PplWare Mobile

Tenha atenção ao “novo” sinal de trânsito H42

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Marco says:

    Também existe na A42 em Paços de Ferreira

  2. Naodouonome says:

    E ponte Vasco da Gama, já está lá o sinal para mais de 1 ano

  3. Carlos says:

    Carrega Costa! Ha que me esmifrar o desgraçado do tuga nem que ele fique na miséria

    • Magistrada says:

      Anda à velocidade normal e deixa de ser um garoto! Ai a miséria por te obrigarem a andar à velocidade que deve ser. De onde é que sai esta gente??!

      • Realista says:

        O problema não é a velocidade “normal”, o problema é como construiram as AE em que algumas das quais os limites são de 70km por apresentarem problemas na sua construção/desenho bastante graves.

        O mais difícil é pensar, mas se tentares com certeza consegues chegar lá.

        • Magistrada says:

          Pronto, pronto, obrigam-nos a ir a 70 ou a 50 em certos troços. Vamos todos chorar. Cumpre e não terás problemas.

          • Hugo Nabais says:

            Faz todo o sentido, construirem vias como a avenida Lusiada, com 6 vias de trânsito, separador central, vias largas e direitas, mas depois limitam a 50km/h e colocam radares.
            Faz todo o sentido. Pela mesma lógica vamos fazer novas autoestradas e depois vamos limitar a 70km/h e encher de radares!

        • Nuno says:

          Onde é que há desses limites de 70Km/h???

      • Zé Fonseca A. says:

        Claro, segunda circular 50 km, av lusíadas 50 km, A8 80 km, os casos, A5 100 km, os casos são tantos que podia ficar aqui o dia todo.
        Conduz mais e presta atenção aos limites nos locais dos radares e depois fala-me de “velocidade normal” em sítios que para não levarem multa provocam afunilamentos gigantes e até alguns acidentes

        • Yamahia says:

          O mais caricato ainda é a “autoestrada” que liga o Túnel do Grilo ao Campo Grande, pelas traseiras do aeroporto.
          Para os mais distraidos 50 kms/h controlados por radares de última geração

        • Magistrada says:

          O dia todo. Pois claro. Ainda bem que existe a lei para obrigar os aceleras a não carregar tanto no acelerador. Não é para tua vida. Isso para mim não diz nada. É pela dos outros.

          • Ventura says:

            A minha viatura foi vandalizada supostamente por adolescentes pertencentes a uma fauna de subsídio dependentes. Patrulhamento é mentira. Agora caça à coima é o que está a dar.

        • Pedro says:

          Olhe que parece-me exatamente o contrário… Não tenho dados concretos, mas recordo-me frequentemente de assistir a acidentes na segunda circular na curva do fonte nova. Ultimamente já não é tão frequente…

      • GM says:

        O Governo e ANSR antes de apontar o dedo e assaltar à descarada os condutores, deveria primeiro resolver os imensos problemas das infra-estruturas, e respectiva manutenção. depois, sim, teria moral e o dever de fiscalizar os comportamentos dos condutores.

        • Miguel M says:

          Passo em radares há dezenas de anos e atualmente todos os dias. Nunca fui assaltado. Tenho pena que tantas multas prescrevam e se viva na estrada um sentimento de impunidade e road rage inqualificável.

          • GM says:

            Eu, em 33 anos de carta, apanhei 4 multas, nenhuma por excesso de velocidade. É vergonhoso o estado de conservação da esmagadora maioria das vias, sejam elas municipais, nacionais ou concessionadas. É vergonhosa a sinalética, ou falta dela, ou o facto de estar oculta pela falta de limpeza das bermas, que pode induzir em multa por excesso de velocidade. Mas, a preocupação das autoridades (in)competentes resume-se ao excesso de velocidade, ou velocidade acima do limite máximo, e uso de tm. É a parte fácil. É rápido, relativamente barato, e dá milhões. Está à vista.

          • Yamahia says:

            @GM o meu velhinho WindowsPhone é extremamente eficaz contra essa armadilhas.
            Só me apercebo qd aquilo começa a apitar por todos os lados. Compra um. É um bom investimento. Eheh

      • Atento says:

        Os limites de velocidade a par de todas outras regras de trânsito são para cumprir. SEGURANÇA.
        Contudo não posso deixar de referir a total irresponsabilidade nos projetos de estradas , autoestradas em que se impõe um limite de velocidade , até adequado as características da via , mas gostaria de conhecer os mentecaptos que pensam ser possível remediar um problema de um traçado com uma inclinação tal , que só um veículo com caixa automática e controlo de velocidade consegue cumprir com o limite adequado e imposto para garantir a segurança.
        Em Portugal é hábito correr a trás do prejuízo .
        Há vias recentes com curvas com inclinação do pavimento oposta.
        Como disse regras de trânsito são para cumprir .
        As estradas não são pistas.
        Puritanismos de parte a parte são patéticos.
        Da mesma forma que um condutor que prevarica deve ser penalizado, também quem erra ao criar estradas que são perigosas , só por que sim, também deverá ser penalizado.
        As situações de traçados em auto estradas com necessidade de limitar a velocidade em troços deveria ser a exceção e não a regra.

