Quantcast
PplWare Mobile

Muitas horas nas redes sociais prejudicam o bom humor

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Maria Inês Coelho


  1. gonpin says:

    Não uso facebook.

  2. NewJ says:

    É claro que muitas horas no facebook prejudicam o bom humor.. Quando saem dilo facebook e passam pelo espelho e vêm as orcas que são, claro que ficam mal humoradas/os.

  3. CC says:

    Orcas pálidas como já tive o desprazer de testemunhar.

  4. says:

    Uso muito pouco o Facebook, mas cada vez que lá entro só vejo gente a mostrar momentos de curtição em festas, ou então a gabarem-se dos seus feitos profissionais. Ora, a vida não é feita só desses momentos, ou nem todos têm a mesma sorte 🙂 Entendo que isso possa deixar frustradas com as suas vidas as pessoas mais susceptíveis… mas quanto a isso não se pode fazer nada. Ou melhor, pode, é dar mais importância à vida real e menos às redes sociais!

  5. Rui Mesquita says:

    A resposta é obviamente que não. Podes apenas partilhar com quem queres, com conforto, para todos os tipos de pessoas, quem também sabem usar a mesma plataforma que tu, ou vais me dizer que todos os teus amigos sabem o que é um serviço cloud, ou andam aí se pen na mão?

    Claro que se criam, apenas tens mais uma maneira diferente de criar, especialmente se tiveres um negócio, como ires a um bar fixe com um “amigo real”, gostares, acompanhares eventos desse sítio, e até seres tu a sugerir a esse teu amigo e irem lá mais cedo do que tu imaginavas.

    Vida alheia? Cada um só partilha o que quer, logo é responsável pela sua privacidade. Eu nao posso partilhar vídeos que ache engraçados, dar opiniões sem expor a minha vida pessoal? Acho que é possível.

    Se uma mulher descobrir que foi traída pelo Facebook, a culpa é do Facebook, ou é da pessoa que traí?

    Don’t hate the game, hate the player.

  6. Rui Mesquita says:

    Porque é que, por exemplo uma família de emigrantes, que costumam estar longe, se encontraram passados uns valentes anos, não podem tirar umas fotos, partilha las entre eles, e comentarem mais tarde? Vão andar aí todos com serviços cloud e com pen’s? Onde é que existe mais interação? Onde se matava mais saudade? Onde era mais simples?

    Porque é que o meu pai ou o teu pai que lutou no ultramar, nao pode descobrir antigos companheiros que tinha perdido contacto e organizar um jantar de convivio?

    Porque é que não podes descobrir aquela rapariga que não parava de olhar para ti no metrô, é tiveste vetgolha de falar com ela?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.