PplWare Mobile

Microsoft ama cada vez mais o Linux! Saiba porquê…


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Fak says:

    apoiante de opensource… sempre negligenciou tudo o que era opensource no passado, até a treta do EMET é closed source e nem sequer é pago…
    digamos antes, apoiamos o opensource, desde que não nos impeça de arrecadar dinheiro nem faça concorrencia conosco.

  2. Alfie says:

    E como diria o outro: esta Microsoft virou uma coisa estranha, estranhíssima

  3. Toninho says:

    Mas afinal qual é o Hyperviosor do Azure?
    É linux?
    Nope. Sim adivinharam Windows Server 🙂
    Correr VM’s linux em Windows já é normal para muita gente assim como também é normal (talvez menos) correr VM’s Windows em Linuxes.
    Mas para a MS o que interessa é que factura com Linux a correr em Windows.

    Cheers

  4. Samuel says:

    Depois de anos a copiar o linux agora são fãs!? Qual é o senão??

  5. Mico says:

    A Ms voltou às bases, isto é, é uma software house que desenvolve um ecossistema que correrá em Ios, Cuscoid, Linux, windows… e quantos houver mais.

  6. Jota says:

    … porque faz as pessoas ver como realmente o Windows é lonnnnnnnge o melhor e como está a anos luz à frente dos outros!!

  7. jaugusto says:

    O objectivo é abocanhar o linux, numa 1ª fase esta-se bem a seguir dominar e depois fechar, olha o kernel, bye bye Linus…

  8. apple fan says:

    dois sistemas arcaicos

    • D4rkw3b says:

      Mais um iSheep com palas nos olhos…

    • pia says:

      A maioria que usa Windows Piratex
      A maioria que usa Linux é porque é pobre, quer tudo de graça e recusa-se a pagar pelo Windows.
      Isso quando não utiliza os dois.
      Já o macOS é para os ricos, pessoas que podem arcar em pagar produtos de alta qualidade, não importando do preço.

  9. Sinhogamer.com says:

    Mais um projeto da Microsoft que será descontinuado. Microsoft so presta Windows desktop mais nada

  10. George Orwell says:

    A Microsoft ama o Linux mas comporta-se como uma namorada que, apesar da sua grande paixão, teima em não se entregar ao namorado e partilhar alguns dos seu hábitos como o “open source”.
    Sem “open source” não há consumação do amor. Será sempre um amor platónico.

    Respigando aqui a lírica daquela canção de Rui Veloso e Carlos Tê, A Paixão (Segundo Nicolau da Viola):
    Não fizeste um esforco p’ra gostar e foste embora/ Contigo aprendi uma grande lição /Não se ama alguém que nao ouve a mesma canção / Foi nesse dia que percebi / Nada mais por ns havia a fazer /A minha paixão por ti era um lume /Que nao tinha mais lenha por onde arder

  11. Xiba says:

    Para desespero dos fanboys de Windows… Um dia a Microsoft lança uma versão do Windows baseada no Linux PARA DESKTOP.

    Podem anotar que esse dia vai chegar.

    • Ricardo Marques says:

      E tem tudo para criar uma distro de qualidade superior, resolvendo problemas de compatibilidade para muito software que atualmente é complicado de colocar a funcionar em Linux.

    • pia says:

      Se isso acontecer, não haverá motivo pro Linux existir. Todos estarão a utilizar o Windows (open source) e que tudo funciona.

  12. Daniel says:

    Microsoft não ama o Linux, apenas está se apoderando dele.
    Lembrem-se: Embrace, extend and extinguish e o famosos Halloween Documents.
    Pesquisem. Essa empresa tem um passado sombrio. Tem que ser muito parvalhao pra acreditar nela…
    Mas pra users que acreditam em Google, Facebook não me admira o fato de defenderem a Microsoft com uns e dentes a troco de nada.

  13. Luis Borges says:

    Just business as usual…

  14. Pedro H. says:

    Em primeiro lugar tem que se fazer uma distinção do que é grátis e opensource. ( pesquisem na net sobre o que é cada um ). Lá porque o software é opensource não quer dizer que tal seja gratuito. A Microsoft até pode muito bem fazer um sistema operativo com base no Kernel do Linux e vendê-lo. Porque não? O esforço e tempo não foi a empresa que investiu para ter um produto? Também a Red Hat faz dinheiro com o Linux e ninguém diz nada.
    Agora expliquem-me como é que um sistema totalmente gratuito consegue ser “abocanhado” pela Microsoft? Vocês não acham que já foi tentado várias vezes no passado? O problema é que qualquer entidade ( Microsoft ou qualquer outra empresa ) que queira “abocanhar” o Linux para fazer dinheiro não o consegue; é impossível. Simplesmente se o fizesse, iria perder uma comunidade de milhões de programadores que contribuem a nível mundial para manter o kernel e software. Acham que a Microsoft por exemplo tem dinheiro para pagar a esses programadores todos? Além disso, se forem página da Linux Foundation, adivinhem quais os grandes nomes investem no Sistema Operativo. O único problema que a Microsoft enfrenta com o Linux é pura e simplesmente a compatibilidade com o software já feito, que como muitos sabem, é extremamente difícil de correr em emuladores, bem como algo caro para esse efeito. Um dia em que a Microsoft garanta um Sistema Operativo que corra sem falhas o software desenvolvido até agora para Windows, eles ganham ( penso eu ) um grande nicho de mercado que os utilizadores de Gnome, KDE e afins, que precisam do PC para fazer outra coisa, nesse caso, jogos. Agora tomar conta do Linux? Num futuro próximo, tenho as minhas dúvidas que tal aconteça. Além disso todos sabemos que em termos de performance e utilização de recursos ( pilim também ) quem é que ganha ao Windows.

  15. Jorge says:

    O maior erro que a linux fez foi juntar-se a microsoft.

  16. arc says:

    Um dia em que os uns diabinhos armados em sabichões se juntaram alguém disse…”Future is a concept, it doesn’t exist. Tomorrow never comes, because time is always now.”

    Depois, foram dar uma passeata e apresentaram uma nova tese… e alguém dos fundos, mandou a boca…”Not only try harder but also try smarter!”

    E eu digo…The quieter you become, the more you can hear.

    GeT Arch Linux, Or DiE, same as for Debian Linux…Animals!!!

  17. Fernando says:

    O Android também é LINUX e não é opensourse e ninguém reclama. Penso que a MS está a seguir o mesmo caminho. Se se pode fazer e é o caminho mais fácil, porque não seguir essa via? O Linux vai continuar a existir. O Windows é que vai mudar.

    • Daniel says:

      É por causa dos blobs, codecs proprietários e pelo Google.
      Parte do código é fechada. É que nem Smart TV que usa o firmware como Linux, mas é fechado, impossível de trocar o firmware por outro, pois está em cima de código proprietário.
      Mas é possível se livrar totalmente do Google ou mesmo enganar ele.
      Uma alternativa é instalar o LineageOS sem os gapps, ou o LineageOS with MicroG
      Há outras alternativas ainda mais severas, mas exigem conhecimento do usuário.

  18. Victor says:

    Santa ignorância, das duas uma, ou estás na galhofa ou não percebes patavina daquilo que pensas que sabes.

  19. Renan says:

    Já fui muito fã de Linux…mas devemos aplaudir a Microsoft…The Future is now!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.