PplWare Mobile

Manifestação dos taxistas levou Uber ao topo da App Store


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Carlos says:

    Bom, deu óptimo resultado a publicidade gratuita que foi feita durante o dia de ontem!

    • João says:

      Publicidade gratuita e clientes até dizer chega que se os taxistas estão demasiado ocupados a vandalizar carros então é porque não querem clientes.

      • eu says:

        nem mais.
        e com frases de “as leis são como as meninas virgens, são para serem violadas”, vê-se a mentalidade de maior parte dos taxistas.

        • !(iSheep says:

          Estava a ler o artigo e a pensar o mesmo. Eu sempre que for a Portugal vou usar qualquer outro meio de transporte, talvez a Uber, mas Taxis nunca mais. Já tinha posto um ponto de interrogação nos Taxis, mas agora acabei por os mandar para o topo da minha lista negra. Enganam as pessoas, são antipáticos e mal educados, e agora provaram tudo isso e muito mais, mostraram também que são violentos e sem um pingo de civismo.
          Agora é a nossa vez de fazer um protesto, passar a usar a concorrência e deixar de recorrer a eles, a Uber tem melhores carros, profissionais com licença para prestar o serviço a que se propõem, e ainda por cima não nos enganam, até recebemos um mapa com o percurso e tudo, e nem precisamos de andar com dinheiro, é tudo pago pelo cartão. É só vantagens.
          Aqui na Irlanda conheço alguns condutores da Uber, fazem os dois serviços, Uber e Taxi, uma vez que têm a carta de Taxista têm tudo o que é preciso para poderem trabalhar para eles. Abram os olhos e a cabeça, aprendam a adaptar-se ao mundo que os rodeia. Sei que após a demonstração de falta de inteligência nos últimos dias, muitos nunca serão capazes disso, mas alguns ainda deverão ter salvação, acredito que existem por aí taxistas que ainda se podem chamar de gente.

        • jorge says:

          “maior parte” lol muito bom… gostava que expusesse o raciocínio que o fez atingir tão brilhante conclusão.

          • Jorginho says:

            A “maior parte” são umas bestas. E se precisa de uma exposição de para compreender a afirmação, então muito provavelmente não vale a pena escrever mais nada…

  2. Sergio J says:

    Curiosidade normal em dias de acontecimentos. Por exemplo, ontem devem ter havido muitas pesquisas sobre as ilhas Faroe. Instalar a App nestes não significa intenção de o serviço. Claro que haverá sempre quem o faça.

    Se querem esse tipo de liberdade entao acabem com o licenciamento em todas as outras actividades. Claro que isso seria uma estupidez.

    • Bruno M. says:

      Não significa intenções do serviço, mas significa potenciais clientes… E como os preços são apetecíveis, mais que aos taxis, então a percentagem de potenciais clientes sobe exponencialmente.

      O mesmo acontece com as ilhas faroe. Terão potenciais clientes Portugueses num futuro próximo por parte de quem pesquisou e não só… no entanto como os preços não são apetecíveis para os bolsos dos Portugueses, a percentagem será já mais reduzida.

      Quanto mais interesse, mais potenciais clientes. Acredito que muitos depois do que se passou ontem (e quiçá no próximo protesto) mudarão para a Uber e Cabify.

    • APereira says:

      Mas sao os taxistas que nao querem acabar com as taxas que tem de pagar e com os licenciamentos…

      Porque se acabarem os avarás acaba a maminha, coisa que os Srs taxistas nao querem como é obvio.

      Ora vejamos…

      De vez em quando e baseado num racio de populacao vs numero de taxistas(licencas atribuidas) a autarquia abre novos concursos para a atribuicao de novas licencas.

      Esses concursos sao publicos e qualquer pessoa pode candidatar-se (se cumprir alguns requisitos), para evitar monopolio a autarquia evita atribuir mais do que X licencas a mesma empresa (alguns taxistas abrem novas empresas nessa mesma altura para ultrapassar esse problema e muitas vezes tem 10/20 empresas com 1 licenca atribuida a cada uma).

      Essas licencas, custam entre os 500 e os 1000Euros quando compradas através deste mesmo método.

      O taxista compra um carro no qual obtem 40% de desconto no imposto automovel + IVA dedutivel e voilá está na rua.

      No fim da sua carreira vende a sua licenca por 50, 60, 70k ou até mais mediante a cidade onde estejam e a dificuldade em obter licencas pelos meios normais.

      Basicamente o negócio nao esta no taxi em si nem no transporte de pessoas que lhes rende o suficiente para sobreviverem no dia a dia, o negocio está sim na altura em que deixam o negócio e vendem a sua licenca para outro.

      Na altura da primeira manifestacao, um taxista dizia que os Uber eram ilegais e faziam precos mais baixos porque nao tinham de pagar as mesmas coisas que eles e que assim era facil de ganhar dinheiro…entao eu perguntei porque é que nao lutavam para que lhes fossem retiradas essas taxas todas e passasem a ser como os Uber…

      A resposta foi obvia…
      Pois, mas depois tinhamos de pagar 100% por um carro, tal como os nao taxistas nem podiamos vender a licenca quando fossemos para a reforma… perdiamos estatuto e isso nao nos interessa.