    • António Costa says:

      A culpa é sempre do Costa. Qqr dia há uma crise de arroz na China e tu és culpado. Que mentalidade pequenina. Em portugal existe em média mais mortes nas auto estradas do que nos outros países. Sabes pq? Porque existem chicos espertos como tu a infringir a lei, e quando não a podem infringir ficam tristes pq vos foi salva a vida, e vêm culpar o governo pq só quer meter dinheiro ao bolso. Até pode querer, mas também olha pela tua vida e pela de outros chicos espertos, coisa que vocês próprios não fazem!

      • Yamahia says:

        Então o problema nas AE de PT é a velocidade?
        Alemanha: sem limite
        Áustria 130
        França: 130
        Itália: 130
        Polónia 130
        Eslováquia 130
        Eslovênia 130
        Suécia 130
        Etc
        Tem a certeza?!

        • António Costa says:

          Alemanha sem limite. Se Alemanha fosse toda a autobahn até diria isso, MAS

          • Yamahia says:

            E então, nos pedaços em que não há limite alguém se espeta por causa da velocidade? Se o problema fosse o limite já não haveriam autobahn ‘s, não lhe parece?!

          • JL says:

            Quer mesmo comparar o parque automóvel deles, a qualidade das mesmas e civismo (se bem que nem são dos melhores na Europa) com o nosso ?

            É a mesma coisa que comparar a estrada da beira com a beira da estrada.

            Curiosamente cada vez de levantam mais vozes para propor limite de velocidade nas autobah, e nem é por causa de acidentes.

          • Yamahia says:

            Quero!
            Ou o civismo deles a 340 é melhor que o meu a 235?!
            Não me acredito! Até pq eles bebem mais que eu!
            Quanto ao parque auto, parece-me que foram dos que compraram menos carros novos agora em 2023!

          • JL says:

            Não sei, mostre lá quanto morrem nas estradas lá e cá ?

            Bebem ? E depois vão conduzir ?

            Se têm carros mais novos, porque haviam de comprar mais ?

        • JL says:

          E quantos morrem por 100 mil ? Cá e nesses países ?

        • NoMeGustaMat says:

          Hmm, Alemanha sem limite? Está enganado, as AE na alemanha tem limite de velocidade, somente a Autobahn é que não tem limite e em certas zonas.

          França tem limite diferenciado isto é (a velocidade varia 110 e 130) consoante o clima e ai de alguém passar esse limite “tolerancia Zero” e mais, os radares não são de distancia curta mas sim de longo alcance.

          Espanha é bem pior que Portugal com radares, experimenta ir para os picos da europa e verás a quantidade de radares entre Burgos, Gijon e Andorra, depois falamos.

          O problema da estradas em Portugal é a sinaléctica não adequada aos trajectos, exemplo na Avenida Lusiada Benfica e H.S.Maria qual a razão desta avenida ser a 50km/h antes da ciclovia? Não fazia sentido “levei multa lá” ja la vão 3 anos nunca paguei “porque os radares eram ilegais”, actualmente desde que inseriram a Ciclovia pois la temos de andar a 50 “mesmo quando nao vemos ninguem praticamente lá a passear de bicla”.

          Já agora o Antonio Costa – Sim a culpa e do governo que não faz estudos correctos. O chico esperto é aqueles em que vao em vias de +60 ou +80 a 40KM hora, caso nao tenhas aprendido o codigo estes sao os chicos esperto de eu posso mando e cago em vcs, ou irem numa rotunda e fazerem-na tod pelo lado direito para virar na 3 saida “esquecem se batem a culpa e dos dois” mas enfim e chamas tu de chicos espertos “exemplo de pessoas com mais de 70 anos que guiam mal para cacete e em vez de irem fazer um teste, dao dinheiro debaixo da mesa para terem carta e pastelarem a 30km com carros top gama, e chamas a nós de chicos espertos wow “nas costas dos outros vejo as minhas”

          • Aaaaaaaaaaa says:

            E o que mais me enerva é quando a maioria vai à direita a 50km e depois vao os chicos espertos a ultrapassar pela esquerda a 51km.
            Ou mesmo à esquerda a 50km mas a direita vazia. Se ultrapassas pela direita tas mal e tu é que és chico esperto.

