PplWare Mobile

Netflix, HBO e outras empresas uniram-se para acabar com a partilha de passwords


Fonte: Bloomberg

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Bruno says:

    Sempre a pensar no dinheiro, alternativa para alguns é voltar para a pirataria . As pessoas Até estão dispostas a pagar mas para uns não é o suficiente vivemos no mundo da ganância extrema

  2. Eduardo says:

    Se não querem que as pessoas partilhem que baixem os preços, eu tenho uma conta netflix partilhada com mais 3 amigos e dividimos a despesa por 4… se cada um tiver que pagar o que vai acontecer é nenhum querer ter, pois fica muito caro… acho que assim ainda vão perder mais utilizadores…

    • joao says:

      os casos que conheco é que ja estao a pagar e dao acesso a amigos intimos tambem acesso nao pedindo nada em troca. o que vai acontecer nestes casos é que o amigo vai deixar de ter acesso e quem ta a pagar continua a pagar.
      no caso dos teus amigos o mais provavel que aconteca é que alguns habituaram-se ao netflix e vao querer continuar…outros como tu iram abandonar, mas os que criaram conta nova compensaram os que sairem. Isto pelo menos é o que os gajos pensam..se é que vai acontecer, nao faco ideia…tenho amazon prime…

      • Eduardo says:

        no meu caso duvido muito, temos os 4 a dividir por a relação preço/acesso ser boa. Quando for a pagar vamos os 4 para “outras soluções”… e acredito que vá acontecer o mesmo com muita gente…

        Até porque começam a haver demasiadas plataformas com conteúdo exclusivo e ou se tem contas partilhadas para ver de tudo ou vai-se para “outras soluções”

    • MegaDrive says:

      Esse não é o problema. Teres uma conta para 4 paga significa que até 4 pessoas podem estar a ver. Portanto estás a pagar o equivalente a 4 pessoas.

      O problema é quem anda a partilhar a conta com toda a gente que conhece e só tem para um ver de cada vez. Aí são 5 ou mais pessoas a usufruir da mesma conta que supostamente é só para uma.

      • Eduardo says:

        Não sei, se fizerem autenticação por telemóvel ou dados biométricos, vão permitir adicionar mais que uma? Em que por exemplo eu tenho a minha conta normalmente no tablet e na box em casa, que eu vejo, a mulher vê e as crianças também… Logo preciso de mais gente adicionada… e os meus amigos é mais ao menos igual, pagamos para cada um ter para a família…

        • João Soares says:

          Mas a cena dos dados biométricos como podia ser enforçada? Eu tenho um desktop (não tenho webcam, sensor de impressão digital, nem nada do gênero…). Isso não poderia ser aplicado….

          Na questão dos ips, eu nao posso levar o portátil em viagens? Ou como diferenciam um portátil de um desktop para que o portátil possa funcionar?

          Ou então, pessoas deslocadas da habitação permanente em estudos ou trabalho, não podem ver nas alturas e que vão a casa / visitar a família?

          A meu ver, este tema ainda tem muito para ser discutido.
          Talvez passe por baixar os preços para compensar a perda de partilha de despesa.

          • fak says:

            @João Soares
            há tanta maneira de limitar os dispositivos, mas para mim das melhores maneiras é através do dispositivo em si. há tanta coisa que é unica num dispositivo, como serial keys, EMEI do telemóvel, etc. isso limitava o uso a apenas esse(s) dispositivo(s), se quisesses usar noutro terias de remover 1 dispositivo da tua conta, ou seja, basicamente como a Microsoft faz com as suas licenças.
            isso impossibilitava o account sharing mas ao mesmo tempo continuava a possibilitar a portabilidade ou seja, desde que usasses 1 dispositivo registado na tua conta netflix/hbo/etc, tanto vias em casa como no trabalho como na china se fosse preciso, desde que o dispositivo fosse registado na tua conta netflix, podia ser o tablet da prima, o PC do irmão ou o smartphone do amigo na Russia…

    • Fak says:

      Netflix é caro? Tas a gozar certo?
      Eu não sou fã de Netflix e a Netflix pode ser muita coisa, mas cara não é uma delas.

      • Eduardo says:

        Para famílias que ganham o salário mínimo, e tem mais contas para pagar, sim, é mais um extra caro…

        • Mario says:

          Quem ganha o salário mínimo se calhar as prioridades deviam ser outras….

          • Manuel Silva says:

            Pois, quem ganha o mínimo não tem direito a ter entretenimento. Nem cultura, acabem com a Internet para essa gente, deveriam era estar contentes por ter comida na mesa 2 vezes por dia e um barraco para viver. Nem merecem electricidade nem água, essa gente sempre a tentar querer ter um bocado mais do q devem, sempre a tentar sair da miséria em q vivem, o de já se viu?