      Nao estao contentes, acham que os Uber tem possibilidades de ganhar mais do que eles?Simples… comprem outro carro, paguem o mesmo a 100% e mudem para a Uber.

      Ah outra particularidade, os taxistas nao podem usar o taxi para fins pessoais… no entanto conheco alguns que até de férias para Espanha e afins vao ao volante do seu belo taxi com a familia toda.

  3. MiguelDias says:

    Arruaceiros, venha logo a nova lei…

  4. fsrgio says:

    É normal, os senhores taxistas devem um bocadinho a inteligência mas ao que parece eles é que estão bem e os outros mal…

  5. Luis Antunes says:

    Caro Pedro Simões,
    No artigo que assina está claramente a fazer uma afirmação falsa quando diz e passo a citar: “O protesto que decorreu ontem mostrou novamente aos portugueses que os taxistas estão contra todas as plataformas electrónicas de transportes. “. Nesta sua afirmação demonstra um profundo desconhecimento da realidade da actividade dos táxis. Queira pois saber que existe, por exemplo, uma plataforma tecnológica, semelhante às mencionadas no artigo, de seu nome mytaxi (https://pt.mytaxi.com/index.html) que é a prova da falsidade da sua afirmação. Mais, as associações do sector e os seus associados não estão contra as plataformas, mas contra a actividade ilegal que através delas é realizada em plena via pública e diante das autoridade policiais que nada fazem para travar a ilegalidade.
    Agradeço que corrija a afirmação que assina.
    Cumprimentos,
    Luis Antunes

    • Caros Luís, não é verdade o suposto desconhecimento dessas plataformas uma vez que fui eu que escrevi os vários artigos do Pplware sobre esses serviços de táxi que refere. Para além da mytaxi tem ainda artigos escritos sobre a 99taxi que recomendo que leia.

      Concordará que essas aplicações nada têm a ver com os serviço que a Uber e o Cabify oferecem. Não está em causa o serviço de transporte de passageiros mas sim a própria filosofia da aplicação.

      Quanto às razões do protesto não nos compete julgar ou dar razão a ninguém.

      • Luis Antunes says:

        Caro Pedro, obrigado desde já pela resposta e pela correcção no texto do artigo; é de bom senso não generalizar as atitudes de alguns como as de todos.
        Aproveito também para lhe apresentar as minhas desculpas se de facto conhece outras aplicações tecnológicas para o serviço de táxi (de facto, recordo-me de já ter lido aqui um artigo sobre a 99taxi).
        Não concordo contudo, que o que esteja em causa seja a filosofia da aplicação, mas antes a aplicação das mesmas regras para o mesmo serviço.
        Relativamente a julgar não o pretendi fazer, nem pretendi avaliar o protesto que ontem decorreu em Lisboa; no entanto, gostaria de clarificar que não apoio actos de violência física ou verbal como forma de manifestação cívica. Mas, na passada 3ªFeira, após ler o artigo, não me coibi a submeter o meu comentário pois não me pareceu que o artigo estivesse redigido de modo justo para com todos os taxistas.

  6. Sérgio says:

    As pessoas habituam-se a ter o mercado só para elas e quando aparece alguém com uma ideia inovadora e que faça a concorrência trabalhar mais, tenta-se logo matar as inovações no inicio.
    Os táxistas, podiam gastar esta energia toda, em inovar , para combater a nova concorrência.
    Porque não criam um serviço parecido ou igual à da Uber ?
    Pois, dá trabalho e cansa muito, colocar os neurónios a trabalhar.
    É preferivél continuarem deitados nos bancos a ler o jornal e depois levam mais caro ( voltas mais longas, taxas das malas, etc ), para compensarem o tempo que estiveram a “dormir”.

    • Cogumelo says:

      O problema desta questão é que, enquanto os taxistas têm te ter carteira profissional e pagar alvarás para poderem ter o seu taxi, a UBER não tem de o fazer.

      Imagina se te dissessem que, para trabalhar, tens de comprar um fato, com o teu dinheiro, e o fato tem de ser da marca XPTO (não custar menos de um certo valor), mas para o teu colega do lado, não lhe dizem isso, e ele vai trabalhar de jeans e T-shirt. Achas justo?

      Não estou a validar o comportamento que os taxistas tiveram no dia de ontem, até porque apenas demonstra que sao uns selvagens. Apenas digo para “aligeirarem” as condições dos taxistas para poderem trabalhar (e terem assim mais capital para poderem investir em melhorar o seu serviço), ou aplicar os mesmos pesos e medidas aos gajos da UBER.

      • Freitas says:

        Isso é uma verdade, que poucos sabem.

      • dumitru says:

        Então mas isso depende do trabalho que queres! Se a empresa de obliga a fazer ou comprar a tal coisa então tens de cumprir de quiseres ter o trabalho! Então e pessoas que arranjam trabalho sem qualificação nenhuma? Os que tem qualificação também tem que fazer birras destas?! Enfim o mundo tem que avançar e nao ficar parado

      • Mylittlelife says:

        Os taxistas em Portugal já há décadas (e ainda hoje) que tem uma frota com altíssima percentagem de carros degradados, muitos dos novos com as luzes do ESP/Airbag ligadas por defeito neles e mantém-se a política do caminho mais longo e demorado, cobrar mais indevidamente, falta de factura e muito falta de educação e civismo na estrada.

