PplWare Mobile

Veículos elétricos: Saiba quais os Municípios com isenção/desconto no estacionamento

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Rui says:

    Excepto nos grandes centros urbanos, a medida é meramente simbólica. No interior do país são raros os locais com estacionamento pago!
    O que o estado devia fazer era taxar menos esse bem de luxo que é a electricidade, passando de 23 para 6%! Não sei é se as reversões para os funcionários públicos deixa algum cêntimo para essa medida ou se até aumentam ainda mais o IVA para punir os consumidores capitalistas!!!!!!!

    • Marco says:

      Deixem o IVA em paz, olhem mas é para taxas e taxinhas que estão na fatura da luz que apenas servem para pagar acordos de exploração, sabes lá como foram feitos esses acordos. O IVA sempre ajudar a financiar o sistema de ensino, o sistema de saúde, as reformas, enqt q as taxas e taxinhas não. Ou estão com medo que lhes aconteça como aconteceu ao ministro Álvaro e ao secretário de estado?

      • Marco says:

        Sabes = sabe se

      • hsff says:

        Claro, um serviço essencial e de primeira necessidade deve ter um iva a 23%. Têm títulos de dívida pública?

        • Marco says:

          Não tenho, mas faço-te a mesma pergunta que fiz em baixo.
          Queres baixar o IVA da electricidade bora lá, agora diz onde aumentarias ou que é que cortarias na despesa do estado no mesmo valor?

          Lembra-te que no final de cada mês tens de pagar salários, RSI, reformas, fornecedores, dividas, o dinheiro não cai do céu como alguns querem fazer querer, ou como ouvi numa entrevista “A divida do estado não é igual à de uma empresa. Um país não pode ficar dependente de desejos especulativos dos mercados/credores.”

          • hsff says:

            Porque é que você não questiona a dívida do país? Ou as regras a que o país está imposto que garantem que cada vez menos gente tenha acesso aos serviços e aos bens essenciais? Para si a política parece ser apenas aritmética independentemente se há presente ou futuro para os que cá vivem.

          • Marco says:

            @hsff: a minha resposta foi dentro de um contexto, não tenho culpa que as palas politicas não te deixem ver mais para além, quem me conhece sabe muito bem que questiono a dívida, que questiono a validade de certas PPP’s, que questiono a nossa branda justiça. As regras a que o pais está em imposto, são as regras de um pais que duarante 40 anos pensou que as dividas não seriam pagas, que os proximos que viessem que lidassem com isso e quem emprestou agora quer receber, senão pagarmos é certo que qem nos empresta da proxima ou não empresta ou levamos com um juros muito alto. Na minha terra sempre ouvi dizer quem não tem dinheiro não tem vicios, mas nós estado, temos muitos vicios e não temos dinheiro. Desculpe lá, mas ensine-me a fazer um orçamento sem dinheiro e a ter de pagar salarios da FP, reformas, RSI, fornecedores, é que por muito que não se queira no final vai tudo bater na aritemética de se ter dinheiro para pagar. ou acha que os formecedores, os reformados, os FP’s vivem do ar. Olhe para a CP/EMEF que sem dinheiro está no estado que está, não há guito pilim e a divida já é enorme, não fornecimento de peças, vá dizer ao fornecedor da CP que não pode viver da aritmética, que el vai perguntar-lhe se é você que vais pagar aos funcionários dele no final do mês.

            Antigamente o estado ainda podia imprimir notas, mas a inflação subia, ou seja os produtos ficavam mais caros.

      • arc says:

        E para os “famigerados”…arredondamentos!

      • Rui says:

        Não sei se sabe que essas taxinhas também pagam IVA de 23% a somar!!!!!!!
        Imposto Especial sobre o Consumo de Electricidade (0,001€ por kw), tem IVA a 23%;
        Taxa Exploração DGEG (0,07€ por factura, presumo), paga taxa de 23% de IVA;
        Só a Contribuição Audiovisual (valor mensal por contador de 2,85€ e que vai para a RTP), é que paga IVA de 6%!
        Talvez se não baixa a taxa de IVA da restauração de 23 para 13%, o estado tivesse mais dinheiro para as funções que refere. E já que falo na restauração, você quando almoça ou janta fora, notou uma baixa do preço que paga, quando o IVA passou de 23 para 13%? Pois…….