          • Nuno says:

            Não estavas à espera de ultrapassar pela direita e estar certo pois não?
            2 pessoas a fazer porcaria dá mais porcaria! Não se anula…

        • Pascoal Soares says:

          em França ja tem alguns anos que a autoestrada onde so andas a 90km
          e atençao este 130 so quando esta bom tempo quando chove passa para 110km

      • Atento says:

        Não me revejo no seu comentário.
        A segurança rodoviária acenta em regras.
        Quem não cumpre tem que ser responsabilizado.
        Contudo há traçados de estradas com pisos miseráveis tampas de saneamento soltas , etc troços de estradas e auto estrada com lençóis de água .
        O desrespeito os condutores pela regras de trânsito e do estado português na conservação das vias criam as condições para aumentar exponencialmente a probabilidade da ocorrencia de acidentes.
        Há autoestradas ,onde se paga para circular, onde os lençóis de água são armadilhas e até o condutor mais previdente pode ser surpreendido.
        A chico espertice existe nos condutores e nas entidades que tem responsabilidade no projeto e conservação das vias.
        Este problema tem causas transversais as questões graves de alguns troços de estradas e autoestradas não justifica que se incumpra por não se distinguir velocidade excessiva com execesso de velocidade.
        Para os mais incautos a A4 é um bom exemplo de lençóis de água e também condutores incumpridores.
        O problema é maioritariamente dos condutores mas o restante não se resolve só com radares mas com acções de quem tem responsabilidade na manutenção e projeto das vias .
        A pouca vergonha da sinalização de obras com a colocação de sinais com indicações erradas é recorrente , não são os condutores que tem responsabilidade na escolha e colocação destes sinais .
        E as operações STOP em rotundas em acessos sem visibilidade , não é perigoso?
        Outras a 2 e 3 metros de uma passadeira.
        Quem fiscaliza a entidades que devem cumprir escrúpulosmante a lei?
        Nada disto justifica que o condutor seja imprevidente, serve apenas para que as entidades com responsabilidade nesta matéria olhem para o seu umbigo e implementem as medidas transversais e não remendos.

        • Aaaaaaaaaaa says:

          Meu sr ha pessoas que nem aptas a andar a 80km estao, quanto mais a 120km. Os limites sao criados para uma maior abrangencia entre o mau e o bom condutor. Se calhar antes de limites e estradas xpto, a possibilidade de muitos continuarem a poder conduzir devesse ser repensada, melhor preparaçao e mais critério de avaliaçao. Porque a quebrar regras vai sempre haver gente, mas se forem melhor preparadas e um exame mais rigoroso ou nao passam ou ficamos todos mais seguros.

          Tecnicas de travagem 0
          Como fazer curvas 0
          Como operar a caixa de velocidade para maior controlo do carro 0
          E haverá muito mais…

          Situações de perigo acontecm sempre, mas temos de estar melhor preparados para elas.
          Os limites é só uma medida facil de implementar, pode reduzir taxas de mortalidade mas nao é tudo.

      • Lulu says:

        Mas se já andou na AE, já reparou que o problema não é propriamente andar em excesso de velocidade…O não manter as distâncias de segurança, meter-se à frente dos outros veículos sem olhar ao espelho,conduzir no meio ou na esquerda durante várias km consecutivos,etc

  4. Carlos says:

    Tudo em nome da segurança, claro!

    • Vitor Tavares says:

      Claro que a culpa é do “Costa”…os condutores que colocam em risco a segurança e vida dos outros são uns “desgraçados” e uns “coitadinhos” perseguidos pelas autoridades! Os “coitados” que falecem ou ficam inválidos para o resto da vida pela “coragem e habilidade” de quem é inconsciente na estrada que se lixem…

      • Há cada gajo says:

        Ainda não saíste daí ? Vai lá ver o valor da receita dos radares em funcionamento, o custo que os mesmos tiveram e o que foi orçamentado em termos de receita. Depois vem para aqui papaguiar os motivos que estão por detrás da sua instalação…

        • Vitor Tavares says:

          Hoje já saí foi de casa para ir apanhar um pouco de sol..! Quanto ao valor das receitas dos radares em funcionamento só espero que seja “rentabilizado” o investimento que foi feito na sua aquisição,instalação e manutenção…claro que com as “receitas” produzidas nas coimas aplicadas a quem prevarica nas regras estabelecidas e que têm OBRIGATÓRIAMENTE de ser cumpridas por TODOS! Se queres “acelerar” a solução é muito simples…com a “massa” que poupas nas multas “alugas” um determinado tempo nos autódromos e “aceleras” à vontade sem colocar em risco a vida dos outros! Simples…

          • JL says:

            Mas numa pista de autódromo não expõem a tanta gente o seu EGO.

