PplWare Mobile

Já instalou o Ubuntu 18.04 LTS? Não deixe que o sistema o espie


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Nuno José Almeida says:

    Esta versão está excelente. Está de volta o bom Ubuntu.

  2. Marco says:

    Ups, até tu…. aprendeste rápido com os amigos de Redmond.
    Hora de riscar de vez o ubuntu da lista de distros.

    BTW, não me lembro de ter dito que não queria enviar dados, mas no kubuntu não encontro este ficheiro, nem a pasta.

    Cada vez mais, as minhas escolhas ficam-se pelos dinossauros, Debian, Fedora (RedHat), nas versões KDE ou XFCE.

    • Paulo says:

      Riscar o Ubuntu da lista de distros? Mas porquê? Ao contrário dos amigos de Redmond, o Ubuntu pergunta ao utilizador se quer ou não enviar os dados pretendidos. Pode escolher não enviar, pronto. Também pode desactivar outras opções na “Privacidade”. Tudo é transparente. Não percebo qual é o problema…

      Querem que o(s) sistema(s) funcione(m) na perfeição numa miríade de equipamentos mas recusam-se em enviar (só uma vez!) informações tão básicas como os dados do hardware onde o Ubuntu está a ser instalado (CPU, RAM, GPU, etc.), mesmo com a garantia de salvaguardarem o anonimato. Assim é complicado… 🙂 Mas pronto, tens a opção de não o fazer. E é assim que deve ser feito, respeitando sempre a vontade do utilizador.

      • Marco says:

        os amigos de redmond tb te deixam desligar, na instalação podes escolher o que queres partilhar.
        Não nos podemos esquecer da bronca que deram com a publicidade da Amazon.

        Mas pelos vistos, se forem os amigos de Redmond a quererem que partilhes, dando a opção de desligar, está tudo a armar confusão, se forem os meninos do ubuntu já é tudo transparente.

        • Nuno says:

          Existe uma grande diferença. Primeiro, o Ubuntu pergunta no primeiro arranque se queremos enviar ou não a informação da telemetria. O Windows nem sequer informa sobre este.
          Segundo, para desabilitar a telemetria no Windows precisas de ir ao editor de registos ou às políticas de grupo, pois através das definições não dá para o desabilitar na totalidade.
          Terceiro, o que é partilhado com a Microsoft não é transparente pois ninguém sabe o que é enviado, o que não acontece neste caso, pois a canonical deixa-nos consultar o que é enviado.

        • Paulo says:

          Hehe a sério que estás a equiparar a informação que o Ubuntu pede – e como esta é processada – com a dos amigos de Redmond? Bom, I rest my case 🙂

    • Marcos Nascimento says:

      São enviados dados do sistema e de hardware visando a melhoria do produto e você tem a opção de aceitar ou não. A google espiona tudo todo o tempo e ninguém fala nada.

  3. Linuxo Lord says:

    Isto é absolutamente nojento. Já nem no linux se pode confiar. Daqui a pouco só compilando o kernel de raiz nos safamos…
    Gananciosos de *****

    • Spoky says:

      É de rir com essa palhaçada, depois queixa-se “Cada vez fica pior este sistema, não corrigem nem sabem deste X ou Y problema” meu caro, para haver soluções há que ter conhecimento dos erros, bugs e vulnerabilidades e/ou problemas no sistema. Sem recolha de dados torna-se praticamente díficil (não impossível), de melhorar ou ter uma perceção rápida dos problemas.

      Podes sim, utilizar o feedback dos utilizadores do forum entre outras plataformas de report de bugs e vulnerabilidades, mas porem o conhecimento desses problemas é MAIS LENTO como deves calcular.

      Dai esse teu comentário ser tão ridiculo ao ponto de arriscar de dizer, que tu comes e aceitas SEM LER, é como os contratos. Imagino quantas vezes já não deves ter sido enganado!

      • Marco says:

        Eu não sei como vais detectar problemas e corrigir com este tipo de informação

        Which version of Ubuntu you’re installing (including which flavour)
        Whether you have network connectivity
        Hardware stats, including CPU, RAM, GPU, etc
        Your device vendor (e.g., Dell, Lenovo, etc)
        Your country
        How long your install took to complete
        Whether you have auto login enabled
        Your disk layout
        Whether you chose to install third party codecs
        Whether you chose to download updates during install

        Mas se conseguires ter informação de bugs através desta informação. Força.