        Com tais factores alguém está minimamente interessado se pagam alvarás ou taxas? Antes ir de metro ou autocarro …

        Eu também não concordo num serviço de “táxi” sem alvará/controlo estatal mas está mais que visto que o sistema actual em Portugal não serve. Um porque o controlo sobre os veículos e percurso é próximo a nulo; dois porque a atitude e falta de civismo da maioria dos taxistas não é digno dum serviço que lida com pessoas.

      • Ze says:

        Se quiseres levar as coisas por esse prisma, quem compra o fato XPTO é a Uber e afins e quem anda de t-shirt são os taxistas. É só veres carros da Uber que têm de obedecer a parâmetros de antiguidade e serviços enquanto que os taxistas do Aeroporto muitos andam com Dacias alguns com mais de 10 anos, sobre o qual não pagaram IVA, nem ISV, nem pagam IUC e ainda declaram o gasóleo e manutenções em sede de IRS como despesa de trabalho.. Queixam-se de barriga cheia, faziam melhor figura calados.

      • Prof.profissional says:

        Isso seria assim se a verdade não estivesse escondida por trás. começamos logo por os taxistas, patrões porque são eles que convocam estas manifestações, terem beneficios ficais que as plataformas não têm.
        Os taxistas têm que ter 125 horas de formação eu pergunto em quê. Pelo comportamento deles deve ser para aprender como ser hooligan e andar nos copos. Pelo comportamento deles…A Uber tem menos horas de formação, com um serviço de qualidade e a preços competitivos.
        O objectivo dos patrões taxistas é não perder o monopólio e receber contra-partidas do governo na forma de beneficios fiscais.

      • Prof.profissional says:

        Isso seria assim se a verdade não estivesse escondida por trás. começamos logo por os taxistas, patrões porque são eles que convocam estas manifestações, terem beneficios ficais que as plataformas não têm.
        Os taxistas têm que ter 125 horas de formação eu pergunto em quê. Pelo comportamento deles deve ser para aprender como ser hooligan e andar nos copos. Pelo comportamento deles…A Uber tem menos horas de formação, com um serviço de qualidade e a preços competitivos.
        O objectivo dos patrões taxistas é não perder o monopólio e receber contra-partidas do governo na forma de beneficios fiscais.

      • Bruno M. says:

        A Uber é uma empresa digital e o único serviço que presta é digital.

        A Uber recorre a empresas de transporte de passageiros (aluguer de carros) que já tem todos os impostos/alvarás/seguros que necessitam para transportar os passageiros e… passa factura.

        Se houver uma liberalização dos alvarás, injecção de alvarás no mercado a preços baixos, o monopólios e a guerra dos taxistas vai por água abaixo e deixa-se de ver licenças/alvarás no mercado paralelo à venda por 50.000e 120.000€ e preços idênticos!

        Nessa altura tudo será menos burocrático e mais pacífico!

      • eu says:

        Mas os taxistas têm “desconto” de impostos na compra dos carros, não são obrigados a passar fatura (logo, não descontam o iva).
        E se a Uber é assim tão boa, deixem de ser taxistas e passem a pertencer à Uber.

      • APereira says:

        O problema da questao é que os taxistas nao querem acabar com as taxas e alvarás…

        • Cabritone says:

          Não é os taxistas que não querem, é quem tem o monopolio.
          Porque assim alguns deixam de ser o “Rei do taxi” e qualquer um pode transportar as pessoas com qualidade !
          Se houvesse empresas de taxis como ha de telemoveis, tenis, etc, eu era livre de escolher a empresa “vermelha” porque sei que os taxistas sao mais simpaticos e os carros melhores, em vez da “azul” que tão se a cagar para o cliente. Concorrencia leva a progresso… mas como os taxis são “todos iguais” é uma lotaria e tu chamas um taxi e pode te calhar um condutor 5 estrelas ou uma besta de primeira !

      • Mário says:

        Fixe… mas porque é que os taxistas não pagam IA, nem IUC?! Sinceramente, argumentos parvos esses…

      • MLopes says:

        não sei porque lado preferes que comece mas vamos lá.
        se “a vida é injusta” é para os outros players que concorrem com os taxistas e não para os taxistas.
        à custa do alvará os taxistas têm: formação, faixas específicas e prioritárias para circularem, locais específicos e com posicionamento privilegiado para estacionarem e angariarem clientes, isenção de iuc, redução do isv, benefícios em irc, não estão sujeitos às obrigações de faturação certificada, etc.
        nenhum serviço de transporte como a uber ou a cabify tem estes benefícios! e achas injusto que os taxistas sejam obrigados a ter um alvará?!
        aliás, nem são obrigados a coisa alguma. com os muitos milhares de euros que não pagaram por cada isv pintam os carros de preto, criam uma plataforma idêntica à da uber e cabify e concorrerem com eles com as mesmas armas prescindindo, obviamente, dos benefícios que referi. qualquer um o pode fazer, porque não os taxistas? porque dá trabalho? porque não gostam de carros pretos? porque querem continuar a ter um monopólio? porquê?
        aliás se pensarmos melhor vemos que o próprio alvará pode ser e é transacionado por valores que chegam atingir muitas dezenas ou mesmo centenas de milhares de euros.
        injusto? injusto é ter que trabalhar nas condições da uber e da cabify em que os clientes até tem que ter acesso à net para pedir o serviço. para chamar um táxi os clientes só têm que saber assobiar