            O problema deles não é andar depressa, é mostrar aos outros que andam depressa, já que isto é um país de valores invertidos.

          • Há cada gajo says:

            Só um espirito preconceituoso tira essas conclusões. Se ficas satisfeito, digo-te mais : fui uma única vez multado numa operação montada pela GNR que denunciei no Comando Geral por ser clara caça à multa e… foi-me dada razão. Eu só estou a comentar o principio que está por detrás da colocação de radares: não é a prevenção da segurança é sim fazer dinheiro. Libertem-se desses preconceitos. Deixem lá o ataque pessoal. Sejam objectivos.

        • Magistrada says:

          Tu é que ainda não saíste daí. Chorões que não aceitam que a vida dos outros é infinitamente mais importante que a deles. Querem andar tipo pista de corridas vão para uma pista de corridas. Numa estrada normal tens de cumprir a lei! Não cumpres, paga e não chora!

          • Há cada gajo says:

            E de onde é que tiraste a ideia que ando por aí a fazer corridas ? Só pode ser preconceito. Eu sempre falei do principio que está por detrás da colocação de radares e nunca falei do que faço ou deixo de fazer. Consegues separar a parte pessoal e ser objectivo ? Ou é difícil, porque tens sempre de ser preconceituoso ?

          • Magistrada says:

            Corridas não tem que ser a 300km/h. Aprende a interpretar. 60km/h numa zona de 20 ou 30 é onde também o conceito de corridas se pode aplicar. Mais um revoltado por haver quem o obrigue a não acelerar tanto e a colocar a vida dos outros em perigo.

          • Há cada gajo says:

            Continuas encravada no preconceito e totalmente presa ao que supões que eu faço ou deixo de fazer por ter feito o comentário que fiz. Nada mais errado. Pior, agora tiveste de arranjar um adjetivo para conseguires encaixar essa tua necessidade de ataque pessoal porque, e apenas porque não consegues ver mais alem.

          • Magistrada says:

            Pois sim, menino. O que me consola é que podes barafustar à vontade. Aceleras perante um radar, já foste. E só isso me deixa contente por apanhar garotos que pensam que estão num filme de ação.

      • António says:

        Já não sabem onde roubar mais, porque é que não obrigam as empresas auto a que os carros saiam com o limite de velocidade permitida por lei?

    • Aaaaaaaaaaa says:

      Nao se vê que quem conduz a esquerda é para impedir os que querem ir em excesso de velocidade de o fazerem. Ficamos todos mais seguros…

  5. charlie says:

    A ideia é continuar a sacar ao contribuinte… não tem nada a haver com a segurança rodoviária.

    • Ze Tolas says:

      Sim… porque as pessoas andarem em excesso de velocidade nao contribui para a inseguranca rodoviara.. tenha juizo!!!

      • Há cada gajo says:

        Abre os olhos. Segurança ? Mas qual segurança ? A ideia é fazer dinheiro e apenas e só. Se houvesse preocupações com a segurança, investia-se na educação, quer no sistema de ensino, quer no ensino da própria condução. Aliás, o ensino da condução é apenas mais um negócio.

        • Profeta says:

          Portanto a tua solucao seria investir na educacao ? Para educar quem ? Nos sabemos que a politica de prevencao dos acidentes rodoviarios deixa muito a desejar mas dai a investir na educacao pensado que se resolve alguma coisa, e o mesmo que pedires a um ladrao para deixar de o ser. E tambem nao entendo qual e o drama de estar a ganhar dinheiro com isto uma vez que sao os proprios condutores que infringem a lei ? So porque estamos a falar de dinheiro nao deveria ser aplicada multa ? O fim a que se destina o dinheiro ninguem sabe ou quer saber, mas bem vindos a Portugal.

          • Há cada gajo says:

            Não se resolve nada investindo na educação ? Essa é a frase do ano. Pois, está tudo explicado. Não digas mais. Drama ? Porque atiram-te para cima a ideia de que é pela prevenção, tu comes, porque nunca foste educado senão para isso, e nem és capaz de pensar um bocadinho, porque tambem nunca de te ensinaram a pensar. Boa sorte.

        • Magistrada says:

          Qual segurança? Não abrandas quando tens radares? A ver se não abrandas? Logo aí estás a dar mais segurança aos outros. Cresce mais é! Queres investir na educação? Toda a gente sabe que não deve andar em excesso de velocidade. Mas como gostam de se armar em espertos, fazem-no, colocando a vida dos outros em perigo. Só mesmo sendo ameaçados de multas e carta retirada.

