PplWare Mobile

uTorrent marcado como malware pelo Windows Defender e outros


Destaques PPLWARE

40 Respostas

  1. Mc says:

    Cracks, keygens, agora torrent clients. Qualquer dia são as VPNs. A indùstria cinematogŕafica e musical näo dorme e patrocina os anti-virus

    • SérgioM says:

      Mas sabes qual é a razão? Keygens e cracks é normal que sejam detetados, basta ter 2 dedos de testa para perceber. Se fores entendido na matéria percebes. VPN’s (sem estarem artilhadas) nunca serão detetadas.

      • Miguel Costa says:

        A última versão do Kaspersky detecta a nova key do Winrar (que recebi por email, já que tenho uma licença válida até 2030) como sendo dangerous e coloca-a em quarentena. A equipa do rarlab pediu-me que desactivasse o antivirus e colocasse a key na pasta certa. Abrisse o winrar e voltasse a activar o antivirus. Ontem, já me voltou a colocá-la de quarentena, tive de ir selecioná-la e anular a acção… no próximo update voltará a acontecer.

    • Atum says:

      Ganhando milhões ou não, ninguém gosta de ver o seu trabalho pirateado/roubado.

      • nervaise says:

        Eu tenho vários filmes comprados em bluray.
        Não tenho outra forma de fazer cópia de segurança dos mesmos a não ser fazendo o download do dito cujo (o PC tem leitor de bluray .
        Como faço?

        • Joao Ptt says:

          Cópia de segurança para quê? Quantos bluray se estragam mesmo?
          A solução é simples, se estragar compre de novo. É pelo menos esta a posição de quem os vende… ou teriam alguma forma fácil de troca.

          • Nuno says:

            Cópia de segurança para quê? Eu posso querer fazer o backup de um filme ou música para ver/ouvir num dispositivo que não tenha como por exemplo leitor de média óptico. A lei permite-me que eu faça quantas cópias eu quiser, desde que seja para uso pessoal.

          • Fak says:

            Não é essa a filosofia de quem faz músicas e filmes.
            A população geral está autorizada a fazer cópias dos filmes e músicas para uso pessoal, desde que nao seja alterada, ou seja, estas autorizado a fazer uma ISO do filme (se converter-se para mp4 por exemplo tens de conservar o disco como prova, de fizeres ISO não é preciso). Não podes é divulgar o conteúdo.
            E os discos até podem não se estragar com facilidade, mas estragam se eles não são imunes a quedas ou riscos, por isso é permitido fazer cópias dos discos. Tendo a ISO Feita também a podes gravar noutro disco, também é permitido, mas não podes converter, tem de ser sempre no formato original.

            A única maneira de poderes converter para outro formato que não o original, é das duas uma: ou guardas o disco original ou tens uma ISO do disco original.

    • Daniel says:

      VPNs ? oi ?

      • Joao Ptt says:

        As VPN’s são utilizadas por alguns para tentar limitar aqueles limites geográficos disparatados que a industria cinematográfica e outros produtores impôs sem qualquer motivo aparente a não ser monetário… por exemplo aceder à Netflix nos EUA não é a mesma coisa que aceder em Portugal, os conteúdos são diferentes por causa das licenças que são negociadas em muitos casos país a país… e se conseguir aceder à Netflix nos EUA estando em Portugal estará, na óptica dos detentores de direitos a prejudicá-los porque eles não poderão extorquir ninguém em Portugal a querer esses direitos tão facilmente porque ninguém os irá querer já que têm acesso em outro país a esses mesmos conteúdos.
        E quem diz isso diz por exemplo ter acesso a conteúdos quem em alguns países estão disponíveis a todos sem custos mas que depois os detentores dos direitos querem receber dinheiro por esses mesmos conteúdos em outros países, basta pensar em alguns vídeos no Youtube onde muitos podem ser acedidos nos EUA sem problemas mas em outros países dá indicação de que está bloqueado.