        • Marco says:

          Claro que sei, mas tb sei que ao contrário do que o governo diz, o estado (todos nós) estamos falidos, não temos cheta, pilim, vamos ser directos, se o governo baixar o IVA na luz vai aumentar noutro(s) lado(s), como no gasóleo (transportes, hello as coisas não chegam ao supermercado sem gasoleo, as vossas encomendas não chegam ate vós sem gasoleo), gasolina, como tb pode aumentar a taxa dos açucares, do sal, ou melhor baixar o limite para o qual ficas isento de pagar a taxa, e qd se fala em sal e açucar estamos a falar em tudo o que é comida processada e bebidas, excepto àgua.
          Falas no IVA da restauração, sabes de qt perdeu po estado na carga fiscal do IVA da restauração? Cerca de 175milhoes contas do governo, sabes de quanto foi o amento em carga fiscal nos combustiveis nesse mesmo ano? cerca de 600 milhões, foi preciso tapar outros buracos.

          Por isso não tenham dúvidas que se tirarem no IVA da electricidade, vamos levar com um aumento noutro lado qualquer no valor minimo dessa mesma baixa, porque temos um estado falido, senão expliquem pq é que há cativações em (quase)todos os serviços públicos, ou seja, o estado diz que tem 2mil milhoes para a educação, mas depois só dá mil milhões (n são estes os valores)?

          Querem baixar o IVA da electricidade bora lá, agora digam-me onde vocês aumentariam ou que é que cortariam na despesa do estado no mesmo valor?

  2. Joao says:

    eu so volto a votar quando um partido se comprometer a enviar.me por email um relatorio anual dos impostos que paguei para onde foram, como quando pago nas telecomunicacoes vem la tudo discriminado, os impostos devia ser igual. Nao vejo nenhum partido para aqui virado nem com planos tipo daqui a 5 anos vai ser assim ou Y.

    • rodrigo says:

      boa sorte com isso! Mas mais votar em branco do que nao votar.

    • Wishmaster says:

      Não é possível fazer isso…
      O dinheiro que pagas de impostos vai para um “bolo” que depois é distribuído por rubricas no orçamento de estado. Além disso, não é permitido afectar uma determinada receita a determinada despesa.
      E ainda que fosse, isso causaria uma burocracia medonha só para verificar para onde foi cada euro que pagamos de impostos.

      Tudo estaria bem se:
      – não fosse o capital injectado nos bancos para os salvar, que deveria ter sido injectado na economia (nas empresas);
      – o Estado criasse ele próprio emprego em vez de andar com programas ocupacionais;
      – o Estado controlasse devidamente o sector da energia fixando os preços;
      – controlasse devidamente o sector das telecomunicações;
      – fosse o Estado a controlar a emissão de moeda, em vez de serem os bancos a criar o dinheiro;
      – o Estado não estivesse subjugado às quotas de produção da UE e pudesse controlar as suas exportações à vontade;
      – tivéssemos uma moeda adequada à nossa economia, já que o Euro é demasiado forte.
      entre outras medidas que não são tomadas por estarmos com o país a saque.

      Conclusão: tudo estaria melhor se saíssemos da UE. Mas a lavagem cerebral é tão grande que toda a gente acha que tudo ruiria, que seria desastroso.
      Mas só relembro que a Islândia esteve para aderir à UE. Foram-lhe impostas condições que os fez imediatamente recusar. A UE pressionou e mesmo assim não quiseram…..Viva a Islândia!!
      Vivemos numa ditadura imposta por um quase-Federalismo franco-alemão.

      Um dia, quando acordardes de manhã, ides ver e o País é dos Franceses e Alemães; com um pouco de sorte estareis a falar francês.

      • Wishmaster says:

        Ah só faltou referir o que a UE tem feito à economia do reino unido….
        Vão ver os últimos 40-50 anos…. Destruiu-a que já nem cresce há muito tempo…
        Daí que queiram sair da UE e fazem eles muito bem.
        No início vai ser difícil, sim. A pressão vai ser enorme, pressão exercida pela UE e grupos económicos. Mas depois de passar essa fase conturbada a economia virá cheia de força (tal como aconteceu com a Islândia). Sabem a história do filósofo e da vaca? É a mesma coisa..