      • Njss says:

        “O problema desta questão é que, enquanto os taxistas têm te ter carteira profissional e pagar alvarás para poderem ter o seu taxi, a UBER não tem de o fazer.” Então e se agora olharmos para os dois lados? quais são os benefícios fiscais dos uber? (0) dos táxis? dedução de iva das despesas, não pagam IUC nem ISV. Os táxis tem um preço convencionado que faz com que no mesmo dia para ir para o mesmo local se consiga pagar sempre valores diferentes pelas viagens (ironia) o mesmo não acontece na uber. Os taxis podem angariar clientes na rua e em locais específicos, a uber pode apenas através da sua aplicação. A uber passa factura nas transacções, os taxistas é quando se pede… e por ai fora…
        Será que os chefes dos taxis, (que são aqueles dois senhores que ontem um disse que os da uber os estavam a provocar porque estavam a comer sandes e a tirar fotos enquanto os taxistas lhe atiravam ovos aos carros e o outro que parece que tem uma constituição diferente do resto dos portugueses) ainda não perceberam que se for para aplicar as mesmas medidas os “gajos da uber” os taxis vão todos à falência e deixam de existir?

      • Jarda do Demónio says:

        Tens toda a razão nesse aspecto mas continuando o teu exemplo:
        O colega que comprou o fato vai poder descontá-lo no Estado e ter mais benefícios devido a isso sendo que fazendo as contas vai ficar com um fato gratuito, que pode usar para seu uso pessoal e ainda vai receber dinheiro por ter comprado esse fato caso o fato seja considerado topo de gama.
        O colega de fato tem acesso a mais “software” que permite com que possa fazer o trabalho mais rapidamente e com maior facilidade.
        O colega de fato tem um gabinete próprio onde as pessoas o podem consultar para obter o seu serviço.
        O colega de fato não corre o risco de ser despedido devido ao seu comportamento.
        Acho que aqui a única coisa que não beneficia o colega de fato é que está limitado a um certo x de colegas, ou seja, só podem haver x colegas de fato enquanto que os que vem de jeans podem ser n.

        Agora tira as tuas conclusões.
        E sim para se ter um Táxi é caro no início mas compensa porque vai ter N regalias do Estado que fazem com que ainda recebem dinheiro por terem comprado o Táxi.
        O que para mim se revela determinante para haver abrunhos como o gajo de ontem nesta profissão e não esquecer que, por acaso não houve ontem, o ano passado quando alguns taxistas não aderiram à manifestação ( Por quererem trabalhar para ganhar dinheiro ou simplesmente por não concordarem) for criticados e alvejados tais como os gajos da UBER.

      • rub3n says:

        Os taxistas pagam essas taxas todas mas em contra partida podem usar a faixa do BUS ou as praças de táxis, enquanto que a UBER ou a Cabify não podem, nem sequer podem apanham clientes na rua que lhes acenem com a mão, porque simplesmente não estão caracterizados e apenas respondem a pedidos da aplicação!
        São coisas distintas, os taxistas pagam alvarás e tudo o mais mas também têm mais direitos!
        Até têm o direito a prestar um serviço pior vê lá tu!
        Muitos hotéis têm um serviço de shuttle do aeroporto até ao hotel e hotel aeroporto, e não vejo os taxistas a insurgirem-se também contra isso!
        Haja concorrência e bom senso!

      • Bruno Gomes says:

        Porque não se “convertem” sendo assim? Quem tem aptidão para dirigir um Taxi também está apto para fazer sociedade com a Uber. Ou então façam pressão para acabar com as despesas que têm a mais em relação aos Uber.

        O problema de muitos deles é que agora não podem comer os turistas e outras pessoas de lorpas… Os Taxis convencionais estão obsoletos e começam a surgir outras alternativas melhores, mais praticas e mais justas para os clientes.

        Todos os anos aparecem novas tecnologias, maquinas, etc, que tiram emprego a algumas pessoas e dão novos empregos a outras pessoas, sempre foi assim e sempre vai ser, mas é a primeira vez que vejo uma reacção absurda destas…

        • APereira says:

          Bruno,

          Ao acabar com as despesas extra, teriam de deixar de ter os beneficios que tem actualmente…e isso nao interessa.

          Dizem que tem de pagar mais que os Uber, mas na verdade ao analizar as contas nao é bem assim.

    • joao magalhaes says:

      O problema não é a App, o problema foi construído durante anos seguidos por eles, pois foram únicos no mercado e em vez de preservarem os seus clientes, roubaram, enganaram, maltrataram e desprezaram-nos, agora façam o que fizerem já vão tarde e não me falem em impostos e licenciamentos e todas essas coisas pois todos sabemos que esses senhores são os primeiros a fugir ao fisco, anos seguidos em que nunca passavam um recibo , para não falar da vantagem que têm em relação à Uber ( Carros mais baratos, via do BUS para eles, etc. )

    • Ze says:

      Já existem umas 6 aplicações, não com o nível de algoritmo da Uber mas existem, o problema não está aí, nunca esteve, o problema está nos taxistas.

