    Era quase tão ridículo como um carro se 50.000€ ser melhor que um de 25.000€
    Enfim… É o mundo dos dias de hoje…

  11. iSheepNot says:

    Os benchmarks são apenas para fazer publicidade e para se ter uma forma de fazer ranking. Interessa para os entusiastas e para quem não tem mais nada para fazer na vida. De resto, na prática, não serve para nada para o utilizador final.

    O que interessa, e nem tudo tem o foco que realmente interessa, é mesmo a qualidade e durabilidade do ecrã, duração e durabilidade da bateria, qualidade da fotografia (não precisa de estar no topo da DxOMark), dimensões físicas do telefone, velocidade de carregamento, velocidade de acesso à rede e que implemente os protocolos de segurança na rede. Qualquer smartphone de 500€ é mais do que suficiente para o dia-a-dia, desde que use qualquer um dos sistemas operativos modernos. O resto é desperdiçar dinheiro para se achar que é mais do que os outros durante 6 meses ou 1 ano.

    Quanto à notícia. Ficar em terceiro é digno “Começou mal!”?

    Volto a dizer o que já disse várias vezes:
    Pplware, vocês são uma referência nacional no que toca a notícias de tecnologia em português. Não sejam tendenciosos. Informem apenas e deixem os leitores tirar as suas conclusões.

    Concluo felicitando o muito bom trabalho que vocês fazem e desejar a todos Festas Felizes e um Excelente 2021.

    • Vítor M. says:

      Caríssimo. Basicamente o título tem a ver com a grande e interessante luta pelo pódio, não somos nós que influenciamos essa luta. Depois, não temos qualquer escolha (e escolhemos todos), seja ela Huawei, OPPO, Xiaomi ou Samsung (entre outras). Se tu gostas da Xiaomi, vais dizer que querias outro título, se gostas da Huawei, ficas satisfeito pelo resultado, se fosse Apple, caía o Carmo e a Trindade, se fosse a Samsung era porque era um patrocínio… meu caro, dessa cultura de “opinião à medida de cada pé” estamos vacinados 😉

      Somos SEMPRE totalmente independentes e não temos qualquer tendência sobre os assuntos. Falamos abertamente de tudo conforme o mercado e a situação que se apresenta. Não há assunto que não seja tratado de forma séria e justa. Por isso, dizes e bem, somos referência nacional (e não só, se falarmos no mercado de língua portuguesa).

      Finalizo agradecendo as felicitações e devolvendo os desejos de um bom ano e saúde. Abraço.

      • Tiago says:

        São independentes?
        Toda gente sabe que vocês tendem mais para o lado da Apple.

      • Pedro Monteiro says:

        Tem haver com a publicidade que vocês ‘PPLWARE’ andam a fazer à huawei e aos seus pisa-papeis.
        Tem se visto por todos os posts que têm feito sobre os smartphones da respetiva marca. Desde aplicações na store da huawei etc.
        Aproveitem também para ensinar a malta a instalar APPs sem serviços google (quando requeridos)!

        Agora para variar, não aceitem o meu comentário!

        • Vítor M. says:

          Ensinar o quê? mas isso fomos os primeiros a ensinar. http://bit.ly/2Is0FqN Isso mostra o teu nível de atenção. E mais, estás a tomar dores de alguém, dado que já vi dezenas ou centenas de comentários teus publicados 😉 Portanto, a quem estás a fazer o frete, diz que não estamos interessados.

          Bom ano Pedro Monteiro 😉

      • iSheepNot says:

        Não precisa de ficar na defensiva. Foi apenas uma observação ou crítica construtiva.

        O meu comentário, como em todos os outros em que apelei a isso, foi no sentido de pedir mais imparcialidade da vossa parte. E se reparar bem eu não falei de marca, falei da tendência.

        O que vejo várias vezes, e aqui é que está a minha crítica, é que nas vossas notícias vêem-se claramente a tendência em denegrir ou preferir marcas, produtos ou dispositivos. Todos nós temos preferências mas, como agência noticiosa, vocês têm de pôr essa preferências de parte e noticiar de forma imparcial.

        O título “Começa mal! Huawei P40 Pro bateu Xiaomi Mi 11” é claramente tendencioso. Qual foi a necessidade de ter lá o “Começa mal!” para o que queriam noticiar? Mesmo que não seja a vossa intenção aqui mostra uma tendência. Mais. Um título como este pode afugentar potenciais compradores do Xiaomi Mi 11.

        O título poderia ter sido “Xiaomi Mi 11 em terceiro no ranking” e o conteúdo ser exactamente o mesmo. Assim é imparcial e estão a relatar um facto. Muita gente só lê os títulos das notícias e toma decisões com base no que lê. Poderiam também dizer o preço dos dispositivos em comparação para que o leitor tenha uma ideia mais clara das gamas de cada dispositivo na mesma notícia.

        Todos sabemos que “com um grande poder tem-se uma grande responsabilidade” e ao contrário também é válido: “com uma grande responsabilidade tem-se um grande poder”. Vocês, sendo uma referência no mundo de IT em português, têm um grande poder para influenciar muita gente, por isso, é preciso fazê-lo de forma responsável.

        Imparcialidade dá-vos maior profissionalismo e pode ser mais um factor que vos distingue dos demais.

        • Vítor M. says:

          Não, nada de defensiva e, tal como o teu, o meu foi igualmente um comentário construtivo e explicativo. A questão da imparcialidade, foi e sempre será o nosso mote, apesar de ser uma visão cada vez mais particular das pessoas. O que é imparcial para ti, nada tem de imparcial para um António ao teu lado, ou a um João à tua frente. Portanto, o nível de imparcialidade que seguimos é o mesmo desde 2005. É a nossa visão da tecnologia sem credos nem partidos.