    • VaGNaroK says:

      heuaheuahueHUHAUEHUAHEUAE!!!!! Que piada de comentário, alguém dê um chapeu “Daqueles” para ele e coloque-o no canto da sala de aula olhando para a parede.

  4. Rogério Fernandes says:

    O pessoal aqui deve mesmo ter uma vida de politico para estar com medo da privacidade.
    Há de chegar o dia que não haverá privacidade em nenhum browser e SO, e?
    Quem não tem nada a esconder, não se sente ameaçado.

    • jose antigo says:

      espero que não, mas se chegar o dia em que a tua opinião/escolha seja crucial para algo como 3ª guerra mundial onde terás de escolher se és a favor ou contra uma das partes e nesse momento quando comentares que este ou aquele não deve fazer isto ou aquilo e te forem buscar toda a tua opinião na net, ai já vais ver se a tua privacidade conta ou não.

      Apesar de quem não dever não deve temer também acho uma piada a essa frase de mer**, pois podemos não dever e não querer partilhar nada com ninguém na mesma.

    • Spoky says:

      Abre as portas da tua casa, não uses cortinas. Tens portas dentro de casa? Remove. Tens vidraças opacas? Utiliza as transparêntes.

      Afinal de contas quem não tem nada a esconder, pode sempre demonstrar isso. Não é Rogério? EU quase, quase aposto que tens portas em casa! Ah e que usas cortinas ou tens! E também aposto que trancas o carro e a porta de tua casa!

      Força Rogério, vai luta e demonstra que não tens nada a esconder, demonstra a vizinhança o que tu fazes dentro de Casa, a que horas comes e discutes com a Mulher lá por Casa. Quem manda la dentro e claro quem veste e faz o papel de Homem lá em Casa, seria um gozo se fosse a tua mulher (não por mim, mas sim pela vizinhança).

    • Browseador says:

      Sempre o mesmo argumento do “quem não deve, não teme”… usado milhões de vezes e já rebatido outras tantas.

    • William Neis says:

      Os burros não sabem se proteger, já quem realmente sabe não fica preocupado . No meu caso, eu sei como!
      Internet é pra quem sabe usar, não pro tiozão que só usa facebook =p

  5. JeremiasMuitoLOKO says:

    Comparar as informações recolhidas pela Ubuntu com as informações recolhidas pelo Windows 10 é muita loucura.

    PS: Eu não uso Ubuntu, uso Fedora e deixo que eles recolham a porr* toda, pq eu sei o que está indo e se eu tiver dúvidas posso ler o código. Tente fazer isso no Win10!

  6. Caio Cesar says:

    Só desconectar o cabo de rede que funciona, parem de chorar.

  7. Pedro says:

    Chamar a isto espiar, quando sabemos exactamente que tipo de informações recolhem e nos, e é explicitamente perguntado se permitimos ou não, e quando as informações não identificam a pessoa, esta longe de ser correcto.

    E comparar estas informações com as que o W10 recolhe é um absurdo.

    Este artigo está abaixo da fasquia habitual.

    • Spoky says:

      “Espiar” é um termo muito relativo, tecnicamente esta a “Espiar” mas não é aquele Espiar de espiar que todos nos entendemos. Ao fazermos uma recolha de dados estamos técnicamente a “espiar” os dados dos nossos utilizadores, como é que denominas um utilizador newbie que nem sabe deste controlo, tecnicamente esta a ser “espiado” e nem sabe correto?

      É muito relativo, mas comparar isto a recolha de Dados e Telemetria da Microsoft é mesmo de doidos, a Microsoft recolhe muito mais que isto. E em multiplos serviços e nem mesmo desactivando resolve. Microsoft -> Big DATA.

    • Marco says:

      Sabes que a MS tb começou a assim? Começam a pedir que partilhes poucas coisas e depois qd deres por ela, já estão a coletar mais do que deviam sobre o argumento que é para ajudar a tornar o sistema melhor.

      • William Neis says:

        Se quisessem ajudar a melhorar o sistema faziam quizzes, perguntavam-lhe nos fóruns oficiais, ou via feedback (pessoal). Seria bem melhor que enfiar essas tralhas no sistema. Já não basta a confusão a cerca do Debian e do Deepin, ora pois…

    • William Neis says:

      É um spyware bonzinho

  8. Carlos Costa says:

    lol que hipocrosia chamar a isto de espionagem quando se tem apple/google/facebook/instagram/whatsapp xD

  9. ervilhoid says:

    Acho que alguns nem leram, se realmente for essa a informação que envia, que problema tem?