  7. José Moreira says:

    Naturalmente! Porque os taxistas NÃO estão contra a lei que o Governo quer publicar; estão contra a concorrência, ponto final. Porque os taxistas estão a ver o seu terreno invadido por quem, ainda por cima, presta um serviço melhor. Pois bem, em vaz de se sentarem à mesa e discutirem qual será a melhor opção para, também eles, fazerem parte da concorrência, preferem atitudes cavernícolas e selvagens. Claro que o Governo pode, se quiser, deixar as águas acalmarem e nada fazer. Porque, depois do que se viu e ouviu ontem, e o que se verá e ouvirá nos próximos dias, é o Povo, ou seja, os clientes, quem vai decidir.

    • Anónimo António says:

      +1
      Perdi a simpatia que tinha pelos taxistas depois do que aconteceu ontem..
      Não gosto muito de generalizar, mas por causa de um bando de selvagens que amassaram um carro da Uber, gajos que se atiram de pontes, e uma alminha que diz que as lei são como as meninas virgens, são para violar.. Enfim.. perde-se o respeito por toda uma profissão..
      Gente que prefere virar-se para a violencia quando a concorrencia tenta entrar no “espaço deles”..
      Se tivesse no governo já nem negociava nada.. Eles que aceitem o progresso e a tecnologia e deixem o mercado ditar o futuro! Se as pessoas estão a preferir a Uber em vez dos táxis é por alguma razão..

      • joao magalhaes says:

        Ontem só se enterraram mais, tinham seguido o plano deles, ir até à assembleia mas em vez disso preferiram atacar os carros da Uber novamente, como se a Uber fosse a culpada. Só se podem queixar deles próprios, fossem honestos e tratassem bem os seus clientes e de certeza que ninguém mudava. Eu quando vou a um restaurante que me tratam bem, boa comida, empregados atenciosos, preço justo de certeza que volto.

      • Mylittlelife says:

        Os carros são de particulares e não da uber. A uber permite que um particular em certas condições providencie serviços de “táxi”. Os veículos danificados são de particulares. Se queriam mostrar algum ponto, se não fossem selvagens, bastava não deixarem passar.

        Manifestações não são actos de violência gratuita onde a polícia fica a assistir sem levantar dedo. Portugal é um show: permite-se tudo que é ilegal com excepção das ilegalidades leves. Agora assaltos, violência, corrupção, lavagem de dinheiro, concertação de preços, manipulação…isso sim não faz mal.

      • Prof.profissional says:

        E o patrão dos taxistas com ameaças explicitas de violência. Nem sequer foram de uma forma velada.
        Em vez de andarem em manifestações selvagens evoluam e criem condições para serem competitivos.
        Só que não me parece que vá acontecer…pelo que se tem visto dos patrões taxistas é que são da velha guarda, patos bravos armados em chico espertos…

  8. PeFerreira98 says:

    Os taxistas só perdem com estas ações estupidas.
    Se tiverem os miolos no sitio e melhorarem as condições e a atitude que apresentam quando solicitamos os serviços deles…. Ai talvez pense em deixar de usar uber.
    Até lá, Uber sempre.

  9. Rsrsrsrsr says:

    Pelo que vi, acho que os taxista deviam ser proibidos !! Manifestação pacifica ??!! Ninguem fez nada para ajudar as pessoas/uber ? VERGONHA. Caso nao sabiam chama-se concorrência , aprendem a lidar com isso !

  10. Asdrubal says:

    A melhor publicidade gratuita.

  11. Informático Amador says:

    Qualquer razão que os taxistas tivessem ou julgassem ter, perderam-na ontem, quando recorreram a ameaças, violência e vandalismo. Neste ponto, penso que a polícia foi demasiado branda e permissiva. As coisas podiam ter-se descontrolado, bastaria que os motoristas Uber cercados no tal café, estivessem armados e perdessem o controle. Quanto ao resto, ambos estão a pescar num lago sem peixe: numa altura em que os carros já estacionam sozinhos, há piloto automático instalado, e começam a aparecer carros autónomos em força, deviam estar mais preocupados pela profissão de motorista, estar em risco de desaparecer, que em andar “à cabeçada” uns aos outros.

    • MAFF says:

      +1
      Se essas bestsa quadradas albadroam carros com uma pessoa lá dentro imagino como vai ser daqui a 5-10 anos quando vierem os carros autónomos em massa.

  12. Joao says:

    “Ah pah, estes Ubers são umas bestas e não respeitam a lei! Vamos já seguir o artigo 69 que diz que é legal vandalizar propriedade alheia, desde que se tenha licença de taxista.”
    Só mostraram ser piores do que os animais.
    Táxi, para mim, nunca mais!!!
    Já chegou o tempo em que estudava em Lisboa e estes burlistas faziam de tudo para roubar uns trocos a mais a quem não tinha muito!