          Não há forma de não falarmos em tudo, sobre o que é bom e o que é menos bom. Seja uma marca de cá, de lá por de ambos os lados. Se os teus olhos vêm a denegrir, é falta de um poder de observação. Se não falamos no que gostas, estamos a denegrir? Caríssimo, isso é narcisismo. Nós não queremos isso. Tudo aqui é tratado com a mesma mão de equilíbrio. Claro, podes não gostar, mas a vida é mesmo assim e a tua opinião tem o nosso máximo respeito, mesmo sem concordância.

          Sobre o título deste artigo. Ele é bom, mexe com a vontade das pessoas pensarem. Fizeste esse esforço e resultou. O “Começa mal! Huawei Mate 40 Pro bateu o Xiaomi Mi 11 em testes de GPU” dá conta que os testes, que não fomos nós que fizemos, mostraram um resultado e é esse o resultado totalmente transparente que mostramos e informamos. Não gostaste do resultado? Pois, é novamente a vida a funcionar.

          O título poderia ter sido o que cada um que lê quisesse, mas não é, é o que teve de ser. Ali´s, sempre foi assim, porque não podemos nem andar ao sabor das tuas ideias ou das minhas, mas sim das ideias do próprio, do mundo da tecnologia. É assim que se faz informação.

          Os preços e outros dados podiam estar, de facto podiam, mas estão e estarão noutro tipo de artigo, eventualmente mais dedicado à parte comercial. Mas aqui dou-te alguma razão e esta sugestão é válida sim senhor. Obrigado.

          Esse poder que falas não foi conseguido com manipulações da verdade ou ajuste ao sabor deste, ou daquele leitor. Foi conseguido usando a responsabilidade e a honestidade de informar conforme tem de ser. O que foi em 2005, é em 2020 e será em diante. Não tenhas menor dúvida.

          Além disso, cada um dos leitores é único, importante e que deve ser tratado da melhor forma, da forma como ele quer ser tratado. Por isso o nosso profissionalismo assenta no respeito ao leitor, não o tratar como um número, mas sim como o elemento mais importante na nossa atividade que já leva pelo menos 16 anos (20 anos no seu todo, desde o papel de jornal).

          Isso é ser profissional, ter bom poder de análise do mercado tecnológico e das tecnologias em que nos debruçamos, o respeito pelas marcas e, acima de tudo, respeito pelo leitor à sua medida. É isso que nos distingue dos demais, não fazer do leitor um “objeto contabilístico ou estatístico”, mas sim o tal elemento que elenquei em cima.

          Reforço o desejo de um bom ano de 2021.

          • iSheepNot says:

            Continua na defensiva e já fala em narcisismo. Não existe narcisismo ao relatar factos.

            Facto: Ficou na terceira posição.
            Subjectividade: Começou mal.

            A tua postura agora é igual à de quem diz “somos muito bons, as pessoas reconhecem isso e não temos nada a aprender com ninguém”. Pode-se sempre aprender alguma mais alguma coisa. Mais pessoas fizeram essa observação. Significa que é algo em podem melhorar.

          • Vítor M. says:

            O meu ponto de vista e deixei isso mesmo espalmado, é que aprender aprendemos sempre, até com criticas mal posicionadas, como a tua. Mas absorvemos a informação. Agora, não temos de andar de lado para lado só porque alguém não concorda com o que escrevemos num título. E mais uma vez, não confundas a beira da estrada com a estrada da beira. Eu referi o caminho feito, que se chegamos onde chegamos, e quem disse onde chegamos foste tu, foi utilizando a aprendizagem contínua, mas com um mesmo intuito, informar sempre com qualidade e verdade. Foi isso que se fez. No título, está isso mesmo expressado, um equipamento agora apresentado, um estudo e um resultado menos bom.

            ” Mais pessoas fizeram essa observação” estás a arranjar apoiantes? 😀 isso não faz sentido. Assume sem necessidade de ires buscar claque.

          • iSheepNot says:

            @” Mais pessoas fizeram essa observação” estás a arranjar apoiantes? isso não faz sentido. Assume sem necessidade de ires buscar claque.”

            Significa que não tens estado a prestar atenção. Há mais artigos, desde há pelo menos 7 anos, em que fiz este tipo de comentários e nos quais responderam com a mesma postura e onde houve mais gente a comentar sobre o mesmo facto. Um dos exemplos foi um artigo recente em que se comparava a Xbox Series X com a PS5. Ou, ainda e mais recente, a vossa análise ao iPhone 12 Pro Max.

            Mas não preciso de claque para apoiar as minhas observações. São minhas para vocês e no sentido de vos ajudar. Faço-as e vou continuar a fazer de tempos em tempos porque reconheço o vosso trabalho. Cabe a vocês decidir se reconhecem e mudam ou se ignoram e continuam com a mesma postura.

  12. punisher says:

    Qual sistema operativo novo ,,não leem , a base do suposto sistema operativo novo e android ,sem a store ou os app que vem por default com o android para os outros telemóveis,,falam tao mal do ios ,mas qual e o android que tem 6 anos de actualizacoes

    • Pedro Monteiro says:

      Para quê? Para me tirarem performance ao equipamento? Para me diminuirem a autonomia?
      Não obrigado.

      • Joao Frango says:

        poh. mas tem actualizacoes tops. icons iguais. forma de navegar mudou 1x em 10 anos. so vantagens ter actualizacoes durante 6 anos. Mas que é uma marca (apple) que tem smartphones de jeito é. o meu ipad parece uma calculadora com as actualizacoes que tem levado. ja nem o uso. embora em tablets a apple da 15×0 a outra marca a tentar fazer parecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.