Quantcast
PplWare Mobile

Tesla desativou remotamente Autopilot de um Model S

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Vx says:

    Sistemas remotamente geridos, plataformas online, quem perde é sempre o utilizador.

  2. Glitchmaker says:

    Chegamos Mesmo ao CaS (Car as a service)…

  3. Ze says:

    Qualquer dia uma pessoa compra um carro, mas o dono do carro continua a ser a empresa que o fabrica (e não estou a falar de leasing).

    • João Coelho says:

      Mas é esse o modelo de negócio de Elon Musk! Vender o carro pelo valor de aquisição, com o equipamento e funcionalidades mas manter o cliente depende de atualizações para melhorar performance e eliminar bugs. Porém o verdadeiro propósito é ter o cliente na mão e à mercê dos seus “caprichos”,. O mesmo é dizer da necessidade em faturar para a empresa e assim ganhar o bónus pelo desempenho desta! Ou pensa que ele está de corpo e alma a pensar na mobilidade ecológica? Ele está é a tentar atingir o monopólio da mobilidade, e os acionistas estão confiantes disso mesmo. Por essa razão é que se diz que a Tesla é uma marca de automóveis muito valiosa, e está em segundo lugar no ranking.

  4. LSousa says:

    Eu sempre disse que isto iria acontecer. Primeiro a Tesla oferecia tudo agora tudo é a pagar e mais que uma vez….

  5. ToFerreira says:

    Mas o serviço é comprado ou alugado? Se é comprado, pode ser revendido.

    • Joao Cordeiro says:

      A resposta está no próprio artigo.
      O carro foi vendido pela tesla a um revendedor que ganhar dinheiro e ainda vender barato escolheu propositadamente nao ter autopilot.

      Foi o revendedor que enganou o comprador final, vendendo o carro como um tesla normal quando tinha escolhido nao pagar por aquilo.

      Para a proxima conpra directamente à tesla e nao é enganado.

      • danny says:

        Mas isso uma coisa nada tem a ver com a outra. O que interessa aqui é que o carro tinha uma funcionalidade e simplesmente a retiraram. E ainda vem para cá defender a Tesla…enfim… depois admirem-se de terem algo que nao esta no vosso controlo e muito menos vosso…

        • Joao Cordeiro says:

          Retiraram pois o revendedor quiz que retirassem para pagar menos.

          • Danny says:

            Onde viste que o revendedor quis que retirassem a funcionalidade?? Mania de defender sem ponta nem conta. O revendedor comprou o carro e na perspectiva da Tesla, sem pagar as funcionalidades. Mas quando o revendedor o comprou, porque não retiraram logo essas funcionalidades?? Houve ou não mudança de proprietário?? Ou seja, a Tesla faz o que lhe dá na p… da cabeça e são as vítimas?! Ou seja, o esquema desta empresa está montado as escondidas. Então onde já se viu comprar um carro e retirar algo só porque não paguei? Então quando o comprei não foi completo? O carro é da empresa ou é meu? Enfim… Vai fechando a mentalidade….

        • jaugusto says:

          O carro foi comprado a 15 Novembro pelo revendedor , a 18 Novembro a tesla avisou “auditou” que autopilot e full self drive estavam marcados para serem removidos.
          A 20 Dezembro o revendedor vendeu o carro como se ele tivesse todas as configurações premium e depois dessa data após um update a coisa foi retirada.
          Logo ou o revendedor enganou o cliente ou a primeira compra 15 Nov foi mal registada/processada/configurada …

  6. Napoleon says:

    Uma questão que ainda vai dar muito que falar.
    Obviamente que vai acabar em tribunal…
    É o problema das poderosas empresas mundiais, que vendem o bem e depois agem como se ainda fossem donas do mesmo. O modus operandi lembra-vos quem…?!

  7. Rotet says:

    Não percebo onde está o problema, o revendedor não pagou a funcionalidade autopilot. O dono tem que processar o revendedor porque vendeu algo que não tinha pago.