  13. Tony says:

    A prova como estão parados no tempo: myTaxi existe unicamente para Android e iOS, já Uber, para Android, iOS e Windows 10 Mobile 😀

  14. Rui Lapa says:

    Não é concorrência quando os preços são definidos pelo estado, quando têm faixas de circulação prioritárias, quando não podem recusar serviços, quando são holligans! Afirmam que os restantes não pagam impostos, que são recibos verdes sem vínculo. ERRADO! São EMPRESÁRIOS inovadores, profissionais, respeitáveis de quem mais circula na estrada, põem o cliente em primeiro lugar e não o tentam enganar. Trabalham livremente as horas que querem e quando querem. Não pagam a associações sugadoras que de nada servem, mas sim ao estado a sua actividade comercial de transporte em veículos descaraterizados.
    Que os táxis precisam inovar… sim! É fácil ficar sentado no sofá do táxi. O problema é que concorrência, as oportunidades e erros do passado irão ser corrigidos. O mundo adoptou serviços alternativos, e isso só por si deveria ver uma mensagem: O cliente não gosta de vocês, usa-vos porque não existiam alternativas.
    Ontem, uma coisa foi boa, fez-los mexer do sofá e repararem que o mundo não pára e os CLIENTES não concordam com eles. Grande chapada! Agora podem ser velhos do restelo OU serem profissionais e evoluirem, porque “from time to time… evolution leaps forward!”

    • Mikes says:

      Tu sabes que existem empresas de taxi com frota da uber tb? Vocês são tão anjinhos… LOL

    • Guilherme Lino says:

      ERRADO! Os trabalhadores da UBER são do mais precário que existe. Não têm direito a nada, e a empresa transfere muitas das suas responsabilidades para eles. Por agora está tudo a aproveitar a onda do início, mas não tarda estão a queixar-se como já estão em Londres ou LA.

  15. JB says:

    Ontem o ministro do ambiente disse que o táxi é um serviço público.
    Alguém pode informar detalhes sobre o compromisso do serviço público que os operadores de táxi?
    Habitualmente o serviço público implica compromisso de prestação do serviço, eventualmente preços tabelados e benefícios/subsídios do estado.
    Estou curioso…
    JB

    • Ze says:

      Implica obrigatoriedade de prestação do serviço de transporte de passageiros, ou seja, não se podem recusar a transporte, quando o que vês são velhinhos no aeroporto que não podem andar 2 km e eles mandam-nos sair do carro porque é “demasiado perto”.
      Os preços são tabelados com tarifa mínima, valor ao km, valor de bagagem, e depois existem cálculos consoante peso, tempo parado em trânsito e afins, isso é público.
      Benefícios são mais que muitos, isenção de IVA e ISV na aquisição do veículo, isenção do IUC, declaração de gasóleo e manutenção como despesa de trabalho, circulação na faixa do BUS, paragem em praças de taxis, paragem na via mediante chamada de clientes.

  16. Str says:

    Antes de mais parece-me que os taxistas estão a ser manipulados por quem controla o negócio dos táxis, o presidente da ANTRAL e outros tantos como ele a quem o estado das coisas como estavam ate então interessava. Se têm o monopólio e se dá dinheiro para que mudar?!!! As noticias que tem vindo a lume ja mostraram que existem meia dúzia de empresas que controlam todo o sector e são essas empresas que tem medo de perder o controlo da mama. Pois bem a UBER e outras vieram alterar a realidade da coisa para desgraça dos mafiosos da ANTRAL. Ainda ontem saiu uma noticia em que dizia que um novo projecto estava a ser testado nos EUA em que os táxis seriam gratuitos. Acho que seria difícil de implementar, mas não é de todo descabido. Vejam o caso da net em que diversos serviços são totalmente suportados através da publicidade, agora imaginem um táxi e motorista ser pago dessa forma e outras parcerias. Difícil mas não impossível. Portanto o paradigma mudou e quem não acompanhar ficará para trás, como sempre.

    • Mikes says:

      E são as mesmas empresas que também têm frota a trabalhar para a uber e outros.
      Isto vai muito além do que parece.

    • LG says:

      Exactamente meu caro, estes taxistas estão a lutar por direitos que são responsabilidades dos patrões e em nada eles beneficiam. A minha pergunta é, se trabalhar para a UBER é mais vantajoso porque é que eles não vão trabalhar para a UBER?

    • Miguel Cruz says:

      Mas o pior é o que o Sr Florêncio presidente da ANTRAL, também automóveis associados à UBER. Esse homem é da pior corja que anda aí. Ganha pelos dois lados

    • Pérolas says:

      Parece que alguém pôs o dedo na ferida… LOL, por outro lado a uber não deveria operar nos moldes em que está; simplesmente os uber não têm licença para transportar passageiros!!! E neste ponto as autoridades estão a falhar por permitirem este negócio ilegal, por outro lado, o taxistas precisam de uma lição, pois, existe um monopólio que tem de ser esmiuçado, o negócio tem de ser analisado e regulamentado. Esta actividade evoluiu e os interesses instalados não querem mexidas nem querem saber do interesse nacional. Além disso perdem todo e qualquer o apoio popular quando se comportam como vândalos e perturbam a actividade normal dos outros cidadãos! Onde é que acaba o direito dos taxistas e começa o direito dos demais cidadãos que se veêm impedidos, por uma horda vândala, de fazer a sua vida normal? Não está certo e dá má imagem ao país! Já agora, as associações servem para quê? São para representar o sector ou para comandar a hordas? Há muitas maneiras de se manifestarem sem que os demais cidadãos vejam a sua vida condicionada! Inteligência meus senhores… se não sabem perguntem a quem sabe! Se querem medir forças com os uber não pode ser no vosso terreno pois os uber não são taxistas…

      • Bruno M. says:

        A Uber é só um intermediário digital meu caro.
        As empresas de aluguer de viaturas e de transportes tipo shuttle, têm licença e a uber opera sob essas empresas e licenças!

