PplWare Mobile

Decisão está tomada? Tesla já terá escolhido o país que vai receber Gigafactory na Europa


Fonte: Nordwest Zeitung

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Asdrubal says:

    A ser na Alemanha, está mais que provado que baixos salários não atraem investimento, como alguns governantes tentaram convencer há algum tempo atrás.

    • Paulo L says:

      Os salários é um factor, mas existem outros, uma empresa que fabrique artigos pequenos e em grandes quantidades, terá mais interesse nos salários, porque o custo de envio de esses artigos é barato.
      Mas no caso da Tesla, o que poupa em transporte compensa largamente os salários mais elevados.

      • acs says:

        Para não falar que se tens muitos componentes que precisas, quando mais longe dessas frabricas estiveres pior. Se estás no centro da europa poupas muito. Estas fabricas estão foram desenhadas para sem completamente automatizadas por isso a mão de obra que precisa é muito baixa.

    • carlitos says:

      E depois quem ia querer comprar um Tesla “Português” ou “Albanês”? 🙂

    • Ah pois é! says:

      A carga burocrática e fiscal também são extremamente relevantes.
      Nestes pontos Portugal não é nada atractivo, comparativamente a outros destinos europeus.

    • Johnny says:

      Pior ainda….. Baixos salários só atraem caloteiros.

  2. Jorge Gomes says:

    Muitas empresas nao é pelo baixo salario, mas sim pela confiança do país, porque sera que pouquissimas empresas se intalam em ES, PT, FR, e preferem a D, ou CH, elem investem na credebilidade do país, eu se fosse um investidor nunca ia investir em PT, é um país com muita burocracia e muitos incompetentes, aldraboes e trafulhas, por isso que pouca gente investe em PT.

    • Josué says:

      Curiosamente os alemães são os que investem mais em Portugal. Para alem disso vigarista tem em todo o lado. Portugal tem vindo a ser um bom país para investir, principalmente para start-ups. Portanto a sua argumentãção não é válida e carece de inteligência.

      • Diogo Santos says:

        Eu diria qua a opinião do Jorge Gomes está correta em vários pontos, já a sua Josué está distorcida e de propaganda. O país é bom para investir enquanto houver fundos e o estado apoiar (como exemplo: a AutoEuropa).

        Quanto às startups temos bons exemplos, mas os maus/péssimos exemplos são muito mais e temos a tendência a escondê-los . Ali em Coimbra o IPN está cheio de startups, umas são boas outras é só gente a querer sacar € de fundos europeus, mas claro em cartaz temos sempre as grandes empresas para tapar as restantes (a maioria).

        • Josué says:

          E vc acha que os outros países não escondem as ovelhas negras? Temos muito mais bons exemplos do que maus. A sua visão auto-destrutiva sobre Portugal não ajuda em nada. Temos que dar mérito onde o há. Portugal está na vanguarda na criação de empresas inovativas e na ciência. Se não quiser aceitar a realidade o problema é seu.

          • Diogo Santos says:

            Não seja assim que ninguém o tratou mal, mas qual visão auto-destrutiva. São factos!
            Apenas demonstrei o lado mau, porque infelizmente neste país esconde-se o mau e só se fala do bom e de muitas mentiras. Para as coisas mudarem é preciso ver o que está mal e ser franco e enfrentar os problemas directamente.

            Uma das mentiras mais propagadas está precisamente onde falou, na vanguarda de empresas que inovam. Quantas fecharam portas porque só andavam a caçar fundos e são mal geridas? Tem ideia?

            Outra grande mentira propagada é a que lá fora adoram os engenheiros portugueses, já tive oportunidade de perceber que isto é totalmente falso! Mal nos conhecem e muitos conhecem é o Algarve e Lisboa.

      • Fabio Oliveira says:

        Exatamente. Não é a toa que a Mercedes montou ca um Hub de desenvolvimento, a Bosh, Siemens etc e tal

      • says:

        Só pelo comentário se vê que és um grande empresário e que conheces bem o ambiente carregado de impostos que por cá se instalou.
        Qual Salazar, qual Centenas…
        O Gaspar era um santinho ao pé destes dois!

    • Joao Fernandes says:

      O caro amigo será que vive em PT , pelo que presumo então que a qualificação aos residentes do País acentar-lhe-á como uma luva …é que não me revejo nem aos meus concidadãos nos epítetos que verborreia…

    • Joao Fernandes says:

      O caro amigo será que vive em PT , pelo que presumo então que a qualificação aos residentes do País acentar-lhe-á como uma luva …é que não me revejo nem aos meus concidadãos nos epítetos que verborreia…

    • Ricardo Gomes says:

      Completamente de acordo. Abraço

  3. CF says:

    E não só. Greves, impostos, meios de transporte de ligação à EU. E qualquer dia vai a Auto Europa

    • Rui Machado says:

      Caso os trabalhadores tivessem os mesmos direitos e ordenados que digamos os Alemães, Franceses e outros duvido que existissem essas greves de que fala, mas já agora em França o ano passado existiram bem mais greves do que por cá e com consequencias bem piores, não venham com a conversa que o problema são os trabalhadores.