  8. Fulano says:

    Nada como o modelo de vendas “Á la Apple” …

  9. Hugo says:

    Temos tantos casos assim fora do tema, mas vejamos telemóveis que compramos mas vêm bloqueados a uma rede. Alarmes exemplo securitas direct compram o alarme, pagam a instalação se desistirem ficam com o alarme mas ele não funciona sem o serviço deles entre muitos outros casos que cada vez mais se vêem.

  10. JonnyKid says:

    Já estou a ver o futuro: carros Fremium. As funcionalidades básicas são grátis e vem já no preço final da viatura. Se quiser mais extras paga uma subscrição. Ex.: Quer mais potência? Autopilot? Mais autonomia? Adira a serviço Plus por 500€ / mês…

  11. João Coelho says:

    A ser verdade, estamos obviamente perante um comportamento abusivo e ilegal praticado pela Tesla! Isto só acontece porque a regulação não está a fazer o que lhe compete!

  12. joao matos says:

    Carros lixo !
    O toto que comprou isso está ao mesmo nível do cangalho que comprou. paga o caro e a tesla é o dono é mesmo de idiota.

  13. LSousa says:

    Pelo menos os componentes mecânicos não dão para desligar remotamente componentes….

  14. Rodrigo says:

    Se não publicassem uma notícia a falar mal da Tesla durante uma semana é que eu me admirava. Será que o editor da pplware tem assim tanta dor de cotovelo em não ter possibilidade de adquirir um Tesla, que passa a vida a falar mal deles? Ainda esta semana no Canadá por ordem do tribunal, a BMW desactivou remotamente todos as funcionalidades de um i3, tudo porque o proprietário não pagava o crédito da compra da viatura à mais de 6 meses. Engraçado que sobre isso não ouvi falar por aqui.

    • João Coelho says:

      Ora aí está, “por ordem do Tribunal”. É que isso faz tanta, mas tanta, diferença. Assim… tipo da noite para o dia! Se tivesse que escolher entre Tesla e BMW, já sei que na BMW os meus direitos estão salvaguardados, uma que só executam decisões com uma decisão judicial na mão, enquanto que na Tesla corro o risco de ficar”pendurado” sabe-se-lá onde, porque naquele momento o deus Elon Musk acordou, teve uma epifania, pegou no telefone, ligou à equipa, e mandou barrar o serviço! Percebe a diferença? Percebe o porquê de criticar a Tesla pelo comportamento relatado na notícia?, isto se está é realmente verdadeira…

  15. Sergio J says:

    Para os que não Perceberam, a Tesla só desligou o sistema já depois do dono ter comprado o carro e levado para casa.

  16. iSad says:

    Deveriam ser todos, por exemplo sem seguro, sem imposto, sem Inspeção, sem pagar o leasing ou prestações em divida, Desligar o animal remotamente, Boa não podem andar com os carrinhos. O governo e ambiente agradece. lol

  17. IonFan says:

    Não vejo o que é está errado na Tesla ter desactivado algo que é pago mas, neste caso, ninguém tinha pago.

    Acham justo para com os proprietários que pagaram pelo FSD (como eu) que, diga-se, não é barato, deixar um carro a circular com essas funcionalidades sem que o proprietário (actual ou anterior) as tenha pago?

    Se acho que isto poderia ter sido resolvido de outra forma? Sim, acho, mas no final, se não foi pago, a Tesla não deve deixar usar.

    Se alguém enganou alguém foi quem vendeu o carro como se tivesse uma funcionalidade que não não tinha. A Tesla, no máximo podia ser mais sensível e dar algum tempo para que o novo proprietário esclarecesse a situação.

  18. IKAROS says:

    Acho que não foi enganado.
    Foi a Tesla que lho vendeu, e dizia especificamente que o carro não ia ter esse extra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.