        • fak says:

          @Eduardo
          basta poupar nos sitios certos, eu também já ganhei salário minimo antes de me ir buscar a vida e mesmo assim todos os meses conseguia pôr de lado 40 ou 50€ para comprar jogos para a minha excelente Xbox Caxoleta (Xbox 1) e tinha de dar dinheiro para ajudar os meus pais… se havia de comer arrozinho vaporizado? ir ao restaurante? cinema? não ia…

          há que definir prioridades e quando tinha 20 anos, desde que tivesse dinheiro para ajudar os meus pais e pagar as contas a prioridade era a caxoleta.

          se a familia tem filhos, mais uma vez, prioridades… se há-de ter netflix, hbo, crynchyroll, etc, tem só um… ou não tem nenhum, eu nunca morri por não ter netflix ou crunchyroll… aliás, não uso esses serviços, vou pagar subscrição para quê se tenho 8 canais de filmes na TV?

          mas lá está, prioridades…

      • Paulo Martins says:

        Começa a ficar caro quando começas a acrescentar HBO Portugal, Fox Play, Amazon Prime, Crunchyroll em breve chegará a Apple TV Plus e o Disney Plus, pouca gente terá a possibilidade de suportar todos estes serviços mas ninguém irá deixar de querer ver o que estiver em alta independentemente da plataforma em que estiver e por isso irás ver a pirataria a aumentar novamente tendo em conta que nos últimos anos devido a serviços como o Netflix ela tinha vindo a cair.

        • fak says:

          @Paulo Martins,
          foi como disse ao Eduardo, prioridades… se para as pessoas HBO, netflix, Fox Play, amazon prime, etc é melhor que comer uma paelha, uma picanha ou mesmo um simples arroz com vitelão… força nisso…
          paga os preços quem quer, é assim no sistema capitalista.

      • joao says:

        tendo em conta que custa 1 terço de um pacote de internet com 120 canais e telefone fixo…sim é caro.

    • Luis says:

      Eduardo, concordo no aspecto de que vão perder clientes ou ter uma redução de receita porque muita gente vai migrar para a conta base. Já ser muito caro, tenho dúvidas que assim seja. Na verdade se for uma vez ao cinema fica mais caro do que pagar uma mensalidade de Netflix (apenas para 1 utilizador!). Se adicionar ao bilhete de cinema, deslocação então fica muito mais caro. Na verdade tudo depende da valorização que dá por ter um serviço de streaming disponível a qualquer hora.

      • Manuel Silva says:

        Pago mais q o pacote básico pelo Plus todos os meses mas custa-me menos estar a pagar por isso do q tar a pagar por netflix. Ainda por cima pacote básico q é SD. A netflix vai passar a ser algo q se paga um mês para ver algo e se cancela depois, de certeza q muita gente vai deixar de ter subscrição activa todos os meses sem lhe dar uso.

    • Mário says:

      Estou na mesma situação, pois acho o serviço caro para suportar sozinho…

  3. MegaDrive says:

    Já não basta pagar para poder dar a conta aos meus familiares para eles também poderem usufruir nas suas casas (onde também vou). No dia em que tiver problemas com isso é nesse dia que acaba a Netflix lá em casa.

    Passo a criar contas de email da treta e vou distribuindo essas contas pelos familiares todos os meses.
    Se calhar até crio um bot para fazer isso. Boa sorte Netflix!

  4. Milhais says:

    Ate estou para ver que ideias brilhantes vao ter estas pessoas, em vez de gastarem tempo a criarem melhor conteudo para chamar mais clientes. Mas estou para ver como e que eles vao controlar, visto que eu uso o meu portátil ou a minha box em que posso transportar para onde quiser, no dia que eu nao possa ver onde quiser, também cancelo a minha subscrição.

  5. Filipe says:

    Partilho a conta com 4 amigos , vejo na ps4 e no telemóvel ,no dia que bloquearem a partilha de passes é o dia que começo a deixar de pagar.

  6. Miguel says:

    Kodi aqui vou eu…

  7. rui says:

    acabem com os multi dispositivos e metam só contas individuais com 4k baixam 1 ou 2€ e está resolvido

  8. Manuel Silva says:

    O ACE não é nada novo, aliás foram eles os responsáveis pelo shutdown de vários sites incluindo o openload e o debacle q foi o xtream codes.
    Workarounds para a proibição de partilha de contas poderão ser algo do tipo spoof wifi/gps ou mesmo vpn. Em última hipótese pode-se ir criando contas trial todos os meses.