        • Marco says:

          Essa UE malvada, que nos deu dinheiro para modernizarmos as empresas e a agricultra nos anos 80 e 90 e que foi tudo gasto em casas, carros, férias.
          Que nos deu dinheiro para fazermos autoestradas, pq até lá a A1 era uma anedota, essa mesma UE que nos queria dar dinheiro para fazermos novas linhas de comboio, mas que os nosso ultimos governos disseram que não, essa malvada UE que nos queria dar dinheiro para comprarmos canadairs em que só tinhamos de pagar 10 milhoes por dois, mas preferimos alugar heli por 11 milhoes ano + horas de voo.

          E tanto quanto sei, não fomos obrigados aderir à UE, só aderimos pq quisemos, se aderimmos temos de cumprir com as regras deles.

          Lembraste da Espanha dos anos 80? Que tinha um economia como a nossa, e que agora é um os players, qual foi a diferença? Se calhar souberam aproveitar os fundos europeus e não andaram para ai a gastar dinheiro em carros, casas, meninas…

          sim a UE tem coisas más, mas se queremos pertencer temos de cumprir as regras, mas deves ser mais um que não viveu neste pais nos anos 80 e 90, que não sabe o que eram as nossas estradas, as nossas telecomunicações….

          • Wishmaster says:

            Por acaso até vivi nos anos 80 e 90 e lembro-me perfeitamente como era.

            É, a culpa é nossa…as estradas foram construídas, linhas férreas foram melhoradas (não é a linha de alta velocidade que iria tornar tudo diferente)…

            Atenta aos gráficos e vês do que falo…..
            https://limianoliberal.wordpress.com/2011/12/27/evolucao-daeconomia-portuguesa/

            Mas antes, atenta no porquê do Reino Unido querer sair da UE; verifica o penúltimo gráfico desta página:
            https://www.economicshelp.org/blog/5843/economics/economic-growth-stats-2/
            Vê como desde 1971, a economia do Reino Unido tem vindo a definhar e não consegue de forma nenhuma recuperar.

            Depois vê os gráficos da economia portuguesa (primeiro link)
            gráfico 1 Dívida Estatal Portuguesa em % da Produção Interna, até à entrada da UE a dívida aumentou, depois entrou num planalto, mas vê como a seguir disparou.

            Gráfico número 2: de 1957 até à entrada na UE, até 1989 (Portugal entrou na UE em 1986) aumentou sempre. Vê como as duas últimas quedas são mais significativas que as duas anteriores “correcções”….Isto vê-se constatando que a “retracção” dupla e sucessiva, tens a segunda que faz “rebound” acima da anterior (antes de entrar na UE fez isto: a segunda queda fez rebound acima da anterior queda). Já perto de 2009 não aconteceu assim.

            Gráfico 3: a taxa de desemprego baixou quando PT entrou na UE, mas verifica depois o que aconteceu.

            Gráfico 5: Poupança
            Embora a tendência já fosse descendente, certo é que se acentou muito…Podes ver a partir de 1986 como vem por ali abaixo.

            Ou seja, o país está mais pobre. O país está a ser comprado… Eles dão com uma mão e tiram com a outra.
            ah, taxa de emigração, continuam a sair do país mais de 100 mil pessoas por ano…

            Mas não vale a pena aqui discutir muito, os resultados aparecerão por si.
            Preparai-vos para verem as Altices e Vincis dominar isto tudo, para seu próprio bem, claro está. E tudo de uma forma democrática, em prol da coesão……Certo.

  3. hommer says:

    o meu Município nem aparece ai, mas também não é surpresas nenhuma, já Lisboa o 100% gratuito é interessante 12€ por um dístico anualmente via Emel(cabada de xulos)…

  4. camt says:

    “O estacionamento para veículo 100% elétricos com Dístico Verde é gratuito nas Zonas de Estacionamento de Duração Limitada sem cancela, mediante a compra do dístico verde por 12€ anuais.”

    Grátis seria senão se pagasse nada isso sim, tudo o que é acima de 0 não é grátis, ou o nosso parque de veículos elétricos é assim tão grande que não se conseguem distinguir dos de combustão?

  5. Nonnus says:

    Com tanta fotografia de carro eléctrico na internet, porque raio foram escolher uma com um carro híbrido!

  6. censo says:

    Mais uma parvoíce. Num hipotético futuro parque automóvel totalmente elétrico vão passar a ter o mesmo tratamento que hoje tem os não elétricos.

  7. Zé da Nuca says:

    O Municipio precisa de receita! Parágrafo! Pague, otários..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.