Quantcast
PplWare Mobile

Windows 11: Microsoft recuou e já deixa definir o browser padrão de forma simples

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. jorginho says:

    Até que enfim!!!
    Só não consigo entender a “política” da MS. Pq tinham alterado anteriormente? não seria melhor ter deixado como estava?
    Não é só no browser que a MS cometeu erros nas “Aplicações Predefinidas”. Por exemplo, quando se deseja instalar um aplicativo de áudio, tu tens que ir lá e configurar extensão por extensão. Não era melhor ter deixado como estava antes?
    Fico a imaginar os “gênios da informática” que desenvolvem o Windows a alterar coisas que nem deveriam ter alterado e depois voltam atrás nas decisões. Muito bem gerida a MS.

  2. Miguel Real says:

    A Microsoft é uma multinacional privada. Está obrigada a LUCRAR senão os acionistas poder mover um processo por má gestão. Assim faz o que melhor entende para ganhar mais e mais dinheiro, a preocupação com os ‘utilizadfores’ tem como objectivo lucrar mais com os mesmo e mais nada. Mas como se sente a perder terreno no mercado ‘desktop’ ‘laptop’ , (nos servidores já perdeu bastante), graças ao GNU/Linux pois a Apple tambem está a perder mercado pois o pessoal já percebeu que pode comprar melhor por muito menos € e pode instalar o MacOS, (embora o hackistosh dos modelos com cpu ntel esteja a acabar), já a malta do GNU/Linux mostrou para Mac’s da nova familia M1 uma versão funcional mas ainda não finalizada. Outro exemplo flagrate de que a Microsoft está preocupada sáo os preços a que actualmente se encontram no e mercado licensas de vários produtos MS ao preço da chuva. Assim só me resta um laptop com Windows Entreprise só para ‘testes’ e avaliação tudo o mais já é GNU/Linux que cada vez está melhor, mais acessivel e mais rapido e facil de instalar e configurar e como se sabe a ganhar terreno nos jogos com a ajuda da Valve e software tipo Wine, bottles…
    Ainda assim a Ms prometeu que será possivel desinstalar o Edge mas ainda estamos a aguardar.
    P.S.: Imaginem um caro em que são obrigados a usar pneus só da marca que o fabricante obriga gostariam??? tal e qual como para carregar um carro electrico se seja obrigado a usar só os carregadores do fabricante, (ridiculo=, seria como estar obrigado a usar bombam de gasolina que a marca auto obriga-se.

    • Vitor Tavares says:

      Um grande “discurso” com muitas palavras…infelizmente muito “vazio” e apenas uma “cópia” de argumentos já muito utilizados e que nada dizem ou acrescentam à “bíblia dos fanáticos” anti-Microsoft!
      Por exemplo gostava de saber qual o motivo LÓGICO que leve alguém com um conhecimento MÍNIMO do funcionamento de um SO a querer desinstalar o Edge…qual a VANTAGEM de o SO “correr” sem esse browser instalado!!

      • Miguel Real says:

        fanatico? mais de 25 anos a trabalhar com produtos MS, (e muitos outros em ‘simutaneo), mas há que evoluir e fazer valer os direitos dos utilizadores que MS e outros abusam constantemente; para mim passar para GNU/Linux actalmente é ir de ‘burro para cavalo’ e nos servidores e dispositivos moveis só um ‘fanatico’ não o que ver …
        Lá porque acha que os argumentos tão batidos não os invalida agora se tiver contra-argumento e quiser dialogar, (prova que não é fanatico poisa esses não dialogam), ai sim.
        Edge, (não é pior que o IE mas quase), porque que é que sou obrigado a usar um brower ‘embebido’ no sistema operativo? ainda por cima quando é tão intrusivo ??? recordo as versões de SO-MS sem media player, (versões N apenas um exemplo), poderia dar muitos mais!
        Onde está a substancia do Seu comentátio?
        usar o edge no windows é como a marca de um carro o obrigar a usar pneus ou combustivl de uma só marca, ( a propria), parece-me que o Seu conhecimente é que é MINIMO senão contrapunha com algo valido em vez de generalidades subjectivas. Agradecido

        • UnhuZpt says:

          “parece-me que o Seu conhecimente é que é MINIMO senão contrapunha com algo valido em vez de generalidades subjectivas.”

          Quando o seu argumento claramente se aplica a si proprio

  3. Luis Henrique Santos Silva says:

    Isto ainda é para os insiders certo?

    • Miguel Real says:

      existem soluções sem necessitar de esperar:EdgeDeflector e outras agora tem é que se procurar ‘estudar’ perceber e depois fazer, dá algum trabalhito mas nada do outro undo para que percebe um pouco da poda.

  4. relogio says:

    não há meio de corrigirem é a treta menu iniciar e tirarem a porcaria das recomendações e disponibilizarem o espaço para usar outras coisas…

  5. Miguel Real says:

    Ainda recordo anos atrás em que empresas eram aconselhadas pela Microsoft a usarem o Firefox porque o IE dava problemas com imensas peças de software da Microsoft. será que tal como nas versões ‘N’ a Microsoft deveria ser ‘obrigada’ a ter uma versão do 10 & 11 sem broser e sem media player?
    Concordo com a maioria em não querer o Edge, (que até é ‘pesado’), refletido pelas cotas de mercado dos browsers, não uso google chrome mas uso variantes do chromium e estou quase a abandonar o firefox como 2º browser. O pior de tudo é a Microsoft já esteve quase a ser desmmbrada em varias empres por causa das leis anti-trust e monopolio mas muveu influencias e safou-se mas é o caminho ainda pior é actualmente ‘só’ SO da Microsoft para ‘pc’s’, (claro se esquecermos os macOS, BSD, GNU/Linux), mas sou do tempo em existiam outras opção ex.: PC-MOS, DR-dos e mais… actualmente ao pessoal amigo aconselho opera com vpn, (que é um proxy e não uma VPN), mas tambem deve ser «customizado’ ao gosto de cada um.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.