Quantcast
PplWare Mobile

É assim que o Windows 10 se vai proteger contra a instalação de apps não desejadas

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Pois says:

    Lembra o secure boot e a desculpa de rootkits, que na realidade limitou foi a instalação do Linux e o BSD nos computadores que têm essa função. Para criação de um instalador Linux em sistemas Windows é preciso pedir/utilizar uma chave criptográfica feita à medida, e que só pode ser fornecida pela Microsoft.
    Até permitiu o bloqueio do Linux em sistemas ARM com o Windows pre-instalado.
    https://www.rodsbooks.com/efi-bootloaders/secureboot.html

    Cheira-me que parte das aplicações da concorrência (concorrência obviamente indesejada) vão começar a ter problemas súbitos, como já aconteceu antes com a filtragem de segurança do anti-virus e de assinaturas de drivers do Windows:

    https://www.makeuseof.com/tag/x-programs-windows-10-may-remove-device/
    https://www.howtogeek.com/243581/windows-10-may-delete-your-programs-without-asking/
    https://www.ghacks.net/2015/11/24/beware-latest-windows-10-update-may-remove-programs-automatically/

    Para nossa conveniência, claro.

    • Bruno Silva says:

      O secure boot foi uma excelente adição, alias, já devia existir à muito tempo… o boot desprotegido era uma praga…

      Como deves saber, antigamente qualquer um conseguia aceder a ficheiros, supostamente protegidos por uma conta com password, apenas usando uma distro linux com suporte para montar partições NTFS… E até mudar o nome de 2 ficheiros de forma a ter acesso à CMD a partir do menu de login do windows, possibilitanto assim mudar a password de administrador do windows muito facilmente.

      O secure boot nunca limitou a instalação de outro SO, bastava simplesmente desativar a mesma, o que é alto brutalmente simples na maioria dos casos. Até nos Surface facilmente fazes boot de uma distro, demora 2 segundos a desativar o secure boot

    • Jose says:

      A Microsoft já faz isso com o windows 7, bloqueando a abertura do google chrome.
      Não me admira que continuem com a cretinice, agora com o w10.

  2. Asdrubal says:

    Ainda pensei que obrigasse a aplicação a ter uma assinatura digital válida.

  3. Nuno says:

    Não estando ativa por defeito, a grande maioria dos utilizadores nunca irá usufruir desta melhoria na segurança. Muito simplesmente por ignorar que existe.

  4. Tempo de Calippos says:

    “Ccleaner”, que diga-se, nunca me causou os tais problemas que muitos dizem, aposto que deve estar na lista, esperar para ver…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.