    • Manuel Silva says:

      E se preocupassem mais em fazer conteúdo de qualidade em vez de quantidade e baixassem o preço um bocado talvez não tivessem esse problema. Para além do facto de bloquearem conteudo para ser visto apenas nos seus serviços tipo o disney+, esperam mesmo q para vermos uma série ou filme admiramos a uma subscrição? É q andemos a pagar 4 ou 5 subscrições de serviços para termos acesso a tudo? É preciso ser mesmo parvo para pensar q isso vai resultar a longo prazo

  9. SonicReducer says:

    Ora criar e-mail novo.. mais mbway .. e sigaaa todos os meses conta nova para os serviços todos … Ao invés de ganhar vão perder até porque cada vez vejo menos Netflix .. cada vez tem menos coisas que me interessem

  10. Ramiro Lopes says:

    «Com perdas a rondar os 6.600 milhões de dólares, é normal esta posição da indústria.»

    Não estão é a contar com as perdas que têm se implementarem isso sem baixarem os preços.
    Desde que tenho Netflix com conta partilhada praticamente nunca mais vi nada pirata. Mas seguramente que não vou pagar 14€ por mês para ter esse serviço.

    • MegaDrive says:

      Perdas a rondar os 6.600 milhões? Definitivamente a culpa é do cliente que anda a partilhar a sua conta com os amigos.

      Mudem as regras então! Mas preparem-se é para as perdas que seguem logo a seguir.

  11. Itrafulha says:

    Aqui somos 3. Mais ou menos 4,67 cada. Acabam com isso, fiquem lá com a Netflix para eles. É assim, somos Portugal, do salário baixo.

    • Eduardo says:

      Exactamente, dividir por 3 ou 4 um gajo ainda aguenta, a pagar sozinho é uma despesa alta que não vale a pena

      • Fak says:

        Para sozinho tens o plano de 8€, não precisas de pagar 16 ou 20 só para ti… Agora se queres 4k e essas tretas, é como eu digo, são opções e vês o que compensa.

        Eu se fosse a Netflix era processo judicial em quem faz account sharing, está escrito nos termos de serviço que account sharing é estritamente proibido e reforçado com a conta é intransmissível.

        • Eduardo says:

          8€ por mês não tens nem HD, hoje em dia alguém quer ver algo que não seja pelo menos HD? pagar para menos que isso mais vale ver no Mr. Piracy.

          Claro que deviam processar, quem só vem os lucros e não a qualidade do serviço e satisfação do cliente, isso é a atitude certa…

          Agora quem tem em vista ter um bom serviço não está a perder por ter 4 pessoas a dividir a despesa de uma conta de 4 ecrãs, está a ganhar…

          e com esse tipo de coisas alem de perder clientes perde bom nome e ganha má publicidade, porque as pessoas deixam de usar e recomendar…

    • joao says:

      nao devias estar a chorar com o teu governo e empresa em que trabalhas em vez de chorar com o netflix? uma empresa coloca o preço que quer nos seus produtos se nao tens capacidade para os ter a culpa nao é dessa empresa nem da politica de preços que pratica.
      Tira cursos, formaçoes, valoriza-te, muda de emprego, pede aumento ao teu chefe de 4 euros que o assunto ta resolvido.

      • Eduardo says:

        Acho uma piada a este tipo de resposta… dizem sempre que as pessoas tem de tirar cursos e bla bla, mas vamos todos para doutores? não vai ninguém fazer estradas, limpar ruas ou edifícios? é que esses trabalho não permitem valorização porque se pedes mais dinheiro, os doutores dizem que não pode ser porque não tens “formação” mas não vejo ninguém com formação a querer fazer esses trabalhos…

  12. Miguel says:

    Esquecem-se duma coisa muito importante.
    A netflix chegou onde chegou e tem os utilizadores que tem simplesmente por permitir que varias pessoas usem a mesma conta. Se assim não fosse duvido que tivessem crescido como cresceram.
    Agora que já têm milhoes e milhoes de utilizadores, querem acabar com isso para ver se ganham ainda mais.
    É a chamada ganância empresarial. Porquê ganhar menos quando se pode explorar cada vez mais o zé?
    Enfim

    • Fak says:

      Não percebeste.
      as contas ‘familia’ continuam a funcionar, apenas há mais métodos de autenticação, digamos que tu, a tua mulher e filhos fazem login por impressão digital, e assim apenas os 4 têm acesso à Netflix.
      O que a Netflix quer fazer é evitar o account sharing, por exemplo, conheço um gajo com 1 conta de 8€, que faz account sharing com outras 6 pessoas, os gajos até marcam horas para cada um ver filmes…
      agora imagina tu teres o pacote família, que dá para 4 ou 5 pessoas, e estão 20 ligados à conta…
      é isto que a Netflix quer, as contas família não vão deixar de existir, apenas vão ficar restritas às primeiras 4 ou 5 pessoas por causa da autenticação 2 fatores, fingerprint ou o que seja.