          • Realista says:

            Deves ser daqueles que acham que o estado está a fazer as coisas para nos proteger… e nem sequer fazem contas ao custo de implementar os radares e receita proveniente dos radares!!

            LoL

            De santinhos e falsos moralistas está o inferno cheiro.

          • Há cada gajo says:

            Então explica lá porque é que este ano na Páscoa, que é sempre o mesmo período do ano, nas estradas, morreu o triplo das pessoas que morreu no ano passado. E este ano tiveste mais radares, mais GNR na estrada, mais viaturas, mais…tudo. És capaz de explicar ? E escusas de fazer ataque pessoal. Eu não te disse o que fiz, o que faço ou o que deixo de fazer. Só te estou a criticar os motivos pelos quais te atiram a ideia para essa tua mente.

        • Ricardo says:

          Não é segurança? Cada vez se vê mais anormais Fitiparvos na estrada, por mim a esses anormais que paguem e fiquem sem carta.

    • JL says:

      Se a ideia é essa porque não multam mais ? o que não faltam são situações para eles multarem.

  6. JS says:

    Bom dia, agora com o uso de smartphones, até pensei que era uma Aproximação de uma Fábrica de Máquinas Fotográficas Digitais

  7. Fernando Canas says:

    Atenção que com os radares de velocidade média não há “margem de erro”, como nos de velocidade instantânea (que faz com que efetivamente não haja multa até 140 km/h). Se o limite é 100 tem-se mesmo de andar abaixo de 100.

  8. Pedro M. says:

    Basta cumprir sempre as regras de trânsito que já não precisam preocupar-se com radares

  9. compro essa também says:

    Mas é isso mesmo, basta cumprir.

    Ao mesmo tempo é só mais um sinal para muitos ignorar como fazem com todos os outros …

    Ex: linhas continuas amarelas, passeios, passadeiras, etc, etc …

    Coitadinhos dos sr. Infratores.

  10. Yamahia says:

    Já vi que és dos tais que vai na faixa do meio a 90 a dar sinais do q é uma condução muito segura.
    Fazes lembrar o outro feito rolha que se punha na faixa da esquerda da marginal a 50,60, 70 pq o limite era 50,60, 70 e depois ficava ofendido qd era comido e maltratado.

  11. Yamahia says:

    Que sistema estupido. Se for na EN a 140 paro para mudar as águas e depois arranco à Fitipaldi e cfaço o resto a 140 na mesma.

    Se for na AE vou nos 190 até meio do troço e depois faço o resto a 50.
    50 é uma velocidade muito segura na faixa do meio, então na faixa da esquerda é o supra-sumo da segurança.

    • JL says:

      Nesse caso leva 3 multas, 1 por excesso de velocidade, outra por ir a 50 kmh, e outra por ir na faixa do meio.

      LOL

      • Yamahia says:

        Multado por ir a 50??? Oh yehhh . O minimo é 50 portanto tasss.
        Multas por seguir por kms na faixa do meio tb nc vi. É assim as preocupações com segurança neste pais.
        De resto a 190 ou 250 esses sistemas não multam. Apenas multam se a velocidade media exceder os 120. Palhaçada loll

        • JL says:

          Basta ir a empatar o trânsito atrás de si para levar outra. Depende da AE, há as que têm 60 km/h como mínimo.

          E sim, há multa e já aplicam a quem andar na faixa do meio, leia as notícias. Lool

          • Yamahia says:

            Qual é a AE com 60 km/h mínimo? Ainda não vi nenhuma.
            Imagine uma AE de 3 faixas no mesmo sentido e durante 20 kms pairar o fantasma do H42, apanho um TIR a 50km/h direita pq pode e eu como quero compensar a média, aproveito e ultrapasso-o a 50,001 kms/h pq posso!!!
            Qt à faixa do meio falam falam mas não fazem nada. Cada vez está pior!

          • JL says:

            O veículo para poder andar na ae é que tem de ser susceptível de andar acima de 60 km/h, mas tenho ideia de já ter visto o sinal azul redondo de 60….

            Ha malucos para tudo, até para gozarem com as regras e autoridades e meterem a sua vida em perigo, além de depois ainda dizerem que os ve’s andam pouco e consomem muito. Looool

          • Yamahia says:

            Ya, há malucos para tudo. Até da D. Henrique que liga Cabo Ruivo ao batista Russo multaram um pessoa próxima que seguia nos 70, eu passei a fazer aquilo a 30/40kms hora. Era um espectáculo o panorama lá para trás eheh.

            Em PT basta uma viatura dar max de 60 para poder abdar na AE. Não é preciso dar mais. Qq dia, se a moda pega, o tractor do ti Manel já pode ir pela AE.

