Quantcast
PplWare Mobile

FSF envia disco à Microsoft para receber código fonte do Windows 7

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Felipe Cardoso says:

    Disney

  2. nop90 says:

    A FSF se aplicasse o mesmo tempo a aprimorar o Wine não precisava da MS para nada. Cada vez mais são raras as excepções onde é necessário utilizar Windows. Em ambiente caseiro, internet, mail, chats e pouco mais qualquer distribuição de Linux satisfaz essas necessidades, e numa instalação base já vem com bastantes utilitários, ao contrário da MS que até o Paint quer retirar e meter numa appstore ou lá como chamam.
    E antes que venham chorar a linha de comandos, manquem-se, a CLI num ambiente caseiro não é necessária sequer. Isso era em 1994.

    • Jusbaldo kkkk says:

      Não, o paint simplesmente foi substituído por uma versão nova como quase tudo o resto, stay on XP normie

    • Samuel MG says:

      O Wine não precisa de ser aprimorado está a funcionar muito bem. Se calhar tens é uma versão antiga.

      • nop90 says:

        Grande parte do mercado são gamers, outra parte são utilizadores de ferramentas tipo Office, infelizmente o Wine ainda não está propriamente no ponto de abrires o .exe e fazeres next, next, next, play. Está bom, o PlayOnLinux e outras ferramentas ajudam, mas ainda não está aprimorado. Além disso, não vejo qualquer motivo para continuar a usar Windows. Até MSSQL tens para Linux, muitos ERP estão a migrar para versões web, portanto deixa de fazer sentido estar agarrado religiosamente a um sistema operativo.

  3. nop90 says:

    A FSF se aplicasse o mesmo tempo a aprimorar o Wine não precisava da MS para nada. Cada vez mais são raras as excepções onde é necessário utilizar Windows. Em ambiente caseiro, internet, mail, chats e pouco mais qualquer distribuição de Linux satisfaz essas necessidades, e numa instalação base já vem com bastantes utilitários, ao contrário da MS que até o Paint quer retirar e meter numa appstore ou lá como chamam.
    E antes que venham chorar a linha de comandos, manquem-se, a CLI num ambiente caseiro não é necessária sequer. Isso era em 1994.

  4. Eu mesmo says:

    O código fonte seria pouco útil nas mãos da FSF. Claramente não conseguiram perceber que o Windows 7 partilha muito código com o Windows 10. Portanto obviamente o Windows 7 não se vai tornar open source.
    Que malta mais ingénua.
    Open source não significa que tudo tenha de ser open source. Pode ser só alguns componentes ou produtos

  5. TT says:

    A FSF que vá trabalhar!

  6. Vitor says:

    Não façamos confusão. Uma coisa é a Microsoft aceitar o pedido de “noivado” do Linux e o “namoro” da FSF…outra coisa é dar-lhe acesso às mensagens do WhatsApp!! Essas são “segredo de estado”…

  7. Joselito says:

    Vou mandar a minha conta para a FSF pra ver se colocam uns euros nela de graça…

  8. golo says:

    eu também mandei o NIB da minha conta na esperança que eles já depositassem os lucros anuais, até agora nada…

  9. Louro says:

    Imagino que mesmo que eles enviassem o código fonte do Windows 7, iria demorar anos para que eles o conseguissem entender como um todo.

  10. Rodrigo says:

    Se fosse do XP ainda acreditava que ponderassem responder, agora do Windows 7 acho demasiado cedo. Além disso a MS ainda ganha dinheiro em suporte com esse SO.

  11. nelson mota says:

    mas a gnu tem o linux lite para quer lixo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.