Quantcast
PplWare Mobile

Agora é o Linux da Microsoft que é usado para atacar o Windows e os seus utilizadores

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. compro essa também says:

    A Microsoft no seu melhor … uma falha com mais de um ano ?

    Enfim…dava-lhes jeito talvez …

    Comprem que vocês precisam !

  2. Hugo says:

    Trazem o lixo da unix, Linux e Apple para o Windows o melhor sistema e mais versátil de sempre.. Óbvio que deu bronca…
    Linux é servidores e chega… E a Apple não serve nem para servidores…
    Bem feito ninguém manda incluir lixo no sistema.

    • Samuel MGor says:

      Já agora o problema é o WSL criado pela Microsoft. O Windows não é versátil!! Não dá para pôr o Windows num smartphone mas dá para por Linux (não falo do Android). O Windows sem as inovações do Linux não era o que é agora.

  3. José Carvalho says:

    Pronto, agora é culpa do WSL e não da Firewall do Windows. Já se tinha observado que na instalação de uma distribuição via WSL quem assume a segurança das conexões é a firewall do Windows e não alguma definição nativa do Linux. Tenho minhas dúvidas também se o SELinux e o AppArmor estarão 100% funcionais, é o caso de se pesquisar daqui a pouco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.