    • Vasco says:

      Nem mais.
      Sempre que as aplicações me perguntam, nunca deixo levarem informação nenhuma. No entanto informação do género “Hardware” ou “Se decidiu instalar codecs de terceiros” parece-me essencial ao desenvolvimento de um OS e não me parece ter problema nenhum eles recolherem-na.

      Acho que o titulo da noticia é para lançar a confusão (click bait)

    • William Neis says:

      Muito, principalmente se a pessoa não quiser que nada seja enviado.
      Ah mas é dados vagos, dados que não identificam o usuário…
      Tudo bem, pode até ser, mas se a pessoa AINDA assim não quiser que seja enviado? Tem de haver essa possibilidade. Se não, sempre há outras distros ao redor. O mundo não gira em torno da Canonical ou Ubuntu.

  10. Costa says:

    Há que perceber uma coisa, qualquer projecto empresarial, tem de dar lucro, repito, lucro.
    Se a Canonical, a Microsoft, ou outra qualquer empresa lança um novo serviço, ou software, até o pode fazer sem custos para o utilizador, mas no final do dia, a empresa tem de conseguir ganhar dinheiro.
    Ora software livre, só por si, não dá lucro. Lucro, e muito, dão depois as soluções à medida e manutenção, suportadas por software livre.
    Ora, toda a empresa hoje sabe que anda uma mina de ouro há mão de ser explorada, metadados.
    Eu não sei afirmar com axactidāo se o Ubuntu espia ou não o utilizador, nem que dados ao certo recolhe, não uso Ubuntu. O que sei é que quem quer estar relativamente seguro em relação á telemetria, deve sempre considerar projectos comunitários, fora da alçada de qualquer empresa.
    Em relação às distribuições de Linux, algumas muito famosas são mais “livres” que outras.
    Das mais livres, encontramos: Debian, Slackware, Gentoo, Arch, NixOS, GuixSD por exemplo.
    Todas com gestão de pacotes diferente, com a possibilidade de ter um modo de arranque diferente, e com a possibilidade de correr um kernel Linux libre, ou seja, realmente têm filosofias/visões diferentes do que deve de ser uma distribuição de Linux. Depois existem mais umas centenas, muitas são meras cópias destas com o ambiente gráfico X, e depois temos aquelas que são suportadas por projectos comerciais, como tudo o que vem da RedHat, Canonical, e mais umas tantas.
    Se sou contra alguma relação comercial com Linux, claro que não, mas também sei fazer escolhas, simples.

  11. William Neis says:

    Sugestão de pauta:

    Ensinar a remover o Amazon, pode ser dando um rm no maldito.
    Ensinar a remover o Apport
    Ensinar a remover completamente o popcon (popularity-contest), assim evita que de alguma forma ele seja *iniciado* sem a pessoa saber… Sabe, né? Windows 10 feelings…

    Um belo
    sudo apt remove popularity-contest && sudo apt purge popularity-contest
    No terminal já daria caso do popcon =)

    E quanto as queridos amigos acima, que acham que isso não é espionagem, bem… estão enganados. Qualquer tipo de telemetria, mesmo que seja pro bem é um tipo de espionagem, mas vai do usuário querer dar seus dados, mesmo que eles não o identifique, ainda assim identifica a máquina do usuário.

    De qualquer jeito sempre tem uma forma de evitar isso.
    A Canonical está seguindo muitos dos passos da Microsoft, soube de gente que largou o Windows por causa disso.

  12. Altino says:

    U U U BUNTUUUU
    é só bloat essa cacarela

  13. Edilson Ferreira says:

    Porque nao pergunta primeiro se o usuário aceita que recolham dados do seu computador? Estas empresas….

  14. ked says:

    É de borla e mesmo assim não querem ajudar no seu desenvolvimento. Por isso é que deixei de ser developer no mundo Linux. Querem borlas, programem vocês!

  15. Sérgio says:

    Meu computador não inicia o Ubuntu 18.04.Não sei o que está acontecendo.Meu pc suporta W10 atualizado ,mas não inicia o Ubuntu 18.04.Já instalei várias vezes do modo como sempre fiz há anos.:intalação limpa.Já até atualizei o via rede e nada.Não passa da tela de login .Não acho que seja problema do pc ou erro meu.Penso que o problema seja essa nova versão,mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.