PplWare Mobile

5 subsistemas Linux que estão na loja do Windows 10


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

28 Respostas

  1. Fernando says:

    Que artigo interessante! /s

  2. fernando says:

    Muitíssimo bom ter um destes subsistema linux instalado em nossa máquina ( W10), pois no dia a dia, no meu caso muitas das vesses tenho que acesar sistemas AIX via ssh, e não preciso ter uma VM com Linux a correr nela. Além de usar o “SSH”temos ainda vasto recursos o qual podemos aproveitar.

  3. arc says:

    P Pinto, isso é bom para é para Docker.

  4. arc says:

    Ja viste ali ao lado?

  5. Corvo says:

    isto basta instalar via store e corre logo como dual boot?! ou há passos a seguir para tal se suceder?

    • André Fontes says:

      Não.É um subsistema dentro do Windows que te permite usar a bash de Linux dentro do Windows
      Digamos que é uma espécie de “emulação” da bash dentro do Windows.

      • André Fontes says:

        Dual boot é outra coisa,são dois sistemas independentes que correm lado a lado.

        • Corvo says:

          obgd pela explicação ppl!… pensei que fizesse basicamente o que em tempos o Ubuntu fazia!… digamos que tinha um programa que instalava “via windows” um sistema que corria como dual boot!… era instalar e o proprio programa encarregava de fazer o resto… penso que fiz isso com o mint tb! acho k isso já nem existe mais!..

  6. Paulo Ricardo says:

    Posso ter mais de um subsistema linux no meu windows 10?

  7. Filipe says:

    Qual é a diferença entre estes 5 sub-sistemas e aquele que já vem integrado no windows 10, “Bash on Ubuntu on Windows”?

  8. Zeze says:

    O tamanho da instalação é igual ao instalado numa máquina unicamente com Linux? Há também disponível o Fedora?

  9. Cruz says:

    É por isto que a microsoft é superior em todos os aspectos. é unica empresa inovadora do mundo.

  10. Joel says:

    Quando ligo o PC nunca dá para iniciar o debian tenho sempre de ir ao Power Shell á maneira de ficar sempre ativo?

  11. Joaquim says:

    “Instalar e usar um subsistema Linux no Windows é relativamente simples. Para tal basta que ativem o WSL, executando o comando seguinte numa janela de Power Shell, com permissões de Administrador.
    Enable-WindowsOptionalFeature -Online -FeatureName Microsoft-Windows-Subsystem-Linux
    Em seguida, procurarem na loja de aplicações pelo subsistema que pretendem instalar e depois é só carregar em Obter.”

    Sim, pois… Linhas de comando para uma simples instalação… Assim, não vão lá… Enquanto não resolverem o problema das linhas de comando, Linux vai ficar confinado a uma parcela muito marginal de utilizadores… Ah, e eu já usei Linux Ubuntu durante dois anos e detestava ter de recorrer a linhas de comando para realizar algumas tarefas simples que no Windows basta clicar num botão… Recorrer a linhas de comando era algo que odiava ter de fazer no tempo do DOS… Sim, no tempo do DOS é que tínhamos de andar nisso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.