Quantcast
PplWare Mobile

Fatores a ter em conta antes da compra de um disco externo

                                    
                                

Autor: Eduardo Mota


  1. Rui says:

    Muito bom artigo 🙂
    acrescentaria a resistência mecãnica. Um disco HDD basta uma queda de 50cm e com o disco desligado, para destruír completamente o disco (aconteceu comigo). Um SSD aguenta muitos G até ter os dados comprometidos. Para utilizar como cópia móvel, não abdico do SSD à anos, se for para um NAS é totalmente diferente, aí um HDD ainda faz todo o sentido.

  2. Diogo Monteiro says:

    Muito bom artigo. É por isto que gosto de vir cá pelo menos uma vez por dia 😀
    Acho que o artigo tanto serve para discos externos como internos. O conceito é praticamente o mesmo.

    Eu pessoalmente utilizo uma NAS, assim consigo aceder aos meus dados, onde quiser, sem ter de levar equipamento atrás. Naturalmente que utilizo HDD, para já uso o modelo RED da Western Digital e têm-se portado muito bem, e como em breve quero investir em um HDD de 10TB, irei optar novamente pelo modelo RED.
    A vantagem da NAS, para mim, é também a poder utilizar como mediacenter totalmente automatizada.

    • Tiago says:

      Boas eu tenho uma synology, como posso obter boas velocidades de transferência de ficheiros numa rede externa como configurar? a minha ligação é vodafone fibra 200/200…Obrigado

  3. Diogo Monteiro says:

    Boas tiago.
    A minha NAS também é da Synology. Depende muito do que pretendes fazer. Para mim, foi bastante complexo para o que quero. Por exemplo, tenho a NAS cá em casa, e posso aceder a filmes e series por uma box androidTV, com o kodi, na casa dos meus sogros.

    A maior dificuldade foi meter todas as portas a funcionar entre o router da meo e a NAS. É muito difícil explicar por aqui todos os passos que fiz. o ideal será encontrares alguém minimamente entendido e curioso na matéria para indo explorando o assunto.

    Mas podes fazer algo mais simples. Na NAS, vais ao painel de controlo, “Portal da aplicação” e configuras a parte onde diz “ativar alias personalizado” na aplicação “File station”. em principio podes aceder com o link http://oteuip/nomequeescolheste*

  4. Frederico Macias says:

    Um aspecto que foi omitido, muito importante, na minha opinião: o Precisar ou não de um transformador para ligar o disco ao dispositivo pretendido. De resto parece me bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.