      São esses mesmos trabalhadores que em Portugal não servem e ganham demasiado que na alemanha constroem carros ganhando ordenados que por cá só em sonhos,……..

  4. CF says:

    E não só. Greves, impostos, meios de transporte de ligação à EU. E qualquer dia vai a Auto Europa

  5. João Santos says:

    Acredito mais que seja logística do que os salários. Os salários dão geito que se seja o mais baixo possível ficando assim com uma margem de lucro maior. A China não me parece que seja um país onde se pague assim tão bem quanto isso. Ainda assim o governo devia de olhar para esta empresa com olhos de ver e tentar atrair a fábrica para cá.

  6. Rui Machado says:

    Caso os trabalhadores tivessem os mesmos direitos e ordenados que digamos os Alemães, Franceses e outros duvido que existissem essas greves de que fala, mas já agora em França o ano passado existiram bem mais greves do que por cá e com consequencias bem piores, não venham com a conversa que o problema são os trabalhadores.

    São esses mesmos trabalhadores que em Portugal não servem e ganham demasiado que na alemanha constroem carros ganhando ordenados que por cá só em sonhos,……..

  7. Vitor says:

    Continuem a pensar APENAS nos salários e não na sua própria qualificação e dentro de algum tempo nem sequer vão ter hipótese de emigrarem…mais do que “regatear” o salário as grandes empresas querem é qualificação e competência!

    • Josué says:

      Ora aqui está alguem que falou a verdade crua e pura. Chorar para mamar é fácil mas investir na própria qualificação? Deixa para lá.. dá muito trabalho!

    • Johnny says:

      Eu já fiz formações de qualificação em França, e sinceramente era eu que lhes ensinava com as minhas qualificoes portuguesas

  8. Pedro Ferreira says:

    Que tristeza…
    As empresas vão para os sítios mais competitivos.
    Portugal é uma paraíso para funcionários públicos. Todos os outros têm que os sustentar, por isso temos a maior carga fiscal de sempre, uma das taxas de produtividade mais baixas de sempre e uma coisa chamada RSI (que paga a pessoas perfeitamente capazes para parasitarem). Estamos na cauda da Europa no que toca a crescimento (acima da média, porque as maiores economias estão a abrandar, mas as comparáveis connosco crescem a dois dígitos).
    Que interesse teria a Tesla em vir para um país sindicalista, onde os empreendedores são atacados como criminosos?
    Viva o sindicalismo, comunismo, bloco de esquerda e afins.

    • Antonio Silva says:

      A culpa de estarmos assim também é tua e que fazes?

      Os tipos de direita não fizeram nada? Os buracos dos bancos foram os da esquerda?

      Não sou de extremos, sou mais anarquista do que outra coisa, mas chateia-me culparem uns e os outros são os melhores do mundo.
      Estamos como estamos, porque somos um povo pouco exigente, tanto com a esquerda como com a direita, e sempre à espera que alguém nos dê alguma coisa sem trabalho ou o menos possível.
      Todos ou quase todos querem emprego mas não trabalhar.
      Temos o que merecemos.
      Quanto ao RSI outros países mais ricos, Finlândia, estão a experimentar para ver os resultados.
      A culpa não é do RSI é da pouca fiscalização que existe em tudo.

      E sim sou um pequeno empresário e não me andam a atirar pedras. e em França ou Alemanha não há sindicatos, ou em UK que acabaram com a greve das minas com o reinado da Senhora Thatcher.

      • Pedro Ferreira says:

        O que eu faço?
        Olha, rapaz, trabalho 12 horas por dia. Sou empregado e trabalho para mim. Não tenho tempo para estar c a família porque ando a descontar para o rega bofe da esquerda. É isso que eu faço

        • Antonio Silva says:

          Olha Pedro

          Enquanto todos não acabarmos com o regabofe de uns e outros, vai ser assim.
          Eu trabalho mais de 12 horas por dia e todos os dias, praticamente sem férias para poder ter uma micro empresa e pagar tudo o que nos impõem.
          E que faço? tento mudar algumas coisas, protesto e quando chega a hora do voto lá está a minha altura de dizer o que penso do regabofe.

          E sejamos justos, há gente que trabalha como o caraças e ganha muito mal (incluindo muitos malfadados funcionários públicos) e gente que não faz nada e ganha demasiado. É ultrajante a desigualdade.

  9. Zenosol says:

    Geograficamente estamos deslocados ponto final. A única coisa que poderia fazer seria a nossa rede ferroviária, portos marítimos, preços combustiveis, iva, impostos aliciantes…que não há!

