Quantcast
PplWare Mobile

TVDE: Preços estão a aumentar por escassez de motoristas

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Abílio Portas says:

    Ninguém se quer sujeitar trabalhar a fazer horas noturnas e com isenção de horário para ganhar um salário mínimo ou pouco mais.
    Infelizmente isto está a acontecer em Portugal. Fazem toda a diferença na nossa sociedade, é uma profissão com muita importância para todos os Portugueses.

  2. ilda says:

    MAs este não era o maravilhoso mundo dos neoliberais, com concorrencia , precos e qualidade muito liberal!!!
    sem regras … sem encargos para o patrao ?

    mau mau … querem ver que os neoliberais estao a ser desmascarados e começam a perceber que os empregos tem de ter direitos e os pagamentos tem de ser decentes?

    • Miguel Ferreira Pinto says:

      Não, isto é precisamente o mercado a funcionar. Só é motorista TVDE quem quer. Se o valor não é atractivo as pessoas vão para outros lados.

      Se as plataformas quiserem mais condutores terão que os atrair com outros salários.

      Isto sim é o mercado livre e pleno.

      • José Bacalhau says:

        Não vale a pena explicar a quem não quer entender. A Uber e afins puseram um instrumento à disposição das pessoas e dos motoristas. É claro que isso tem efeitos em mais gente (taxistas) mas é incontestável que a comodidade de deslocamento em cidades melhorou. Depois, conheço casos de pessoas que de outra forma se calhar andavam a passar fome. Estou-me a lembrar de uma mulher de etnia cigana que, ainda antes da covid, disse à minha mulher na cabeleireira que o marido atualmente se dedicava ao Uber e ganhava bastante mais dinheiro do que a andar nas feiras a vender roupa. Às vezes esquecemo-nos de que o bom é inimigo do ótimo. Todos gostaríamos que toda a gente ganhasse 3000 euros por mês se trabalhasse o suficiente. Infelizmente isso é impossível em Portugal em 2021.

  3. Manuel da Rocha says:

    Na verdade, o que aconteceu foi que muitas empresas de aluguer automóvel, que chegavam a ter 500 condutores a operar, sofreram de passarem a ter registos e contratos de trabalho, em vez das “famosas” comissões. Alguns motoristas chegavam a só receber 1 vez a cada 90 dias, para cumprirem as normas e o pagamento da Segurança social. Por esse aumento, as empresas acabaram por desaparecer, umas vendendo os automóveis, outras voltando ao negócio dos alugueres sem condutor.
    Com isso, os antigos funcionários, deixaram de ter automóveis e de prestarem serviço.
    Ao mesmo tempo, com a legislação europeia de obrigar as transferências financeiras a pagarem impostos, as operadoras subiram as comissões que podem chegar a 50% das tarifas de 2019… daí a subida.

  4. José Fernandes says:

    Mais um negócio que tem os dias contados.

  5. Bicho says:

    Sem esquecer que em 2020 a Uber desceu a tarifa em 10 cêntimos o que fez todas baixarem os preços também, e por sua vez as empresas a terem menos rendimentos por exemplo uma viagem de 20 Km o cliente paga 10 euros e a empresa recebe 8 euros

  6. GM says:

    E o serviço de táxi é que era mau, por serem uns “burgessos”, sem educação, viaturas envelhecidas, etc. Afinal, as “plataformas” de viaturas instantâneas só eram boas para dois lados: o detentor da licença e eventualmente para o cliente. Neste ponto, desconheço, nunca usei e atrevo-me a dizer que não usarei.

    • Zé Fonseca A. says:

      Nada a ver, o valor era bem bom, mas aconteceu o mesmo que aconteceu na hotelaria, devido ao covid deixou de haver procura e algumas falencias de empresas, muitos que eram motoristas ou arranjaram outra ocupação ou voltaram aos países de origem, tal como aconteceu em muitas areas, daí a falta de motoristas.
      Por aqui uso há vários anos e continuarei a usar, sempre que saio à noite é garantido que vou de uber, e muitas vezes que vou para sitios de dificil estacionamento e com tempo contado também apanho uber, muito frequentemente para almoçar a mais de 2/3km apanho uber em vez de estar a tirar o carro da garagem e ter de procurar lugar perto do restaurante, metro e cenas não é para mim.

    • Zed says:

      O serviço de taxi era mau e continua a ser.

      • GM says:

        A solução passa pela mudança do taxista e não do serviço. E aliás, apesar de não ser utilizador, até tens um sistema semelhante, porventura tendo aparecido por força dos alternativos, que é o Mytaxi. Não precisas de ir à praça de táxis.

      • José Bacalhau says:

        Por acaso não acho nada. Em vinte e cinco anos a apanhar táxis em Lisboa, por zero vezes tive um mau serviço. Tive uma vez uma discussão com um gajo que me trouxe do aeroporto que estava mal disposto, mas às tantas disse-lhe: “olhe, leve-me mas é ao meu destino e deixamos de falar a partir de agora”. O gajo calou-se e, só para o deixar arrependido de ter resmungado, dei-lhe uma bela gorjeta. Ficou atrapalhadíssimo e até me foi buscar a bagagem à mala do carro. Fora isso, tem sido sempre a bombar. Quanto ao Uber, acho uma seca gigante estar de telemóvel à espera. Os motoristas são mais educados mas muito mais lerdos. Seja como for, sou grande defensor da existência da Uber em Portugal, porque lá por eu não gostar não quer dizer que não haja outros que gostem.

