Quantcast
PplWare Mobile

O número de utilizadores do Facebook nas apps móveis está a cair a pique

                                    
                                

Fonte: AppFigures

Autor: Pedro Simões


  1. PGomes says:

    Finalmente as pessoas começam a abrir os olhos.

  2. iSad says:

    Facebook, so uso a conta empresarial. Apaguei a pessoal a 3 anos e não me faz falta nenhuma.

  3. Tadeu says:

    Como é que o iOS 14.5 pode ser uma das causas se a queda nos downloads, segundo o gráfico, é anterior a Janeiro de 2021 e o iOS14.5 só apareceu a 26 de Abril de 2021, muitos meses depois!??
    Aliás a queda parece que começou antes sequer do iOS14 ser apresentado.

  4. Joao Ptt says:

    Muita malta se calhar migrou para o Instagram (que também é do Facebook… logo continuam em “casa”), e eventualmente para o Twitter.

    • Joao Ptt says:

      Também existe a possibilidade de a malta estar a ser “presenteada” com o pedido das fotocópias do cartão de cidadão/ passaporte e terem dito “basta”.

  5. Há Cada Gajo says:

    Ok, de 15 milhões de downloads semanais passou para 11 milhões … Tá certo ! Se calhar o confinamento de 2020 ajuda a explicar os números e não o iOS.

  6. David Guerreiro says:

    A app Android é péssima, especialmente no scroll entre páginas

  7. Miguel says:

    Cair a pique? Está em 2º, 3°, 4° e 8° no top 10. Achava que já ninguém usava Facebook, quanto mais dominar os tops de download em 2021. É obra…

  8. Miguel Costa says:

    Uma das razões foi o Facebook começar a trancar as bot factories.
    Cá em Portugal desapareceram mais de 350 milhões de contas.
    Um jovem de Santarém tinha 39 milhões de perfis quando foi descoberto por estar a prestar serviço ao Chega. Outro tinha 12 milhões quando o Rui Rio lhe tirou os 67000 euros mensais.
    Eles voltarão com o aproximar das próximas eleições….

  9. LA says:

    As pessoas estão a utilizar mais o browser, que evita a monitorização de outras aplicações, pela app do Facebook.

  10. Luís says:

    Na realidade o Facebook é um verdadeiro tédio, 90% do tempo é publicidade da treta e os restantes 10% com sorte lá aparece alguma coisa com interesse. Se existir algum problema com a conta nem precisamos de pedir suporte técnico porque não existe, simplesmente uma app que consome grandes quantidades de recursos dos equipamentos sem grande utilidade. É natural que cada vez mais pessoas se cansem da grande porcaria em que transformaram o Facebook. Agora só falta que acabem de estragar os outros aplicativos que compraram o Instagram e o Whatsapp…. Não sei que tipo de indivíduos são escolhidos para trabalhar no Facebook ou se existe por lá alguém possivelmente está em auto gestão.

  11. Pedro V says:

    Num mundo onde o dinheiro é rei, espanta-me tantos milhões de pessoas acharem normal tantos almoços grátis por parte das grandes tecnológicas. Isto é tudo gente do voluntariado para acreditarem nestes filantropos.

  12. Jocel Domingos says:

    Não julgo como surpresa! Organização e segurança estão em falta no Facebook; isto fica evidente quando utilizadores usam a rede (Facebook) para efeito menos sérios e não profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.