  17. Bruno cruz says:

    Taxistas arruaceiros habituados a não haver concorrência. Mal educados, mal formados, e muitos vigaristas ( admito haver excelentes profissionais a guiar táxis)
    Uber, novidade, suscita curiosidade, está a ter publicidade gratuita e condutores avaliados na hora.
    Façam as vossas elacções

  18. Uber & Taxis says:

    Os taxista querem igualdade então proponho o seguinte:

    130 horas de formação para taxis e uber/….
    Retirada de isenções fiscais aos taxistas = uber/….
    Retirada de isenções combustíveis aos taxistas = uber/…
    Retirada de inserções automóveis aos taxistas = uber/…
    Licença especial imtt para taxistas e uber/….
    Curso de formação de boas práticas para taxistas e uber/….
    Obrigatoriedade de idade mínima do veiculo para taxistas e uber/…..

    • APereira says:

      Nao digas isso que essas coisas nao interessam….

      Lá está a malta a desconversar, achas mesmo que o zé taxista quer pagar o seu carro sem isencoes e ter de andar a comprar um carro novo a cada 5 anos… claro que nao…

      Pior… o taxista nao quer ser avaliado como o motorista da Uber…

  19. Bboy says:

    Pelo menos por mim, podem ter a certeza, que nunca mais andarei de Taxi!

    Se nao tiver outra opção… Prefiro ir a pé…
    Os taxistas em Portugal são tipo uma máfia, uns vândalos… Pessoas sem humildade, egoístas e hipócritas.

    No Porto eles andam à porrada entre eles, porque não se organizam… Quanto mais com empresas da concorrência.

    Por mim é certo: Boicote total!

  20. Pedro says:

    É certo que os taxistas tem encargos fiscais que o uber, pelo que parece nao tem, até ai tudo bem, mas ao invés de tentarem seguir o exemplo da uber em melhorar a prestação de serviço..não, querem manter a tradição.

  21. Rui says:

    À parte a guerra de símios que não foi contida pelos agentes da autoridade e deviam impor a ordem (é engraçado que em Lisboa a Polícia só pode levar porrada, porque se levanta um dedo a alguém, é racista, é salazarista ou pior…… pessoas muito civilizadas por Lisboa e à frente do resto do país). Escusado será de dizer que qualquer greve que envolva transportes, não afecta mais nenhuma região, excepto no máximo Lisboa e Porto. E sabem porquê? Porque não há transportes públicos fora dos centros urbanos!

    Quando os taxistas dizem que pagam todos os impostos……. gostava de perguntar quanto IRS é que pagam! É que se estão a falar da Segurança Social, é para a futura reforma deles. Já para pagarem IRS têem de declarar normalmente mais de 600€ por mês, e esse imposto sim é que serve para financiar tudo o que o estado faz (IRS dos particulares ou IRC dos empresários). A sério que gostava de saber o IRS que os taxistas pagam!

  22. Carlos says:

    A Uber deve agradecer a publicidade gratuita feita durante o dia de ontem.
    Os taxistas ainda não perceberam que há muita gente a dizer que, por aquilo que fizeram ontem, já não vão andar de táxi? Eu pessoalmente repito o que disse ontem: já não vou é andar de táxi, isso sim!
    Se eles têm tempo para andar a partir os carros dos outros, é porque não precisam de clientes.
    E viva a Uber! 🙂

  23. wdawddawda says:

    nunca mais na vida me apanham dentro de um táxi. nem que tenha de andar a pé.

  24. António José Lourenço do Céu says:

    Bom dia!
    Gostava de saber, porque razão os Srs jornalistas, fazem todos as mesmas perguntas aos taxistas, e não haja um que tenhA a inteligência de perguntar ao Sr. presidente da ANTRAL…. “QUAIS AS RAZÕES QUE LEVAM AS PESSOAS A PREFERIREM USAR A UBER E A CABIFY AOS TÁXIS?
    Talvez assim, as pessoas ficassem a saber o porquê de tanta selvageria….
    Cambada de hipócritas.

  25. Rita Lobo says:

    @Rui Lapa
    que reposta tão esclarecedora! Obrigada! Realmente os nossos taxistas (há excepções, como é evidente) envergonham este país, que também fica conhecido como o país dos taxistas aldrabões (quem trabalha em multinacionais e tem estrangeiros a vir cá com frequência, sabe do que falo) e dos táxis velhos e sem condições… Uma vergonha!

    Da minha parte, deixarei de andar de taxi. Melhorem as condições e as maneiras em vez de andar a incomodar quem trabalha.

  26. Zukurin says:

    O protesto dos taxistas e legitimo. Treinos, seguros etc eu concordo mas o que se protesta nem chega a ser isso apenas… ëstao-me a roubar a mama

    • Ze says:

      Treinos? Queres dizer formação, ou melhor “deformação”, CAP não forma ninguém, e 90% dos taxistas nem fazem revalidações. Seguros? Os senhores da uber têm seguro igual ao que tenho no meu carro, responsabilidade civil sobre passageiros até 50 Milhões com ida directa para hospital designado pelo utente, mesmo que seja privado.