          • JL says:

            Errado, para poder andar na AE tem de ser capaz andar a 60 ou mais, mas tem de ter matrícula branca, porque se for amarela não, porque estes por lei estão limitados a 45kmh, além disso não podem andar tractores, viaturas agrícolas em geral, bicicletas e quadriciclos.

          • says:

            Velocidade mínima em autoestrada é 50 em todo o país! Deixa-te de tretas, ó santinho da casa de banho!

          • JL says:

            Não sou nenhum santinho, onde disse isso ?

    • PA says:

      Se o sistema é estúpido, qual é a alternativa? Termos radares continuamente no percurso total da auto-estrada?

  12. Bob says:

    Isto somente existe para gerar receita… como, em teoria, combate os “excessos de velocidade”, fazem um 2 em 1.
    E os radares não precisam de salário, IRS, Segurança Social, Seguro de saúde, etc 😀

    Era bom se investissem mais em combater todo o resto das infracções graves que causa mais acidentes. Mas, para isso, era mesmo preciso mais policiamento activo, e não um radar instalado.

    Enviem o lucro das multas para o banco alimentar ou assim… ao menos, que ajudem quem está mesmo a precisar. Mas todos sabemos para onde vai.

  13. Pepe says:

    Primeiro:
    Com a evolução de materiais e segurança é simplesmente estúpido a velocidade máxima permitida em autoestrada ser a mesma da época de um mini ou Diane… Desde 197xxx é só ridículo.
    Segundo:
    Não sei como ninguém manda abaixo ou pega fogo a esses radares… Ninguém vai preso por isso… Roubam milhões na TAP não acredito que por mandarem abaixo uns radares fossem presos, só não o faço sozinho porque precisava de ajuda.
    Terceiro:
    Falam de segurança? Eu vejo todos os dias carros estacionados à frente de garagens e ao telefonar para a GNR os meus vizinhos têm sempre a mesma resposta, aguarde, não vale a pena ir… Qdo chegarmos já saiu… Etc… Vejo ultrapassagem em faixas duplas, vejo veículos em contra mão, vejo tudo o que aparece nas notícias, engraçado… É só caça à multa e nada mais.
    Quarto:
    Vendam os carros a andar só a 120km h. Se deixam vender coisas que podem exceder o limite de velocidade a culpa é só do governo que não limita esse ponto. Só limita qdo pode ir buscar dinheiro com isso. Logo não é por segurança.

    • JL says:

      Na altura do mini e diane não havia tanto carro na estrada, é certo que se morria muito mais dentro dos carros, porque carros dessa altura batiam e ficavam quase intactos (exceto a diane, lol) e o condutor ia para a morgue, agora é o contrário, o carro vai para a sucata e o condutor e passageiros saem pelo próprio pé ou com poucos ferimentos.

      Então se está a dar a iniciativa, porque não começa por dar o exemplo ? Desde que depois lhe passem os custos em vez de ser a todos os contribuintes.

      É uma questão de segurança carros em frente a garagens ? No máximo é uma falta de cumprimento do código e falta de respeito pelos outros.

      E você comprava um carro limitado a 120 kmh ?

      • Yamahia says:

        Os eleKtros, grande parte já são looool

        • JL says:

          Grande parte ? Não conheço nenhum.

          • yamahia says:

            FIAT 500e, velocidade máxima 95 km/h.
            Dacia Spring, velocidade máxima de 125 km/h
            Smart EQ ForTwo, velocidade máxima 130 km/h;
            Smart EQ ForFour, velocidade máxima 130 km/h;
            Volkswagen e-Up!, velocidade máxima 130 km/h;
            SEAT Mii Electric, velocidade máxima de 130 km/h;
            Skoda Citigo-e iV, velocidade máxima de 130 km/h;
            Um pouquito acima temos o fantabulástico Renault Zoe capaz de atingir uns estonteantes 135 km/h

          • JL says:

            Onde inventou que o fiat 500e dá 95 kmh ?

            Como vê, todos chegam para levar multa.

      • says:

        Tretas! Nem os carros antigos eram todos caixões nem os novos são seguríssimos! As regras têm de ser actualizadas sim!

        • Lulu says:

          Acho que vou investir num 2cv ou assim porque o meu motor 1.2 é demasiado potente para as estradas,ou secalhar o 2cv também, secalhar seria melhor uma carroça

    • Realista says:

      Comentário mais assertivo e lúcido de todo o PPLware!

    • Yamahia says:

      @Pepe, mai nada. Assm é que é.