  10. Jorge Pereira says:

    O que aqui está em causa é a geolocalização. Alemanha significa centro da Europa, boas vias de comunicação, proximidade à Holanda (a Sede da Tesla na Europa), entre muitos outros fatores, como o desenvolvimento tecnológico, a capacidade de trabalho. Portugal é muito periférico e com vias de comunicação muito deficientes, o que poderia levar à construção de muitas infraestruturas de raíz, não podendo lutar com estes tubarões da indústria.

    • Jorge Pereira says:

      Pese ainda o facto de a Alemanha ser o maior construtor europeu de automóveis.

    • O novo do restelo says:

      Portugal tem muitos inconvenientes:

      – localização muito periférica e transportes (muito) deficientes
      – pouco investimento do estado
      – vendas no país baixas devido a poucos habitantes e de muito baixo poder econômico
      – energia muitíssimo cara

      Quanto a alguns comentários relativamente à burocracia elevada em Portugal. FALSO! Portugal é um dos países com menos burocracia e dos que mais tem tudo informatizado.

      • Jorge Carvalho says:

        Excepto os prazos para as aprovações que levam anos a saltar dentro do estado.

        Abc

      • Rui says:

        Nunca abriste uma empresa pois não?
        Não falo de criar uma empresa na hora que fazes em 5 minutos, o problema vem depois com taxas e taxinhas, licenças e autorizações e depois com as burrocracias que ainda por cima vão mudando com o vento.
        Tenta pedir a ASAE o que faz falta para abrir uma empresa de determinado ramo, logo te descartam para ires consultar a câmara que ligo te informa que tu e que tens de saber eles só passam ou não as licenças.

        No entanto quando é para multar la estão todos a receber a comissão da multa…..

      • RSTS says:

        Tens razão na maioria das coisas, mas não na burocracia
        Tens um excelente exemplo numa coisa básica que é o Cartão do cidadão.
        Para não falar da Justiça, há casos de empresas que esperam por decisões mais de 10 anos, e não são raros os casos.
        A pior coisa deste belo país, é sem dúvida o estado e os seus tentáculos, mas em Outubro cá estaremos todos de cabeça enfiada na areia a dizerem-nos que isto está muito bom, que crescemos muito e o futuro é maravilhoso
        Enfim, temos o que merecemos

  11. Rui says:

    É alemão é bom, Alemanha criou a marca alemã que é igual a qualidade, quando se compra e sabe-se que é fabricado na Alemanha logo á partida a venda é garantida ainda por cima um carro com preço elevado só de saber que é made in Alemanha, imaginem made in Espanha, sim mas a seat é do grupo alemão só assim começou a ter venda podem dizer que é espanhola mas se não fosse a VW acabava como a UMM.

  12. Júlio Gomes says:

    Só alguém cego ou sem juízo poderia pensar que está fábrica vinha para Portugal! Trata-se da primeira fábrica na Europa e nada melhor do que colocá-la no centro da Europa! Mas há motivos muito mais importante que muita gente esquece! Para a Tesla não estão em causa ou salários pagos a cabeça mas o custo final na entrega das viaturas! Vamos ser realistas! Algum empresário de bom senso, vem investir num país em que não confia nas leis, nos funcionários, e principalmente num país onde duas ou três classes conseguem parar o país vários dias ou meses sem qualquer problema! O que aconteceu no porto de Setúbal e com os camionistas de materiais perigosas é exemplo disso! Para nós portugueses pode parecer normal, mas para quem tem que investir milhões e garantir que vai conseguir cumprir com os compromissos assumidos, tudo isto conta! Lá fora tudo se sabe e ninguém quer ter um sócio não confiável! Portugal tem que ter muito cuidado com a imagem que passa para fora.

  13. Jorge Gomes says:

    A Tesla investe na Alemanha porque faz confiança ao país, enquanto a Tugolandia ninguém confia, nem nos proprios, como podem investir num país que nao tem justiça, e que so tem corrupçao, embora a corrupçao exista também em outros países mas em menor escala, vejam so o caso dos submarinos, nunca encontramos culpados e na na Alemanha os puseram no sitio, eu pessoalmente so confio nos nordicos.

  14. Jorge says:

    Mais burocracias que na Tugolandia não existe em nenhum país do mundo, na Tugolandia até para se alterar o simples numero da porta é preciso ir ha junta de freguesia, pedir um documento assinado e carimbado pelo presidente da junta, quando em outros países basta so dizer a qualquer entidade mudei de numero ou de rua e altera logo, aqui até em certas freguesias andam com uma roleta a medir os metros e depois atribuem os números , isto é burrice e incompetência das ditas autoridades, por isso temos o país que temos, com muita falta de qualidade em certos e determinados lugares.

  15. Jorge says:

    A Alemanha tem bons engenheiros, como tem boas formaçoes, na Tugolandia tens as ditas escolas dos burros = politécnicos, nota de acesso 95 numa escala de 0 a 200, no estrangeiro ficavam a contar os navios, depois temos bons engenheiros.

  16. César says:

    Portugal é a fossa séptica da Europa. PONTO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.