Quantcast
PplWare Mobile

Austrália está com problema de sobreprodução de energia solar

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Ana Sofia Neto


  1. Zé Fonseca A. says:

    Fácil, comecem a armazenar.

  2. jaugusto says:

    Tretas, basta usar poweralls para armazenar a energia produzida durante o dia e gastar á noite …

  3. Test User says:

    Esta é faltar o planeamento. Problema de sobreprodução não acontece só com energia solar.

    Têm varias alternativas :
    -> Armazenar em Baterias
    -> Carregar veículos eléctricos
    -> Minerar criptomoedas
    -> etc

  4. Miguel says:

    Outra solução é vender, Portugal já vende uma boa quantidade.

  5. eu2 says:

    Podíam usar o excesso de energia para minerar criptomoedas ou dessalinizar água e vender para lugares em que ela é escassa (se não fizer falta lá mesmo).

  6. Ricardo Abranches says:

    outra solução é usar o excedente para obter hidrogénio. Este pode ser facilmente armazenado, e servir de combustível para produzir electricidade em vez de usarem o gás.

  7. jorge santos says:

    Comecem a minerar BITCOIN. Problema resolvido .

  8. FAR says:

    O belo do solarengo faz mais uma aparição 🙂

  9. Artur Peralta says:

    Pelo chemtrail da primeira foto parece que já estão a tratar de “tapar o sol” (e não só…) para diminuir a produção de energia solar…

    Sei bem que a foto não tem relação com o local, mas é caricato…

  10. Marte says:

    Parece me que com algum tipo de sistema global inteligente podem carregar os carros durante o dia quando há excedente nessas áreas. Basta incentivar com um preço mais em conta.

    —- Assinatura de Valor —
    GoParity: Ganhe 5€, invista em Projectos Sustentáveis e obtenha um retorno médio de 5%
    https://goparity.com/pt-pt/signup/referral/VMGMA7824

  11. Joao Ptt says:

    E pensar que Portugal já poderia ter este problema de sobre-produção há muito se não fossem as influências dos produtores e distribuidores junto dos políticos do estado para impedir a todo o custo os ditos painéis solares nas casas das pessoas, tudo fizeram e ainda fazem nesse sentido.

    Quanto a este problema, será difícil ter um sistema de corte automatizado onde a rede de distribuição dá sinal aos aparelhos para não enviar mais energia para a rede? Duvido que seja assim tão complicado.

  12. TslaBull says:

    Eu acho isto uma boa notícia, afinal energia solar e baterias chega…

    • ACS says:

      Há excesso durante o dia. Nada na noticia diz que o produzido durante o dia chega para a noite. Durante a noite gastamos muito mais energia. Carregar carros, aquecimento, luzes, maquina da lavar, louça, etc… Não deixa de ser bom sinal mas ainda não chega.

  13. António says:

    um dia soalheiro ou um dia solarengo?
    A forma correta é soalheiro e significa «cheio de sol; quente».
    Solarengo refere-se a uma casa com aspeto de solar, de casa senhorial.
    https://www.infopedia.pt/$um-dia-soalheiro-ou-um-dia-solarengo

  14. traumatologiaeortopedia says:

    Fácil demais, ou armazenar ou limitar o envio para a rede. Isso só é complicado quando o setor público perde dinheiro. Coloquei na minha casa, 100% é enviado e descontado da minha conta. Para os novos que colocarem energia solar a partir deste ano, só será descontado 70%! Qual o motivo real? Perda de receita. Moro no Brasil.

    • VP says:

      Pois em Portugal é diferente, consumes o que produzes e o excesso vai á borla para a EDP. Ou então tens os micro-produtores que só podem produzir exclusivamente para vender a um preço ridiculamente baixo.

      • Louro says:

        Investes em baterias e armazenas a energia antes de mandares para a grid.

        Eu já quase que nao pago por eletrecidade há uns tempos e nao vivo num país com tanto sol como Portugal, de vez em quando carrego os carros em casa e deixamos de ter aquecimento a gás para passar a ter eletrico.

  15. Wagner Albuquerque Braga Filho says:

    Migrem para a energia OFF-Grid!!!

  16. Eu says:

    O que impede de alguém criar uma instalação para seu próprio consumo sem que tenha de dar qualquer satisfação a alguém?
    A não ser que haja alguma denúncia, ninguém vai saber que se está a consumir energia sem que se esteja dependente de uma empresa privada.
    Se eu construir uma cabana sem energia também ninguém vai obrigar a ter.

  17. Daniel says:

    O excedente vai ser resolvido com a crescente vaga de carros elétricos. Antes a mais que a menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.