    • Nelson Oliveira says:

      “Vendam os carros a andar só a 120km h. Se deixam vender coisas que podem exceder o limite de velocidade a culpa é só do governo que não limita esse ponto. Só limita qdo pode ir buscar dinheiro com isso. Logo não é por segurança.”
      Todo o seu comentario é tao ridiculooo.. que pela sua maneira de pensar , a culpa de todos os obesos no pais é culpa do governo, por nao limitar o consumo de alimentos !! É NO MINIMO RIDICULO, sequer ainda se pensar dessa forma, e muito mais ter o direito a comentar para dizer tanta m****. Ando na estrada todos os dias.. e para mim as multas triplicavam JÁ.. e no dia em que eu levar a minha primeira multa, nao fico preocupado para onde vai o dinheiro.. mas sim ccom a merda que fiz.

    • Lulu says:

      Eu acho que estamos cada vez mais a voltar aos tempos de antigamente. As pessoas às tantas vão voltar aos carros antigos que poluem bem mais,com medo dos radares. Assim é mais fácil comprar um 2cv por ex,assim já é mais difícil ser multado e se não resultar, voltamos às carroças.

  14. JP says:

    Até no acesso a Marco de Canaveses temos direito a um.. Enfim

  15. compro essa também says:

    Muito dos coitadinhos dos infratores, querem sim, regras mas só para os outros e excepções para eles …

    E é graças a esses que existem regras para tudo e mais alguma coisa, são demasiados factos para os argumentos que deixam cair boca fora e até nesses acabam por justificar a criação de mais regras ou o ” aperto” das regras que já existem , é essa a conclusão que se pode retirar dos comentários…

    Saltem, insultem, e mais não sei o quê que quiserem, mas é e será graças e vocês que vão continuar a existir regras e cada vez mais radares e só têm que agradece a vocês mesmos.

    Cumpram as regras que tudo correrá bem.

  16. Antonio says:

    Retira IVA, carrega nas multas. Não tenho pena, pelo parque automóvel que anda aí, há muito dinheiro para sacar. Carrega SLB!

  17. falcaobranco says:

    Nem se trata de uma questão de velocidade ou excesso de velocidade ou menos velocidade, estes radares, aliados aos outros invisiveis e aos condutores que andam na estrada sem saberem o que estão a fazer…cada vez mais perde-se a vontade e o gosto de conduzir…

  18. Pascoal says:

    Falta Viseu na A25 estão montados nos dois sentidos

  19. Pedro says:

    Deviam as multas serem em proporção do vencimento ou com mínimos bem elevados assim não se abusava.

    • Nuno says:

      Pois não… Eu nem levo o meu filho para a escola onde há miúdos que não pagam porque recebem abono e o pai tem um X6 preto e a mãe um X6 branco nem nada…
      Já nem falo na vivenda T8 com 2 piscinas exteriores e uma interior de água quente…
      E a malta que recebe muito não paga multas. Mete o advogado e é até prescrever.

  20. SW says:

    A41 é a Circular Regional Exterior do Porto (CREP). Não se situa em Aveiro, como é indicado no vosso artigo “Novo sinal de trânsito H42.

  21. Ricardo Oliveira says:

    O facto de guardarem os dados para posterior processamento não entra no campo da proteção de dados? Ou seja, será mesmo legal? Que dados são guardados? Onde podemos ter acesso aos mesmos?

  22. JPexRiver says:

    Claro que é claramente a caça a multa e á receita extraordinária para orçamento estado! Obrigar a andar a 100Km horários na A42 em toda a sua extensão e ridículo e se a autoestrada não tem condições então não cobrem portagem com não deveriam cobrar na do Algarve que está uma miséria e não tem alternativa. Na Alemanha em muitos troços da autoestrada nem limite existe portanto vir com o argumento de que os limites nas autoestradas baixam a sinistralidade é atirar areia para os olhos! Concordo por outro lado com a redução sim drástica da velocidade nas localidades bem como a colocação de radares e câmaras nos semáforos nesses mesmos locais. É inadmissível circular a muito mais de 50 no meio das localidades e cidades!!! Haja bom senso e inteligência na tomada destas medidas…

    • Lulu says:

      E isso e depois haver a malta de anda a esse 100 ou menos e mete-se à frente dos outros que vão a mais sem ver espelhos, nem se assegurar que o pode fazer em segurança,bem como malta ao telemóvel com carros aos ziguezagues, nomeadamente,na via do meio. E depois esses é que estão bem porque iam dentro do limite de velocidade.

  23. dude says:

    Para quem faltou às aulas de física. Esse sinal deveria dizer rapidez média e não velocidade média.

