Quantcast
PplWare Mobile

Apple vence o primeiro Óscar de Melhor Filme de uma plataforma de streaming com CODA

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. TT says:

    A mim faz-me confusão ser o melhor filme e o actor/actriz principal não vencer o oscar para o melhor actor/actriz, não me parece que faça muito sentido

    • João Silva says:

      O melhor filme não significa que o actor/actriz principal seja o melhor interprete, pode ser de facto uma boa historia, bem representada e que transmita uma boa mensagem etc… Por exemplo o Ronaldo pode ser o melhor jogador do mundo mas não é por isso que a equipa onde ele joga também seja a melhor do mundo (comparação aleatória). Acho que é um bocado esta lógica em relação a vencer um Oscar. O melhor actor não participa necessariamente no melhor filme e vice-versa

    • Tadeu says:

      um filme não é só feito com 1 actor, nem a excelência dum actor é o que define a qualidade dum filme. Assim como não é o melhor realizador que define qual é o melhor filme.

    • O que sera, sera says:

      Nao e a primeira vez e nem sera a ultima. O melhor filme e baseado no todo. Tens filmes onde podem nao ser muito bons em termos de cinematografia, direccao etc mas o actor ou actriz ser muito bom no papel que interpreta.

      O melhor clube de futebol do mundo nao precisa de ter o melhor jogador do mundo para ser o melhor – por exemplo

  2. Sergio says:

    A apple tv + tem me surpreendido pela qualidade de conteúdo, mesmo nas séries Ted Lasso foi do mais fresco que vi na tv.
    A cerimónia até arrancou muito bem com o trio de apresentadoras, depois foi o que se viu.. apelos à paz pela Ucrânia ou violência em palco -.-‘

  3. rui says:

    Acho que a apple deve ter comprado o óscar, estou espectante para ver o filme que até o trailer é remake de um filme com menos de 10 anos La Famille Bélier, a ver se é algo de diferente.

  4. Carlos Braga says:

    Will Smith, um ator que eu aprecio, esteve muito mal, não aguentou uma anedota e partiu para a violência, incrível que nem desculpas pediu e nem foi censurado pela academia, etc. Hoje em dia ser comediante é um tratado, até “porrada” ao vivo levam!! Não se pode dizer nadinha que se é logo acusado de racista, xenófobo, etc etc. Está-se a matar o humor!!

    • Joao Tiago says:

      A mulher dele tem um problema de saude e gozar com ela a assistir não foi talvez o melhor timing para o humor. Ha que saber que a liberdade de uns acaba onde comeca a liberdade dos outros. Pplware e preciso deixar de subscrever o vosso site para me publicarem um comentario?

      • Tadeu says:

        ela ter um problema de saúde não justifica
        Humor e sátira sobre figuras públicas faz parte de tradições milenares na cultura ocidental, algo do qual Will Smith já tirou proveito ao longo da sua carreira. Se ele não é capaz de aceitar com graciosidade ser também sujeito a sátira, então se calhar deveria repensar a sua presença pública.

        • Joao Pedro says:

          Não justifica? Entao ia adorar a tua reaccao se alguem gozar com a tua mae ou alguem da tua familia com cancro e tu ali a rir feito toto. Tem nocao

        • Aí aí ai says:

          E isso – imaginas teres a tua mulher ao teu lado, que sofre psicologicamente com o problema dela e alguém faz um comentário pesado sobre ela. Se te sentas e não fazes nada então de Homem não tens nada.
          Sabes tu nada do Will smith bem da família ou o que tem passado e de certeza que bem viste os oscars nem o speech dele quando aceitou o Óscar

          • Tadeu says:

            comentário pesado? Certamente não ouviste a piada! Chegámos ao ponto de as pessoas não conseguirem perceber o que é o humor, e verem tudo como ofensa!

        • Vítor M. says:

          Indo um pouco ao encontro do comentário do Tadeu, de facto Will Smith esteve muito mal. Eu não sou de todo adepto de humor negro (odeio mesmo), mesmo aquele humor que tira “sarro” de problemas físicos das pessoas, como dos anões, não sou particularmente um adepto.

          Contudo, nesta situação, o ir agredir com uma chapada o apresentador, é totalmente descabido e insultuoso. Poderia mandar uma boca, criticar nos seus vários canais (todos eles muito poderosos em termos de seguidores) e respondia na mesma moeda.

          Foi uma piada estúpida, baixa e de facto, num outro lugar qualquer, a pedir chapadão, mas ali… Will Smith só aumentou a visibilidade do problema da sua esposa. E ela ficou agora muito mais exposta… e passou a ser vista como coitadinha.