      Agora claro, tu vives em Portugal e ta o teu amigo na Coreia a usar a tua conta… Claro que isso dá cana, a Netflix não criou Netflix pacote amigos distantes, criou um pacote família.

      • Milhais says:

        Fico curioso de como vai ser entao. Eu passo a vida a viajar, mais de 200 dias este ano, a minha familia esta em Portugal, como vao marcar a minha conta entao? Para mim devia ser simples, eu tenho 2 ou 4 dispositivos, nao interessa onde eu estou, pois posso estar no escritorio no cafe ou na minha sala.

  13. Hugo says:

    Ok, welcome back utorrent…..you miss me!!!
    Enfim…..

  14. FTeixeira says:

    Péssima altura para pensar nisto. No momento em que o consumidor tem que começar a escolher um serviço de streaming, devido a quantidade de novos serviços. O consumidor, vai ter que voltar a pirataria, porque um serviço de stream n dá acesso a quase nenhum do conteudo disponivel (netflix perdeu mt conteudo em detrimento dos restantes serviços streaming). Ter que levar a pagar mais pelo serviço quando já está adquirir o hábito de novo a pirataria… Eu garantidamente n vou subscrever mais que um serviço.

    Acho que a pirataria vai voltar de novo em força 😐 Desde que tenho netflix, deixei de aceder a conteudo pirata, mas isto poderá mudar de novo em breve.

  15. FRANCIS says:

    Mal isto acontecer cancelo a conta e volto a pirataria

  16. Kito says:

    Eu acho que é uma falsa questão da Netflix porque eu para ceder a chave a um familiar que não mora na minha casa, pago uma mensalidade mais cara, para se poder ver em mais de dois ecrans em simultâneo. Caso isso venha a acontecer, anulo a subscrição actual e fico com a mais barata, o que é prejuízo para a distribuidora, e no meu caso, tenho a certeza que a pessoa a quem eu cedi a password, faça a subscrição da Netflix…

  17. Crow- says:

    Outra vez arroz? Isto já se fala há anos tanto para a Netflix como para a Spotify e até hoje não se viu nada.
    Só pago Netflix porque dividindo o valor é aceitável para o que é e para a utilização que dou (1-2h por dia), se tivesse de pagar sozinho era simples, não pagava. Se o serviço fosse mais competitivo não havia tanta gente a partilhar com familiares e amigos.
    De qualquer forma a subscrição maior pressupõe que até 4 pessoas/dispositivos usem o serviço em simultaneo pelo preço que é pago, logo não diria que estão a perder dinheiro, as pessoas simplesmente estão a tirar partido do número de dispositivos que a conta inclui. A questão é, em termos práticos faz muita diferença se as 4 pessoas vivem na mesma casa ou em 4 casas diferentes? No fim do dia continuam a ser 4 pessoas…

  18. artjsc says:

    Pessoalmente, não vejo tanto problema no custo destes serviços ou na possibilidade de partilhar as contas… O maior problema é que se seguir uma série de cada plataforma, tenho que subscrever cada uma delas e aí sim vai muito dinheiro por mês. Porque não criarem uma plataforma única com partilha de custos/lucros entre todos os produtores de conteúdos?

    • Carlos says:

      lol sério??

      Já agora vamos também acabar com empresas de telecomunicações, marcas de carros, etc. Juntamos todas num só e grátis, eu não sei porque estas empresas nos cobram dinheiro!
      Devia ser todo de borla!
      Qual dinheiro, qual que?? Só pensam no dinheiro… não são nada como eu que não penso em dinheiro nenhum. Só no oxigénio que vem no recibo de vencimento todos os meses…

  19. PowerVerde says:

    Perdas de biliões? Lol… estes senhores são uns cómicos.
    Há uma enorme diferença entre não ganhar mais dinheiro e perder dinheiro…

  20. Kabindas says:

    Vão deixar os dispositivos moveis fora do controle ?? HA HA HA que palhaçada !

  21. Miguel Eduardo Correia Dias says:

    Basta “arranjar” netflix sem pagar e já compensa, quem tudo quer tudo perde, nem 1 cêntimo levam de mim!

  22. Carlos says:

    O Mr. Piracy só tem os conteúdos recentes por é pirataria, porque se tivesse que pagar as licenças como a Netflix e outros, garanto-lhe que não estava a ver os filmes acabados de sair do cinema.
    As licenças internacionais não são nada, mas mesmo nada baratas, além disso, muitas regras de distribuição… exatamente por isso que a Netflix aposta em produção própria, assim não tem que se preocupar com licenças para distribuição mundial.
    Além da exclusividade óbvio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.