  7. Elkido says:

    Só os taxistas chegavam.
    Puseram transfers e Tvdes para quê?

    • Zed says:

      Porque o serviço oferecido pelos taxistas era cronicamente mau.

    • Carved says:

      1º mais simples para o utilizador
      2º já sabe o valor da viagem
      3º a localização de recolha e destino são via GPS portanto não se perdem
      4º se forem turistas melhor ainda pois já usam no seu país de origem e não são roubados quando o taxista dá uma volta maior para faturar mais na viagem. Se o motorista TVDE dá uma volta maior, o cliente é faturado e se o motorista não dar uma explicação válida é penalizado€.
      5º se o passageiro perder uma coisa no carro pode com facilidade falar com o Motorista de forma anónima
      6º Se o motorista for mal educado, ou até mesmo perigoso a conduzir, podes reportar à plataforma

  8. Sergio says:

    A pandemia acaba por ser um pouco responsável por provocar uma redução de clientes, seja na forma de teletrabalho seja nas restrições. Se não tens tanta procura é normal uma descida nos trabalhadores.
    A introdução dessas trotinetes eletricas tambem tem mudado muito mercado, penso que qualquer um de nós vê cada vez mais pessoas a deslocar-se nas mesmas.

    Como diziam aí acima, um moldavo diz que ganha o suficiente para comprar uma cas ano seu país de origem e outra cá. Mas ele submete-se a correr o país para epocas altas, como no algarve, ou andar a pular grandes cidades. Um brasileiro uber que apanhei no algarve disse-me o mesmo.

  9. José Bacalhau says:

    Devo dizer que sou um adepto incondicional do táxi e da maneira como funcionam em Lisboa. Vai-se à rua, estende-se a mão e apanha-se um transporte personalizado para onde se quer, a um preço barato tendo em conta o serviço prestado. O Uber nunca me entusiasmou porque requer andar de telemóvel na mão, esperar pelo carro e só depois é que se vai. Os taxistas tipicamente são mais rápidos do que os motoristas Uber. No entanto, sou um defensor da existência da Uber porque dá uma solução alternativa quer a clientes, quer a potenciais motoristas. É uma solução para muita gente que de outra forma se calhar andava a passar fome ou a fazer disparates. Se há menos motoristas, ou é porque o serviço se tornou menos competitivo por alguma regulação, ou porque as comissões pagas à Uber são demasiado altas. Atrevo-me a dizer que é a primeira razão, porque se fosse a segunda a Uber rapidamente melhoraria as condições dos motoristas para os atrair de volta.

    • Carved says:

      Eu concordo com a existência dos Táxis e TVDE. Mas não gosto da forma perigosa de conduzir como a maioria dos taxistas que já andei (posso ter tido muito azar), e já me aconteceu o taxista se enganar na rota e cobrou à mesma com o desvio que fez (enquanto que na TVDE podes contestar e reaver o dinheiro extra que foi pago).
      Na uber podes agendar viagens, outra mais valia.
      E é mais seguro para o motorista pois não anda com dinheiro nem terminais multibanco, é tudo na app.

      Se não souberes bem onde estás, e não houver uma referência, também fica mais dificil chamar um táxi.

      Os Táxis são mais caros mesmo quando á dinâmicas na UBER, mas têm um propósito, estão sempre disponíveis, não há falta de táxistas independente da hora. Aí é que ganham os taxistas.

  10. SANDOKAN 1513 says:

    Acho que nunca na minha vida irei andar de Uber.Na minha terra não há um.Só táxis/carros de praça.O “comboio” do progresso ainda não passou por estas bandas,kkkk. 🙂

  11. RatazanaDoPunjab says:

    Taxistas? Alguns deles têm cá um aspectozinho vai lá vai.
    Um tipo entra no carro e dá logo vontade de entregar tudo o que tem.
    Os do aeroporto são ou eram uma autêntica máfia.
    Perderam-se e ganharam-se alvarás nas jogatanas que eles faziam debaixo do parque.
    Alguns estavam lá horas a fio e nem iam para a fila, só iam para jogar…

  12. Bruno Borges says:

    Taxi não obrigado!
    tb já tive em tempos que apanhar taxi no aeroporto, por falta de alternativa, e a má disposição do taxista era por demais evidente! E todos aqui sabemos porque, porque não era nenhum turista ou estrangeiro! e tb porque é praticamente proibido pelos taxis do aeroporto dizer que o destino fica a 4km!
    Mas truques e golpes, todos eles conhecem, de uma forma ou outra, se quiserem cobrar mais por uma qualquer viajem, eles conseguem cobrar. Trabalho em hotelaria há décadas e já assisti a praticamente tudo!
    Só ha um tipo de pessoa que defende o serviço Taxi como ele é e pretende ver a UBER a desaparecer. Assim como tb ha motoristas UBER que tem os seus truques e manhas para ficarem com dinheiro de corridas que nem sequer começam.
    E depois nunca vão ver um motorista UBER dizer que a coisa está boa, ou que não ha motoristas suficientes…muitos deles hoje, pensam exactamente como os taxistas pensavam em 2014 quando apareceu a UBER, querem a coisa “regularizada”, ou seja monopolizada e fechadinha a novos motoristas! Bem lá no fundo acabam por ser todos iguais uns aos outros!

  13. Americo says:

    Só ignorantes a falar .não travão a manta que vão ver o frio que passao

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.