          • says:

            Concordo Vítor M.
            Eu, se mantivesse a calma, teria abandonado em direto a cerimónia. É o que o Chris Rock e a academia merecem. Não só por este ano, mas pelo enorme declínio de qualidade (vulgo humor barato) das cerimónias.

          • Vítor M. says:

            Era, essa sim, uma enorme chapada.

      • Sergio says:

        Até percebia isso, embora que o problema de saúde nem é grave

        A questão é que numas vezes vem dizer a publico que a mulher anda a ter relações com um amigo do filho e mostra-se sorridente.
        Nesta situação, por causa de uma piada, partiu para a violência..

      • Mota says:

        Dude.. Se começas a limitar o humor, é censura. É uma piada, não gostas move on fds

        Podes não gostar da piada, eu no lugar dele tbm não gostaria mas se vamos desatar à bofatada a toda a gente que faz graçolas que não gostamos está tudo tramado.

        • says:

          Se limitas o humor é censura? Então no humor não há limites e vale tudo? Não é bem assim. Tem de haver limites. Tu tens liberdade de fazer piadas, mas eu também sou livre e tenho liberdade de não ser insultado ou pior, de insultarem os meus. Obviamente que a violência não deve ser a resposta.
          Mas curiosamente muito se vai falar deste assunto num futuro breve. Apesar de termos coisas bem mais graves para resolver, este vai andar aí na baila. Infelizmente se o Will Smith não tivesse feito nada, ninguém iria abrir o bico em relação às piadas insultuosas.
          A piada da “piada” fica com quem a diz. Mas é uma piada que nunca se pode dizer à própria pessoa e muito menos num evento como os Óscares. Senão, qual é o limite? Vamos aos gordinhos a seguir? Aos cabelos brancos? Vamos dizer que o paraplégico ali do lado podia fazer o filme do Christopher Reeves? Ou que uma rapariga que foi violada podia fazer o papel de uma violada num filme qualquer? Ou vamos gozar com as religiões? Se o Chris Rock gozasse com o tipo do estado islâmico, não era uma chapada que levava, não…

    • Aí aí ai says:

      Nada disso. Uma coisa e fazer humor de algo genérico/general, outra e contar uma piada de algo sério que ela teve problemas psicológicos pra aceitar.
      Em português se diz e bem – não se brinca com coisas sérias

    • says:

      O Will Smith não esteve bem, acho que todos chegamos lá. Mas pior esteve o Chris Rock e quem “aprovou” a piada. Não foi dita a quente, certamente.
      Agora a reação do Will Smith, obviamente não foi a melhor. Eu provavelmente teria-me levantado e abandonado a cerimónia. Mas cada um reage como pode e como sabe. E ninguém sabe o que se passa na casa deles. Quantas vezes a Jada Pinkett Smith chorou. Quantas noites sem passou sem dormir a pensar no seu problema de saúde.
      Sou grande adepto do humor. De humor forte, por vezes mordaz. Agora há limites. E quem os testa, também tem de ter noção que corre riscos. Estou a defender a violência? Claro que não. Mas que não se faça disto um pé de vento. Eles que vão os dois beber uma bjeca, pedem desculpa um ao outro, talvez calçar uma luvas de boxe e resolver o problema… e seguem amigos e pronto.
      Faz-me lembrar uma vez que num jogo de futebol Australiano e no meio de uma acalorada sequência física, um dos jogadores sacou um murro num adversário. Ninguém na altura viu e ninguém se queixou. No dia seguinte, o jogador que desferiu o golpe terá visto alguma coisa e fez um post (ou lá o que foi) a pedir desculpa ao adversário e quem nem se tinha apercebido de ter mandado um murro. O adversário respondeu com algo como “Olha, pelos vistos… Vamos beber uma cervejola. Pagas tú!”.
      Teria sido melhor se o Will Smith chegasse à beira do Chris Rock e lhe mandasse com uma luva branca para depois irem fazer um duelo de espadas ou de mosquetes? Foi o que foi e acho que só aos dois o assunto interessa.
      O caso podia bem ficar por aqui e pronto. Mas agora os abutres vão depenicar tudo até aos ossos. Enfim…

  5. J. Martins says:

    Ela não tem cancro, onde leste isso?

  6. Mota says:

    Segue uma lista de pessoas para andarem à bofetada sempre que fizerem graças que não gostem. Por favor gravem.

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Humoristas_de_Portugal

  7. says:

    Já não é de agora que as apresentações dos Óscares assentam no humor fácil e de meia tijela. A academia não consegue fazer uma cerimónia que não seja uma total seca e então contrata um palhaço de para a apresentar. E digo palhaço não no mau sentido, mas no sentido em que o que pretendem não é humor. É palhaçada. Deixei de ver há algum precisamente por causa disso, e eu que era espetador assíduo. A chapada não deveria ter sido no Chris Rock, mas sim na academia de dois tostões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.