Quantcast
PplWare Mobile

Cada vez mais utilizadores estão a migrar para o Windows 11 e a Microsoft agradece

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Nuno Santos says:

    Se retirassem as restrições talvez existissem mais computadores a migrar.

  2. JR says:

    Hoje em dia vivemos num mundo em que a Microsoft e outras os dizem baixinho para os que não cumprem os requisitos. Quem não tem requisitos temos pena e não queremos saber disso para nada, mas depois arranjam soluções para contornar as restrições. Vê-se mesmo que as empresas não sabem o que querem ou mostram desespero por alguma razão. Enfim, eles lá sabem. Oh triste mundo por onde vais.

    • Manuel Costa says:

      Sim… 99,99999% das pessoas, com menos de 25 anos, exigem ter a versão de Maio de 2022 de um sistema operativo, para instalar hoje e que não tenha nenhuma falha e funcione a 120% dos outros.
      Por isso é que o phishing cresceu 60% mas, a quantidade de apanhados aumentou 7400% nestes últimos 5 anos.

  3. AOliveira says:

    Tenho ainda uma dúvida

    O WIN 11 será instalado como atualização automática ou teremos que tomar a iniciativa da sua instalação?

  4. Sardinha Enlatada says:

    Mudar para linux evitava muitas dores de cabeca para muitos. Ha e tal nao da para jogos. Ha e tal nao ha software especifico, ha e tal mas ha virus com fartura e malware. E so colocar na balanca e ver se compensa para alguns utilizadores domesticos fazerem das tripas coracao so para instalarem o windows 11 que de certo nao tras nada de novo. Minha opiniao pessoal. Salut.

    • Atum em posta says:

      Deixa-os sossegados com Windows. Quanto menos computadores com Linux menos apetite há em fazer malware. Além disso, a malta que usa Linux está sempre a recomendar que os outros usem, mas no fundo querem ser poucos, para continuarem a parecer mais inteligentes que as outras pessoas.

      • Miguel A. says:

        Isso é muito giro na teoria. Mas o facto é não haver uma cota de mercado muito presente de Linux, faz com que pessoas como eu, que sabe trabalhar com Linux, não pode trabalhar com ele, porque o dia a dia usa software profissional que não existe para Linux.

        • Atum em posta says:

          Se sabes mexer em Linux não deves ser um nabo informático, portanto se usares Windows não vais ter problemas com certeza, já que normalmente o grande problema do Windows situa-se entre o teclado e a cadeira.

  5. reclameaqui@windows.net says:

    “Sendo o sistema operativo mais usado da Internet, o Windows” não, que por acaso até é o Android. Quanto ao Windows 11 ou outros, quando é uma escolha empresarial, somos obrigados a usar aquilo. Se for uma escolha pessoal, aí temos a opção poderá incluir também macOS, várias distribuições de Linux ou BSD. Se for para jogos recentes, os fabricantes favorecem o Windows, logo faz sentido usar. Mas para os restantes utilizadores, qualquer distribuição de Linux tem jogos, suite compatível com Office que chega e sobra e programas para tudo e mais alguma coisa, inclusive para aceder à net e ver emails. As pessoas só usam Windows em casa porque foi o seu primeiro contacto mas Ubuntu, PopOS, LinuxMint e muitos outros, não enviam telemetria do que fazes com o sistema operativo. Já o Android e iOS são tão bons ou piores que o Windows nesse aspecto. Linux é liberdade e respeito pelas pessoas e como no Windows, a maior parte das vezes não precisas de abrir o terminal para digitar comandos.

    • Atum em posta says:

      Lá vai o tempo em que eu andava a recomendar distribuições Linux e a chatear as pessoas para usarem, tipo evangelizador. Depressa me passou essa pancada. Quem quer usar coisas diferentes tem a iniciativa de as procurar, e quem se preocupa com telemetria não mete a vida pessoal e fotos daquilo que come e bebe nas redes sociais.
      As pessoas não querem saber. Queremos nós, aqui no pplware, porque somos meio cromos e perdemos tempo a insultar-nos e a discutir qual dos sistemas operativos é o melhor.
      Repito, as pessoas não querem saber; vão usar aquilo que o computador traz, enchem os browsers de toolbars, o ambiente de trabalho de ficheiros, instalam toda a sucata que encontram na internet, e depois queixam-se que o computador está lento e a culpa é sempre dos jogos do filho ou do sobrinho. Com sorte, ainda carregam no “parabéns, é o visitante nº 1 000 000! Carregue aqui para ganhar o prémio”.

      Eu já desisti de informar as pessoas por iniciativa própria. Se me procurarem para terem ajuda, só não ensino ou recomendo aquilo que não sei ou conheço.

      • António says:

        A verdade é essa verdade, a grande, grande maioria das pessoa não quer saber de computadores. São utilizadores do trabalho ou das redes socias, muito direcionados para um tipo de uso e se ele funcionar, conhecem e usam o botão de ligar desligar, o teclado e o ecrã, nem se apercebem de outras possibilidades dos computador, são utilizadores alheados do diversidade e das possibilidades!

  6. laba says:

    Tenho w10 num PC e w11 noutro. Não há qq diferença. Fazem os dois a mesma m3rda!

  7. SANDOKAN 1513 says:

    Durante muito tempo o Windows 7 e o Windows 10 terão muito mais utilizadores que este novo Windows 11,que foi lançado no princípio do passado mês de Outubro.Mas mesmo muito tempo,vocês vão ver.Tudo devido às restrições e requisitos que a Microsoft pede para se poder instalar este novo sistema operativo.É mau demais. 😐

  8. wtvlol says:

    …e depois volta para o Windows 10.

    O Windows 11 ainda precisa de uns bons anos de forma a ser bug-free.

  9. António says:

    Eu não tinha máquina compatível, mas lá consegui instalar o W11, até hoje tudo correu muito bem, com todas as atualizações a serem feitas sem problemas e com sistema muito estável. Deixei a possibilidade de voltar ao W10, mas não foi preciso, não há nenhum motivo para não mudar para o W11, mesmo a nível estético, que também importante, compensa! Mudem! Já lá vão os tempos dos velhos do Restelo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.