PplWare Mobile

O maior avião do mundo voa pela primeira vez e bate recorde (vídeo)


Imagem: Stratolaunch

Fonte: Stratolaunch

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. RM says:

    Qual é a utilidade de um avião destes ?

  2. Joselito says:

    O Linux nunca verá um desses!

  3. Ruben Vieira says:

    Aquela velocidade está correcta?

  4. Roberto K. M. says:

    Enquanto isso o Airbus A-380 deixará de ser construído em 2021 por falta de pedidos. A Singapore Airlines, dona do maior número desses aviões cancelou vários pedidos pelo alto custo operacional. É um avião muito confortável mas de manutenção mais cara ainda.

    • Roberto K. M. says:

      Deveriam construir um sucessor do Antonov 225. O Mriya é de 1988, portanto já conta com 31 anos. Mas ainda assim eu gosto mais dele.

    • Lopes says:

      Fala-se em alhos e comenta-se bugalhos

    • Rui says:

      O A-380 é um avião comercial de passageiros, talvez grande de mais para a maioria dos aeroportos! Até a própria Airbus com os novos NEO, matou o próprio 380, ao permitir construir aviões maiores só com 2 motores!

      O Stratolaunch não tem nada a ver com o A-380, só no tamanho!
      Não foi pensado para aterrar nos aeroportos civis e tem um único propósito que é o de lançar naves para o espaço, poupando muito dinheiro sem recorrerem aos tradicionais foguetões!

  5. Paulo Guerreiro says:

    A Boing não copnstroi motores. Os Boing (e Airbus) são equipados com motores Rolls Royce e de mais dois fabricantes.

  6. pedro says:

    O cockpit da foto é de um 747 e não deste avião, dá para ver logo que algo está mal, quando existem 6 motores e no cockpit só tem 4 manetes de thurst.

    E não existem “motores boeing” , os principais fabricantes de motores são Pratt & Whitney, GE e Rolls Royce

    • Vítor M. says:

      Obrigado pela correção. De facto é um cockpit de um 747 que é a base do Stratolaunch, informação agora completa. Quanto aos motores, não tem só a ver com quem os fabricou, tem a ver para quem os fabricou, dado que são com a mesma configuração dos motores do Boeing 474 e não uns motores fabricados com configurações únicas.

      Obrigado pelos reparos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.