  24. MJMC says:

    Esta semana instalaram na A25 logo a seguir ao nó de Sever do Vouga sentido Viseu Aveiro. Zona de 100Km/h

  25. andy says:

    Ao contrário de muitos que li por aqui, acho bem que finalmente vamos ter isso a funcionar. Estou farto de ver chico-espertos ao volante que não respeitam as regras e limites e não sofrem punição. Ainda têm o cúmulo de se sentirem indignados com esta medida! Só mesmo na Tugalândia!!!

  26. Barracaabana says:

    É só andar a 200 e parar a meio para um café

  27. Miguel Gavino says:

    Embora isto seja apelativo para o comprimento das regras na estrada, não deixo de ficar com o a pulga atrás da orelha, uma vez que estou ser monitorizado sem estar a infringir as regras, enquanto que no sistema actual só és “monitorizado” se infrigires as regras e lá vem a bela da foto. Sendo assim também deviam permitir o uso de dash cams para uso em tribunal e para situações com as seguradores, isto sim iria resolver muita coisa, mas também ia tirar muitos € de certos bolsos e isso não pode ser.

    • Zé carlos says:

      Estão a ponderar dar prêmios monetários a quem enviar provas de transgressões para as autoridades. Há países (França é um deles) que já dão recompensas.

  28. PL says:

    há por ai muitos sítios não está lá o sinal mas a camara e o radar já estão a funcionar há muito tempo

  29. Eduardo says:

    Cumpro as velocidades permitidas, nada tenho a temer.

    • José Maria Oliveira Simões says:

      Até ao dia que ….
      Não tenha cuidado não …

    • Lulu says:

      Cumpre os limites que repara! Porque muitos provavelmente passou a mais e nem se deu conta, porque são demasiado ridículos e alguns até estão escondidos pelas árvores ou não são reforçados com o intuito da multa.

      • Nuno says:

        Faltavam cá os como tu que só arranjam desculpas esfarrapadas…
        Mas não era suposto a malta que conduz ter idade suficiente para serem Homenzinhos e assumirem as suas responsabilidades?

  30. RicM says:

    E datas? Nem aqui nem no sítio da ACP mencionam datas para colocação dos sinais. Ou agora é que é mesmo a sério? É porque já em 19 Set 2021 foi publicado aqui (https://pplware.sapo.pt/motores/novos-radares-de-controlo-de-velocidade-media-saiba-os-locais/) sobre a “novidade” dos radares de velocidade média.

  31. Lulu says:

    Soa a controlo da população em excesso e falta de zelo….É ridículo e tudo o que é em exagero…
    No outro dia fui a Lisboa e tenho retas enormes com limites de 50 por ex, nas quais dizem radar mas muitos nem dizem a velocidade máxima do local ou pelo menos reforçam a mesma,com um certo objetivo do condutor cair no erro de pensar que é mais (pois é lógico que deveria ser). Isto é em Lisboa e noutros locais em que há imenso controlo de velocidade, sendo que não reforçam a indicação da velocidade maxima com o objetivo de poder multar mais pessoas. E não é caça à multa,pois não?

    Outra: Tentam vir lado do Montijo na A33 e sair para a Ponte Vasco da Gama…vens a 120 e de repente limite de 60 do nada,o que até força a travagens tão desnecessárias…pior, limite de 40 mais à frente. No outro dia até fiz a experiência de tentar ir a 40 até quase à portagem,foi ridículo,mas segundo a sinalização teria que ser assim. Até o carro praticamente passava isso sozinho. Não só dificulta porque é demasiado devagar, como é bem mais perigoso, nomeadamente porque tenho que me chegar para a via um pouco mais à esquerda e não posso fazê-lo a 40/50, é demasiado devagar e perigoso. Quando mudo de via gosto de não causar embaraço a quem vem já na via, como vejo muita gente fazer só porque o limite de velocidade é ridículo ou por falta de leitura da estrada.

  32. Eu says:

    Se for sabido o local deste equipamentos, podes ir a mil a hora e parar a meio para uma soneca ou comer uma bifana.

  33. Gil Dias says:

    Mais nada. Querem fazer corridas vão para uma pista de automobilismo. E a próxima medida deveria ser nas entradas para as rotundas. Mal vêem uma rotunda, prego a fundo e toca a entrar como se não houvesse amanhã. Quando se cruzam dois animais de comportamento semelhante lá temos o inevitável acidente.

  34. Lulu says:

    Atenção…Nacional 4 Zona de Montijo/Faias com limite 50 num lado, e 90 no sentido contrário, com controlo médio. Parei o trânsito todo para tentar cumprir aquilo que nem coerente é e nem reforçam a sinalização no local, mesmo para ficarmos confusos, para além de não ter sinal de fim. E agora moralistas o que dizem? Também é pa cumprir 50 à hora numa enorme reta? Só cumpri porque estava com medo da multa mesmo, porque não faz o mínimo sentido.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.