  2. zépeterpan says:

    O problema é que cracks e keygens podem mesmo ter malware embutido…. e agora, como faz o povo?

  3. RJCA says:

    Um dia destes fica-se sem saber o que é realmente fiável ou não…

  4. Bob says:

    Se, novamente, este disponivel uma versão com uma problema qualquer…. e já se perdeu conta às vezes que o utorrent tem este problema, então é espera, que sai da lista.
    Mas quem se lembrar dos tempos em que o utorrent era um cliente de torrent fenomenal, sabe que agora está longe do que era.
    Já apanhei versões infectadas do utorrent, propositadamente, e por isso mudei para o qbittorrent. Ou usem outros igualmente leves, e sem problemas.

  5. k says:

    Good. Só peca pela tardia. Já à muito tempo que o uTorrent é desaconselhado por muitos motivos. Até aqui já apareceram notícias a desaconselhar. Há alternativas muitos melhores.

  6. Pedro Fonseca says:

    Para mim esse programa é vírus há muito tempo. Só anúncios. Aconselho o qBittorrent, sem anúncios e simples de usar.

  7. João says:

    so tenho uma coisa a dizer (que se resume a uma “gifzinha”/meme inocente, visto que o pplware não permite a utilização inline the imagens nos comments):

    https://media.tenor.com/images/9baef56e6faabc7a6cae3b0d474c6770/tenor.gif

    qbittorrent 🙂

  8. Fernando says:

    Para quem gosta de Sistema Operátivo Open Source, isso não será problema.

  9. dajosova says:

    só tenho uma palavra: qBittorrent

  10. Classic says:

    So uso a versão 1.6, ou a mais recente, antes de a terem lixado: 2.2.1.
    O resto é lixo.
    Não gostei de qbitorrent.

  11. JMAbreu says:

    Pois é, a máquina das mentiras e os interesses das sombras das grandes marcas e da Microsoft x Windows Defender. Não se preocupem estes senhores que damos a volta ao “Defender”, porque quem manda no computador somos não e depois sabemos desativar o mesmo. Basta um bom antivírus para controlar as porcarias que estes senhores estão preocupados? …

    • Bob says:

      Acho que não percebeu o motivo do programa estar no antivirus…. é só fazer uma pesquisa, e sabe-se o histórico de problemas, desde que ficaram mais interessados em ganhar dinheiro, do que manter o programa simples e leve.
      Basta lembrar que o utorrent já instalou programas para minar “bitcoins”….

    • Recommendes says:

      Nem é questāo so Windows Defender…quem ainda nāo saboa o utorrent nunca foi de confiança!

      ERRADO!

      Usa o qBitTorrent que é open source e nāo tem anúncios e ainda por cima nāo tem malware nenhum!

  12. Miguel Costa says:

    Usem o utorrent 2.2.1 build 20302 e desactivem os updates. Se usam trackers validados e que não tenham adware, nunca terão problema.
    Agora se usam trackers que tem obrigações de publicidade e de usarem os vossos computadores para minar criptomoedas, pode usar uma das outras versões que existem.

  13. Raegar says:

    qBittorrent, Deluge, Tixati

    Tantas alternativas melhores que esse lixo cheio de adware que se chama μTorrent

  14. William Neis says:

    Use Transmission…

  15. Francisco says:

    uTorrent esta notícia não é nova já faz mais de ano que este programa está assinalado como não seguro

  16. falcaobranco says:

    Já tinha acontecido no passado com outra versão e calhou-me quando tinha o avira como anti-virus, mas depois a equipa do utorrent actualizou o programa e até hoje nunca mais deu erro…

  17. informado says:

    Só rir… aahahaha Windows vírus 😉 Eu uso o Transmission em Linux Fedora 🙂 Nunca vi vírus em Linux 🙂

  18. R!cardo says:

    Usem o Transmission que é bem melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.