  27. Zukurin says:

    Utilizarei taxis, ubers e outros tais quando me convem. Temos decracia e podemos escolher. o problema e termos dirigentes pouco educados em empresas que deveriam respeitar a concorrencia. Eles que se cuidem tambem porque ha que respeitar direitos e regras. So nesse aspecto estou de acordo com os taxistas. De resto… perderam a razao que tinham. Eles estao com medo da concorrencia. Querem apenas que o estado torne dificil a vida dos concorrentes.

  28. CMatomic says:

    Uma história minha numa viagem de TAXI .
    Apanhei um TAXI tudo normal , enquanto falava com o taxista o tema da conversa foi a uber , concordei com sua luta contra a UBER , não é que o TAXISTA fez o percurso mais longo mesmo o elogiando a sua classe profissional , a e ainda não passou factura .
    Nunca mais ei de andar de TAXI esta gente se diz que presta um serviço publico e tem formação , é tudo tredas .

  29. João Manuel Moutinho says:

    Normal. Os taxistas ainda conseguem ser mais aldrabões que os próprios UBER ou Cabify juntos.
    E eu já deparei com vários taxistas dessa categoria. UBER ou Cabify ou não, habituem-se. Acordem taxistas estamos no século 21, e a nova era manteres-se-á.

    E a inveja é um pecado mortal.

  30. Pedro Barros says:

    Sobre a postura e perfil de (infelizmente) muitos destes “pseudo” profissionais que são os taxistas nem vale a pena acrescentar mais ao que já foi referido aqui, pois acho o mesmo já que já foi referido em abundancia.

    Mas, já agora, não resisto a acrescentar o seguinte: Em virtude daquela bela pérola da elequencia e inteligencia dita ontem por um senhor taxista, passo a citar: “As leis são como as meninas virgens, servem para ser violadas.”
    Não entendo porque tanto esses senhores acusam a Uber e outras plataformas de violarem a lei… Então mas não é isso que os senhores taxistas apregoam que se faça, tendo en atenção essa pérola de comentário…???

  31. António says:

    Somos o país que mais protesta, que mais manifesta, que mais sai à rua… em vez de trabalhar para melhorar as nossas fraquezas e acabar com os nosso problemas. Tudo mentalidade comuna, já há 40 anos neste país – destruíram tudo aquilo que tínhamos de bom. Ninguém disse que a vida era justa. Façam pelo sucesso, trabalhem mais e protestem menos.
    Enfim, a mentalidade desta cambada de comunas e socialistas só sabe mesmo organizar manifestações (e nem isso sabem fazer, já viram?). O maior mal deste país são a merda dos sindicatos…
    Ide melhorar o vosso serviço em vez de lerem A Bola e ficarem a coçar o tomate. Garanto-vos que a UBER apenas cresceu depois da vossa estupidez ontem.

  32. silvana says:

    É viva a piratariaagora pode tudo, só quero ver a hora em que a uber for legalizada se isso acontecer, se vai continuar esses valores baixos de corridas imaginem só o que vai virar o planeta, se reclamam que o mundo tá perdido, então meu povo a localizarem a uber, vai aparecer muita coisa, quem é a favor da uber também são a favor dos sem terra que invadem terrenos e tomam para si, se cumprisse as leis que existem o mundo seria melhor, não vai parar por aí, logo virá mais concorrentes aí as manifestações será também da uber porque aqui só criticam os taxistas,

  33. Aristoteles Cerberus says:

    Sou Português e gostaria de informar que a partir de hoje, eu, família, amigos e colegas, quer em Portugal quer no estrangeiro, vamos passar a ser transportados só e apenas por profissionais. Pelo que já instalámos a aplicação da Uber e da Cabify nos respectivos smartphones. A utilização do transporte, efectuado por arruaçeiros e carroçeiros deixou de ter qualquer sentido ou motivação, mesmo em situações urgentes, uma vez que o nível intelectual, de postura e educação, de higiene e imagem, de orientação política e associativa, isenta de qualquer tipo de gestão orientada para o cliente final, já acusa várias décadas de atraso. Colocando em causa a minha segurança e a da minha família, não sendo actualmente admíssível pelos padrões Europeus de qualidade em vigor. É uma vergonha para o país, prejudicando a imagem de Portugal e sobretudo do turismo, desvalorizando o mesmo, que nos últimos anos vem aumentando.

  34. David says:

    Continuem a olhar egoisticamente só para o preço, continuem com as palas de burro e uma visão limitada ao momento da corrida e não percebam as consequencias que isto tem para os trabalhadores e a mentalidade que vai instalando no mercado de trabalho, depois chorem quando perceberem que não teem direitos, segurança social,etc. Para terem preços “baratos” as plataformas terão que tratar os profissionais de modo barato ou seja portugueses enquanto os lucros vão gotejando para os Americanos, depois de se instalar o monopolio estarão completamente cercados e à mercê dos acionistas que até os vossos filhos vão comer mas o que interessa é o preço baratinho( mas que vai sair muito caro).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.